Japão / Outros

O lado negro do Japão! Nem tudo é flores

O lado negro do Japão! Nem tudo é flores
Compartilhe nas redes sociais:


O artigo a seguir não foi totalmente escrito pelo site Suki Desu, foi baseado em uma resposta da página Japão para pensar antes de imaginar, do artigo que eu escrevi Mentiras que falam sobre o Japão. Se você achar o texto exagerado, eu o reduzi, ele era bem mais exagerado. A pessoa que escreveu parece que não conhece a relatividade.

Todos pensam que o Japão é um lugar seguro, maravilhoso. Pode até ser verdade, em comparação com alguns lugares. Mas neste artigo falarei do lado negro do Japão e sobre muitas coisas horríveis que acontecem, coisas ignoradas pelas pessoas. Só falamos sobre o lado bom do Japão, uma amiga me fez ver que é importante escrever sobre o lado negro, o oculto que não é mostrado pela mídia.

Por mais que o Japão seja melhor que muitos países, ele também tem seus problemas. Problemas causados pela sua superioridade, sendo assim, falaremos alguns dos pontos negativos de lá e um pouco dos pontos positivos, para não deixar vocês tristes em relação a esse país que tanto nos impressiona.

Lembrando, este artigo é uma resposta ao artigo “Mentiras que falam sobre o Japão” esteja ciente que eu não estou criticando o Japão, posso generalizar um pouco no texto, mas eu prefiro pessoalmente mil vezes o Japão que o Brasil.

Um país para estrangeiros (Não tanto assim)

Sabemos que japoneses são educados, que o Japão é um ótimo local para se juntar dinheiro e para se viver. Porém, existem sim os japoneses perversos, assim como no Brasil existem os maus. Porém, japoneses, eles agem ao extremo, tudo que eles fazem geralmente é “no modo HARD”, difícil de acompanhar ou compreender. Ou seja, se você acha que vai ao Japão e não sofrerá preconceito e humilhação, pode até ter sorte, muitos nunca viram isso, mas outros sofreram muito, entraram em depressão e etc. Por isso, recomenda-se que saiba o idioma japonês, para que possa interagir mais com as pessoas e fazer com que elas conheçam você de verdade.

Então, se prepare psicologicamente, porque pode acontecer de você encontrar um mau fruto, que não será tão civilizado com você como a sociedade japonesa tende a ser. Ou, talvez, você tenha sorte de encontrar bons amigos, assim como um bom relacionamento.



De forma alguma devemos dizer que os japoneses são racistas. Não é diferente dos outros países, lá existe sim racismo e preconceito, porém japoneses são mais extremos. Então não é brincadeira, se você se deparar com um racista, busque distância de imediato, porque o nível de xenofobia é forte, principalmente nos colégios onde até mesmo os japoneses sofrem com o ijime (虐め) [Bullying] e esse ainda é um dos maiores motivos de haverem tantos suicídios no Japão.

É fato que até mesmo alguns japoneses possua preconceito com o próprio povo de lá, que, normalmente, são pessoas que não se enquadram nos padrões que a sociedade exige, então esteja preparado, a pressão social é muito grande, mas é a mesma pressão que sofremos quando somos tentados a fazer algo que consideramos errado e que, por fim, acabamos sendo humilhados por isso.

O trabalho no Japão é algo levado muito a sério e principalmente os estrangeiros devem fazer horas extras… então, se você quer ir ao Japão trabalhar e relaxar, está perdendo seu tempo. Estude, aprenda o idioma, faça um intercâmbio, faculdade, se case, aí sim você poderá encontrar um emprego mais leve para relaxar, ou não xD.

Ou você pode fazer como a Pritt e o lohgann do canal Japão nosso de cada dia, que foram e trabalharam muitos anos em empreiteiras, juntaram dinheiro e agora estão curtindo a vida e estudando tranquilamente. (Ou, provavelmente, ganhando a vida com seus vídeos, eu acho).

Governo, Órgãos Públicos

Os hospitais japoneses, a forma com que os impostos são cobrados, a velocidade em se consertar as coisas, são praticamente perfeitos. Mas, também, têm seu lado negativo, muita burocracia, principalmente se você for estrangeiro, arrumar interpretes e documentos pode ser bastante cansativo. Assim como no Brasil, podem haver erros no documento, aí o stress começa.

Sem falar nos impostos e multas que são bastante caras, mas, felizmente, isso é mais benéfico que no Brasil. Porém, lembre-se, não confie no governo japonês, existem muitos problemas que eles não conseguem resolver, todo governo humano é falho, se você está pensando em sair do Brasil por causa do governo, pode até compensar um pouco, entretanto, esteja preparado para o pior.

