O lado negro do Japão! Nem tudo é flores


Post by //

O artigo a seguir não foi totalmente escrito pelo site Suki Desu, foi baseado em uma resposta da página Japão para pensar antes de imaginar, do artigo que eu escrevi Mentiras que falam sobre o Japão. Se você achar o texto exagerado, eu o reduzi, ele era bem mais exagerado. A pessoa que escreveu parece que não conhece a relatividade.

Todos pensam que o Japão é um lugar seguro, maravilhoso. Pode até ser verdade, em comparação com alguns lugares. Mas neste artigo falarei do lado negro do Japão e sobre muitas coisas horríveis que acontecem, coisas ignoradas pelas pessoas. Só falamos sobre o lado bom do Japão, uma amiga me fez ver que é importante escrever sobre o lado negro, o oculto que não é mostrado pela mídia.

Por mais que o Japão seja melhor que muitos países, ele também tem seus problemas. Problemas causados pela sua superioridade, sendo assim, falaremos alguns dos pontos negativos de lá e um pouco dos pontos positivos, para não deixar vocês tristes em relação a esse país que tanto nos impressiona.

Lembrando, este artigo é uma resposta ao artigo “Mentiras que falam sobre o Japão” esteja ciente que eu não estou criticando o Japão, posso generalizar um pouco no texto, mas eu prefiro pessoalmente mil vezes o Japão que o Brasil.

Um país para estrangeiros (Não tanto assim)

Sabemos que japoneses são educados, que o Japão é um ótimo local para se juntar dinheiro e para se viver. Porém, existem sim os japoneses perversos, assim como no Brasil existem os maus. Porém, japoneses, eles agem ao extremo, tudo que eles fazem geralmente é “no modo HARD”, difícil de acompanhar ou compreender. Ou seja, se você acha que vai ao Japão e não sofrerá preconceito e humilhação, pode até ter sorte, muitos nunca viram isso, mas outros sofreram muito, entraram em depressão e etc. Por isso, recomenda-se que saiba o idioma japonês, para que possa interagir mais com as pessoas e fazer com que elas conheçam você de verdade.

Então, se prepare psicologicamente, porque pode acontecer de você encontrar um mau fruto, que não será tão civilizado com você como a sociedade japonesa tende a ser. Ou, talvez, você tenha sorte de encontrar bons amigos, assim como um bom relacionamento.

De forma alguma devemos dizer que os japoneses são racistas. Não é diferente dos outros países, lá existe sim racismo e preconceito, porém japoneses são mais extremos. Então não é brincadeira, se você se deparar com um racista, busque distância de imediato, porque o nível de xenofobia é forte, principalmente nos colégios onde até mesmo os japoneses sofrem com o ijime (虐め) [Bullying] e esse ainda é um dos maiores motivos de haverem tantos suicídios no Japão.

É fato que até mesmo alguns japoneses possua preconceito com o próprio povo de lá, que, normalmente, são pessoas que não se enquadram nos padrões que a sociedade exige, então esteja preparado, a pressão social é muito grande, mas é a mesma pressão que sofremos quando somos tentados a fazer algo que consideramos errado e que, por fim, acabamos sendo humilhados por isso.

O trabalho no Japão é algo levado muito a sério e principalmente os estrangeiros devem fazer horas extras… então, se você quer ir ao Japão trabalhar e relaxar, está perdendo seu tempo. Estude, aprenda o idioma, faça um intercâmbio, faculdade, se case, aí sim você poderá encontrar um emprego mais leve para relaxar, ou não xD.

Ou você pode fazer como a Pritt e o lohgann do canal Japão nosso de cada dia, que foram e trabalharam muitos anos em empreiteiras, juntaram dinheiro e agora estão curtindo a vida e estudando tranquilamente. (Ou, provavelmente, ganhando a vida com seus vídeos, eu acho).

Governo, Órgãos Públicos

Os hospitais japoneses, a forma com que os impostos são cobrados, a velocidade em se consertar as coisas, são praticamente perfeitos. Mas, também, têm seu lado negativo, muita burocracia, principalmente se você for estrangeiro, arrumar interpretes e documentos pode ser bastante cansativo. Assim como no Brasil, podem haver erros no documento, aí o stress começa.

