Ryu – Conheça 14 Dragões Japoneses

, ESCRITO POR

Os Dragões são criaturas mitológicas de diversas culturas, os mais famosos são da China, Coreia e Índia, mas o Japão também tem suas lendas e histórias de Dragões. Neste artigo vamos falar sobre os dragões japoneses e algumas curiosidades.

Os dragões no Japão são chamados de ryu [竜 ou 龍] e sua grande maioria está relacionado com água e não com fogo como alguns pensam. Além de serem aquáticos, eles costumam se transformar em seres humanos ou outras coisas. Diferente dos dragões chineses, eles se parecem com serpentes e tem cabeças parecidas com de crocodilos.

Os Dragões raramente são mencionados nas histórias japonesas. Alguns dizem que essas histórias de dragões procedem de avistamentos de peixes enormes que cresceram desproporcionalmente. Alguns são dragões importados de outras culturas.

Sumário do Artigo

- Ryujin - Deus Dragão 
- Otohime, Toyotamahime e Kunioyshi 
- Yamata no Orochi 
- Kiyohime - Amante Raivosa 
- Seiryu - Azure Dragon

---- Outros Dragões Japoneses ---

- Mizuchi 
- Wani 
- Nureonna 
- Zennyoryuo 
- Inari Okami 
- Kuzuryu 
- Kuraokami 


Ryujin – Deus Dragão DO Mar e SUAS FILHAS

Ryujin [龍神] é um deus Dragão também conhecido como watatsumi [海神] que vive no oceano e aparece em diversos mitos japoneses. Ele se transforma em humano e roubou joias inestimáveis de um príncipe.

Ryu - 14 Serpentes ou Dragões Japoneses

A lenda diz que esse príncipe se apaixona por pela princesa Tamatori, que consegue roubas as joias do seu amado, mas corta os seios para guardar as joias da ira do Dragão Ryujin, morrendo assim por causa do ferimento.

Acredita-se que o Ryujin vive em um palácio submarino chamado de Ryūgū-jō, onde ele manteve as jóias da maré chamada de kanju. Essas jóias mágicas foram usadas por Ryujin para controlar as marés.

Otohime, Toyotamahime e Kuniyoshi



Toyotama-hime é outra filha do Deus Dragão Ryujin. Toyotama se casa com o príncipe Hoori, mas retorna para o mar quando ele quebra o voto de não espioná-la.

Otohime é uma das filhas mais belas do Deus Dragão Ryujin. Ela também é avó de Jimmu, o primeiro imperador do Japão. Ela está presente na lenda de Urashima Taro, um jovem pescador que salvou Otohime que estava em forma de tartaruga.

Ryu - 14 Serpentes ou Dragões Japoneses

Kuniyoshi – Outra filha do Deus Dragão Ryujin, ela observa um guerreiro chamado Hidesato que não teve medo de sua forma de Dragão e depois pede ao guerreiro que mate uma centopeia gigante.

Yamata no Orochi – Dragão de 8 cabeças

Yamata no Orochi [八岐の大蛇] é um dragão de 8 cabeças, 8 caudas e olhos vermelhos com musgo e árvores em suas costas. Ele era tão grande que ocupava 8 vales e 8 picos. Conhecido também como Grande Serpente (Dragão) de Oito Cabeças.

Anualmente o Dragão Orochi exigia o sacrifício de oito virgens. Um dia, uma das oito virgens exigidas era a amada de Susano. Considerado deus do trovão, Susanoo no Mikoto, com sua espada, cortou cada cabeça do Orochi.

Ryu - 14 Serpentes ou Dragões Japoneses

De seu ventre caiu o sagrado orbe da vida, o Magatama, e da última cabeça cortada rolou uma lágrima que se tornou o espelho. Amaterasu ficou com a espada mata dragão Kusanagi, Izumo ficou com orbe Magatama e a princesa Yata ficou com espelho.

Estes três objetos são hoje conhecidos como “Os Três Tesouros Sagrados do Japão” e diz-se serem preservados no Palácio Imperial de Tóquio.

