O que tem em uma casa japonesa tradicional?

, ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

[ATENÇÃO] Quer Aprender Japonês? Clique aqui e acesse um curso gratuito!

Compartilhe com seus Amigos!

Já se perguntou o que tem em uma casa japonesa tradicional? Neste artigo vamos ver algumas características clássicas que você encontra apenas em casas japonesas. Desde de arquiteturas, interiores, objetos e outras coisas exclusivas do Japão.

Muitas das características arquitetônicas e de interiores das casas japonesas são únicas, elas são consideradas uma parte importante da história e cultura do Japão. Mesmo antiga, ainda estão presentes em muitas casas hoje.

Shoji, Fusuma e Ranma- Portas de correr

Vamos começar falando sobre as portas e paredes de correr presente em muitas casas japonesas, inclusive apartamentos e casas modernas. Ao menos a sala ou um cômodo da casa tem uma porta ou parede que permite expandir ou dividir um cômodo em 2.

Shoji

Shoji são painéis ou portas de correr estruturados em madeira e preenchidos com papel translúcido. Eles são utilizados para ambas as paredes do interior e exterior da casa. Permitindo a entrada de luz natural para o interior da casa.

Fusuma são painéis deslizantes que atuam como portas e paredes que diferente do shoji não tem um papel translúcido, são apenas paredes, que podem ser decoradas e pode até mesmo serem usadas para criar passagens e cômodos secretos.

Fusuma

Uma das vantagens das portas de correr encontradas no Japão é a transformação de uma sala em um quarto privado. Muitas casas são moduladas graças as paredes e portas de correr.

Ranma são painéis encontrados acima shoji ou fusuma que são projetadas para deixar a luz entrar nas salas. Na maioria dàs vezes são feitas de madeiras ornamentadas ou são iguais o shoji.

Ranma

Genkan, Engawa e Tokonoma – Varanda japonesa

Genkan é entrada de uma casa tradicional japonesa onde se costuma tirar os sapatos. Pode ser um pequeno hall, varanda ou sala, com um tapete ou espaço onde deve-se retirar os sapatos. Também, evita-se pisar no genkan descalço ou de meias.

A função principal do genkan é evitar que as sujeiras da rua que ficaram no sapato entrem dentro da casa, ou qualquer edifício. Por isso o genkan é geralmente construído em desnível com o piso da casa para conter as sujeiras vindas da rua.

Genkan

O Após retirado, os sapatos são geralmente dispostos com a frente virada para a porta, para serem vestidos mais facilmente na hora de sair, e veste-se um outro sapato, uwabaki, ou chinelo, surippa, para andar nos ambientes interiores do edifício.

Enquanto o Genkan fica na entrada da casa, do lado de fora na varanda de casas antigas temos o engawa, um corredor externo que envolve uma casa japonesa. Os engawa são tradicionalmente usados para proteger as portas e paredes shoji contra o sol, chuvas e tempestades. 

Engawa

Em algumas casas tradicionais e ricas temos também o tokonoma, trata-se de uma área destinada a receber os convidados. É um local que se costuma colocar uma arte como pintura, shodo, pergaminhos, bonsai, okimono ou ikebana.

Existem diversas regras de etiqueta com respeito ao tokonoma. Uma delas é que ao acomodar os hóspedes, deve ficar com as costas de frente para o tokonoma. Isto é devido à modéstia, o anfitrião não deve ser visto mostrando o conteúdo do tokonoma para o hóspede, assim deve evitar apontar para o tokonoma.

Tokonoma

Wagoya – Telhado sem pregos

Carpinteiros japoneses desenvolveram técnicas de marcenaria avançadas, permitindo a construção de grandes edifícios sem o uso de pregos. Essas armações sem prego tem suas vantagens, são mais apropriadas para terremotos.

Algumas dessas madeiras são encaixadas ou amarradas com corda, e podem ser visto nas antigas casas japonesas. Hoje em dia, apesar de uma arquitetura diferente, muitas casas são construídas com telhados encaixados ao invés de pregados.