Sem falar nos impostos e multas que são bastante caras, mas, felizmente, isso é mais benéfico que no Brasil. Porém, lembre-se, não confie no governo japonês, existem muitos problemas que eles não conseguem resolver, todo governo humano é falho, se você está pensando em sair do Brasil por causa do governo, pode até compensar um pouco, entretanto, esteja preparado para o pior.

Alimentação e Dinheiro

Muitos produtos são mais baratos no Japão e outros são caros, mas se adaptam ao salário japonês, e lá você encontrará diversos tipos de alimentos. Porém, há o grande perigo chamado “China”, muitos produtos são importados, e você já deve ter ouvido falar do escândalo do MC Donald’s e a China. O fato é que grande parte dos japoneses se alimentam com produtos industrializados, ou obento (お弁当) [marmita], e, apesar do Japão ser um país limpo e higiênico, vai saber o que aconteceram com esses obento, não é? Principalmente com os produtos importados, existem relatos de já terem encontrado pedaços de insetos e etc. Infelizmente a ganância prejudica o Japão também, então deixe um pouco de lado a questão ‘saúde’ caso não tenha muito tempo para preparar seu próprio almoço.

Apesar do salário do Japão ser o bastante para se alimentar, pode-se dizer que é a mesma coisa do Brasil, os 200.000 Ienes é quase os mesmos 1.000 Reais de nós brasileiros se levarmos em conta o preço das coisas, apesar de muitas coisas baratas, outras que são importantes no dia-a-dia são caras e levam seu dinheiro embora.

Vale lembrar que, por mais que alguns ganhem salários altos, em algumas regiões, assim como no Brasil, pessoas ganham pouco, e não passam dos 150.000 Ienes, um dos motivos do povo japonês fazer horas extras.



Segurança e Criminalidade

Apesar de ser um dos países mais seguro do mundo, acontecem crimes com frequências também e, quando acontecem, são bizarros. Mesmo morando em um dos países mais seguros do mundo, mesmo que seja raro a ocorrência de terremotos e tsunamis; que causam mortes em massa, ninguém sabe o dia de amanhã. Ainda mais em um país com vulcões, radiação, terremotos, tufões e tsunami sempre a espreita.



 A Perfeição e o Suicídio

A maioria dos suicídios no Japão estão relacionado ao stress, perda de serviço, dificuldades financeiras. No Japão, errar uma vez, é ter sua vida condenada para sempre, ao menos, é o que se ocorre em sua maioria. Acidentes de carros, envolvimento em brigas, dirigir embriagado e problemas com justiça. Mesmo que cometidos pelos filhos ou cônjuge, afetam diretamente à pessoa, pois as empresas não querem em seu quadro de trabalho pessoas que não sejam 100% moldadas dentro da perfeita sociedade japonesa. Pode ser um dos principais motivos de alguns Brasileiros não se darem bem com japoneses.



Moradia

Por mais que as casas possam ser pequenas ou feitas de madeira [no interior do país], isso incomoda alguns, e alguns até gostam. Mas o pior é que se você é um estrangeiro, prepare-se para pagar aluguel a vida toda, terrenos no Japão são absurdamente caros, e você deve acostumar-se a morar em apartamentos.

Imoralidade

Tem um grande motivo para japoneses serem chamados de pervertidos. O Japão é um dos países que mais consome pornografia, até mesmo pornografia infantil é, de certo modo, permitida em mangás, vemos claramente a exposição dos seios e das calcinhas em anime infantis (não muito diferente das novelas Brasileiras). Sem falar em pessoas que são presas por colecionar salivas, máquinas que vendem calcinhas usadas, bares para conversar sobre masturbação, tentáculos e outras formas escrotas sobre relações sexuais. O lado positivo é que lá você não vai ouvir músicas imorais em carros nem pessoas falando palavras de conotação sexual em conversas, a exposição à imoralidade lá é de sua escolha, lembrando que devem ter cuidado com os Stalker’s, lolicons e outros tarados que existem. ( ͡° ͜ʖ ͡°) 



Finalizando

Eu não falei muita coisa, existe muito a dizer sobre o Japão. Não é um país mil maravilhas, mas, também, não chega a ser um país ruim, só não é perfeito como todos fazem questão de salientar por aí. Eu tentei resumir pontos importantes para você ter em mente e se pretende morar no Japão; o Conhecer; passear, garanto que vai ser a melhor escolha, um país rico com muita cultura e coisas diferentes para você conhecer, vale muito a pena! Mas quem acha que mudar para o Japão vai resolver seus problemas, pode até resolver, todavia, dependerá de você e de sua sorte.

