Como a pornografia afeta negativamente os japoneses

, ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

[ATENÇÃO] Quer Aprender Japonês? Clique aqui e acesse um curso gratuito!

Compartilhe com seus Amigos!

A pornografia é capaz de afetar negativamente a sociedade japonesa? Os japoneses constantemente são taxados de infelizes, depressivos e suicidas. Por mais que grande parte seja generalização, nesse artigo vamos ver como a indústria pornográfica do Japão tem uma grande participação nisso.

Estamos falando sobre os japoneses porque nosso site fala sobre o Japão, mas esse artigo pode abranger todas as pessoas. Claro que não podemos esquecer de destacar que o Japão é bastante estranho quando se trata da indústria do sexo.

Lembrando que esse artigo trata-se de um raciocínio e opinião pessoal. Também deixo claro que esse artigo não tem nenhum teor religioso. Muitas coisas aqui foram conclusões de estudos científicos e experiência própria.

As consequências da Pornografia

Antes de falarmos um pouco sobre o Japão e como a indústria sexual tem afetado os japoneses, temos que discutir um pouco sobre as consequências que o vício em pornografia e masturbação causa nas pessoas em geral.

Muitos discutem se a pornografia é capaz de afetar ou não uma pessoa, mas aqueles que já foram viciados e tentaram se abster-se disso, sabem muito bem que não existe absolutamente nada de bom vindo da pornografia.

O principal problema não é você assistir pornografia e se masturbar, mas sim ela controlar você. Por mais que desejos sexuais sejam naturais, a pornografia não passa de uma armadilha mental que te engana.

Basta teclar um pouco no Google para saber que o vício em pornografia e masturbação pode prejudicar os relacionamentos, causar ansiedade, depressão, estresse, fobia social, desanimo, preguiça, negatividade, disfunção sexual, ejaculação precoce, impotência sexual, disfunção erétil, falta de interesse por sexo e muitos outros problemas.

Como a pornografia afeta negativamente os japoneses

Não é preciso ter uma religião e uma consciência pesada para sentir os efeitos negativos da pornografia e do vício em masturbação. Mais de 90% dos japoneses não tem uma religião que condena tal prática, mas mesmo assim podemos ver facilmente as consequências que eles sofrem.

O sexo faz parte da vida de todos os seres humanos, então naturalmente bilhões de pessoas caem nesse laço e simplesmente não conseguem parar ou ver as consequências disso. Principalmente os jovens e crianças que não tem uma vida sexual ativa.

Vivemos numa geração cheio de pessoas estressadas e ignorantes, onde os casamentos e relacionamentos não duram, onde a depressão e ansiedade são as doenças do século. Vai negar que a pornografia não teve nenhum papel nisso tudo?

Se alguém acha que é capaz de defender a pornografia de alguma forma, tente ao menos passar 1 mês sem se masturbar e ver pornografia e me diga se isso foi fácil. Essa prática realmente esgota a energia e vida de muitas pessoas.

A DIFICULDADE de manter-se livre da pornografia no Japão

Antigamente as pessoas precisavam correr atrás com dificuldade para ver pornografia. Hoje em dia ela corre atrás da gente. Qualquer pessoa de qualquer idade pode facilmente consumir esse material com um celular em poucos segundos.

É ainda mais difícil manter-se livre da pornografia no Japão. Isso acontece porque o país é bastante aberto e a indústria propaga de forma indireta gatilhos que levam a pessoa a ter uma recaída e procurar pelo material.

A pornografia já está presente e difundida no Japão a centenas de anos. Desde gravuras tradicionais como festivais do pênis, casas de prostituição no período Edo e outras coisas que estão presentes na história do Japão.

Como a pornografia afeta negativamente os japoneses

Animes focam a câmera em posições sensuais, mostram as calcinhas e os peitos das personagens, levando rapidamente qualquer pessoa a excitação sexual, fazendo com que ela corra atrás da pornografia.

Cartazes e propagandas, seções adultas em grandes lojas do Japão, programas e comerciais de TV, praticamente tudo no Japão leva uma pessoa a não se conter e se satisfazer sexualmente sem a necessidade de outra pessoa.

Por que praticamente toda mídia do Japão quer levar uma pessoa a ver pornografia? O motivo é obvio, vício gera dinheiro! Todos sabem que a indústria pornográfica movimenta bilhões apenas no Japão. Sem mencionar outros vícios como pachinko, loterias e cigarros.

Será que tem algum problema se satisfazer sexualmente de forma descontrolada consumindo material adulto? Será que isso prejudica sua vida sexual? Será que isso afeta sua mente e como você encara as coisas?

