Conosci il lato oscuro del Giappone?

Tutti pensano che il Giappone sia un posto sicuro e meraviglioso. Potrebbe anche essere vero rispetto ad alcuni posti. Ma in questo articolo parlerò del lato oscuro del giappone e su un sacco di cose orribili che accadono, cose che la gente ignora. Parliamo solo del lato buono del Giappone, un amico mi ha fatto capire che è importante scrivere del lato oscuro, il lato nascosto che non viene mostrato dai media.

Il seguente articolo non è stato interamente scritto dal sito. Suki Desu, si basava su una risposta della pagina Giappone per pensare prima di immaginare, dall'articolo che ho scritto Bugie che parlano del Giappone. Se pensi che il testo sia esagerato, era molto peggio della sua versione originale, la persona che l'ha scritto non sembra amare molto il Giappone... Iniziamo!

Per quanto il Giappone sia migliore di molti paesi, ha anche i suoi problemi. Problemi causati dalla tua superiorità, quindi parleremo di alcuni dei punti negativi lì e di alcuni dei punti positivi, per non rattristarti per questo paese che ci impressiona così tanto.

Ricorda, questo articolo è una risposta all'articolo "Bugie che parlano del Giappone” sappi che non sto criticando il Giappone, posso generalizzare un po' nel testo, ma personalmente preferisco mille volte il Giappone al Brasile.

Prima dell'articolo lascerò un video che parla di cose brutte in Giappone in modo rilassato. Questo video è meno generalizzato e interessante, realizzato dal mio grande amico Rodrigo Coelho.

Un paese per stranieri (Non tanto)

Sappiamo che i giapponesi sono istruiti, che il Giappone è un ottimo posto per risparmiare denaro e vivere. Tuttavia, ci sono i giapponesi perversi, così come in Brasile ci sono i cattivi. Tuttavia, i giapponesi agiscono all'estremo, tutto ciò che fanno di solito è "in modalità HARD", difficile da seguire o capire.

In altre parole, se pensi di andare in Giappone e non soffrirai pregiudizi e umiliazioni, potresti anche essere fortunato, molti non l'hanno mai visto, ma altri hanno sofferto molto, sono andati in depressione, ecc. Pertanto, ti consigliamo di conoscere la lingua giapponese, in modo da poter interagire di più con le persone e farti conoscere davvero.

Quindi, preparati psicologicamente, perché potresti trovare un frutto cattivo che non sarà così civile per te come tende a essere la società giapponese. O forse sei fortunato a trovare buoni amici e un buon rapporto.

Il lato oscuro del Giappone! Non sono tutti fiori

Non dobbiamo assolutamente dire che i giapponesi sono razzisti. Non è diverso dagli altri paesi, c'è sì razzismo e pregiudizio lì, ma i giapponesi sono più estremi. Quindi non è uno scherzo, se incontri un razzista, cerca subito le distanze, perché il livello di xenofobia è forte, soprattutto nelle scuole dove soffrono anche i giapponesi ijime (虐め) [bullismo] e questo è ancora uno dei motivi principali per cui ci sono così tanti suicidi in Giappone.

È un dato di fatto che anche alcuni giapponesi hanno dei pregiudizi nei confronti delle persone lì, che di solito sono persone che non si adattano agli standard che la società richiede, quindi preparatevi, la pressione sociale è molto alta, ma è la stessa pressione che subiamo quando siamo tentati di fare qualcosa che pensiamo sia sbagliato e che alla fine siamo umiliati per averlo fatto.

Vedi anche: I neri in Giappone: vengono trattati in modo diverso? Paura? pregiudizio?
Strutture che vietano l'ingresso agli stranieri
Gaijin – Gaikokujin – Straniero – Una parola giapponese razzista?

Lavorare in Giappone è qualcosa che viene preso molto sul serio e soprattutto gli stranieri devono fare gli straordinari… quindi se vuoi andare in Giappone per lavorare e rilassarti, stai perdendo tempo. Studia, impara la lingua, fai uno scambio, college, sposati, allora sì puoi trovare un lavoro più leggero per rilassarti, oppure no xD.

Oppure puoi fare come Pritt e la lohgann del Giappone canalizzano il nostro quotidiano, che è andato e ha lavorato per molti anni negli appaltatori, ha risparmiato denaro e ora si gode la vita e studia tranquillamente. (O probabilmente guadagnandosi da vivere con i loro video, credo).

Governo, enti pubblici in Giappone

Gli ospedali giapponesi, il modo in cui si riscuotono le tasse, la velocità di aggiustare le cose, sono praticamente perfetti. Ma hanno anche il loro lato negativo, molta burocrazia, soprattutto se sei straniero, ottenere interpreti e documenti può essere piuttosto faticoso. Come in Brasile, potrebbero esserci errori nel documento, quindi inizia lo stress.

Il lato oscuro del Giappone! Non sono tutti fiori

Per non parlare di tasse e multe, che sono piuttosto costose, ma fortunatamente questo è più vantaggioso che in Brasile. Ma ricorda, non fidarti del governo giapponese, ci sono molti problemi che non possono risolvere, ogni governo umano è imperfetto, se stai pensando di lasciare il Brasile a causa del governo, potrebbe anche compensare un po', tuttavia, essere preparato al peggio.

Cibo e denaro

Molti prodotti sono più economici in Giappone e altri sono costosi, ma si adattano allo stipendio giapponese, e lì troverai diversi tipi di cibo. Tuttavia, c'è il grande pericolo chiamato "Cina", molti prodotti vengono importati e potresti aver sentito parlare dello scandalo di MC Donald e della Cina.

Il fatto è che la maggior parte dei giapponesi mangia prodotti industrializzati, oppure Benedetto (お弁当) [pan], e nonostante il Giappone sia un paese pulito e igienico, chissà che fine hanno fatto questi Benedetto, non è? Principalmente con prodotti importati, ci sono segnalazioni di aver già trovato pezzi di insetti, ecc. Sfortunatamente, l'avidità fa male anche al Giappone, quindi lascia da parte il problema della "salute" se non hai molto tempo per prepararti il pranzo.

cibo e soldi

Sebbene lo stipendio del Giappone sia sufficiente per nutrirsi, si può dire che è la stessa cosa in Brasile, i 200.000 Yen sono quasi gli stessi 1.000 Reais dei brasiliani se si tiene conto del prezzo delle cose, nonostante molte cose economiche, altre che sono importanti su base giornaliera sono costosi e ti tolgono i soldi.

