Amendoim Japonês – É mesmo do Japão?

, , ESCRITO POR


O amendoim do tipo japonês é bem conhecido e apreciado no Brasil e em vários outros países. Porém, o que muitos não sabem, é que, ironicamente, os amendoins do tipo japonês têm origem no México, e não no Japão. São também conhecidos como maní japonés ou cacahuates japoneses em espanhol.

Mas quem teve a brilhante ideia de criar esse aperitivo tão gostoso? Foi por volta do ano de 1945, quando um imigrante japonês que vivia no México, chamado Yoshigei Nakatani, revolucionou a culinária envolvendo amendoins.

Desde então, a criação viciante de Yoshigei continua a crescer em popularidade tanto no México, quanto aqui no Brasil, até os dias de hoje. Só em 2011 o México fabricou mais de 27 toneladas de amendoim japonês.

Sumário do Artigo 
- Amendoim Japonês não é um aperitivo comum
- Amendoim Japonês no Japão
- Amendoim Japonês no Brasil 
- Amendoim Japonês faz bem para saúde 
- Receita de Amendoim Japonês 

Amendoim Japonês Não é um aperitivo comum

Como assim o amendoim japonês não é simplesmente um aperitivo comum? É porque ele é um delicioso petisco feito a partir de amendoins inteiros, revestidos com uma casca super-crocante e aromatizados com um toque de molho de soja.

Sabe-se que o molho de soja (Shoyu) é um ingrediente típico da culinária japonesa, mas não é essa a razão desse tipo de amendoim ser conhecido como japonês. Nishikawa é uma das marcas mais populares de amendoim japonês que resultou da Imigração no México.

A imigração japonesa para o México começou no final do século 19 na Era Meiji entre uma cooperação com Imperador do Japão e o presidente Porfirio Diaz. Provavelmente foi por causa do seu criador que o amendoim se firmou como japonês.

Amendoim Japonês – É mesmo do Japão?

Yoshigei Nakatani que imigrou do Japão, se casou com uma mulher mexicana e se estabeleceu em um bairro japonês na capital. Ele inventou esse lanche e vendeu no mercado sob a marca Nippon que significa Japão.

Amendoim Japonês no Japão



Apesar do Amendoim Japonês que conhecemos não ser comum no Japão como imaginávamos, podemos facilmente encontrar amendoins e outros grãos, até mesmo feijões, com uma camada crocante salgada ou doce sendo vendido como aperitivo ou snacks no Japão.

O mais próximo do Amendoim japonês que temos no Japão se chama mamegashi [豆菓子] que consiste em algum grão como soja, amendoim ou feijão revestido com uma camada doce ou salgada. Provavelmente foi dai que o japonês tirou a ideia de inventar o revolucionário amendoim japonês.

Amendoim Japonês – É mesmo do Japão?

Enquanto o vendido no Brasil e México é a base de molho de soja, os encontrados no Japão podem ter diferentes sabores e com um forte gosto de umami. Suas texturas podem variar e ter alga, pimenta, peixe e outros sabores.

Amendoim Japonês No Brasil

O amendoim é uma planta originária da América do Sul (o que inclui o Brasil e alguns países que fazem fronteira, como: Paraguai, Bolívia e norte da Argentina).

O consumo mais popular do amendoim é feito das seguintes maneiras: como manteiga de amendoim (em sanduíches, doces ou consumo puro), torrados, cozidos ou crus. É grandemente usado como recheio ou componente de chocolates e bombons. 

Amendoim Japonês – É mesmo do Japão?

No Brasil, vários produtos alimentícios têm como base o amendoim, como a paçoca de amendoim, pé de moleque, doce de amendoim, entre outros. Também é bastante consumido como principal ingrediente de bolos, gelados e sorvetes.

Amendoim Japonês é Bom para a saúde



O delicioso amendoim pode ser usado para suprir as necessidades diárias de proteína que nosso organismo necessita. Porém, é necessário combiná-lo com outros alimentos, como: cereais integrais (que supre a deficiência de metionina), legumes (que supre a deficiência de lisina e treonina) ou com levedura de cerveja (suprindo a deficiência de metionina e treonina).

Geralmente é consumido com outros alimentos, pois o amendoim é pobre em metionina, lisina e treonina. Mas isso não quer dizer que é um alimento fraco. Na verdade, o amendoim é extremamente rico em gorduras e proteínas e possui baixa carga de carboidratos, assim como a maioria das castanhas. 

Amendoim Japonês – É mesmo do Japão?

É de grande interessa saber que o amendoim não contém colesterol, ou seja, uma notícia muito boa para os amantes do aperitivo. Ele ainda é rico em vitaminas e minerais, incluindo vitamina E e vitaminas do complexo B, cobre, manganês, fósforo, magnésio, zinco, ferro e potássio. Contém também fibras solúveis e insolúveis.

Mas agora a melhor parte. Como fazer um delicioso amendoim do tipo japonês?

Receita de Amendoim Japonês

Os ingredientes utilizados são:

*Para a primeira calda:

  • 1/2 xícara (chá) de água;
  • 1 colher (sopa rasa) de sal;
  • 1 colher (café) de bicarbonato de sódio;
  • 1 xícara (chá) de açúcar refinado;
  • 1 kg de amendoim cru com casca vermelha e
  • 3 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo.

*Para Segunda calda:

  • 1/2 copo (tipo americano) de molho de soja light (molho shoyu);
  • 1/3 xícara (chá) de água;
  • 1 colher (sopa) de açúcar;
  • 1/2 colher (sopa) de manteiga;
  • 1/2 colher (chá) de glutamato monossódico e 
  • 1/2colher (chá) de sal.

Modo de Preparo do amendoim japonês:

*Primeira calda:

Numa tigela coloque 1/2 xícara (chá) de água, 1 colher (sopa rasa) de sal, 1 colher (café) de bicarbonato de sódio e 1 xícara (chá) de açúcar refinado e misture bem. Reserve.

Amendoim:

Numa assadeira grande coloque 1 kg de amendoim cru com casca vermelha e umedeça aos poucos com calda (reservada acima) até que fiquem bem úmidos. Polvilhe aos poucos 3 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo sobre os amendoins, coloque-os numa peneira e balance a peneira até retirar o excesso de farinha. Repita este processo por mais 3 vezes (total de 4).

Numa outra assadeira coloque os amendoins bem espalhados, leve ao forno moderado, pré-aquecido a 250 graus até secar (mais ou menos 25 minutos), mexendo de vez em quando, para secar todos os lados. Retire do forno, quando estiver levemente dourado e crocante. Reserve.

*Segunda calda:

Numa panela coloque 1/2 copo (tipo americano) de molho de soja light (molho shoyu), 1/3 copo (tipo americano) de água, 1 colher (sopa) de açúcar, 1/2 colher (sopa) de manteiga, 1/2 colher (chá) de glutamato monossódico e 1/2 colher (chá) de sal e misture bem. Leve ao fogo até ferver. Coloque os amendoins (encapados e torrados) na panela misture e deixe no fogo até secar o fundo da panela. Coloque os amendoins novamente na assadeira e espalhe bem. Leve ao forno para secar, mexendo de vez em quando para secar por igual (mais ou menos 10 minutos). Retire do forno, espere esfriar e sirva.

  • Dica: Guardar em saco ou potes hermeticamente fechados.
  • Dica: para dar cor aos amendoins, substitua o molho de soja (shoyo) por:
  • Amarelo: 1 colher (café cheia) de açafrão com 2 colheres (café cheia de curry).
  • Vermelho: 2 colheres (café cheia) de colorau e 1 colher (café) de pimenta caiena.
  • Verde: bata no liquidificador 1 xícara (chá) de água com 1/2 maço de salsinha e utilize 1/3 de xícara (chá) de água.
  • Prontinho, é só caprichar e se fartar com esse delicioso aperitivo. 

Espero que tenham gostado do artigo. Se gostou do artigo, deixe seus comentários e compartilhe com os amigos. Esse artigo foi escrito pelo meu amigo Paulo Paiva. Para complementar o artigo vou deixar outra receita em vídeo:

Compartilhe Nosso artigo:

Comentários do site