Comentem Pontos que eu esqueci de citar, é muita coisa e algumas eu nem quis colocar. Fiquem livres para fazerem seus Comentários.

[Total: 24 Nota: 3]
Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


36 comentários sobre “O lado negro do Japão! Nem tudo é flores

  1. Isso sim é história e eu amo.Sim existiu esse período de Eugenia no Brasil.

  2. Os brasileiros e seu complexo de vira-lata, gosta de falar bem de outro país, quase esquecendo que como é lá fora, sem contar que no Japão eles tem preconceito com tudo, com estrangeiros, negros e homossexualidade, se julgam superiores e o resto do mundo eles veem como bicho. Brasileiros adoram falar bem de outros países e adoram ainda mais fala mal daqui, mas fazer realmente algo pra mudar, aí não faz, né? São os mesmos que não movem uma palha pra protestar e melhorar o pais, é fácil falar de uma casa suja sendo que você não para um momento pra tentar limpa-la.

    • Não generaliza, assim como nem todo brasileiro é bandido nem todo japonês e preconceituoso… Na realidade a comunidade brasileira no Japão que tem preconceito um com os outros, e os imigrantes que vieram ao Brasil aumentaram ainda mais essa ideia de que japonês é preconceituoso… E realmente o povo só sabe reclamar e não faz nada pra melhorar… Acho que as pessoas precisam olhar as coisas boas tanto do próprio país como os dos outros, focar em coisas negativas só da coisas ruins.

  3. Isso é mais que natural no ser humano, aliás, estrangeiros (estranhos) sempre sofreram algum tipo de preconceito e discriminação étnica desde o surgimento do homem. O Japão tem aproximadamente 35 mil anos, o Brasil pouco mais de 500. É uma diferença brutal, considerando, que o Japão passou a ser “moda” somente após a segunda guerra mundial. Pois até aí, era um lugar longínquo, pobre e esquecido pelo resto do mundo. Após a segunda guerra, os americanos injetaram bilhões de dólares na reconstrução de dois países (Plano Marshall). Japão e Alemanha, coincidentemente, os dois países aliados na segunda guerra. O bacana da internet é ter em mãos todo o tipo de conhecimento, o que antes era inimaginável. Para se ter uma ideia, o regime japonês era uma mistura de teocracia com culto à personalidade e fascismo militar, pois era um lugar governado por um imperador com status de Deus, ao qual todos os cidadãos juravam fidelidade e colocavam suas vidas à disposição(Ainda hoje é, mas em escala menor). A história ainda conta, que o Japão travou uma longa guerra contra a China. Na batalha, os japoneses mataram 22 milhões de civis chineses. Além disso, mulheres chinesas foram estupradas, assassinadas e empilhadas junto com seus pequenos filhos mortos pelos soldados japoneses. Estou descrevendo isso, para mostrar, que para chegar nesse status que se encontra hoje, os japoneses têm uma história nada agradável sob os olhares de direitos humanos na atualidade. Comparar Brasil com Japão, é totalmente fora de contexto. Sim, o Brasil tem muitos problemas internos (mais por força da fragilidade institucional), mas não passou por nenhum tipo de massacre ou crime da forma como o Japão. Eles conseguiram eliminar isso da história atual deles e também podemos fazê-lo com a nossa história, mas para que isso seja realizado, a gente precisa parar de menosprezar o nosso Brasil e lutar para melhorá-lo. Como já disse anteriormente, a informação está muito próxima da gente atualmente, não é possível ser vencido pela ignorância.

  4. Concordo, mas em relação a crimes, é só entrar no site japantoday que verá artigos de crimes cometidos diariamente por japoneses, e é um pior do que o outro, ou seja, o Japão não é 100% seguro, aliás nenhum lugar é, mas com certeza, é uma realidade totalmente diferente do Brasil pelo fato de ser um país desenvolvido.