Alimentação e Dinheiro

Muitos produtos são mais baratos no Japão e outros são caros, mas se adaptam ao salário japonês, e lá você encontrará diversos tipos de alimentos. Porém, há o grande perigo chamado “China”, muitos produtos são importados, e você já deve ter ouvido falar do escândalo do MC Donald’s e a China. O fato é que grande parte dos japoneses se alimentam com produtos industrializados, ou obento (お弁当) [marmita], e, apesar do Japão ser um país limpo e higiênico, vai saber o que aconteceram com esses obento, não é? Principalmente com os produtos importados, existem relatos de já terem encontrado pedaços de insetos e etc. Infelizmente a ganância prejudica o Japão também, então deixe um pouco de lado a questão ‘saúde’ caso não tenha muito tempo para preparar seu próprio almoço.

Apesar do salário do Japão ser o bastante para se alimentar, pode-se dizer que é a mesma coisa do Brasil, os 200.000 Ienes é quase os mesmos 1.000 Reais de nós brasileiros se levarmos em conta o preço das coisas, apesar de muitas coisas baratas, outras que são importantes no dia-a-dia são caras e levam seu dinheiro embora.

Vale lembrar que, por mais que alguns ganhem salários altos, em algumas regiões, assim como no Brasil, pessoas ganham pouco, e não passam dos 150.000 Ienes, um dos motivos do povo japonês fazer horas extras.

Segurança e Criminalidade

Apesar de ser um dos países mais seguro do mundo, acontecem crimes com frequências também e, quando acontecem, são bizarros. Mesmo morando em um dos países mais seguros do mundo, mesmo que seja raro a ocorrência de terremotos e tsunamis; que causam mortes em massa, ninguém sabe o dia de amanhã. Ainda mais em um país com vulcões, radiação, terremotos, tufões e tsunami sempre a espreita.

 A Perfeição e o Suicídio

A maioria dos suicídios no Japão estão relacionado ao stress, perda de serviço, dificuldades financeiras. No Japão, errar uma vez, é ter sua vida condenada para sempre, ao menos, é o que se ocorre em sua maioria. Acidentes de carros, envolvimento em brigas, dirigir embriagado e problemas com justiça. Mesmo que cometidos pelos filhos ou cônjuge, afetam diretamente à pessoa, pois as empresas não querem em seu quadro de trabalho pessoas que não sejam 100% moldadas dentro da perfeita sociedade japonesa. Pode ser um dos principais motivos de alguns Brasileiros não se darem bem com japoneses.

Moradia

Por mais que as casas possam ser pequenas ou feitas de madeira [no interior do país], isso incomoda alguns, e alguns até gostam. Mas o pior é que se você é um estrangeiro, prepare-se para pagar aluguel a vida toda, terrenos no Japão são absurdamente caros, e você deve acostumar-se a morar em apartamentos.

Imoralidade

Tem um grande motivo para japoneses serem chamados de pervertidos. O Japão é um dos países que mais consome pornografia, até mesmo pornografia infantil é, de certo modo, permitida em mangás, vemos claramente a exposição dos seios e das calcinhas em anime infantis (não muito diferente das novelas Brasileiras). Sem falar em pessoas que são presas por colecionar salivas, máquinas que vendem calcinhas usadas, bares para conversar sobre masturbação, tentáculos e outras formas escrotas sobre relações sexuais. O lado positivo é que lá você não vai ouvir músicas imorais em carros nem pessoas falando palavras de conotação sexual em conversas, a exposição à imoralidade lá é de sua escolha, lembrando que devem ter cuidado com os Stalker’s, lolicons e outros tarados que existem. ( ͡° ͜ʖ ͡°) 

Finalizando

Eu não falei muita coisa, existe muito a dizer sobre o Japão. Não é um país mil maravilhas, mas, também, não chega a ser um país ruim, só não é perfeito como todos fazem questão de salientar por aí. Eu tentei resumir pontos importantes para você ter em mente e se pretende morar no Japão; o Conhecer; passear, garanto que vai ser a melhor escolha, um país rico com muita cultura e coisas diferentes para você conhecer, vale muito a pena! Mas quem acha que mudar para o Japão vai resolver seus problemas, pode até resolver, todavia, dependerá de você e de sua sorte.

Comentem Pontos que eu esqueci de citar, é muita coisa e algumas eu nem quis colocar. Fiquem livres para fazerem seus Comentários.