Vale la pena ricordare che, sebbene alcuni guadagnino stipendi alti, in alcune regioni, come in Brasile, le persone guadagnano poco e non superano i 150.000 Yen, uno dei motivi per cui i giapponesi fanno gli straordinari.

Sicurezza e criminalità

Nonostante sia uno dei paesi più sicuri al mondo, anche i crimini accadono frequentemente e, quando lo fanno, sono bizzarri. Anche se vivo in uno dei paesi più sicuri al mondo, anche se i terremoti e gli tsunami sono rari; che causano morti di massa, nessuno sa cosa domani. A maggior ragione in un paese con vulcani, radiazioni, terremoti, tifoni e tsunami sempre in agguato.

Il lato oscuro del Giappone! Non sono tutti fiori

 Perfezione e suicidio

La maggior parte dei suicidi in Giappone sono legati a stress, perdita di servizio, difficoltà finanziarie. In Giappone, sbagliare una volta significa vedersi condannare per sempre la vita, almeno è quello che succede per lo più. Incidenti stradali, coinvolgimento in risse, guida in stato di ebbrezza e problemi con la giustizia. Anche se commesse dai figli o dal coniuge, colpiscono direttamente la persona, in quanto le aziende non vogliono nella propria forza lavoro persone che non siano 100% plasmate all'interno della perfetta società giapponese. Potrebbe essere uno dei motivi principali per cui alcuni brasiliani non vanno d'accordo con i giapponesi.

Casa

Per quanto piccole possano essere le case o fatte di legno [in campagna], ad alcuni dà fastidio, e ad alcuni addirittura piace. Ma la cosa peggiore è che se sei straniero, preparati a pagare l'affitto a vita, la terra in Giappone è assurdamente costosa e dovresti abituarti a vivere in appartamenti.

Il lato oscuro del Giappone! Non sono tutti fiori

Immoralità

C'è una grande ragione per cui i giapponesi sono chiamati pervertiti. Il Giappone è uno dei paesi che consumano più pornografia, anche la pornografia infantile è, in un certo senso, consentita nelle maniche, vediamo chiaramente l'esposizione di seni e mutandine negli anime per bambini (non diversamente dalle soap opera brasiliane).

Per non parlare delle persone che vengono arrestate per raccolta di saliva, macchine che vendono mutandine usate, sbarre per parlare di masturbazione, tentacoli e altri scroti sul sesso. Il lato positivo è che lì non sentirai canzoni immorali in auto o persone che pronunciano parole di connotazione sessuale nelle conversazioni, l'esposizione all'immoralità è una tua scelta, ricordando che dovresti stare attento con il Stalker's, lolicon e altri pervertiti che esistono. ( ͡° ͜ʖ ͡°) 

Il lato oscuro del Giappone! Non sono tutti fiori

Finitura

Non ho detto molto, c'è molto da dire sul Giappone, non è un paese meraviglioso, ma non è nemmeno un brutto paese, semplicemente non è perfetto come tutti ci tengono a sottolineare.

Ho cercato di riassumere punti importanti da tenere a mente e se hai intenzione di vivere in Giappone; o Conoscere; fare una passeggiata, vi garantisco che sarà la scelta migliore, un paese ricco con tanta cultura e cose diverse da farvi conoscere, ne vale davvero la pena! Ma chi pensa che trasferirsi in Giappone risolverà i suoi problemi, potrebbe anche risolverli, comunque dipenderà da te e dalla tua fortuna.

Commenta i punti che ho dimenticato di menzionare, è molto e alcuni non volevo nemmeno menzionare. Sentiti libero di fare i tuoi commenti.

Condividi questo articolo:


49 commenti su “Você conhece o Lado Negro do Japão?”

  1. Este é um excelente artigo. Alguns destes problemas do Japão eu não conhecia e considero que textos assim são interessantes para entendermos que cada cultura tem seus lados bons ruins, contradições e bizarrices. Gosto muito do Japão, mas sem de olhar também para as questões complexas da sua cultura e do seu povo.

  2. Este é um excelente artigo. Alguns destes problemas do Japão eu não conhecia e considero que textos assim são interessantes para entendermos que cada cultura tem seus lados bons ruins, contradições e bizarrices. Gosto muito do Japão, mas sem de olhar também para as questões complexas da sua cultura e do seu povo.

  3. Bom Admiro o Japão e seu povo,mais amo meu País,se um dia chegarmos a ser metade do que é lá será o suficiente, generalizar é de mais, lá é melhor por desenvolvimento e etec..mais deixar minha terra Jamais! e o Brasil tbm tem muitos pontos positivos tanto na natureza,população somos um povo acolhedor por mais q tenha o joio no meio do trigo mais somos um país que só falta ser levado a serio pelos governantes,comparar a historia japonesa com a Brasileira o Brasil não tem nem a metade da idade do japão,temos muito que aprender e um dia chegaremos lá,mais menosprezar o Brasil é já é demais!

  4. Bom Admiro o Japão e seu povo,mais amo meu País,se um dia chegarmos a ser metade do que é lá será o suficiente, generalizar é de mais, lá é melhor por desenvolvimento e etec..mais deixar minha terra Jamais! e o Brasil tbm tem muitos pontos positivos tanto na natureza,população somos um povo acolhedor por mais q tenha o joio no meio do trigo mais somos um país que só falta ser levado a serio pelos governantes,comparar a historia japonesa com a Brasileira o Brasil não tem nem a metade da idade do japão,temos muito que aprender e um dia chegaremos lá,mais menosprezar o Brasil é já é demais!

  5. Os brasileiros e seu complexo de vira-lata, gosta de falar bem de outro país, quase esquecendo que como é lá fora, sem contar que no Japão eles tem preconceito com tudo, com estrangeiros, negros e homossexualidade, se julgam superiores e o resto do mundo eles veem como bicho. Brasileiros adoram falar bem de outros países e adoram ainda mais fala mal daqui, mas fazer realmente algo pra mudar, aí não faz, né? São os mesmos que não movem uma palha pra protestar e melhorar o pais, é fácil falar de uma casa suja sendo que você não para um momento pra tentar limpa-la.