  5. Quem reclama do Japão é quem já foi e não soube aproveitar ou quem quer dar uma de esperto mas não consegue por que não é moleza igual no Brasil.
    Claro, tem coisas ruins, mas esse artigo faz pensar que Japão é um lugar ruim de se morar.
    Nunca tive problemas com burocracia. Quando tinha acabado de ir ao Japão, tive que ir até a prefeitura pra resolver algo, fui muito bem atendido, fizeram o máximo para conseguir se comunicar comigo, mesmo eu sabendo apenas o básico na época.
    Comparando salário de lá com o Brasil? Rapaz, no Brasil você se mata de trabalhar e não consegue comer uma pizza no final de semana. Eu não ganhava lá tudo isso no Japão, mas se quisesse comer todos os dias fora, comeria sem problemas. Saia todo fim de semana, fazia churrascos, reunia os amigos pra beber, gastava dinheiro com bobagens todos os dias nas lojas de conveniência.
    Nunca vi um crime em todos os anos que morei no Japão. Era uma ou outra notícia que via na tv muito raramente. Maaas… na internet sempre saia algumas notícias de crimes cometidos por brasileiros…
    Suicídios infelizmente há muitos casos, e tarados… isso tem mesmo, mas não é algo que você vê normalmente.
    Moradia… vai da pessoa. Dependendo da cidade, os apartamentos não são tão pequenos assim e, novamente, não tem comparação com o Brasil. Você paga um valor alto, mas vive em alto conforto.

    • Concordo com tudo, na realidade não acho nada ruim, esse artigo foi apenas uma visão diferente de outra autora em resposta a meu artigo mentiras que falam sobre o Japão, pq eu pessoalmente só consigo ver lado positivo em comparação com o mundo em geral… Se for pra prestar atenção em coisas ruins ninguém vive…

  6. Li apenas agora. Bem, em resumo, pelo que escreveu e referências que deu, o Japão é fantástico, então, levando-se em conta a comparação inevitável com o ocidente. Desconsidere que qualquer país do planeta seja perfeito: isso não existe. Homens erram em qualquer parte.

    Mas, considerando a responsabilidade que tem na sua vida pessoal e profissional, contrapartida do governo em serviços, leis pouco tolerantes, o povo vive uma vida infinitamente melhor que em países como o Brasil onde se mata mais de 500 policiais por ano e é um dos mais violentos do mundo graças a tolerância de leis pró bandidos, justiça mal distribuída e corrupção escancarada em todas as instituições. Claro que ai deve ter seus corruptos, sem dúvidas. Em todos os lugares tem.

    Quanto a discriminação, resta uma pergunta: a maioria que tenta a vida no Japão vai despreparada, sem conhecer a língua, principalmente. E querem o que, de retorno? Tolerância?

    Vou lhes contar algo que talvez não saibam: o Brasil, desde da época de Marechal Deodoro, após a proclamação da República, fazia sérias restrições a imigração de japoneses. Inflamados discursos na Câmara dos Deputados Federais – era no Rio de Janeiro, então capital – diziam que “japoneses são uma raça inferior” de padrão de vida degradante. Os japoneses nunca foram bem vindos ao Brasil onde foram chamados de “aborígenes nipões”.

    O objetivo dos governantes, inclusive do ditador Getúlio Vargas, era o branqueamento da raça com a proibição da entrada de negros, chineses e japoneses. Mas, os que vieram, chegaram legalmente para plantar café, a riqueza brasileira na época porque a Itália tinha proibido a emigração.

    Mas, de verdade, a grande preocupação brasileira era o expansionismo japonês que já tinha vencido a Guerra contra a China e, em 1904/1905 venceu a Rússia em outra beligerância armada. Aliás, o navio Kasato Maru, na verdade, se chamava Kazan (construído na Inglaterra), um vapor que o Japão tomou dos russos e passou a servir o império nipônico como navio hospital. Mais tarde transportou 781 lavradores para o Brasil, em 18 de junho de 1908.

    Durante o período da Guerra Mundial a situação ficou mais complicada para todos eles. Aquilo sim é que foi problema. Então, racismo existe cá, lá e acolá.

    Não sofram por isso! Trabalhem e busquem ser felizes.

    • Muito obrigado pelo comentário, foi bastante informativo.

Comentários do site