Recomendamos também: 

Compartilhe nas redes sociais:

31 Comentários

  1. Quem reclama do Japão é quem já foi e não soube aproveitar ou quem quer dar uma de esperto mas não consegue por que não é moleza igual no Brasil.
    Claro, tem coisas ruins, mas esse artigo faz pensar que Japão é um lugar ruim de se morar.
    Nunca tive problemas com burocracia. Quando tinha acabado de ir ao Japão, tive que ir até a prefeitura pra resolver algo, fui muito bem atendido, fizeram o máximo para conseguir se comunicar comigo, mesmo eu sabendo apenas o básico na época.
    Comparando salário de lá com o Brasil? Rapaz, no Brasil você se mata de trabalhar e não consegue comer uma pizza no final de semana. Eu não ganhava lá tudo isso no Japão, mas se quisesse comer todos os dias fora, comeria sem problemas. Saia todo fim de semana, fazia churrascos, reunia os amigos pra beber, gastava dinheiro com bobagens todos os dias nas lojas de conveniência.
    Nunca vi um crime em todos os anos que morei no Japão. Era uma ou outra notícia que via na tv muito raramente. Maaas… na internet sempre saia algumas notícias de crimes cometidos por brasileiros…
    Suicídios infelizmente há muitos casos, e tarados… isso tem mesmo, mas não é algo que você vê normalmente.
    Moradia… vai da pessoa. Dependendo da cidade, os apartamentos não são tão pequenos assim e, novamente, não tem comparação com o Brasil. Você paga um valor alto, mas vive em alto conforto.

    Resposta
    • Concordo com tudo, na realidade não acho nada ruim, esse artigo foi apenas uma visão diferente de outra autora em resposta a meu artigo mentiras que falam sobre o Japão, pq eu pessoalmente só consigo ver lado positivo em comparação com o mundo em geral… Se for pra prestar atenção em coisas ruins ninguém vive…

  2. Informativo! Adorei!

    Resposta
  3. Li apenas agora. Bem, em resumo, pelo que escreveu e referências que deu, o Japão é fantástico, então, levando-se em conta a comparação inevitável com o ocidente. Desconsidere que qualquer país do planeta seja perfeito: isso não existe. Homens erram em qualquer parte.

    Mas, considerando a responsabilidade que tem na sua vida pessoal e profissional, contrapartida do governo em serviços, leis pouco tolerantes, o povo vive uma vida infinitamente melhor que em países como o Brasil onde se mata mais de 500 policiais por ano e é um dos mais violentos do mundo graças a tolerância de leis pró bandidos, justiça mal distribuída e corrupção escancarada em todas as instituições. Claro que ai deve ter seus corruptos, sem dúvidas. Em todos os lugares tem.

    Quanto a discriminação, resta uma pergunta: a maioria que tenta a vida no Japão vai despreparada, sem conhecer a língua, principalmente. E querem o que, de retorno? Tolerância?

    Vou lhes contar algo que talvez não saibam: o Brasil, desde da época de Marechal Deodoro, após a proclamação da República, fazia sérias restrições a imigração de japoneses. Inflamados discursos na Câmara dos Deputados Federais – era no Rio de Janeiro, então capital – diziam que “japoneses são uma raça inferior” de padrão de vida degradante. Os japoneses nunca foram bem vindos ao Brasil onde foram chamados de “aborígenes nipões”.

    O objetivo dos governantes, inclusive do ditador Getúlio Vargas, era o branqueamento da raça com a proibição da entrada de negros, chineses e japoneses. Mas, os que vieram, chegaram legalmente para plantar café, a riqueza brasileira na época porque a Itália tinha proibido a emigração.

    Mas, de verdade, a grande preocupação brasileira era o expansionismo japonês que já tinha vencido a Guerra contra a China e, em 1904/1905 venceu a Rússia em outra beligerância armada. Aliás, o navio Kasato Maru, na verdade, se chamava Kazan (construído na Inglaterra), um vapor que o Japão tomou dos russos e passou a servir o império nipônico como navio hospital. Mais tarde transportou 781 lavradores para o Brasil, em 18 de junho de 1908.

    Durante o período da Guerra Mundial a situação ficou mais complicada para todos eles. Aquilo sim é que foi problema. Então, racismo existe cá, lá e acolá.

    Não sofram por isso! Trabalhem e busquem ser felizes.

    Resposta
    • Muito obrigado pelo comentário, foi bastante informativo.

  4. Foi bom eu ver os podres do japao, so via o positivo dele nas midias, assim n da!

    Resposta
  5. Gostei da forma que foi escrita a matéria: suscinta, coerente, concisa e principalmente real (não creio que erros ortográficos ou de colocação devam ser mencionados nesta categoria de informativo). Sei que cada um tem suas particulares experiencias e lendo alguns comentários fiquei satisfeita que a maioria dos que postaram aqui tem se dado bem, que bom! Não digo que sofro discriminação constante, diretamente, mas presencio sua ação e existencia partindo de pessoa racista e que ao redor desta pessoa estão outros que não se posicionam em defesa do discriminado, mas se silenciam. A verdade é que podemos não deparar com pessoas preconceituosas, mas vivemos sim, o preconceito e suas consequencias. Enfim, não vou entrar em polêmica ou troca de opiniões, mas quero agradecer e parabenizar sua matéria, afinal se expor requer muita coragem e o homo sapiens do Japão é o mesmo do Brasil, apenas criaram hábitos diferentes. Obrigada.