Casas japonesas

Tatami – Piso japonês

Tatami são pisos ou esteiras tradicionalmente feitas de palha de arroz. Eles tem um tamanho padrão que varia conforme a região. Tatami são tão comuns no Japão, que casas e apartamentos geralmente são medidas usando o tamanho de um tatami como uma unidade.

Eles representam um estilo de vida tradicional que envolve implantação e dormir no chão. Tatami têm uma sensação suave e natural em seus pés e tem um cheiro agradável quando eles são novos. Eles estão associados a uma ampla gama de usos e costumes, como sentar em seiza (foto da imagem).

Tatami

Kotatsu, Chabudai e Zabuton

Kotatsu é uma mesa baixa com um aquecedor elétrico embutido coberto por um cobertor pesado chamado futon. As pessoas se sentam com as pernas sob kotatsu para relaxar, tomar uma refeição, estudar ou assistir televisão. 

Kotatsu

Chabudai são mesas com pernas curtas que são usados ​​ao sentar-se no chão, geralmente o mesmo tipo de mesa de um kotatsu. Elas podem ter diferentes tamanho.

Eles são mais tipicamente usado em pisos de tatami, mas pode ser colocado em pisos mais duros também. É comum que as famílias façam uma refeição ou reunião em um chabudai enquanto está sentado no zabuton.

Zabuton são travesseiros finos que são usados ​​para sentar-se em pisos de tatami. Eles são o equivalente de uma cadeira. Em partidas de sumô, multidões são conhecidos por jogar seu zabuton para o ringue para protestar contra um resultado impopular.

Chabudai

Ofuro – Banheira Japonesa

Ofurô é a palavra japonesa para o banho, mas pode referir-se a banheira que está presente na maioria das casas do Japão. No Japão antigo, casas não têm banheiros e pessoas visitaram banhos públicos todas as noites, conhecidos como sento.

Até a era Meiji, Ofuro começou a se tornar uma característica mais comum em casas. Banhos japoneses são geralmente em uma sala separada do banheiro. Assim, basicamente quase toda casa do Japão possui uma banheira e um chuveiro pequeno.

Os japoneses usam ofuro como uma atividade de lazer e tendem a tomar banhos demorados. Banhos de madeira são uma característica de luxo de algumas casas e ryokan. É costume e faz parte da cultura tomar banho de banheira no Japão.

Ofuro

Irori – Lareira Japonesa

Um Irori é uma lareira usada para aquecer a casa e cozinhar, consiste em um buraco quadrado no chão coberto por um gancho ou jizaikagi, que pende do teto acima do poço e pode ser usado para suspender uma panela sobre o fogo.

Poucas casas modernas incluem um irori e eles são cada vez mais raros. Antigo restaurantes na zona rural japonesa tem um. Onde quer que eles são encontrados eles são populares no inverno.

Irori

Sudare – Cortinas tradicionais

Sudare são cortinas de janelas tradicionais que são feitas com cordas horizontais de madeira, bambu ou outros materiais naturais. Elas são normalmente usadas na primavera e verão.

Elas permitem uma brisa fresca e são eficazes no bloqueio do sol. Sudare muitàs vezes são criados usando técnicas antigas e podem ter ganchos de ferro que parecem grandes para os padrões atuais.

Embora a maioria tem um projeto básico, alguns são criados com seda, fio de ouro e outros materiais caros.

Sudare

Assista no vídeo abaixo as principais características clássicas de casas japonesas:

Compartilhe com seus Amigos!

8 comentários em “O que tem em uma casa japonesa tradicional?”

  1. Olá! Há algum manual ou algo do tipo ensinando como fazer casas com essas arquitetura? Achei interessantíssima a parte de construir sem uso de pregos ou coisas afins! Excelente trabalho!

    Responder

Comentários do site