    • Não generaliza, assim como nem todo brasileiro é bandido nem todo japonês e preconceituoso… Na realidade a comunidade brasileira no Japão que tem preconceito um com os outros, e os imigrantes que vieram ao Brasil aumentaram ainda mais essa ideia de que japonês é preconceituoso… E realmente o povo só sabe reclamar e não faz nada pra melhorar… Acho que as pessoas precisam olhar as coisas boas tanto do próprio país como os dos outros, focar em coisas negativas só da coisas ruins.

  6. Os brasileiros e seu complexo de vira-lata, gosta de falar bem de outro país, quase esquecendo que como é lá fora, sem contar que no Japão eles tem preconceito com tudo, com estrangeiros, negros e homossexualidade, se julgam superiores e o resto do mundo eles veem como bicho. Brasileiros adoram falar bem de outros países e adoram ainda mais fala mal daqui, mas fazer realmente algo pra mudar, aí não faz, né? São os mesmos que não movem uma palha pra protestar e melhorar o pais, é fácil falar de uma casa suja sendo que você não para um momento pra tentar limpa-la.

    • Não generaliza, assim como nem todo brasileiro é bandido nem todo japonês e preconceituoso… Na realidade a comunidade brasileira no Japão que tem preconceito um com os outros, e os imigrantes que vieram ao Brasil aumentaram ainda mais essa ideia de que japonês é preconceituoso… E realmente o povo só sabe reclamar e não faz nada pra melhorar… Acho que as pessoas precisam olhar as coisas boas tanto do próprio país como os dos outros, focar em coisas negativas só da coisas ruins.

  7. Isso é mais que natural no ser humano, aliás, estrangeiros (estranhos) sempre sofreram algum tipo de preconceito e discriminação étnica desde o surgimento do homem. O Japão tem aproximadamente 35 mil anos, o Brasil pouco mais de 500. É uma diferença brutal, considerando, que o Japão passou a ser “moda” somente após a segunda guerra mundial. Pois até aí, era um lugar longínquo, pobre e esquecido pelo resto do mundo. Após a segunda guerra, os americanos injetaram bilhões de dólares na reconstrução de dois países (Plano Marshall). Japão e Alemanha, coincidentemente, os dois países aliados na segunda guerra. O bacana da internet é ter em mãos todo o tipo de conhecimento, o que antes era inimaginável. Para se ter uma ideia, o regime japonês era uma mistura de teocracia com culto à personalidade e fascismo militar, pois era um lugar governado por um imperador com status de Deus, ao qual todos os cidadãos juravam fidelidade e colocavam suas vidas à disposição(Ainda hoje é, mas em escala menor). A história ainda conta, que o Japão travou uma longa guerra contra a China. Na batalha, os japoneses mataram 22 milhões de civis chineses. Além disso, mulheres chinesas foram estupradas, assassinadas e empilhadas junto com seus pequenos filhos mortos pelos soldados japoneses. Estou descrevendo isso, para mostrar, que para chegar nesse status que se encontra hoje, os japoneses têm uma história nada agradável sob os olhares de direitos humanos na atualidade. Comparar Brasil com Japão, é totalmente fora de contexto. Sim, o Brasil tem muitos problemas internos (mais por força da fragilidade institucional), mas não passou por nenhum tipo de massacre ou crime da forma como o Japão. Eles conseguiram eliminar isso da história atual deles e também podemos fazê-lo com a nossa história, mas para que isso seja realizado, a gente precisa parar de menosprezar o nosso Brasil e lutar para melhorá-lo. Como já disse anteriormente, a informação está muito próxima da gente atualmente, não é possível ser vencido pela ignorância.

  8. Isso é mais que natural no ser humano, aliás, estrangeiros (estranhos) sempre sofreram algum tipo de preconceito e discriminação étnica desde o surgimento do homem. O Japão tem aproximadamente 35 mil anos, o Brasil pouco mais de 500. É uma diferença brutal, considerando, que o Japão passou a ser “moda” somente após a segunda guerra mundial. Pois até aí, era um lugar longínquo, pobre e esquecido pelo resto do mundo. Após a segunda guerra, os americanos injetaram bilhões de dólares na reconstrução de dois países (Plano Marshall). Japão e Alemanha, coincidentemente, os dois países aliados na segunda guerra. O bacana da internet é ter em mãos todo o tipo de conhecimento, o que antes era inimaginável. Para se ter uma ideia, o regime japonês era uma mistura de teocracia com culto à personalidade e fascismo militar, pois era um lugar governado por um imperador com status de Deus, ao qual todos os cidadãos juravam fidelidade e colocavam suas vidas à disposição(Ainda hoje é, mas em escala menor). A história ainda conta, que o Japão travou uma longa guerra contra a China. Na batalha, os japoneses mataram 22 milhões de civis chineses. Além disso, mulheres chinesas foram estupradas, assassinadas e empilhadas junto com seus pequenos filhos mortos pelos soldados japoneses. Estou descrevendo isso, para mostrar, que para chegar nesse status que se encontra hoje, os japoneses têm uma história nada agradável sob os olhares de direitos humanos na atualidade. Comparar Brasil com Japão, é totalmente fora de contexto. Sim, o Brasil tem muitos problemas internos (mais por força da fragilidade institucional), mas não passou por nenhum tipo de massacre ou crime da forma como o Japão. Eles conseguiram eliminar isso da história atual deles e também podemos fazê-lo com a nossa história, mas para que isso seja realizado, a gente precisa parar de menosprezar o nosso Brasil e lutar para melhorá-lo. Como já disse anteriormente, a informação está muito próxima da gente atualmente, não é possível ser vencido pela ignorância.

  9. Concordo, mas em relação a crimes, é só entrar no site japantoday que verá artigos de crimes cometidos diariamente por japoneses, e é um pior do que o outro, ou seja, o Japão não é 100% seguro, aliás nenhum lugar é, mas com certeza, é uma realidade totalmente diferente do Brasil pelo fato de ser um país desenvolvido.

  10. Concordo, mas em relação a crimes, é só entrar no site japantoday que verá artigos de crimes cometidos diariamente por japoneses, e é um pior do que o outro, ou seja, o Japão não é 100% seguro, aliás nenhum lugar é, mas com certeza, é uma realidade totalmente diferente do Brasil pelo fato de ser um país desenvolvido.

  11. Quem reclama do Japão é quem já foi e não soube aproveitar ou quem quer dar uma de esperto mas não consegue por que não é moleza igual no Brasil.
    Claro, tem coisas ruins, mas esse artigo faz pensar que Japão é um lugar ruim de se morar.
    Nunca tive problemas com burocracia. Quando tinha acabado de ir ao Japão, tive que ir até a prefeitura pra resolver algo, fui muito bem atendido, fizeram o máximo para conseguir se comunicar comigo, mesmo eu sabendo apenas o básico na época.
    Comparando salário de lá com o Brasil? Rapaz, no Brasil você se mata de trabalhar e não consegue comer uma pizza no final de semana. Eu não ganhava lá tudo isso no Japão, mas se quisesse comer todos os dias fora, comeria sem problemas. Saia todo fim de semana, fazia churrascos, reunia os amigos pra beber, gastava dinheiro com bobagens todos os dias nas lojas de conveniência.
    Nunca vi um crime em todos os anos que morei no Japão. Era uma ou outra notícia que via na tv muito raramente. Maaas… na internet sempre saia algumas notícias de crimes cometidos por brasileiros…
    Suicídios infelizmente há muitos casos, e tarados… isso tem mesmo, mas não é algo que você vê normalmente.
    Moradia… vai da pessoa. Dependendo da cidade, os apartamentos não são tão pequenos assim e, novamente, não tem comparação com o Brasil. Você paga um valor alto, mas vive em alto conforto.

    • Concordo com tudo, na realidade não acho nada ruim, esse artigo foi apenas uma visão diferente de outra autora em resposta a meu artigo mentiras que falam sobre o Japão, pq eu pessoalmente só consigo ver lado positivo em comparação com o mundo em geral… Se for pra prestar atenção em coisas ruins ninguém vive…

  12. Quem reclama do Japão é quem já foi e não soube aproveitar ou quem quer dar uma de esperto mas não consegue por que não é moleza igual no Brasil.
    Claro, tem coisas ruins, mas esse artigo faz pensar que Japão é um lugar ruim de se morar.
    Nunca tive problemas com burocracia. Quando tinha acabado de ir ao Japão, tive que ir até a prefeitura pra resolver algo, fui muito bem atendido, fizeram o máximo para conseguir se comunicar comigo, mesmo eu sabendo apenas o básico na época.
    Comparando salário de lá com o Brasil? Rapaz, no Brasil você se mata de trabalhar e não consegue comer uma pizza no final de semana. Eu não ganhava lá tudo isso no Japão, mas se quisesse comer todos os dias fora, comeria sem problemas. Saia todo fim de semana, fazia churrascos, reunia os amigos pra beber, gastava dinheiro com bobagens todos os dias nas lojas de conveniência.
    Nunca vi um crime em todos os anos que morei no Japão. Era uma ou outra notícia que via na tv muito raramente. Maaas… na internet sempre saia algumas notícias de crimes cometidos por brasileiros…
    Suicídios infelizmente há muitos casos, e tarados… isso tem mesmo, mas não é algo que você vê normalmente.
    Moradia… vai da pessoa. Dependendo da cidade, os apartamentos não são tão pequenos assim e, novamente, não tem comparação com o Brasil. Você paga um valor alto, mas vive em alto conforto.

    • Concordo com tudo, na realidade não acho nada ruim, esse artigo foi apenas uma visão diferente de outra autora em resposta a meu artigo mentiras que falam sobre o Japão, pq eu pessoalmente só consigo ver lado positivo em comparação com o mundo em geral… Se for pra prestar atenção em coisas ruins ninguém vive…

  13. Li apenas agora. Bem, em resumo, pelo que escreveu e referências que deu, o Japão é fantástico, então, levando-se em conta a comparação inevitável com o ocidente. Desconsidere que qualquer país do planeta seja perfeito: isso não existe. Homens erram em qualquer parte.

    Mas, considerando a responsabilidade que tem na sua vida pessoal e profissional, contrapartida do governo em serviços, leis pouco tolerantes, o povo vive uma vida infinitamente melhor que em países como o Brasil onde se mata mais de 500 policiais por ano e é um dos mais violentos do mundo graças a tolerância de leis pró bandidos, justiça mal distribuída e corrupção escancarada em todas as instituições. Claro que ai deve ter seus corruptos, sem dúvidas. Em todos os lugares tem.

    Quanto a discriminação, resta uma pergunta: a maioria que tenta a vida no Japão vai despreparada, sem conhecer a língua, principalmente. E querem o que, de retorno? Tolerância?

    Vou lhes contar algo que talvez não saibam: o Brasil, desde da época de Marechal Deodoro, após a proclamação da República, fazia sérias restrições a imigração de japoneses. Inflamados discursos na Câmara dos Deputados Federais – era no Rio de Janeiro, então capital – diziam que “japoneses são uma raça inferior” de padrão de vida degradante. Os japoneses nunca foram bem vindos ao Brasil onde foram chamados de “aborígenes nipões”.

    O objetivo dos governantes, inclusive do ditador Getúlio Vargas, era o branqueamento da raça com a proibição da entrada de negros, chineses e japoneses. Mas, os que vieram, chegaram legalmente para plantar café, a riqueza brasileira na época porque a Itália tinha proibido a emigração.

    Mas, de verdade, a grande preocupação brasileira era o expansionismo japonês que já tinha vencido a Guerra contra a China e, em 1904/1905 venceu a Rússia em outra beligerância armada. Aliás, o navio Kasato Maru, na verdade, se chamava Kazan (construído na Inglaterra), um vapor que o Japão tomou dos russos e passou a servir o império nipônico como navio hospital. Mais tarde transportou 781 lavradores para o Brasil, em 18 de junho de 1908.

    Durante o período da Guerra Mundial a situação ficou mais complicada para todos eles. Aquilo sim é que foi problema. Então, racismo existe cá, lá e acolá.

    Não sofram por isso! Trabalhem e busquem ser felizes.

  14. Gostei da forma que foi escrita a matéria: suscinta, coerente, concisa e principalmente real (não creio que erros ortográficos ou de colocação devam ser mencionados nesta categoria de informativo). Sei que cada um tem suas particulares experiencias e lendo alguns comentários fiquei satisfeita que a maioria dos que postaram aqui tem se dado bem, que bom! Não digo que sofro discriminação constante, diretamente, mas presencio sua ação e existencia partindo de pessoa racista e que ao redor desta pessoa estão outros que não se posicionam em defesa do discriminado, mas se silenciam. A verdade é que podemos não deparar com pessoas preconceituosas, mas vivemos sim, o preconceito e suas consequencias. Enfim, não vou entrar em polêmica ou troca de opiniões, mas quero agradecer e parabenizar sua matéria, afinal se expor requer muita coragem e o homo sapiens do Japão é o mesmo do Brasil, apenas criaram hábitos diferentes. Obrigada.

  15. Conheço bastantes estrangeiros que estão morando no Japão e nenhum deles passou por situações complicadas, como xenofobia e racismo. Também conheço japoneses que casaram com estrangeiros e nunca foram discriminados por isso. E os filhos nunca sofreram com o ijime.

  16. Ola! Gosto muito desta pagina. Leio e compartilho quase todos.
    Sempre ha algo a aprender.
    Quanto as generalizacoes deste post, tambem e compreensivel.
    Vivo no Japao com minha familia a treze anos.
    Compreendo um pouco da lingua mas, falo pouco. Ja trabalhei em varios lugares, apesar de nunca ter mudado de cidade.
    Apesar de todos os problemas citados no artigo serem verdade, sofrer ou nao com os fatos negativos do pais em que escolhemos para viver, depende da forma como cada estrangeiro se comporta.
    Apesar da barreira da lingua, meus filhos se adptaram tao bem a cultura e ao estilo de vida. Meus esposo, que foi criado no estilo antigo dos imigrates japoneses no Brasil, adaptou- se melhor ainda.
    Resumindo: apesar de toda dificuldade incial de adaptacao, muito aprendemos nesse pais, inclusive ama- lo e respeita- lo, do jeito como ele e. Decidimos aqui viver e educar nossas netinhas que ja estao no houkoen e adaptadas com muita tranquilidade.
    Viver bem, ganhando pouco ou bastante, depende muito mais da forma como cada um conduz seus proprios recursos, bem como suas atitudes diante da cultura e leis do lugar onde vive.

  17. Caramba Kevin muito esclarecedor o artigo, mas sério cara tem alguns erros ortográficos e de concordância verbal. Vi suas respostas nos comentários aqui e vi que você ainda me parece muito iludido com o Japão.

    • Não sou iludido… Na verdade eu só vejo o mundo inteiro piorando daqui pra frente… Mas também se eu mora-se no Japão eu jamais iria para viver para trabalhar em fabricas… Sou um futuro empreendedor, quero viajar pelo mundo hahahahah heuheuheuheuhe

    • 200.000 ienes = 6.000 reais, não 1.000. Mas lá no japão para você conseguir “viver numa boa” tu tem que ter pelo menos 10.000 reais e um japonês intermediario para ficar bem.

    • Nâo sei se você entendeu mas a conversão não foi literal… É uma conversão em comparação com salario Brasileiro… Um japonês gastando 200.000 ienes é como se fosse um brasileiro gastando 1.000

  18. Kevin, eu iria fazer um post criticando o seu artigo, mas como voce mesmo salientou que se equivocou em algumas partes, decidi fazer um post construtivo.
    Tente encontrar pessoas com muitas experiencias no Japao, nao somente uma ou algumas, e de diversas regioes do Japao. Apesar de dizer que nao iria generalizar, me soou generalizado.
    Na parte que fala sobre ter que se acostumar a pagar aluguel o resto da vida…. isso nao e’ verdade. Muitos brasileiros estao comprando casas ou terrenos por aqui, o preco varia de regiao para regiao, mas no geral, se voce tem bom credito no banco, voce paga tranquilamente dentro de 35 anos ou ate menos, em um valor menor que um alguel em um imovel do mesmo nivel.

    Modo Hard: tambem nao concordo, isso depende de pessoa para pessoa. Admito, porem, que eles sao mais fechados e nao tao calorosos como os latino americanos. Eu conheco japoneses que me ajudam sem cobrar nada em troca, alguns japoneses que me ajudaram na rua, mesmo sabendo que era estrangeiro e ‘nao americano’, contradizendo que somente americanos sao bem tratados, pelo simples sentimento de bondade.
    O grande problema nessa questao, acredito, e’ a linguagem que voce usa. Para eles, usar uma linguagem polida para com estranhos, e’ necessario. Entao se voce vem para ca’, sem saber esse tipo de linguagem, denominado ‘keigo’, voce pode soar como uma pessoa sem educacao, causando assim, um mal entendido e possivelmente, sera tratado da mesma forma.
    Um exemplo: uma vez estava eu com alguns amigos em um karaoke/estudio. Mas para entrar, tinhamos que fazer um cadastro em uma maquina automatica que estava ao lado do balcao. Meu amigo nao entendia quase nada de japones e ja saiu falando para o atendente, algo do tipo ‘oi, vem fazer aqui pra mim’, o japones ignorou ele e o meu amigo ja saiu resmungando que era discriminacao, entao fui la li o que sabia, preenchi o que sabia e aonde nao soube preencher, pedi educadamente como fazia para preencher tal lugar, o japones me ajudou… percebeu a diferenca??? Se voce quer respeito, deh respeito, nao seja um ignorante senao te tratarao da mesma forma. E acredito eu, muitos brasileiros ja devem ter passado por la e tratado o japones da mesma forma, entao cansado disso, passou a ignorar quem nao falasse bem. Use sempre ‘sumimasem’, ‘onegaishimasu’, termine com ‘kudasai’, ‘verbo + te moraimasenka?’ e agradeca sempre!
    Tambem acrescentaria que os lugares onde ha uma grande concentracao de brasileiros, o indice de discriminacao aumenta drasticamente. Por que? Pelo mesmo motivo, acredito que muitos brasileiros ja devem causado algum mal entendido algum lugar ou ate mesmo cometido algum crime, sendo assim , a imagem da comunidade daquela area, fica comprometida. Onde eu moro, nao ha tantos estrangeiros, entao os japoneses nos tratam com uma certa neutralidade ainda.

    Governo: tive uma prima que foi interprete da prefeitura, ou seja, tem muitas prefeituras que te oferecem o servico de interprete caso voce nao entenda perfeitamente o japones.
    Hospital: aconteceu comigo, minha mae ficou doente e teve que ser operada as pressas mas nao tinha seguro nenhum, nem eu… entao fui a prefeitura da minha cidade e pedi para ingressar no seguro e expliquei a situacao. Eles me inscreveram na hora, sem burocracia nenhuma. Entao como nao confiar nesse governo (em geral)? Errou ai tambem ao dizer ‘nunca confie no governo’.

    Alimentacao: apontar determinado caso que aconteceu, no caso do McDonald’s, nao representa todo o Japao. Existe sim varios produtos vindos da China, mas se eu fosse acusar algum pais, eu diria que sao mais perigosos os alimentos vindos dos EUA, isso mesmo, pois la, os alimentos sao modificados geneticamente. Eu raramente como fast food, ou junk food. Mas nao nego que como bastante o obento, porem, nunca passei mal. O grande problema da desnutricao causado por comer apenas o obento e’ que muitos brasileiros so’ ficam nisso e nao comem frutas, saladas, cereais, etc. Eu como tudo isso, mesmo as frutas caras, entao, mantenho a minha saude em dia. Os obentos dos combinis, acredito serem piores do que os dos mercados, pois os dos combinis tem data de validade maior que os do mercado, pelo mesno, foi isso que reparei nos dois, portanto, como mais os dos mercados, que sao feitos no mesmo dia.
    Problemas de insetos nas comidas existem em ‘todos’ os paises, entao nao acrescentaria isso aos problemas do Japao.

    Dinheiro: a media salarial basica e’ isso mesmo que voce descreveu, nao contando servicos mais pesados ou especializados. Mas assim mesmo que voce comentou, depende da pessoa saber viver com isso ou nao. Eu ganho essa faixa e vivo bem, mas aprendi a nao ficar torrando o meu dinheiro em carros de luxo, comprar roupas todo mes, comer em restaurantes toda hora. Com a crise, aprendi a controlar os meus gastos. Estudo economia por conta propria e com o que guardei anos tras, invisto e vivo bem, mesmo nao fazendo horas extras, os quais nao sao obrigados, como voce citou, So’ depende de cada um e da necessidade de cada um.

    Seguranca e criminalidade: resumindo, e’ um pais muito seguro e o crime organizado nao se mete com pessoas ‘normais’, o crime organizado existe para controlar a acao de mafias de outros paises, mas e’ claro, cometem crimes dentro do Japao, normalmente, de grande porte, nao saem assaltando os caixas de combini como alguns ladroes amadores.
    Sobre criminalidade, e’ bem mais baixo que muitos outros paises, alguns sao bizarros sim, mas se comporados com as bizarrices de outros paises, da no mesmo, prefiro as bizarrices raras daqui.

    Sociedade: nao nego que os estrangeiros em geral, vieram ao Japao para suprir a mao de obra em fabrica ou em setores onde ha falta de japoneses interessados nas respectivas vagas. Ou seja, nao somente os brasileiros, mas todos os estrangeiros, tem que ter em mente que vao comecar a trabalhar em servicos nao muito agradaveis no inicio, mas, se voce tem vontade de aprender, nao somente a lingua japonesa e a cultura, mas tambem se desenvolve no trabalho, voce tem grandes chances de ser promovido, assim como qualquer outro japones. Conheco varios brasileros que sao chefes, ate de japoneses, por terem demonstrado tamanha capacidade e produtividade no servico. O grande problema aqui e’ que muitos brasileiros ja chegam querendo sentar na janela do bonde e ja exigindo direitos trabalhistas. Confie em mim, se voce trabalha bem, voce e’ bem valorizado em sua empresa. Tirando alguns casos, como voce citou, de muito azar de entrar em uma empresa com muitos japoneses racistas.

    O porque dos brasileiros nao se darem bem com os japoneses: e’ o choque cultural. Eu cheguei a conhecer brasileiros que acreditavam cegamente que os japoneses deveriam aceitar eles do jeito que eles sao…ate ai, parece coerente mas, eu acredito que ‘e o contrario, se voce esta no Japao, voce tem que seguir a cultura deles, se adaptar a cultura deles. Conheci um brasileiro e testemunhei ele esbravejando em um bar, contra japoneses e franceses (foi perto de uma universidade da cidade), ele dizendo que ele podia muito bem viver do jeito que ele queria, dentro das proprias vontades, detalhe, ele nao trabalhava, vivia de favor, pedia dinheiro pra todo mundo, se drogava, nao se interessava em estudos, nada…. o que voce acha de um cidadao desses? Depois do pastelao que ele fez no bar, completamente bebado e drogado, eu tive que pedir desculpas e dizer as pessoas do local para nao julgarem todos os brasileiros por causa dele. Hoje, ele ja foi embora para o Brasil e espero que nao volte mais aqui.

    Para finalizar, como o seu site e’ destinado aos simpatizantes da cultura japonesa, voce nao deveria se importar com as criticas negativas, porque elas sempre virao. Ademais, nunca agradaremos romanos e troianos ao mesmo tempo.

    Um Abraco!

    obs: isso tudo foi a minha opiniao e a minha experiencia que tive no Japao dentro dos mais de 20 anos que moro aqui. Se caso alguem leu e nao gostou, eu sinto muito pelo que tenha passado, caso tenha sofrido muito aqui, mas acredite, os japoneses nao sao todos iguais.

    • Você chegou a ler o outro artigo que escrevi? Nem eu concordo com oque eu escrevi kkkkk… Fiz este texto apenas para aqueles que ficaram criticando o meu artigo positivo. Eu acho que misturar os 2 textos da uma combinação perfeita, porque mesmo que algumas das coisas que eu disse no texto seja verdade, não quer dizer que se refira a todo Japão, eu mesmo acho que é apenas uma pequena %… Infelizmente depois de ter escrito um artigo desmentindo as coisas ruins que as pessoas falam do Japão, veio alguns criticos dizendo que o Japão não é perfeito e não sei mais oque… Tem ate uma japonesa do site connexion tokyo q é loka… Qualquer assunto que eu converso com ela, ela usa de assunto pra abrir uma critica contra o Japão… Eu amo o Japão, e odeio criticar ele ou ver pessoas criticando…

    • Entao, como eu havia dito, eu acho que voce errou ao tentar ser o que voce nao e’.
      Seja voce mesmo. Eu gosto do site em geral porque, justamente, fala bem do Japao e sobre a sua cultura.
      Sempre vira alguem para criticar, mas e’ o preco por voce postar publicamente. Voce tem que ter em mente que sera elogiado e criticado ao mesmo tempo. E’ a vida.
      Sobre essa japonesa, e’ japonesa mesmo ou descendente? Estranho ver uma japonesa nativa fazendo isso… mas se for descendente, e’ normal. Muitos sofreram aqui, nao todos, e os mesmos acabam generalizando toda a nacao por causa de alguns. E’ um grande erro.
      Tenho umas duvidas: voce ja’ morou no Japao? Quanto tempo e em qual regiao?
      Ate mais!

    • Povo generaliza demais… Diz ela q é japonesa pura… Agora vai saber… N da pra acreditar em pessoas da net, inda mais quem não coloca fotos nem nada… Pior q ela tem uma pagina famosa e muitas pessoas seguem, mandam mensagem… Apesar de ela criticar igual doida, ajuda muitas pessoas… Aquela tal pagina Japão para pensar…

      Não eu nunca tive a oportunidade de morar no Japão ainda, eu não tenho nem amigos nem descendência, e a ultima coisa que eu quero é trabalhar em fabricas… Se agora eu trabalho online quando quiser… O único caminho que pretendo alcançar se for morar lá é casando… Ou quem sabe uma bolsa, porem eu não tive um bom rendimento escolar e nem fiz faculdade ainda, nem pretendo.

    • Tem muitos descendentes, que pelo fato de terem o sangue puro, se consideram japoneses. Eu quis dizer, se ela e’ realmente nativa, mas nao importa, foi so’ uma curiosidade.
      Eu imaginei, isso explica tudo, pois suas colocacoes parecem que foram colhidas por depoimentos, coisas que nao batem as vezes. Se voce morasse no Japao, em diversas regioes, voce entenderia todos os pros e contras. As coisas que voce postou, parecem que exemplificam apenas uma determinada regiao e comunidade.
      Bom, se voce nao e’ maior de 21 anos, ainda pode recorrer a alguma bolsa, caso contrario, acho dificil.
      Sobre trabalhar em fabrica, novamente, acho que voce so’ colheu depoimentos negativos em torno dessa atividade. Vou fazer uma colocacao. Se voce vier pra ca, inicialmente voce tera um visto de, no maximo, 3 anos. Para voce renovar, voce tera que ter um contrato de trabalho… se voce nao tiver um emprego ‘aqui’, e nao for dono de empresa nenhuma ‘aqui’, que pague impostos para o Japao e nao der nenhum lucro ou sentido de voce estar aqui, nao tenho certeza se voce conseguira renovar o seu visto. No caso dos estudantes, eles permanecem ate completar o curso, e depois de se formarem, caso o governo se interesse e vai se interessar caso voce seja bom, voce sera direcionado a trabalhar na sua area, e ganhara um visto de trabalho especial, mesmo nao sendo descendente.
      Voce tambem pode recorrer a servicos como: dar aula em escolas brasileiras no Japao, mas para isso, voce tera que ter diploma e experiencia ai no Brasil e ser ‘convidado’ por essas instituicoes. Pode ser escola de ingles e outras tambem, mas tera que ser um profissional da area. Observacao: voce sera um ‘escravo’ dessa instituicao, pois nao tera a liberdade de escolher outros empregos, caso nao goste desse…e’ pegar ou largar.
      Outra opcao: voce pode se tornar um embaixador, diplomata, ou trabalhar nas respectivas reparticoes, sendo assim, voce ganhara visto diplomatico.
      Como ve, creio que voce trabalhar em fabrica nao seja tao ruim assim, ja que nao possui nenhuma qualificacao ai, mas nada impede de voce estudar por aqui, e com o tempo, trabalhar em algum outro servico, caso voce se importe mesmo com o status de trabalhador de fabrica.
      Mas deixa eu fazer uma colocao aqui: eu nao vejo nada de errado em trabalhar em fabrica, e’ um emprego honesto e digno. Vergonha teria eu, se fosse um politico corrupto, um ladrao, um assaltante, um traficante, um gigolo, etc.
      Eu trabalho em fabrica e nao tenho vergonha disso, mas tambem sou professor de ingles. Porem, eu posso afirmar que trablalhar em fabrica estressa muito menos, e a maioria dos meus amigos sao trabalhadores de fabrica. Sao pessoas mais simples, humildes, nao sao arrogantes, e me ajudam quando podem ( a maioria, nao todos).
      Por fim, sobre casar para ganhar o visto… conheco varios amigos que fizeram isso, mas vou ser sincero, apenas os casados que ja estavam casados antes dessa onda de imigracao, estao bem. Ja os que casaram para poderem vir, vejo muitas familias destruidas, alias, nao duram. Entao caso voce tenha a sorte de casar por amor, eu nao tenho nada contra, mas se for apenas para vir, nao aconselho, mas se mesmo assim estiver disposto a arriscar, tenha em mente que o seu tempo sera o seu tempo de casamento, ou, ate voce conseguir o visto permanente. Exitem casamentos por contrato,mas voce tera que pagar para a sua esposa uma determinada quantia mensal ou total, depende do acordo. Eu nao acho certo, mas e’ uma realidade.

    • Não é que eu colhi algo negativo… Eu realmente não vejo nada de ruim no Japão… pra mim é um paraíso, não apenas por segurança, mas pela cultura. Eu entendo todos os pontos de vida que você quer explicar, mas fica difícil escrever detalhadamente os 2 lados juntos. O povo acha que quando eu escrevo eu me refiro a geral… Não não, sim a uma minoria…

      Mas a questão de trabalhar, só se for algo que eu goste… Não tem porque eu largar meu emprego de trabalhar pelo computador a hora que eu quiser, pra trabalhar 8 horas por dia fazendo algo repetitivo… Mas com prazer eu trabalharia com algo relacionado ao idioma, mas até chegar lá existe muito estudo…

      Casamento é outra coisa séria pra mim… Não vou entrar em detalhes, pq envolve assuntos pessoais e religiosos, mas garanto que não vou casar com qualquer uma apenas pra ter visto… Até relacionamentos pra mim é algo serio, e deve ser começado com intenção de casamento.

    • Concordo com vc, os japoneses te tratam geralmente como são tratados, nunca tivemos problemas por aqui e sempre que precisamos tivemos a solução…creio que o que falta aos estrangeiros que se aventuram a vir pra cá seja realmente enetender que aqui devemos tentar viver diferente de como vievemos no Brasil… Aqui as coisas funcionam… E quem não gosta daqui que volte pra lá! Pois lá as pessoas se viram nos trinta e sentem-se satisfeitas… Criticar é fácil, viver conforme tem que ser é complicado…

  19. Kevin gostei bastante do post. Relata a realidade de muitos estrangeiros que vivem no Japao (OBS: Eu disse muitos, nao todos).
    Eu sei muito bem o que é sofrer preconceito e desrespeito aqui no Japao. Se voce é estrangeiro, dependendo de onde vem voce sofre muito. As empreiteiras abusam muito e sao poucos os que conseguem ter uma vida “igual” a de japones, tendo todos os beneficios, tendo casa, podendo viajar e por ai vai. Alguns podem ate ter mas como voce disse, ou se casaram ou estao aqui a muiiiiiiito tempo mesmo e com certeza sofreram essas coisas no inicio da vida aqui.
    Se voce nao for americano, dependendo de em qual cidade esta, eles te tratam com desgosto. Aqui se voce chega em um lugar e fala em portugues tentando demonstrar que nao fala Japones, eles nao se esforçam nada pra entender e ainda te olham estranho, mas se voce fala Ingles a coisa muda totalmente, eles se sentem na obrigação de te entender e te tratam até melhor.
    Minha filha sofre de uma doença tipicamente asiática. No hospital o que me salvou foi saber falar ingles, pois até quando eu falei que era brasileira eles olharam com olhar sarcástico, mas quando eu comecei a falar em ingles com o medico, os residentes ja ficaram de canto com um olhar espantoso.
    Voce está certo em muitos pontos do artigo postado. Aqui nem tudo sao flores, e com certeza é um pais incrivel para vir passar férias, conhecer a cultura, e por ai vai. Mas para morar de inicio, mesmo sabendo falar japones voce sofre e sofre muito dependendo de qual pais voce veio.

    Voce está de parabéns pelo site, pelas dicas, por ajudar as pessoas a aprenderem o japones, e mais de parabéns ainda sobre os artigos que posta tanto do lado bom quanto do lado ruim.
    Sucesso!!

  20. Kevin, li esse post por acaso e acredito que vc tirou isso de algum lugar ou alguém deve ter falado para vc. Vc foi muito equivocado em dizer coisas sem cabimento. A começar dizendo que ¥ 400.000 equivale a R$ 1.000,00 – Qualquer um que trabalhe aqui consegue comprar sendo estrangeiro ou não e nem todas as casas são pequenas. E vc dizer que aqui só se trabalha foi outro erro seu. Dá para se trabalhar e viajar tranquilamente. Não tem necessidade de se trabalhar por anos em empreiteiras como vc disse que o casal do JNosso fez para ficar um ano ou até dois parado. Se informe melhor antes de dizer as coisas, boa sorte com seu blog.

    • Esse foi um artigo generalizado, mas foi uma resposta ao outro artigo que escrevi, “mentiras que as pessoas falam do Japão”. Neste outro artigo eu defendi o Japão, e nesse aqui eu tentei retrucar minha ideia de Japão perfeito… Eu mesmo não acredito que seja como eu citei nesse artigo, eu estou ciente que no Japão se trabalha muito quem quer, e também por causa da influencia pos segunda guerra mundial. E sei muito bem que la tem casas enormes, pequeno mesmo só em cidades grandes como Tokyo, e ainda sim o tamanho é suficiente pra mim e da 10 a 0 em aonde eu moro no Brasil… Mas vejo sim pessoas reclamarem que o salario de 200.000 ienes não da pra se sustentar, que não tem vida social e etc. Eu não gosto das pessoas reclamarem isso, Infelizmente a própria pessoa causa isso, mas realmente existe muitos japoneses mesmo que vivem no limite do que ganham, mas nada se compara como o Brasil…. Eu acho o Japão 45878545784578754 melhor. Só de ter um local onde não se ouvi pessoas falando gírias e palavrões de conotação sexual é maravilhoso. Eu não acho o custo de vida no Japão caro, só acho que quem pensa em ir pra juntar dinheiro e voltar ao brasil, esta perdendo seu tempo… Felizmente alguns se acostumam a cultura e vivem de verdade no Japão, invez de ter ideias gananciosas de juntar money e não fazer nada.

    • Concordo com o Sakano-san!
      Nem tudo que você escuta de uma única pessoa é fato. Quando você não conhece o local que você está omitindo opinião e colocando a visão dessa única pessoa como verdades, pode ter divergência da realidade, o ideal é você escutar várias pessoas diferentes para ter algum contraponto.

    • Eu sei que não é facil, anteriormente escrevi um artigo defendendo o Japão, veio pessoas comentando merda, falando que o Japão não é isso, e falando dos problemas e bla… ai quando escrevo um artigo falando dos problemas aparece pessoas falando isso… Ninguem fica satisfeito, com nada…

Lascia un commento