    Resposta
  6. Conheço bastantes estrangeiros que estão morando no Japão e nenhum deles passou por situações complicadas, como xenofobia e racismo. Também conheço japoneses que casaram com estrangeiros e nunca foram discriminados por isso. E os filhos nunca sofreram com o ijime.

    Resposta
  7. Conheço bastantes estrangeiros que estão morando no Japão e nenhum passou por situações complicadas. Mas nenhum é Brasileiro 😀

    Resposta
  8. Ola! Gosto muito desta pagina. Leio e compartilho quase todos.
    Sempre ha algo a aprender.
    Quanto as generalizacoes deste post, tambem e compreensivel.
    Vivo no Japao com minha familia a treze anos.
    Compreendo um pouco da lingua mas, falo pouco. Ja trabalhei em varios lugares, apesar de nunca ter mudado de cidade.
    Apesar de todos os problemas citados no artigo serem verdade, sofrer ou nao com os fatos negativos do pais em que escolhemos para viver, depende da forma como cada estrangeiro se comporta.
    Apesar da barreira da lingua, meus filhos se adptaram tao bem a cultura e ao estilo de vida. Meus esposo, que foi criado no estilo antigo dos imigrates japoneses no Brasil, adaptou- se melhor ainda.
    Resumindo: apesar de toda dificuldade incial de adaptacao, muito aprendemos nesse pais, inclusive ama- lo e respeita- lo, do jeito como ele e. Decidimos aqui viver e educar nossas netinhas que ja estao no houkoen e adaptadas com muita tranquilidade.
    Viver bem, ganhando pouco ou bastante, depende muito mais da forma como cada um conduz seus proprios recursos, bem como suas atitudes diante da cultura e leis do lugar onde vive.

    Resposta
  9. Caramba Kevin muito esclarecedor o artigo, mas sério cara tem alguns erros ortográficos e de concordância verbal. Vi suas respostas nos comentários aqui e vi que você ainda me parece muito iludido com o Japão.

    Resposta
    • Não sou iludido… Na verdade eu só vejo o mundo inteiro piorando daqui pra frente… Mas também se eu mora-se no Japão eu jamais iria para viver para trabalhar em fabricas… Sou um futuro empreendedor, quero viajar pelo mundo hahahahah heuheuheuheuhe

    • 200.000 ienes = 6.000 reais, não 1.000. Mas lá no japão para você conseguir “viver numa boa” tu tem que ter pelo menos 10.000 reais e um japonês intermediario para ficar bem.

    • Nâo sei se você entendeu mas a conversão não foi literal… É uma conversão em comparação com salario Brasileiro… Um japonês gastando 200.000 ienes é como se fosse um brasileiro gastando 1.000

  10. Kevin, eu iria fazer um post criticando o seu artigo, mas como voce mesmo salientou que se equivocou em algumas partes, decidi fazer um post construtivo.
    Tente encontrar pessoas com muitas experiencias no Japao, nao somente uma ou algumas, e de diversas regioes do Japao. Apesar de dizer que nao iria generalizar, me soou generalizado.
    Na parte que fala sobre ter que se acostumar a pagar aluguel o resto da vida…. isso nao e’ verdade. Muitos brasileiros estao comprando casas ou terrenos por aqui, o preco varia de regiao para regiao, mas no geral, se voce tem bom credito no banco, voce paga tranquilamente dentro de 35 anos ou ate menos, em um valor menor que um alguel em um imovel do mesmo nivel.

    Modo Hard: tambem nao concordo, isso depende de pessoa para pessoa. Admito, porem, que eles sao mais fechados e nao tao calorosos como os latino americanos. Eu conheco japoneses que me ajudam sem cobrar nada em troca, alguns japoneses que me ajudaram na rua, mesmo sabendo que era estrangeiro e ‘nao americano’, contradizendo que somente americanos sao bem tratados, pelo simples sentimento de bondade.
    O grande problema nessa questao, acredito, e’ a linguagem que voce usa. Para eles, usar uma linguagem polida para com estranhos, e’ necessario. Entao se voce vem para ca’, sem saber esse tipo de linguagem, denominado ‘keigo’, voce pode soar como uma pessoa sem educacao, causando assim, um mal entendido e possivelmente, sera tratado da mesma forma.
    Um exemplo: uma vez estava eu com alguns amigos em um karaoke/estudio. Mas para entrar, tinhamos que fazer um cadastro em uma maquina automatica que estava ao lado do balcao. Meu amigo nao entendia quase nada de japones e ja saiu falando para o atendente, algo do tipo ‘oi, vem fazer aqui pra mim’, o japones ignorou ele e o meu amigo ja saiu resmungando que era discriminacao, entao fui la li o que sabia, preenchi o que sabia e aonde nao soube preencher, pedi educadamente como fazia para preencher tal lugar, o japones me ajudou… percebeu a diferenca??? Se voce quer respeito, deh respeito, nao seja um ignorante senao te tratarao da mesma forma. E acredito eu, muitos brasileiros ja devem ter passado por la e tratado o japones da mesma forma, entao cansado disso, passou a ignorar quem nao falasse bem. Use sempre ‘sumimasem’, ‘onegaishimasu’, termine com ‘kudasai’, ‘verbo + te moraimasenka?’ e agradeca sempre!
    Tambem acrescentaria que os lugares onde ha uma grande concentracao de brasileiros, o indice de discriminacao aumenta drasticamente. Por que? Pelo mesmo motivo, acredito que muitos brasileiros ja devem causado algum mal entendido algum lugar ou ate mesmo cometido algum crime, sendo assim , a imagem da comunidade daquela area, fica comprometida. Onde eu moro, nao ha tantos estrangeiros, entao os japoneses nos tratam com uma certa neutralidade ainda.

