Dicas pra não gastar dinheiro com turismo no Japão

ESCRITO POR

A preocupação da maioria das pessoas é economizar dinheiro em suas viagens. Pensando nisso, vou compartilhar algumas dicas de lugares gratuitos e de como não gastar dinheiro e se arrepender depois durante seu turismo no Japão.

Primeiramente vou contar minha experiência e recomendar alguns locais para você visitar de forma gratuita, mas ainda neste artigo também iremos ver:

ARRANHA-CÉUS GRATUITOS NO JAPÃO
OUTROS LUGARES PARA VOCÊ VISITAR NO JAPÃO DE GRAÇA
CUIDADO COM O QUE VOCÊ GASTA DINHEIRO NO JAPÃO

Até hoje me lembro como foi bom o dia em que eu tirei essa foto (abaixo). Era um dia de folga e a época das cerejeiras estava prestes a acabar. “Preciso tirar fotos de cerejeira, mas tem que ser uma foto que imponha respeito…”. Pensei enquanto procurava um lugar legal pra ir, vi que o castelo de Hamamatsu é um dos pontos onde existe a maior concentração de cerejeiras na região onde eu morava.

Na mesma hora coloquei uma calça jeans e fui com a camisa do pijama mesmo. Só que chegando lá, eu vi uma incrível diversidade de lugares pra se tirar foto nos arredores do castelo. Tirava foto e andava, tirava foto e andava. Essa foi uma das que eu tirei.

Dicas pra não gastar dinheiro com turismo no Japão

Pra terminar o passeio, comprei um café com leite em uma barraca perto do castelo e fui embora.“O que você quer ensinar com isso?” Talvez você se pergunte nesse momento enquanto sente o gosto de café com leite e açúcar na sua boca.

O que eu quero ensinar é que esse passeio maravilhoso e super divertido não me custou nada. (tirando é claro, o café com leite)

Descobri nesse dia que você paga apenas pra entrar em áreas fechadas. Mas enquanto não tiver nenhum portão, da pra passear a vontade. Simplificando, se você quer ir num castelo só pra tirar foto, pode fazer isso sem gastar um tostão. E vai por mim. Embora por fora cada castelo no Japão seja diferente. Por dentro, a maioria é bem parecido um com outro.

O charme dos castelos está nos seus jardins, arquitetura e lugar onde eles ficam, e pra usufruir essas características você não paga nada. Quer ver mais um castelo? Então abaixo encontra-se outra foto.

Dicas pra não gastar dinheiro com turismo no Japão
(Castelo Ninomaru, Kyoto)

Arranha-céus gratuitos no Japão

Muitos sonham em conhecer o Tokyo-Sky-Tree ou a Tokyo Tower, mas não sabem que vão gastar no mínimo 3.000 ienes (100 reais) para visitar cada um desses locais. Muitos acham divertido, mas percebem que foi um desperdício de dinheiro.

Eu recomendo esses lugares turísticos ao menos uma vez, mas existem arranha-céus com experiências similares e que são gratuitos.

E a economia vai muito além de castelos, é possível você economizar ao subir em alguns arranha-céus. Vou te dar o exemplo de dois deles.

  • Umeda Sky Building – Osaka
  • Tokyo Metropolitan Building
  • Bunkyo Civic Center
  • Ebisu Garden Place Tower
  • Caretta Shiodome.

Esses são os lugares em que eu posso garantir que você irá pode usufruir imensamente sem ter que desembolsar um tostão. Praticamente toda cidade tem algum prédio alto para subir, alguns são gratuitos, outros são pagos.

O Umeda Sky Building é um prédio de 173 metros de altura que possui um terraço com uma vista 360o do centro de Osaka. Pra ir até o terraço, tem que pagar 1000円. Mas pra subir até o último andar, com direito a subir em uma escada rolante que cruza os dois extremos do prédio e é suspensa sobre o nada, não tem preço!

Dicas pra não gastar dinheiro com turismo no Japão

Já o Tokyo Metropolitan Building é uma torre com 247 metros que fica no centro de Tokyo, o bom dessa torre é que ela tem uma bela vista da cidade sem precisar pagar nada. O ruim é que muitas vezes o observatório está lotado, então é bom tomar cuidado com o horário pra visitar. E claro, evitar ir nos fins de semana.