Os problemas do Japão que conhecemos

Agora como podemos encaixar o Japão e o vício em pornografia aos problemas que os japoneses enfrentam? Vamos listar algumas coisas abaixo e veja você mesmo se isso pode ter alguma relação:

  • Japoneses perdem o interesse em namorar;
  • Casais passam até meses sem fazer sexo;
  • Baixa natalidade;
  • Japoneses antissociais;
  • Falta de contato humano;
  • Falta de amor na família;
  • Alto índice de Suicídios;
  • Ijime (Bullying);
  • Pornografia infantil;
  • Machismo;
  • Egoísmo;

Praticamente tudo citado na lista acima são consequências diretas e indiretas do vício em pornografia e masturbação que o Japão propaga com tanta liberdade. Claro que existem outras causas desses problemas.

Se a pessoa é capaz de se satisfazer sexualmente através de brinquedos e de conteúdo sexual explicito e pesado, qual a necessidade de ela se envolver em um relacionamento real? Isso apenas joga a pessoa numa zona de conforto e isolamento.

Muitos japoneses disseram que preferem namorar personagens fictícios que garotas reais. Apenas uma pessoa viciada em pornografia e masturbação seria capaz de ter tal opinião.

Como a pornografia afeta negativamente os japoneses

Até mesmo aqueles que evitam pornografia mas se satisfazem com garotas de programa, não sabem o que é amor de verdade, nem tem aquela conexão que um verdadeiro relacionamento proporciona.

Então, mesmo que a pessoa não seja viciada em mídia pornográfica, sua busca sexual é vazia e resulta em muita desgraça e nas consequências listadas acima. A busca insaciável pelo prazer é uma das piores coisas que alguém pode enfrentar.

O vício nessas práticas faz com que os homens tenham dificuldade em encontrar ou conquistar uma garota. Aqueles que se esforçam em se manter livre através do reboot ou nofap conseguem rapidamente ver os benefícios sociais de se manter longe dessa praga.

Os problemas da pornografia no Japão

A pornografia no Japão tem características únicas que a distinguem da pornografia ocidental. A pornografia japonesa investiga um amplo espectro de atos sexuais e fetiches únicos.

Coisas como bukkake, gokkun, omorashi, lolicon, futanari e tentáculos são apenas a ponta do iceberg da pornografia japonesa. Ela nunca esteve tão presente na vida das pessoas como hoje.

Japoneses vivem suas vidas lendo ou criando fanfics eróticas. Você pode facilmente ver um homem ou uma colegial lendo algum manga erótico no trem. O sexo no Japão não parece ser considerado um tabu.

Os japoneses levam a masturbação muito a sério. Você pode facilmente encontrar todos os tipos de acessórios tanto para homens como para mulheres. Diferentes tamanhos, cores, formas e materiais. Tudo isso para trazer a satisfação pessoal e individual.

Como a pornografia afeta negativamente os japoneses

A pornografia incentiva a pessoa a pensar apenas nela mesmo, a se satisfazer. Todos sabem que para ter uma boa relação sexual a pessoa precisa satisfazer a parceira(o) e não a si mesmo.

Isso reflete bastante alguns japoneses que exibem traços de egoísmo e machismo. O que leva uma garota do colegial encurtar suas saias para chamar atenção para o próprio corpo? Inocência que não é!

As pessoas se deixam levar facilmente uns pelos outros, então acaba que muito mais pessoas caem nesse vício devido a influência da mídia e de outros. Basta se perguntar, porque as pessoas começam a fumar se sabem que faz mal?

Eu sempre pensava que as coisas eram piores no Brasil, onde pessoas só falam de sexo, trocam imagens e vídeos em whatsapp e usam palavras e gírias que nos faz lembrar de sexo a cada frase de uma conversa. Apesar dos japoneses serem mais reservados, acredito que as coisas lá são iguais ou piores.

Eu tenho até medo do futuro cheio de jovens com a mente deturpada. Sei que não é fácil para aqueles que se esforçam em se controlar, mas parece que o Japão ou o mundo não colabora com isso.

Pornografia não é igual Chocolate

Muitos afirmam que a pornografia não faz mal caso seja consumida com moderação, igual comer chocolate não prejudica ninguém, mas pode deixar a pessoa dependente de açúcar caso coma todos os dias.

O grande problema está no fato da pessoa conseguir consumir a pornografia de forma moderada. Infelizmente isso não acontece no Japão e em todo mundo, devido a enorme exposição do material por todas as partes.

O problema da pornografia não está em assisti-la, mas nos resultados e como isso afeta nossa mente a longo prazo. Coisas que antigamente eram consideradas tabu, hoje em dia são normais, tudo porque as pessoas não conseguem viver sem.

Como a pornografia afeta negativamente os japoneses

A pessoa sabe dos ricos que ela pode causar, mas resolvem dar aquela pequena olhadinha de leve. Quando percebem, passam-se anos consumindo tal material, onde simples vídeos de sexo não conseguem satisfaze-las, tornando-se uma busca sem fim por materiais cada vez mais pesados.