    Governo: tive uma prima que foi interprete da prefeitura, ou seja, tem muitas prefeituras que te oferecem o servico de interprete caso voce nao entenda perfeitamente o japones.
    Hospital: aconteceu comigo, minha mae ficou doente e teve que ser operada as pressas mas nao tinha seguro nenhum, nem eu… entao fui a prefeitura da minha cidade e pedi para ingressar no seguro e expliquei a situacao. Eles me inscreveram na hora, sem burocracia nenhuma. Entao como nao confiar nesse governo (em geral)? Errou ai tambem ao dizer ‘nunca confie no governo’.

    Alimentacao: apontar determinado caso que aconteceu, no caso do McDonald’s, nao representa todo o Japao. Existe sim varios produtos vindos da China, mas se eu fosse acusar algum pais, eu diria que sao mais perigosos os alimentos vindos dos EUA, isso mesmo, pois la, os alimentos sao modificados geneticamente. Eu raramente como fast food, ou junk food. Mas nao nego que como bastante o obento, porem, nunca passei mal. O grande problema da desnutricao causado por comer apenas o obento e’ que muitos brasileiros so’ ficam nisso e nao comem frutas, saladas, cereais, etc. Eu como tudo isso, mesmo as frutas caras, entao, mantenho a minha saude em dia. Os obentos dos combinis, acredito serem piores do que os dos mercados, pois os dos combinis tem data de validade maior que os do mercado, pelo mesno, foi isso que reparei nos dois, portanto, como mais os dos mercados, que sao feitos no mesmo dia.
    Problemas de insetos nas comidas existem em ‘todos’ os paises, entao nao acrescentaria isso aos problemas do Japao.

    Dinheiro: a media salarial basica e’ isso mesmo que voce descreveu, nao contando servicos mais pesados ou especializados. Mas assim mesmo que voce comentou, depende da pessoa saber viver com isso ou nao. Eu ganho essa faixa e vivo bem, mas aprendi a nao ficar torrando o meu dinheiro em carros de luxo, comprar roupas todo mes, comer em restaurantes toda hora. Com a crise, aprendi a controlar os meus gastos. Estudo economia por conta propria e com o que guardei anos tras, invisto e vivo bem, mesmo nao fazendo horas extras, os quais nao sao obrigados, como voce citou, So’ depende de cada um e da necessidade de cada um.

    Seguranca e criminalidade: resumindo, e’ um pais muito seguro e o crime organizado nao se mete com pessoas ‘normais’, o crime organizado existe para controlar a acao de mafias de outros paises, mas e’ claro, cometem crimes dentro do Japao, normalmente, de grande porte, nao saem assaltando os caixas de combini como alguns ladroes amadores.
    Sobre criminalidade, e’ bem mais baixo que muitos outros paises, alguns sao bizarros sim, mas se comporados com as bizarrices de outros paises, da no mesmo, prefiro as bizarrices raras daqui.

    Sociedade: nao nego que os estrangeiros em geral, vieram ao Japao para suprir a mao de obra em fabrica ou em setores onde ha falta de japoneses interessados nas respectivas vagas. Ou seja, nao somente os brasileiros, mas todos os estrangeiros, tem que ter em mente que vao comecar a trabalhar em servicos nao muito agradaveis no inicio, mas, se voce tem vontade de aprender, nao somente a lingua japonesa e a cultura, mas tambem se desenvolve no trabalho, voce tem grandes chances de ser promovido, assim como qualquer outro japones. Conheco varios brasileros que sao chefes, ate de japoneses, por terem demonstrado tamanha capacidade e produtividade no servico. O grande problema aqui e’ que muitos brasileiros ja chegam querendo sentar na janela do bonde e ja exigindo direitos trabalhistas. Confie em mim, se voce trabalha bem, voce e’ bem valorizado em sua empresa. Tirando alguns casos, como voce citou, de muito azar de entrar em uma empresa com muitos japoneses racistas.

