Yomi – O mundo dos mortos

, , ESCRITO POR


Nas várias culturas ao redor do mundo, sempre vemos diferentes histórias sobre o “Céu” e o “inferno”. Desde os egípcios já temos relatos das almas sendo levadas para algum lugar. No japão, por exemplo, Yomi [黄泉] nada mais é do que a terra dos mortos.

Não sabemos se pode ser comparado ao rio Styx, ao tártaro, ou a qualquer outro tipo de mundo dos mortos. A semelhança mais clara é que normalmente, as almas dos mortos são levadas para esses lugares. A palavra japonesa também pode ser usada especificadamente para referir-se ao hades ou inferno, mas seu significa japonês é único.

Mas enfim, podemos deixar as comparações para depois, agora vamos tratar do Yomi. Afinal, um “inferno” é tão importante e até mais conhecido do que um “Céu” em algumas culturas. Claro que não são todas, nem por isso deixa de ser importante. Mas enfim, vamos ao que interessa.

Yomi - O mundo dos mortos

Yomi – Mundo dos mortos



Yomi, na mitologia japonesa e no xintoísmo denomina o mundo dos mortos, aparentemente é lá que os mortos vão. Não se pode dizer quanto tempo um morto irá ficar nesse lugar. Afinal, essa informação está a uma morte de distância de ser descoberta. Além disso, não temos ideia do que eles passam por lá.

Esse lugar tem suas portas guardadas por criaturas terríveis. Criaturas que nem podemos imaginar sua aparência se é que tem como imaginar uma coisa dessas. Uma coisa interessante é que estas criaturas, na teoria, guardam a saída do Yomi. Afinal, muitos devem querer sair deste lugar, mas poucos querem entrar.

Uma vez que o morto cair lá para ser alimentado ele é levado para o centro do Yomi. Depois que entrar o morto não tem a permissão de sair e ir visitar a terra dos vivos.  Ele só tem a opção de traçar paralelos de Yomi com Hades, Deus do inferno, ou com o próprio inferno.

Yomi - O mundo dos mortos

O Yomi é comandado por Izanagi no Mikoto, cujo é a grande Deidade do mundo dos mortos. De acordo com kojiki, a porta que dá a entrada para Yomi se localiza na província de Izumo. A porta teria sido selada por Izanagi no Mikoto.

 Como os mortos não podem se retirar do yomi para qualquer outro lugar, a não ser pelos paralelos, a porta foi bloqueada permanentemente por uma enorme pedra, essa que é chamada de Chibiki no iwa.

Após Izanagi voltar para Ashihara no Nakatsu Kuni, ele notou que Yomi era uma “terra poluída” traduzindo para japonês ela era kegareki kuni. E essa sua observação demonstra a associação tradicional do xintoísmo entre a morte e a poluição.

As opiniões sobre Yomi



Muitos estudiosos têm a crença de que a imagem de Yomi é derivada das antigas tumbas japonesas. Nas quais os corpos eram deixados por algum tempo para a decomposição. Já pode se tirar daí o propósito do Yomi.

Para uma explicação básica, o mundo dos mortos tende a deixar o morto “esperando” na escuridão por algum tempo. Pelo menos até que o seu momento chegue, agora a pergunta é, “momento de quê?”.  Essa pergunta fica sem resposta por enquanto, nenhuma alma voltou para responder.

Quando o Budismo chegou ao Japão o Yomi passou também a ser considerado um dos infernos do Budismo. Assim como o kakuri, inferno que é liderado por Enma.

Yomi - O mundo dos mortos

Mas uma coisa que nos intriga é que, aparentemente, esse reino dos mortos tem uma continuação geográfica no mundo mortal. Só que com isso, ele também não pode ser comparado com o inferno. Pois no inferno os mortos tendem a sofrer pelos pecados cometidos no passado.

Pois é, cada um desses lugares tem seu diferencial. No Yomi, não importa o que o morto tenha feito no passado, se foi bom ou se foi ruim. A “alma” vai simplesmente entrar em um mundo, cuja existência seguirá o rumo da escuridão, decadência e melancolia.

Pronto para viajar?

Depois de certo tempo você se interessa cada vez mais por esses assuntos. Principalmente por essas crenças que por si só já trazem consigo certa atração. Muitos são interessados em mistérios como esses, em saber como é a vida após a morte e tudo mais. Bom, quem nunca quis saber como deve ser, não é? Provavelmente interessante e assustador.

Mas enfim, tem algum mundo dos mortos de outra cultura que você gosta? Pode ser qualquer um, seja de qual for a cultura ou lugar, basta deixar aí nos comentários. Além disso, não esqueça de compartilhar o site nas redes socias, ajuda bastante.

Compartilhe Nosso artigo:

1 comentário em “Yomi – O mundo dos mortos”

  1. Mas e a idéia da reencarnação no budismo?

Comentários do site