in , ,

Veja porquê japonês é um idioma muito fácil

japonês
Compartilhe nas redes sociais:

Muitos acreditam que o idioma japonês é muito difícil de aprender. E realmente ele assusta por causa dos seus milhares de ideogramas. Porém, a realidade é que o idioma japonês é muito simples, neste artigo eu vou tentar mostrar em que sentido o idioma japonês é muito simples e fácil de aprender.

Vale deixar claro que todos os idiomas exigem dedicação e paciência para aprender. Eu pessoalmente acredito que o fato de falarmos português torna o processo de aprender japonês um pouco mais difícil.Tudo isso porque o português é um idioma muito complicado, cheio de regras gramaticais e possui uma estrutura diferente. Chega de enrolação e vamos entender porquê aprender japonês pode ser mais fácil do que imaginamos.

Simplicidade na gramática e verbos

Diferente do português, o japonês não possui milhares de conjugações verbais ou pronomes. Enquanto o português possui 10 tempos verbais no indicativo e 6 no subjuntivo, o japonês possui apenas 2 o presente e passado. No japonês os verbos não conjugam conforme o sujeito.

O exemplo abaixo mostra o tanto de variações diferentes que existem do verbo Ir em português e como é pouco no Japonês:

  • Português – Ir – vou, vais, vai, vamos, ides, vão, fui, fostes, foi, fomos, fostes, foram, ia, ias, ia, íamos, íeis, iam, fora, foras, fora, fôramos, fôreis, foram, irei, irás, iremos, ireis, irão, iria, irias, iria, iríamos, iríeis, iriam, vá, vas, vá, vamos, vades, vão, fosse, fosses, fosse, fôssemos, fôsseis, fossem, for, fores, for, formos, fordes, forem, vai, vá, vamos, ide, vão, ires, irmos, irdes, irem.
  • Japonês 行く – iku – iki(masu), ikou, ike(nai), itte, itta, ika.

Apenas o iku já é capaz de ser utilizado na maioria dàs vezes. Essas variações mostradas acima são apenas para acrescentar uma terminação que muda a frase para o passado, presente, negativo ou para dar polidez, condição, ênfase e etc. (masu, mashita, nai, tte, ta, nda, zo.)

O japonês também não possui gênero (masculino e feminino) nos substantivos e nem plural. E também não existe artigo definido nem artigo indefinido na língua japonesa.

Pronuncia e sílabas do Japonês

Devido ao fato de falarmos português, aprender a pronuncia japonesa é muito fácil. Diferente do inglês, as sílabas japonesas são parecidas com a do português, assim a pronuncia não é uma dificuldade. Sem falar que o japonês possui menos sílabas que a maioria dos idiomas (109) e elas não mudam de tonalidade (palavras).

Outra coisa que facilita o aprendizado de japonês é que apesar de existirem 109 silabas, existem apenas 46 kana (tipo letras) que representam as sílabas. O japonês utiliza 2 alfabetos compostos de 46 kana que formam 71 sons diferente. Isso é possível porque alguns kanas possuem a pronuncia diferente por causa de 2 pontinhos ou uma bolinha que é colocado em cima deles. Veja alguns exemplos abaixo:


ka

ki

ha

ba
へ 
he

ga

gi

gu

pa

pe

 

Dominando esses 46 kana (hiragana e katakana) e os 71 sons, você é capaz de falar e ler qualquer palavra e texto em japonês que não possuir ideogramas, ou que utilizarem furigana (kana em cima dos ideogramas).

Formação das palavras do Japonês

Outra prova de que o japonês é um idioma fácil, é o fato de que muitas palavras tiveram origem do idioma inglês e do português. Muitos substantivos como objetos, nome de animais e até mesmo alguns verbos tiveram sua origem de outro idioma ou possuem uma versão estrangeira. Essas palavras de origem estrangeiras são escritas utilizando o katakana.

Apesar de muitos terem medo dos ideogramas (kanji), a realidade é que eles são muito úteis. O japonês se torna muito mais fácil e compreensivo quando você começa a entender os ideogramas e ver que eles dão vida as palavras. Alguns ideogramas são compostos de elementos e formas que fazem todo sentido, como se tivéssemos vendo o significado da palavra. Assim como o alemão, podemos facilmente perceber que muitas palavras do japonês são junções de outras palavras como nos exemplos abaixo:

  • (mão) + (papel) = 手紙 (carta). Junção de 2 ideogramas formando uma palavra.
  • (arvore) = (bosque) =  (floresta). Tudo isso com um único ideograma.
  •  (arvore) +  (mesa) = (escrivaninha). 2 ideogramas diferentes se tornaram um ideograma.

Conclusão

O japonês é um idioma super simples e fácil, sua dificuldade é a memorização dos ideogramas e a sua escrita. A gramática, apesar de ser simples, pode ser complicado por ser diferente do português, então leva um bom tempo até acostumarmos a não trocarmos as ordens das palavras. O japonês também pode se tornar bastante complexo por causa de suas variações, dialetos, formalidade e polidez. Sem falar nas inúmeras formas de contagem e outros elementos que podem fazer você quebrar um pouco a cabeça.

Sendo assim, eu acho muito mais fácil aprender o idioma japonês, apesar de exigir um tempo mais longo e uma grande dedicação para dominar os ideogramas. O que você acha do idioma japonês? Acha fácil? Deixe sua opinião nos comentários.

Compartilhe nas redes sociais:

What do you think?

0 ponto
Upvote Downvote

Total de votos: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Kevin

Obrigado por ler nosso artigo, agradeço aos comentários e compartilhamentos. Sou o administrador deste site e quero tornar esse o maior portal de cultura japonesa do Brasil. Agradeço a colaboração!

One Comment

Leave a Reply
  1. Se você assistir bastante coisa em japonês, como anime ou filmes e séries, fica fácil. Eu entendo japonês só de ouvir mas não sei escrever. Pra isso serve a itnernet rs

Comentários do site

aegi

Criando Karaokê com o aegisub

Traduzindo músicas: World is mine – Hatsune Miku