    O porque dos brasileiros nao se darem bem com os japoneses: e’ o choque cultural. Eu cheguei a conhecer brasileiros que acreditavam cegamente que os japoneses deveriam aceitar eles do jeito que eles sao…ate ai, parece coerente mas, eu acredito que ‘e o contrario, se voce esta no Japao, voce tem que seguir a cultura deles, se adaptar a cultura deles. Conheci um brasileiro e testemunhei ele esbravejando em um bar, contra japoneses e franceses (foi perto de uma universidade da cidade), ele dizendo que ele podia muito bem viver do jeito que ele queria, dentro das proprias vontades, detalhe, ele nao trabalhava, vivia de favor, pedia dinheiro pra todo mundo, se drogava, nao se interessava em estudos, nada…. o que voce acha de um cidadao desses? Depois do pastelao que ele fez no bar, completamente bebado e drogado, eu tive que pedir desculpas e dizer as pessoas do local para nao julgarem todos os brasileiros por causa dele. Hoje, ele ja foi embora para o Brasil e espero que nao volte mais aqui.

    Para finalizar, como o seu site e’ destinado aos simpatizantes da cultura japonesa, voce nao deveria se importar com as criticas negativas, porque elas sempre virao. Ademais, nunca agradaremos romanos e troianos ao mesmo tempo.

    Um Abraco!

    obs: isso tudo foi a minha opiniao e a minha experiencia que tive no Japao dentro dos mais de 20 anos que moro aqui. Se caso alguem leu e nao gostou, eu sinto muito pelo que tenha passado, caso tenha sofrido muito aqui, mas acredite, os japoneses nao sao todos iguais.

    Resposta
    • Você chegou a ler o outro artigo que escrevi? Nem eu concordo com oque eu escrevi kkkkk… Fiz este texto apenas para aqueles que ficaram criticando o meu artigo positivo. Eu acho que misturar os 2 textos da uma combinação perfeita, porque mesmo que algumas das coisas que eu disse no texto seja verdade, não quer dizer que se refira a todo Japão, eu mesmo acho que é apenas uma pequena %… Infelizmente depois de ter escrito um artigo desmentindo as coisas ruins que as pessoas falam do Japão, veio alguns criticos dizendo que o Japão não é perfeito e não sei mais oque… Tem ate uma japonesa do site connexion tokyo q é loka… Qualquer assunto que eu converso com ela, ela usa de assunto pra abrir uma critica contra o Japão… Eu amo o Japão, e odeio criticar ele ou ver pessoas criticando…

    • Entao, como eu havia dito, eu acho que voce errou ao tentar ser o que voce nao e’.
      Seja voce mesmo. Eu gosto do site em geral porque, justamente, fala bem do Japao e sobre a sua cultura.
      Sempre vira alguem para criticar, mas e’ o preco por voce postar publicamente. Voce tem que ter em mente que sera elogiado e criticado ao mesmo tempo. E’ a vida.
      Sobre essa japonesa, e’ japonesa mesmo ou descendente? Estranho ver uma japonesa nativa fazendo isso… mas se for descendente, e’ normal. Muitos sofreram aqui, nao todos, e os mesmos acabam generalizando toda a nacao por causa de alguns. E’ um grande erro.
      Tenho umas duvidas: voce ja’ morou no Japao? Quanto tempo e em qual regiao?
      Ate mais!

    • Povo generaliza demais… Diz ela q é japonesa pura… Agora vai saber… N da pra acreditar em pessoas da net, inda mais quem não coloca fotos nem nada… Pior q ela tem uma pagina famosa e muitas pessoas seguem, mandam mensagem… Apesar de ela criticar igual doida, ajuda muitas pessoas… Aquela tal pagina Japão para pensar…

      Não eu nunca tive a oportunidade de morar no Japão ainda, eu não tenho nem amigos nem descendência, e a ultima coisa que eu quero é trabalhar em fabricas… Se agora eu trabalho online quando quiser… O único caminho que pretendo alcançar se for morar lá é casando… Ou quem sabe uma bolsa, porem eu não tive um bom rendimento escolar e nem fiz faculdade ainda, nem pretendo.

