Wagyu – Tudo sobre a carne de boi japonesa kobe beef

, ESCRITO POR

Wagyu ou Kobe beef é uma carne especial e deliciosa do gado wagyu, criado na província de Hyogo. Considerada uma carne premium e uma das mais caras do mundo. Neste artigo vamos falar sobre essa deliciosa carne japonesa.

A palavra wagyu [和牛] significa literalmente “Vaca japonesa”, onde “wa” significa “japonês” e “gyu” significa “vaca”. O Wagyu é uma das carnes mais saborosas e mais caras do mundo, chegando a valer mais de US$ 1.000 o quilo. 

Essa carne, conhecida como “kobe beef” uma referência à cidade japonesa de Kobe, No Brasil essa carne pode ser encontrada por cerca de 200 a 2000 reais o quilo, seu custo pode ser muito maior dependendo da qualidade e do tipo da carne.

Sumário do Artigo
- Diferenças da carne wagyu com carne comum
- Como são as vacas japonesas da carne wagyu
- A história da Carne Wagyu
- Matsusaka, Omi e Yonezawa - Outras carnes wagyu
- Já comeu a carne japonesa?

Quais as diferenças da carne wagyu com a carne comum?

O Wagyu além de ser uma carne conhecida por ser macia e saborosa ao ponto de derreter na boca, ela também é rica em Omega-3 e Omega-6 diferente das carnes comuns. Portanto, comer Wagyu, é uma opção saborosa e saudável.

Wagyu - Guia definitivo da carne japonesa kobe beef

A carne Wagyu se destaca por sua textura melosa, uma grande quantidade de gordura intramuscular, que é responsável pelo seu extraordinário aroma e gosto. A qualidade da carne é garantida pelas etiquetas de cada peça.

Elas vêm com um código que mostra a origem do animal, data de nascimento, informações da fazenda, data do abate e qualidade. Esta qualidade é dada através de uma rigorosa avaliação com base em marmoreio (sashi), cor e brilho da carne, além de gordura, firmeza e, finalmente, textura.



Como são as vacas japonesas da carne wagyu

Apesar de wagyu referir-se as vacas japonesas, apenas 4 tipos de vacas do Japão são consideradas wagyu. Entre elas temos a preta (Japanese Black), chifre curto (Japanese Shorthorn), marrom (Japanese Brown) e mocha (Japanese Polled).

No total existem cerca de 6 raças de vaca pura de origem japonesa. O Preto Japonês é uma das raçås wagyu mais populares do Japão, preenchendo 90% da carne wagyu.

Wagyu - Guia definitivo da carne japonesa kobe beef

As vagas wagyu são tratadas da melhor maneira possível. Antigamente elas costumavam desfrutar de massagens, cerveja e saquê como uma parte de sua dieta, embora tal prática atualmente não seja tão comum.

Alguns dos abrigos dos bois japoneses tem pisos aquecidos e tocam até música clássica. Infelizmente, as informações e pesquisas sobre a carne do gado melhorar com massagem e cerveja foi classificado como mito e mal-entendido.

Os japoneses acreditavam que a massagem consegue ajudar a entremear mais gordura na carne e, assim, melhorar a classificação de marmoreio. Já a cerveja ajudaria na digestão da comida, aumentando o aproveitamento do alimento no corpo do boi.

Wagyu - Guia definitivo da carne japonesa kobe beef

Enquanto no Brasil as raças de gado acabam se cruzando e criando carnes misturadas. As vacas japonesas se mantém pura sem cruzamento de raças, mantendo assim a carne com uma qualidade única.

A História DA CARNE WAGYU e DO KOBE BEEF

O gado foi introduzido no Japão no século II d.C. como animais de trabalho e usados no cultivo de arroz. A topografia montanhosa das ilhas do Japão resultou em pequenas regiões de criação isoladas, cultivando rebanhos que desenvolveram e mantiveram qualidades em sua carne que diferem significantemente de outras raças de gado.

O Wagyu não é tão conhecido no Brasil, apesar de estar no país há mais de 20 anos. “Ainda é um paladar pouco explorado e muito restrito a quem pode pagar”, diz Belarmino Iglesias, presidente do conselho administrativo do grupo Rubaiyat, que reúne fazendas e restaurantes.

Wagyu - Guia definitivo da carne japonesa kobe beef

Uenishi diz que há diferenças entre a carne de wagyu do Brasil e do Japão. “A carne de lá é mais adocicada, derrete mais na boca do que a daqui e sua cor é mais clara do que a nossa”, afirma.



Matsusaka, omi e yonezawa – outras carnes wagyu

Neste artigo mencionamos a carne wagyu sendo produzida em Kobe, mas também existem outras carnes wagyu sendo produzida em outras regiões do Japão. Temos a Matsusaka beef, Yonezawa beef, Mishima cattle e Omi beef.

A carne de Matsusaka é rica em gordura e produzida na cidade de Matsusaka na região de Mie. Cerca de 2500 vacas são abatidas por ano, onde apenas 100 gramas chega a custar 5000 ienes (150 reais).

Wagyu - Guia definitivo da carne japonesa kobe beef

Yonezawa é outra dos 3 tipos de carne wagyu mais famosos do Japão. Sua origem é da cidade de Yonezawa na próvincia de Yamagata. Outra carne bastante popular, conhecido como a carne japonesa mais antiga, se localiza na província de Shiga na cidade de Omi e leva seu nome.

Mishima cattle significa literalmente Gado Mishima. É uma raça de gado rara e em perigo de extinção, se localiza apenas na ilha de Mishima e é uma das 6 raças de gado nativo do Japão. Sua carne é muito rara e cara, sendo uma das mais valiosas do Japão.

Já comeu a carne wagyu?

E você ja experimentou essa delicia de carne wagyu? Se você for no Japão não deixe de experimentar! Ou se você puder desembolsar num restaurante aqui no Brasil, vale muito a pena.

Wagyu - Guia definitivo da carne japonesa kobe beef

Em cada uma dessas províncias você pode encontrar diversos tipos de carne premium em restaurantes de yakiniku ou shabu shabu. Assim você tem a chance de experimentar essa deliciosa carne japonesa, sem desembolsar muito.

É claro que não temos a certeza da origem da carne sem o certificado ou sem ser de uma loja de confiança. A carne japonesa em si já é bem diferente da carne ocidental, muito mais gostosa, principalmente no churrasco japonês.

Espero que tenham gostado desse artigo que fala tudo sobre a carne wagyu e seus derivados. Se gostou não deixe de compartilhar e deixar seus comentários. Obrigado e até a próxima!

Compartilhe Nosso artigo:

Comentários do site