10 calçados tradicionais japoneses

ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

Já se perguntou quais calçados os japoneses usam? Já ouviu falar de geta, zori, uwabaki, surippa, setta, okobo, waraji e outros? Neste artigo vamos conhecer 10 sandálias, sapatos, chinelas e outros calçados tradicionais do Japão.

Os calçados tradicionais japoneses são importantes na história do Japão e do mundo. Muitas das chinelas que usamos hoje tiveram origem japonesa, tanto que no Maranhão as havaianas são chamadas de Japonesa. Preparado para essa aventura?

Zori – As Havaianas Japonesas

As zouri [草履] são sandálias japonesas planas com tiras que podem ser feitas de palha de arroz, couro, madeira lacada, pano, borracha ou material sintético. As zori são basicamente chinelos japoneses com alças em Y semelhantes as havaianas.

As zori tradicionais geralmente são usadas com kimono junto com uma meia chamada tabi. Elas são abertas para evitar suor nos pés devido ao clima úmido do Japão. Sua grande maioria é feita de palha de arroz, mas algumas são de madeiras.

Acredita-se que essas chinelas foram criadas com influência da China e Egito e suas origens remotam o Período Heian (794-1192). As Havaianas foram descaradamente inspiradas na zori, recomendamos ler nosso artigos sobre zori e sua semelhança com havaiana.

10 calçados tradicionais japoneses

Geta – Os tradicionais calçados de Madeira

Geta [下駄] é uma sandália tradicional japonesa, com uma base de madeira, semelhante a um tamanco, ele serve para impedir que o pé entre em contato com o solo. Eles são usados ​​com roupas tradicionais japonesas, tais como kimono ou yukata, ou durante o verão.

Os geta são os calçados mais antigos do Japão, bastante usado em pântanos e arrozais para evitar sujar as roupas e os pés, os dentes são adequados para terrenos montanhosos e rígidos. Geta faz um barulho quando você anda que os japoneses chamam de karankoron.

Atualmente o geta é usado principalmente por geisha, alguns calçados modernos tentam imitar o geta, mas o tradicional é feito de madeira com um ou dois dentes. Caso queira saber mais, recomendamos ler nosso artigo sobre geta, o calçado de madeira japonês.

10 calçados tradicionais japoneses

Surippa – Chinelos japoneses de slip

Surippa [スリッパ] vem do inglês slip e significa literalmente escorregar. Ela ganha esse nome por sua facilidade de ser calçado apenas deslizando os pés dentro dela. Se assemelha bastante com os sapatos mas são abertos no fundo e as vezes na frente.

Elas também não possuem fechos ou nó para apertar, com diferentes tamanhos e modelos para uso interno e externo. Pela sua facilidade de calçar elas são amplamente colocadas no interior das casas no genkan para serem usadadas por visitantes.

As surippa foram criadas inicialmente na era Meiji para serem usadas sobre os sapatos para facilitar a entrada de estrangeiros que não estão acostumados a tirar os sapatos para entrar nas casas. Logo essa ideia se transformou um calçado amplamente usado.

10 calçados tradicionais japoneses

Uwabaki – Chinelos tradicionais para uso interno

Uwabaki [上履き] são chinelos de corredores ou de uso interno amplamente usados em lugares públicos como escolas, ginásios, escritórios, teatro e outras repartições públicas. São chamados também de sapatos superiores ou Uwagutsu [上靴].

Diferente do surippa ele possui algumas alças para se prender nos pés, ele é aberto apenas em cima assemelhando-se um pouco com mocassim. Geralmente são mais vistos em escolas, principalmente no primário onde os alunos até escrevem seus nomes nele.

Geralmente são feitos de borracha e cobrem os dedos e calcanhares. Nem sempre esses calçados são amarrados, alguns são apenas de encaixe, já que as escolas encorajam os alunos a ficarem descalços em algumas situações.

10 calçados tradicionais japoneses

Setta – Sandália com sola de couro

Setta [雪駄] são sandálias japonesas com sola de couro com objetivo de conferir uma função impermeável, tem uma cauda de ferro na parte inferior, são duráveis, contra umidade e resistentes a danos. A parte superior é tecida com bambu, couro ou material sintético.