    • Tem muitos descendentes, que pelo fato de terem o sangue puro, se consideram japoneses. Eu quis dizer, se ela e’ realmente nativa, mas nao importa, foi so’ uma curiosidade.
      Eu imaginei, isso explica tudo, pois suas colocacoes parecem que foram colhidas por depoimentos, coisas que nao batem as vezes. Se voce morasse no Japao, em diversas regioes, voce entenderia todos os pros e contras. As coisas que voce postou, parecem que exemplificam apenas uma determinada regiao e comunidade.
      Bom, se voce nao e’ maior de 21 anos, ainda pode recorrer a alguma bolsa, caso contrario, acho dificil.
      Sobre trabalhar em fabrica, novamente, acho que voce so’ colheu depoimentos negativos em torno dessa atividade. Vou fazer uma colocacao. Se voce vier pra ca, inicialmente voce tera um visto de, no maximo, 3 anos. Para voce renovar, voce tera que ter um contrato de trabalho… se voce nao tiver um emprego ‘aqui’, e nao for dono de empresa nenhuma ‘aqui’, que pague impostos para o Japao e nao der nenhum lucro ou sentido de voce estar aqui, nao tenho certeza se voce conseguira renovar o seu visto. No caso dos estudantes, eles permanecem ate completar o curso, e depois de se formarem, caso o governo se interesse e vai se interessar caso voce seja bom, voce sera direcionado a trabalhar na sua area, e ganhara um visto de trabalho especial, mesmo nao sendo descendente.
      Voce tambem pode recorrer a servicos como: dar aula em escolas brasileiras no Japao, mas para isso, voce tera que ter diploma e experiencia ai no Brasil e ser ‘convidado’ por essas instituicoes. Pode ser escola de ingles e outras tambem, mas tera que ser um profissional da area. Observacao: voce sera um ‘escravo’ dessa instituicao, pois nao tera a liberdade de escolher outros empregos, caso nao goste desse…e’ pegar ou largar.
      Outra opcao: voce pode se tornar um embaixador, diplomata, ou trabalhar nas respectivas reparticoes, sendo assim, voce ganhara visto diplomatico.
      Como ve, creio que voce trabalhar em fabrica nao seja tao ruim assim, ja que nao possui nenhuma qualificacao ai, mas nada impede de voce estudar por aqui, e com o tempo, trabalhar em algum outro servico, caso voce se importe mesmo com o status de trabalhador de fabrica.
      Mas deixa eu fazer uma colocao aqui: eu nao vejo nada de errado em trabalhar em fabrica, e’ um emprego honesto e digno. Vergonha teria eu, se fosse um politico corrupto, um ladrao, um assaltante, um traficante, um gigolo, etc.
      Eu trabalho em fabrica e nao tenho vergonha disso, mas tambem sou professor de ingles. Porem, eu posso afirmar que trablalhar em fabrica estressa muito menos, e a maioria dos meus amigos sao trabalhadores de fabrica. Sao pessoas mais simples, humildes, nao sao arrogantes, e me ajudam quando podem ( a maioria, nao todos).
      Por fim, sobre casar para ganhar o visto… conheco varios amigos que fizeram isso, mas vou ser sincero, apenas os casados que ja estavam casados antes dessa onda de imigracao, estao bem. Ja os que casaram para poderem vir, vejo muitas familias destruidas, alias, nao duram. Entao caso voce tenha a sorte de casar por amor, eu nao tenho nada contra, mas se for apenas para vir, nao aconselho, mas se mesmo assim estiver disposto a arriscar, tenha em mente que o seu tempo sera o seu tempo de casamento, ou, ate voce conseguir o visto permanente. Exitem casamentos por contrato,mas voce tera que pagar para a sua esposa uma determinada quantia mensal ou total, depende do acordo. Eu nao acho certo, mas e’ uma realidade.

    • Não é que eu colhi algo negativo… Eu realmente não vejo nada de ruim no Japão… pra mim é um paraíso, não apenas por segurança, mas pela cultura. Eu entendo todos os pontos de vida que você quer explicar, mas fica difícil escrever detalhadamente os 2 lados juntos. O povo acha que quando eu escrevo eu me refiro a geral… Não não, sim a uma minoria…

      Mas a questão de trabalhar, só se for algo que eu goste… Não tem porque eu largar meu emprego de trabalhar pelo computador a hora que eu quiser, pra trabalhar 8 horas por dia fazendo algo repetitivo… Mas com prazer eu trabalharia com algo relacionado ao idioma, mas até chegar lá existe muito estudo…

      Casamento é outra coisa séria pra mim… Não vou entrar em detalhes, pq envolve assuntos pessoais e religiosos, mas garanto que não vou casar com qualquer uma apenas pra ter visto… Até relacionamentos pra mim é algo serio, e deve ser começado com intenção de casamento.

    • Concordo com vc, os japoneses te tratam geralmente como são tratados, nunca tivemos problemas por aqui e sempre que precisamos tivemos a solução…creio que o que falta aos estrangeiros que se aventuram a vir pra cá seja realmente enetender que aqui devemos tentar viver diferente de como vievemos no Brasil… Aqui as coisas funcionam… E quem não gosta daqui que volte pra lá! Pois lá as pessoas se viram nos trinta e sentem-se satisfeitas… Criticar é fácil, viver conforme tem que ser é complicado…

  11. Gostei muito! Desvaneceu o meu ponto de vista de pensar que o Japão é um país utópico.

    Resposta
    • Ainda sim, apesar dos problemas, それでも ele é bem utópico.

    • De fato!

