Cultura

O Natal no Japão

O Natal no Japão

O Japão é um país onde a maioria das pessoas são budistas e xintoístas com pouquíssimo cristãos. No Japão, por causa da influencia comercial o Natal tem sem espaço entre os japoneses, mesmo que o Natal não seja considerado um Feriado Nacional.

Alguns japoneses costumam trocar presentes, comer bolos de creme com morango, e frango frito do KFC. Eles saem junto com amigos e fazem uma pequena festa organizada em um karaoke ou outro local. No Japão o feriado tem mais importância no dia 24 do que no dia 25 e tem pouco significado religioso.

curisimasu

A partir de novembro as decorações enchem as ruas, algumas casas também entram no clima. Os comércios se preparam para vender seus doces, bolos, roupas, aves e decorações temáticas.

O Natal em japonês se chama Kurisumasu (クリスマス), e Papai Noel em japonês é Santa (サンタ).

Dia dos namorados

No Japão para muitas pessoas o Natal não é um feriado para passar com a família, mas com a pessoa amada. Para os solteiros é realmente crucial ter alguém para passar a véspera de Natal. As decorações vermelhas, despertam a paixão, o clima e a neve torna a noite ainda mais bela e romântica.

Diferente do ocidente, durante os dias dos namorada no Japão, os japoneses não trocam presentes mas sim chocolates. O Natal é a oportunidade dos japoneses darem presentes a sua amada.

Existe um anime que mostra muito bem esse feriado e essa noite especial dos casais, ele se chama Amagami SS e foi baseado em um Novel de mesmo nome. Existes diversos outros animes que mostra essa data especial e como os personagens se reagem a ela.

lovecris

Oseibo

As trocas de presentes no fim de ano no Japão não é algo original do Natal. O oseibo representa um hábito típico da cultura japonesa de dar presentes no fim de ano, no período Edo. Os presentes são enviados entre os dias 20 a 28 de dezembro e podem ser confundido com a troca de presentes do Natal.

O ato de presentear todo final de ano tinha o objetivo de agradecer o apoio e o auxílio de colaboradores, de pessoas de nível hierárquico superior e se estendia a parentes, professores e amigos. Com surgimento do Natal essas trocas de presente se misturaram, mas pode-se dizer que o oseibo possui uma concepção diferente, muito particular a cultura japonesa.

Historia

O Natal foi registrado pela primeira vez no Japão através de uma missa realizada por missionários jesuítas na Prefeitura de Yamaguchi em 1552. Alguns acreditam que celebrações natalinas aconteceram antes dessa data. Mas o cristianismo foi proibido em todo o Japão em 1612 e por um longo tempo esteve as escondidas.

Nos anos 1960, com a economia em expansão, e a influencia da TV americana, o Natal tornou-se popular. Alguns fatores como canções e séries de TV, o aniversário do imperador Akihito (feriado dia 23), e a campanha publicitária da KFC para vender frangos, ajudou o Natal a ficar popular entre os japoneses.

No Japão o Natal não é uma festa cristã, mas sim um feriado comercial e um dia dos namorados. Isso nos ajuda concluir que apesar dos japoneses não serem cristãos, eles são muito abertos a conhecer novas crenças.

Apesar de eu ser Cristão na minha opinião PESSOAL o Natal é só um feriado comercial com origens estranhas e incertas, mas a forma que os japoneses encaram o Natal eu acho muito interessante, o vermelho combina perfeitamente com romance. Eu ainda tenho dúvidas em entender como o Natal no Japão virou um dia dos namorados… E você? O que achou de interessante no Natal japonês? Se acha que faltou eu mencionar algo importante, aguardo seu comentário.

Foto de perfil de Kevin
Sou criador de conteúdo na internet, e web designer. Gosto muito do Japão e seu idioma, por causa de sua cultura rica e unica. Curto animes, doramas e jogos clássicos e desconhecidos.

Senha perdida

Register

Bem vindo ao Suki Desu!

Olá aqui é o Kevin administrador do site e gostaria de convida-lo apenas uma vez a curtir nossa página do Facebook e convidar a conhecer o Japonês Expresso. Estamos sempre preparando conteúdo do Japão para você!

Conheça o novo curso de japonês expresso clicando aqui.