Alguns afirmam ser um tipo de geta, mas se parece mais com zori popular entre homens. O nome setta significa literalmente calçado da neve. A técnica jikazuge fixa a parte inferior de couro diretamente na superior.

Antigamente o calçado se chamada Sekida e foi criado para o mestre do chá Sen no Rikyu para ser usado no jardim de sua casa de chá em dias de neve. O nome foi mudado de sekida para “setta” quando migrado para o leste do Japão.

10 calçados tradicionais japoneses

Okobo – Tamanco de Salto Alto Japonês

Okobo [おこぼ] são tamancos grossos de madeira, um tipo de salto alto usado por aprendiz de geisha (maiko). Seu nome muda de região e pode ser conhecido também por pokkuri, koppori, pokkuriko e bokkurigeta. Isso porque alguns possuem um buraco em sua sola com um sino para fazer barulho.

Assim como o geta, seu objetivo prático é não sujar o kimono. Esse tipo de calçado já foi referência de moda, costumava-se laquear a madeira a fim de fazer desenhos e artes. Em alguns casos se usa junto com a meia chamada tabi.

Crianças costumam usar esse tipo de calçado, principalmente durante o festival shichigosan. Possui uma grande base cortada de um único pedaço de madeira, geralmente feito de paulownia. A altura de um okobo pode chegar até 15 centímetros.

10 calçados tradicionais japoneses

Waraji – o chinelo de pobre

Waraji [草鞋] é um calçado tradicional japonês usado no passado por pessoas comuns e era feito por meio de cordas de palha. Os dedos dos pés tradicionalmente se projetam um pouco para fora sobre a borda do waraji.

Os waraji são feitos com palha de arroz ou cânhamo, algodão e palma. Cordas feitas do mesmo material envolvem os tornozelos e prendem a sola ao pé. Hoje em dia os waraji ainda são usados em festivais e por monges budistas.

Ele não deve ser usado em um solo duro ou pavimentado, isso desgasta e diminui sua durabilidade. Esse sapato era útil no passado quando não existiam estradas pavimentadas, caminhar no solo permitia que o solo entrasse nas fendas da palha, reduzindo assim o desgaste por atrito. 

10 calçados tradicionais japoneses

Outros Calçados Tradicionais do Japão

Kigutsu – Botas de Madeira

Kigutsu [木靴] são botas de madeira, toda ou a parte principal, como o fundo, é feita de madeira. Pode ser usado para referir-se a outros sapatos de madeira como asagutsu, geta e outros sapatos de madeira de origem estrangeira.

Shigai – Sapatos de Seda

Shigai [絲鞋] são sapatos de linha de seda usados ​​por famílias reais menores de idade, fantasias de dança infantil e jovens donzelas de santuário que participam de cerimônias xintoístas.

Jika-tabi – Meias virando calçados

Jika-tabi foi inventado e popularizado durante os anos 1900. Esses sapatos são praticamente meias tabi com uma sola mais resistente, eles geralmente são usados por japoneses que trabalham ao ar livre como os jinrikisha.

10 calçados tradicionais japoneses

Diferentes categorias de calçados tradicionais japoneses

Como prometido, mostramos 10 calçados tradicionais do Japão, mas existem muitos outros que foram inventados no Japão na era moderna ou variações dos tradicionais geta e zori. Abaixo vou tentar adicionar mais algumas variações desses calçados:

Recomendamos ler nosso guia que fala sobre os calçados em japonês, tamanhos e vocabulário. Espero que tenham gostado do nosso artigo, se gostou não esqueça de compartilhar e deixar seus comentários.

  • Taka-ashida geta – Sandalhas de madeira feitas para serem usadas na chuva e no mau tempo;
  • Hiyori geta / Masa geta – Sandalias de madeira tradicionais com dois dentes usadas durante o clima bom;
  • Ashida [足駄] – Tamancos altos; tamancos de chuva;
  • Yamageta [山下駄] – Geta das montanhas, geta bruto, geralmente feito de cedro japonês; 
  • Hachitsuwari [八ツ割] – Tamanco sem dentes;
  • Kōshi [厚歯] – Tamancos com dentes grossos na direção anterior-posterior;
  • Sandaru [サンダル] – Termo de origem ocidental para referir-se a algumas sandálias do Japão;
Compartilhe com seus Amigos!

Comentários do site