  12. Kevin gostei bastante do post. Relata a realidade de muitos estrangeiros que vivem no Japao (OBS: Eu disse muitos, nao todos).
    Eu sei muito bem o que é sofrer preconceito e desrespeito aqui no Japao. Se voce é estrangeiro, dependendo de onde vem voce sofre muito. As empreiteiras abusam muito e sao poucos os que conseguem ter uma vida “igual” a de japones, tendo todos os beneficios, tendo casa, podendo viajar e por ai vai. Alguns podem ate ter mas como voce disse, ou se casaram ou estao aqui a muiiiiiiito tempo mesmo e com certeza sofreram essas coisas no inicio da vida aqui.
    Se voce nao for americano, dependendo de em qual cidade esta, eles te tratam com desgosto. Aqui se voce chega em um lugar e fala em portugues tentando demonstrar que nao fala Japones, eles nao se esforçam nada pra entender e ainda te olham estranho, mas se voce fala Ingles a coisa muda totalmente, eles se sentem na obrigação de te entender e te tratam até melhor.
    Minha filha sofre de uma doença tipicamente asiática. No hospital o que me salvou foi saber falar ingles, pois até quando eu falei que era brasileira eles olharam com olhar sarcástico, mas quando eu comecei a falar em ingles com o medico, os residentes ja ficaram de canto com um olhar espantoso.
    Voce está certo em muitos pontos do artigo postado. Aqui nem tudo sao flores, e com certeza é um pais incrivel para vir passar férias, conhecer a cultura, e por ai vai. Mas para morar de inicio, mesmo sabendo falar japones voce sofre e sofre muito dependendo de qual pais voce veio.

    Voce está de parabéns pelo site, pelas dicas, por ajudar as pessoas a aprenderem o japones, e mais de parabéns ainda sobre os artigos que posta tanto do lado bom quanto do lado ruim.
    Sucesso!!

    Resposta
    • Ah esqueci de falar:
      Tem muitas pessoas boas tambem, que te ajudam, que te motivam, que nao tem preconceito – principalmente os mais idosos que sao uns amores (alguns)- mas como disse, nem tudo sao flores. 😉

    • ありがとう

  13. Kevin, li esse post por acaso e acredito que vc tirou isso de algum lugar ou alguém deve ter falado para vc. Vc foi muito equivocado em dizer coisas sem cabimento. A começar dizendo que ¥ 400.000 equivale a R$ 1.000,00 – Qualquer um que trabalhe aqui consegue comprar sendo estrangeiro ou não e nem todas as casas são pequenas. E vc dizer que aqui só se trabalha foi outro erro seu. Dá para se trabalhar e viajar tranquilamente. Não tem necessidade de se trabalhar por anos em empreiteiras como vc disse que o casal do JNosso fez para ficar um ano ou até dois parado. Se informe melhor antes de dizer as coisas, boa sorte com seu blog.

    Resposta
    • Esse foi um artigo generalizado, mas foi uma resposta ao outro artigo que escrevi, “mentiras que as pessoas falam do Japão”. Neste outro artigo eu defendi o Japão, e nesse aqui eu tentei retrucar minha ideia de Japão perfeito… Eu mesmo não acredito que seja como eu citei nesse artigo, eu estou ciente que no Japão se trabalha muito quem quer, e também por causa da influencia pos segunda guerra mundial. E sei muito bem que la tem casas enormes, pequeno mesmo só em cidades grandes como Tokyo, e ainda sim o tamanho é suficiente pra mim e da 10 a 0 em aonde eu moro no Brasil… Mas vejo sim pessoas reclamarem que o salario de 200.000 ienes não da pra se sustentar, que não tem vida social e etc. Eu não gosto das pessoas reclamarem isso, Infelizmente a própria pessoa causa isso, mas realmente existe muitos japoneses mesmo que vivem no limite do que ganham, mas nada se compara como o Brasil…. Eu acho o Japão 45878545784578754 melhor. Só de ter um local onde não se ouvi pessoas falando gírias e palavrões de conotação sexual é maravilhoso. Eu não acho o custo de vida no Japão caro, só acho que quem pensa em ir pra juntar dinheiro e voltar ao brasil, esta perdendo seu tempo… Felizmente alguns se acostumam a cultura e vivem de verdade no Japão, invez de ter ideias gananciosas de juntar money e não fazer nada.

    • Concordo com o Sakano-san!
      Nem tudo que você escuta de uma única pessoa é fato. Quando você não conhece o local que você está omitindo opinião e colocando a visão dessa única pessoa como verdades, pode ter divergência da realidade, o ideal é você escutar várias pessoas diferentes para ter algum contraponto.

    • Eu sei que não é facil, anteriormente escrevi um artigo defendendo o Japão, veio pessoas comentando merda, falando que o Japão não é isso, e falando dos problemas e bla… ai quando escrevo um artigo falando dos problemas aparece pessoas falando isso… Ninguem fica satisfeito, com nada…

Comentários do site