Isso acontece porque cada vez que nos masturbamos e consumimos material erótico, nosso cérebro enche de dopamina. Isso deixa ele bem loucão, querendo cada vez mais e mais dopamina. Um vício muito pior que qualquer droga.

Ao passar do tempo sua vida se torna vazia, porque você não consegue mais sentir felicidade com pequenas coisas, pra você a única coisa que te satisfaz é a pornografia. Essa é uma das piores e principais consequências de depender dela, você simplesmente perde a alegria de viver.

Os resultados da pornografia são irreversíveis! Você sempre vai lembrar de algo que viu décadas atrás, aleatoriamente um pensamento erótico vai vir na sua cabeça. Você não consegue mais encarar o sexo oposto como deveria.

NoFap – Livros e cursos para largar a Pornografia

Nofap é um movimento de pessoas que desejam parar de masturbar e ver pornografia. Existem diversos canais e comunidades que tratam do assunto e sabem que não é um processo fácil deixar de ser dependente dela.

Felizmente as recompensas são gigantes, sua vida muda totalmente depois que você deixa de ser dependente dela. Até a energia e sua aparência muda totalmente diante das outras pessoas. Você se sente muito mais motivado a realizar seus sonhos.

Eu não quero perder tempo discutindo se a pornografia é ou não prejudicial. Se você quiser continuar nessa vida, essa decisão é sua! Eu estou apenas escrevendo o que eu penso… Então, abra sua mente!

Espero que tenham gostado do meu raciocínio nesse artigo. São tantas coisas para se aprofundar que eu deixei de lado um pouco o Japão. Se gostou compartilhe com os amigos e deixe seus comentários.

Vamos recomendar livros e cursos que podem te ajudar. Claro que simples livros e cursos não vão livrar as pessoas da pornografia. Essa é uma luta diária que você vai ter a vida inteira e que a vitória dependente totalmente de você.

R$ 26,59
R$ 35,00
in stock
12 new from R$ 26,59
Como a pornografia afeta negativamente os japoneses - blank 1Amazon.com.br
Free shipping
Last updated on 29 de setembro de 2020 10:43 PM

Compartilhe com seus Amigos!

5 comentários em “Como a pornografia afeta negativamente os japoneses”

  1. Como educador, mesmo que já aposentado, entendo perfeitamente sua preocupação em relação às deturpações do consumismo sobre os aspectos vulneráveis da natureza humana. E sei que não foi sua intenção de modo algum desrespeitar o festival japonês, espero que não interprete mal meu comentário!

    O culto fálico em si têm paralelos em muitas culturas antigas e ambos os órgão sexuais são vistos de forma extremamente reverente em tradições tântrico-sexuais. Nestes ensinamentos, o sexo é tratado de forma extremamente séria e mística, nada tendo a ver com a exploração materialista do tema por interesses espúrios de lucro financeiro.

    Já no caso do festival japonês, pelo que entendi, o falo em si nem objeto do culto é mas sim um símbolo votivo (ou seja, algo oferecido em cumprimento a um voto, uma promessa). Ou seja, as representações fálicas ali são oferendas para as deidades, uma ‘adoração da Terra e da força da natureza em seus poderes de regeneração e renovação’,s egundo este artigo do Instituto Yamasa, cujo trecho esclarecedor cito abaixo no original em inglês:
    ” … It is important to understand that the worship is not of the phalli, but instead a worship of the earth, of the power that nature has through renewal and regeneration. It is this context that provides the phallus with its significance. …” by Yamasa Institute
    Não pude acrescentar os links pretendidos pois, toda vez que o fazia, o site não aceitava o comentário!

    Responder
    • Não quis insultar o festival… Mas é difícil para alguém que está lutando contra tal tendencia, não pensar em alguma coisa ao ver isso.

  2. Tentei postar um comentário sobre o texto mas creio que não foi registrado.

    Responder
  3. Acho interessante a reflexão do tema proposto, mas não ficou claro qual especificamente é o comportamento diferenciado Japonês perante o assunto. O que diferenciaria do resto das culturas, justificando o post e a título da postagem? A questão de tabu, disponibilidade e variedade me pareceram iguais as culturas mais conhecidas (me baseando pelo texto). O que afeta especialmente o japão nesse sentido?

    Responder
    • Na verdade não existem tantas diferenças em relação ao Japão com outras culturas. Eu apenas destaquei o Japão porque é o tema que meu site aborda… A verdade é que a pornografia afeta negativamente a todos… No caso dos japoneses como destaquei, acaba sendo UMA das fontes da timidez extrema e problemas sociais que os japoneses enfrentam e que são conhecidos por todos.

Comentários do site