Muitas pessoas me perguntam porque eu gosto de explorar as atrações turísticas sem pagar nada, e pra essas pessoas eu respondo: “O governo já me o explora o suficiente pra permitir que eu o explore de volta.”



Outros lugares para você visitar no Japão de graça

Além dos lugares citados, existe milhares de coisas para você visitar no Japão de forma gratuita, você simplesmente pode olhar no Google Maps e encontrar milhares de opções para apreciar a cultura japonesa sem gastar nenhum tostão. Se formos listar essas coisas abaixo seriam:

  • Parques Públicos;
  • Jardins gratuitos que na maioria das vezes são de hotéis;
  • Leilões e mercados de peixes como o Tsukiji Fish;
  • Museus gratuitos (existem muitos em diversas cidades);
  • Escalar uma montanha ou andar na floresta;
  • Assistir um treino de sumo;
  • Visitar festivais, bunkasai e matsuri;
  • Visitar bairros e centros comerciais;
  • Teatros gratuitos (Okichan Theatre em Okinawa);
  • Destilaria de bebidas gratuitas;
  • Shoppings;
  • Visitar templos e santuários;
Dicas pra não gastar dinheiro com turismo no Japão

Além dos lugares gratuitos, existem diversos museus, jardins, castelos, parques, torres, onsen, aquários e outras atrações super baratas que não passam de 300 ienes. Não existe nenhuma necessidade você pagar 3000 ienes para entrar num local sendo que existem milhares de alternativas.

Você sabia que é possível até mesmo conseguir guias turísticos de graça?

Cuidado com o que você gasta dinheiro no Japão

E a mais pura verdade é que eu acredito em economizar dinheiro para gastar com as coisas que realmente importam. Pra mim importa gastar dinheiro com coisas que eu realmente quero, não apenas por um desejo momentâneo, então quando eu entro na mentalidade “economizar pra gastar com o que realmente importa”, o dinheiro que eu gasto sempre me deixa tranquilo, me deixa feliz, e é isso que realmente importa.

Eu já fui em restaurantes caros e amei. Também já fui em outros restaurantes caros e detestei. Já comprei coisas caras que uso até hoje, também já comprei coisas caras que apenas juntam poeira no meu apartamento. Já paguei caro em atrações turísticas que eu amei, (Tokyo Disneylândia) e já paguei caro em atrações turísticas que eu detestei (Tokyo Disney Sea).

O que fez eu gostar ou não, foi pelo simples fato de que eu queria aquilo de verdade. Pra você entender melhor, vou explicar os exemplos da Tokyo Disneylândia e Tokyo Disney Sea.

Dicas pra não gastar dinheiro com turismo no Japão

Quando cheguei no Japão pela segunda vez, tive uma vontade extrema de ir na Disneylândia pois esse era meu sonho de criança, e um dos itens que eu queria marcar na minha lista de “coisas que valeram a pena fazer antes dos 30 anos”.

Esse simples fato de realizar um sonho de criança, fez a viagem valer muito a pena, até hoje me lembro com carinho daquele dia especial que passei na Disneylândia. Pra ser sincero, me lembro especialmente de assistir um musical 4D em umas das atrações, não estava entendendo nada do que falavam, era tudo em japonês, mas uma cena que mostrou o Aladin e a Princesa Jasmine voando no tapete foi fantástico. Me senti com 3 anos novamente, sonhador e com a criatividade a mil.

Dicas pra não gastar dinheiro com turismo no Japão
Sempre que me sinto empacado, me lembro desse momento e o meu tanque de criatividade é reabastecido.

Já a Tokyo Disney Sea, a única lembrança que eu tenho é esperar em filas intermináveis, dor de cabeça, pesadelos relacionados ao musical da Pequena Sereia e 7 minutos de diversão na atração do Toy Story que mais parece um jogo de videogame do que uma atração de verdade.

Por que eu me sinto assim? Porque ao contrário da Disneylândia, eu só fui na Disney Sea porque estava de férias e queria fazer uma coisa divertida. Moral da história: gaste dinheiro consciente e apenas com o que realmente importa.

Compartilhe Nosso artigo:

Comentários do site