Kiyohime – amante raivosa



A família de Kiyohime [清姫] era rica e o seu pai Shoji, era chefe da aldeia. A família fornecia alojamento para os padres e viajantes. Um dia a jovem Kiyohime se apaixonou por um curandeiro viajante chamado Anchin.

Ryu - 14 Serpentes ou Dragões Japoneses

Kiyohime e Anchin tiveram um romance, mas um dia o curandeiro perdeu o interesse em Kiyohime e tentou fugir pelo rio Hidaka. A raiva de Kiyohime foi tão grande que ela se transformou em um dragão e perseguiu Anchin.

O curandeiro tentou se esconder da raiva de Kiyohime dentro de um sino de ferro em um templo, mas Kiyohime como dragão se enrolou no sino, bateu no sino várias vezes e no fim deu um arroto de fogo que derreteu o sino com Anchin dentro dele.

Seiryu – AZURE DRAGON E Os 4 dragões

Existem duas lendas envolvendo 4 criaturas protetoras. Em uma delas as 4 criaturas de cores verde, vermelho, preto e branco protegem as cidades japonesas, numa outra são quatro dragões que protegem os mares.

Ryu - 14 Serpentes ou Dragões Japoneses

Azure Dragon está presente em ambas. Ele é um dragão verde de origem chinesa chamado de Qing Long. Na china ele é um símbolo das constelações chinesas, mas no Japão ele é um dos quatro espíritos que guardam as cidades japonesas.

Ele também é chamado de Seiryu, o protetor da cidade de Kyoto ou do Leste do Japão. O Oeste é protegido por um Tigre Branco, o norte pela tartaruga Negra e o sul pelo Pássaro Vermelho.

Outros Dragões Japoneses



Existem muitos dragões japoneses que aparecem em lendas e registros históricos, culturais e religiosos. Abaixo vamos mencionar brevemente alguns dragões japoneses populares.

Mizuchi – mais um dragão serpente

Mizuchi [蛟] é um dragão/serpente japonesa aquática e possivelmente uma divindade, mencionado nas crônicas de Nihon Shoki e nos poemas Man’yōshū. Registros mencionam sacrifícios humanos feitos em oferenda ao Mizuchi que habitava os rios.

Ryu - 14 Serpentes ou Dragões Japoneses

Wani – O dragão Crocodilo

Wani [鰐] é um dragão crocodilo ou monstro marinho mencionado duas vezes nas lendas japonesas. Wani também pode ser simplesmente um crocodilo, mas na mitologia japonesa é categorizado como um dragão.

Nure-onna – Serpente Yokai

Nure-onna [濡女] é um yokai que se assemelha a uma serpente que são os populares dragões das lendas japonesas. Sua diferença está na cabeça de mulher. Ela é muitas vezes vista nos rios e praias lavando seu cabelo.

Zennyo Ryuo – Dragão da Chuva

Zennyo Ryuo – É um deus dragão da chuva mencionado em histórias budistas e no Palácio Imperial de Kyoto. Ele é um dragão pequeno que costuma aparecer em forma humana, mas com sua calda de dragão.

Ryu - 14 Serpentes ou Dragões Japoneses

Kuraokami – O dragão da Neve

Kuraokami é referido como Dragão da Escuridão, mas ele também é uma deidade xintoista da chuva e da neve. Ele também nasceu de Izanagi e Izanami assim como a maioria dos dragões e divindades japonesas.

Kuzuryu – O dragão exorcizado

Kuzuryu é um dragão do folclore da província de Nagano no Japão. Ele é mencionado como um dragão venenoso e feroz que vive no lago, no qual humanos tinham que oferecer sacrifícios. Um dia ele foi exorcizado e tornou-se o guardião local.

Inari Ōkami – Divindade da Prosperidade

Essa divindade é muito popular e tem uma montanha repleta de portais em Kyoto dedicado a Inari. Ela é muitas vezes representada como uma raposa. Ela também já apareceu como uma serpente ou dragão em alguns relatos.

Compartilhe Nosso artigo:

Comentários do site