Hiragana e Katakana em desuso ゐ ゑ 𛀁 ヰ ヱ

[ADS] Anúncio

Quando estamos começando a jornada nos estudos de japonês é comum recomendarem começar pelo Hiragana e depois partir para o Katakana. Esses são dois dos três “alfabetos” utilizados na língua japonesa e possuem cada um 46 letras (sem contar com as junções e os sinais de modificação, conhecidos como “dakuten” e “handakuten”).

Podemos resumir tudo da seguinte forma: existem dois silabários e um alfabeto ideográfico. Os silabários são conhecidos como um conjunto de sons (Hiragana e Katakana), enquanto os ideogramas (Kanji) são símbolos que representam ideias profundas e, em geral, possuem um grande número de pronúncias.

Entretanto, o que muitas vezes não nos ensinam é que, no passado, a lista de caracteres era maior e algumas letras que eram bastante utilizadas caíram em desuso.

Apesar de não estarem nos textos modernos, esses caracteres podem aparecer em livros antigos, registros históricos, mangás localizados em épocas arcaicas, literatura clássica, poesia ou como forma de embelezar e levar uma aura mais tradicional para o texto escrito.

Neste artigo, veremos quais são os Hiragana e Katakana em desuso.

Hiragana e katakana em desuso ゐ ゑ 𛀁 ヰ ヱ
Kana arcaico – Hiragana e Katakana em desuso ゐ ゑ 𛀁 ヰ ヱ

Recomendamos que leia também:

Hiragana e Katakana antigos – o que são?

Os caracteres antigos são chamados de Kyu Kana (旧仮名、きゅうかな). Kana (仮名、かな) significa “silabário” e Kyu (旧、きゅう) é um kanji que transmite a ideia de “velho”, “antigo”, “arcaico”, etc.

Em resumo, podemos dizer que esses caracteres especiais são formas gráficas que surgiram para compor o antigo sistema japonês de leitura e escrita fonética, mas que deixaram de ser utilizados na modernidade.

Apesar de serem raras atualmente, estas letras ainda são consideradas importantes para os estudiosos da língua e da história japonesa.

Curiosamente, é possível encontrar alguns caracteres por meio do Jisho.org. O dicionário online classifica os kyu kana como “obsolete” (obsoleto) e como “historical kana” (kana histórico). Outra curiosidade é que é possível digitar o ゐ através do teclado QWER japonês. Basta teclar “wi” que a opção ゐ irá aparecer.

Abaixo, explicaremos com mais detalhes algumas das letras arcaicas mais conhecidas:

  • ゐ – Wi (Hiragana Antigo). Evoluiu para “I” na pronúncia moderna e na transcrição em romaji. É semelhante ao み (mi) e ao ね (ne) do Hiragana atual.
  • ヰ – Wi ou Yi (Katakana Antigo). Evoluiu para “I”.
  • ゑ – We ou Ye (Hiragana Antigo). Evoluiu para “E”. Muito semelhante ao る (ru) do Hiragana moderno.
  • ヱ – We (Katakana Antigo). Evoluiu para “E”.
  • 𛀁 – Ye (Hiragana Antigo) – Caractere extremamente raro. Tanto é que se você colocá-lo no Jisho não aparecerá nenhuma definição para ele!
  • 𛀀 – Ye (Katakana Antigo) – Evoluiu para “E”. Também é extremamente raro e sua forma se assemelha ao ウ (u) do Katakana contemporâneo.

Vale destacar que não são somente 5 caracteres que existem, mas abordaremos apenas eles, tendo em vista que os demais são até difíceis de serem encontrados na sua forma “digitalizada”.

Preciso saber?

Lista de vocabulário n5 do teste de proficiência jlpt
Hiragana e Katakana em desuso ゐ ゑ 𛀁 ヰ ヱ

A dúvida que não quer calar é: preciso saber disso? A menos que você seja um curioso ou um estudioso acadêmico da história e língua nipônicas a resposta é um sonoro “Não”.

Não é necessário conhecer essas letras para aprender a ler o japonês. Como dito anteriormente, esses caracteres arcaicos raramente são encontrados nos dias de hoje.

Com o passar do tempo é possível que o ヲ (を、o) do Katakana também seja extinto. Visto que existe o correspondente sonoro オ (o) dentro do próprio Katakana e em raríssimas palavras este símbolo costuma ser usado.

Recomendamos que leia também:

Curiosidades sobre o Japonês Arcaico

Shodo – a arte da caligrafia japonesa
Curiosidades sobre o Japonês Arcaico

O idioma japonês é cheio de peculiaridades. Uma delas é o fato de que a língua foi se modificando ao longo dos anos, variando em suas estruturas gramaticais, pronúncia, escrita e até mesmo caligrafia.

O termo Kobun 古文 (こぶん) se refere as formas antigas de escrita e a literatura clássica, sobretudo da época do período Edo (1603 – 1868) em diante, e é formado pelo kanji de velho (古) e pelo ideograma de literatura, redação ou escrita (文). Também existe o termo 文語 (ぶんご, bungo) que significa “linguagem literária” ou “linguagem escrita”. Esta palavra faz parte de outra ainda maior: 文語体 (ぶんごたい、bungotai) que quer dizer “estilo literário” ou “estilo de escrita”.

Neste artigo do portal Tofugu você pode verificar mais detalhes sobre o Japonês clássico: Kobun (Classical Japanese) – Old Kana (em inglês).

Há inúmeras características do japonês arcaico que não poderemos dissertar com profundidade em um só artigo. Caso queira se aprofundar pesquisando por conta própria, indicamos que pesquise por #words #arch ou words #obs no Jisho.org. Ao pesquisar dessas duas formas você cairá numa lista de palavras e expressões arcaicas e obsoletas.

Recomendamos que leia também:

E aí? Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e colegas que estudam japonês!

Compartilhe Este Artigo: