Quais os principais problemas do Japão?

, ESCRITO POR


Sabemos que nenhum lugar no mundo é perfeito. Apesar de constantemente falarmos as coisas boas do Japão, temos que fixar os olhos de vez em quando as coisas ruins. Nesse artigo vamos falar sobre os principais problemas do Japão.

Anteriormente escrevi sobre o Lado Negro do Japão. Naquele artigo eu escrevo de uma forma generalizada e crítica em resposta de outro artigo generalizado que falo das coisas boas e as mentiras sobre o Japão.

Recentemente recebi um comentário de uma pessoa chamada Demis Aoki. Seguindo o pedido dele, desejo compartilhar seu belo comentário em forma de artigo. Ele é um Sansei formado em TI e já morou no Japão 3 vezes.

As vezes existe um grande equívoco em pensarem que sou parcial em relação ao Japão. Na realidade eu apenas prefiro não aprofundar muito no assunto devido ao público dividido que tenho. Acredito que olhar os pontos positivos também trás mais resultados ao site.

As vezes acabo me contradizendo tentando ser imparcial. Eu sempre procuro ver o lado bom das coisas, depois de anos tendo ódio pelo Brasil e sua Cultura, hoje me contento em viver nesse país perigoso tentando tirar o bom dele.

Apesar de concordar com 100% com o comentário abaixo, acredito que ainda assim existem situações que devemos aplicar o shouganai. Sem mencionar que na maioria das vezes critico apenas as generalizações.

Sumário do Artigo
- Japão dividido em 3 gerações
- Os problemas nas fábricas do Japão
- Discriminação no Japão
- O comportamento dos japoneses
- Conclusão do comentário 

Japão dividido em 3 gerações

As palavras a seguir pertence a Demis Aoki: Atualmente o Japão passa por uma fase complicada, onde existem 3 gerações conflitantes dentro da sociedade japonesa.

  • Geração entre 1 e 17 anos
  • Geração entre os 18 e 50 anos
  • Geração acima dos 51 anos.

Não é segredo que atualmente o Japão está passando por uma grave crise de falta de mão de obra, devido ao baixo índice de natalidade, somado com a mortalidade dos idosos que por sua vez tem um alto índice de longevidade e isso está ironicamente deteriorando a economia do país.

A questão é que o Japão tem um dívida interna maior que a externa, sendo assim, a geração que está entre os 18 e 50 anos está praticamente sustentando o resto da população, pois os idosos representam praticamente 1/3 da população japonesa.

O Japão é um país conhecido pela superação, mas acontece que o problema está justamente na conduta da própria sociedade japonesa.

Obviamente nunca devemos generalizar e apesar de haverem exceções, a maneira que encontrei para conseguir entender parte do comportamento da sociedade japonesa é dividindo em 2 grupos simples: Os que tem instrução e o que não têm.

Quais os principais problemas do Japão?

Parece meio óbvio, mas acontece que muitas vezes não percebemos isso, porém, praticamente todas as sociedades do mundo fazem essa distinção e se tratando dos japoneses, isso é bem considerável.

Um equívoco muito comum é “achar” que os japoneses são inteligentes, entretanto, isso é muito mais ligado a cultura do brasileiro, onde os japoneses eram destaques e estavam presentes na maioria dos cursos superiores mais disputados do Brasil, porém, isso está diminuindo e hoje vemos outras nacionalidade como os chineses desbancando os japoneses.

A questão é, sabendo que o Japão é um país isolacionista em essência, nacionalista e opressor por necessidade coletiva, obviamente isso terá efeitos colaterais.

Os problemas nas fábricas do Japão



O Brasil é um país problemático, mas não se compara com o Japão por vários fatores que não há necessidade de citar por serem evidentes demais.

Aparentemente a opressão é um reflexo da cultura em se manter a todo custo um sistema que supostamente funciona, porém, não é o que os resultados estão mostrando recentemente.

É muito comum ver estrangeiros falarem mal dos japoneses, mas esquecem de esclarecer que estes em sua maioria estão acima dos 45 anos, ocupam cargos de gestão sem ter qualificação, pois no Japão ainda é adotada a cultura de promoção de cargo por tempo de casa.

Quais os principais problemas do Japão?

Claro que existem japoneses que trabalham em fábrica que são providos de uma gentileza sincera e prezam pelos valores e princípios. Atualmente as leis trabalhistas no Japão estão mais rígidas, mas longe de ser ideal para os estrangeiros.

Mas isso é um reflexo onde para nós brasileiros, estamos acostumados com leis trabalhistas que estão em sua maioria das vezes a favor do trabalhador, porém, no Japão, não é bem assim.

Discriminação no Japão?

Com relação ao tratamento e discriminação, é evidente que isso existe no mundo todo, mas devemos entender que há questões que devem ser observadas. Ser discriminado em um estabelecimento comercial é algo extremamente raro e isso iria manchar a imagem do estabelecimento, mas se tratando de ambiente de fábrica, é outra história.

Muitos estrangeiros se sentem discriminados dentro das fábricas, apesar de atualmente o ministério do trabalho fiscalizar as empresas e limitar as horas extras, com o intuito de combater o abuso das empresas e evitar novos casos de karoshi [過労死].

Em algumas empresas, na época de alta produtividade, ainda é muito comum ver estrangeiros serem coagidos a fazerem horas extras sem querer fazer ou precisar, pois corre-se o risco do contrato de trabalho que já é curto, em torno de 2 a 6 meses no máximo não serem renovados.

Quais os principais problemas do Japão?

Por isso é muito comum ver estrangeiros se sujeitando a humilhações injustificáveis dentro das fábricas ou mudando de emprego com bastante frequência.

Tente argumentar isso, a maioria das fábricas japonesas não contratam estrangeiros diretamente, usando empreiteiras para terceirizar a mão de obra, e quando o fazem, exigem que o estrangeiro faça um teste de idioma para realizar um serviço que não exige o idioma?

Qual seria a justificativa de uma empresa fazer testes para um estrangeiro ficar realizando tarefas consideradas simples e que não exigem o domínio do idioma?

As pessoas precisam tomar mais cuidado quando se referem ao fato de que existem “muitos” estrangeiros ocupando cargos importantes dentro de empresas, apenas para justificar a empatia que tem com o Japão.

O comportamento dos japoneses



A verdade é que são muitas as variáveis que definem o comportamento dos japoneses, mas a que está deteriorando a sociedade de uma maneira geral é o fato deles não terem habilidades em se relacionar com o que é diferente.

Se nós ocidentais temos dificuldade em lidar com problemas de relacionamento, imagine os japoneses?

Priorizar a reconstrução da nação após uma guerra ou catástrofe é compreensível, mas esquecer de voltar os olhares para aqueles que compõem a mesma não faz muito sentido.

Ou seja, padronizar comportamentos de forma militarizada pode até ter funcionado durante um tempo e naquela determinada situação, mas não me parece tão vantajoso a longo prazo, principalmente se toda essa formalidade acaba se estendendo para o âmbito familiar, causando o distanciamento nas relações afetivas.

E relações verdadeiras, exige espontaneidade, gerar intimidade, caso contrário, vão voltar no tempo do casamento arranjado “MIAI” e nos dias de hoje, acredito que não iria funcionar.

Infelizmente isso não é apenas culpa dos japoneses, mas também da mídia e de todos nós que compartilhamos ideias equivocadas que temos sobre eles.

Quais os principais problemas do Japão?

Apenas como exemplo, algum tempo atrás, assisti um vídeo de um canal onde em uma grande Influencer Digital (sem querer citar nomes) determinado momento, ela comenta sobre a higiene bucal dos japoneses, nele ela faz um comentário tendencioso, talvez, por ser casada com um japonês.

O estranho é que ela tenta argumentar sem sucesso e se contradiz, citando que eles usam um spray e que a pesquisa foi feita apenas em ambientes de escritório onde dizia que 70% dos japoneses escovam os dentes, sendo o Japão um país altamente industrializado. onde 60% das empresas são fábricas de pequeno, médio e grande porte.

Ou seja, parece que o fato dos japoneses não terem uma higiene bucal adequada, diminuirá o que eles representam para o resto do mundo. Seria a mesma coisa de não querer reconhecer que o Brasil é um pais violento!

Não consigo entender esse tipo de posicionamento, onde a pessoa abre mão de seus princípios para defender algo que ela no fundo não concorda.

Aliás, durante todos os 10 anos morando no Japão, presenciei somente 2 japoneses escovarem os dentes depois do almoço e isso não quer dizer nós brasileiros somos melhores ou uma referência em saúde bucal, apenas que a maioria dos japoneses não costumam escovar os dentes e ponto (assim como muitos outros países).

Conclusão do comentário

Demis Aoki encerra seu comentário falando que reconhecer os problemas do Japão não o torna ruim. Devemos aceitar que o mundo não é perfeito, muito menos o Japão. Aprimore sua maneira de pensar!

Ele afirma que o Japão tem muitas oportunidades, mas também possui muitos problemas graves que precisam ser corrigidos.

Talvez os leitores não tenha compreendido muito bem as questões abordadas nesse artigo. O ponto essencial é que muitos reclamam desses aspectos do Japão, enquanto eu pessoalmente prefiro ignorar e aceitar.

Eu sempre uso a ilustração de uma folha branca com pontos pretos. Todos que olharem para folha vão prestar atenção apenas nos pontos pretos e não no branco. Eu pessoalmente prefiro olhar o branco (as coisas boas) da folha para assim ter uma vida melhor.

Apenas vivenciando tal realidade para sentir desgosto a ponto de criticar tais aspectos. Minha realidade é totalmente diferente de todas, então acaba que não sou afetado pelos problemas mencionados no artigo, o que não me deixa simpatizado.

Mas como o próprio Demis comentou, devemos aceitar que o mundo não é perfeito. Infelizmente muitos não aceitam, acabam é generalizando e criando um ódio pela nação ao invés de apenas aos envolvidos.

Claro que o assunto é muito complexo para ser discutido apenas nesse artigo. Além de ser difícil qualquer uma das pessoas envolvida ter uma opinião totalmente imparcial.

Caso queira saber mais sobre o ponto de vista que tenho sobre as reclamações ou sobre os problemas do Japão, recomendamos ler os artigos abaixo:

Agradeço ao Demis Aoki por dar esse belo comentário. Se gostaram do artigo, compartilhe com os amigos e deixe seus comentários. Esperamos receber mais opiniões e artigos para aumentar mais o conteúdo desse site.

Compartilhe Nosso artigo:

2 comentários em “Quais os principais problemas do Japão?”

  1. Interessante esse artigo. Espero que possa trazer opiniões de mais pessoas que conheceram o Japão (opiniões claras e imparciais, lógico).

    “hoje me contento em viver nesse país perigoso tentando tirar o bom dele”

    Kevin, desistiu da idéia de sair do Brasil? =P

    • Sem dinheiro sair do Brasil é difícil…

Comentários do site