Unko – Cultura da bosta no Japão

, , ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

[AVISO!] As Matrículas do Viajando para o Japão estão abertas! Clique aqui e faça sua matrícula! Corra!

Compartilhe com seus Amigos!

Você sabia que os japoneses tem certa obsessão por banheiros? Sim, podemos ver animes com bosta, deus do banheiro, bostas de ouro se destacando em um prédio de Tokyo e muito mais. Neste artigo vamos ficar por dentro da cultura da bosta no Japão [unko].

Bosta, cocô ou fezes em japonês se chama unko [うんこ], que também pode ser usado para referir-se a alguma merda, porcaria ou lixo. Uma palavra literal para referir-se a fezes solidas, que aparecem de forma impensável em algum lugar da cultura japonesa.

Sumário do Artigo
- Unko - Fezes no Japão
- Kin no Unko - A bosta da boa sorte
- Asahi Beer Hall - O prédio do cocô 
- O deus das privadas
- Unko para as crianças 
- Museus de bosta no Japão

Unko – Fezes no Japão

A bosta japonesa ganhou o nome de unko, porque un é o som de força ao fazer cocô. Já o ko [子] é usado como um diminutivo. Outra palavra usada para fezes é daiben [大便] que também significa excremento e merda.

No português temos o costume de falar bosta e merda para falar de algo ruim, no Japão se usa palavras como kuzo [糞] mas raramente essa palavra se refere literalmente a bostas, fezes ou excrementos. A palavra defecar é kusomaru [糞放る]

As fezes no Japão são representadas em forma de espiral, já que é muito comum encontrar banheiros no estilo motoquinha (aqueles com buraco no chão no qual se agacha), então meio que o formato esperado das fezes japonesas é realmente um espiral.

Existe uma empresa chamada UNCO que fabrica roupas de qualidade, mas que depois de certo tempo começou a fabricar produtos relacionados a cocô. Podemos encontrar itens como camisetas, meias, tênis com marcas de cocô e carácteres de bosta.

O que acha de pelúcias do emoji de bosta? Ou melhor, o que acha de comer curry num prato que parece uma privada? Essa são algumas das coisas inusitadas que só encontramos no Japão.

Unko - Cultura da bosta no Japão - bosta na comida 1
Que tal comer numa privada ou abraçar um cocô?

Kin no Unko – A bosta da boa sorte

No Japão existe o cocô da “boa sorte” conhecido como kin no unko [金のうんこ]. Esse cocô dourado se tornou um ícone local simplesmente porque seu som ‘un‘ no início da palavra unko corresponde ao som ‘un‘ da palavra japonesa para dar sorte [運].

Essa bosta de ouro se tornou tão popular que, em 2006, foram vendidos cerca de 2,7 milhões de chaveiros de telefones celulares semelhantes ao cocô dourado. Uma das empresas principais por trás da bosta de ouro é a Ryukodo de Kyoto.

Koji Fujii, presidente da empresa, teve a ideia de fabricar bostas no final de 1999. Devido a recessão econômica do Japão e o clima nacional deprimido. Koji queria oferecer um produto barato que faria as pessoas sorrirem. Então ele tirou a ideia da privada.

Alguns do kin no unko são feitos de porcelana real e revestidos com ouro de 24 quilates. Um chaveiro de mini cocô pode custar a partir de 105 ienes, já um cocô gigante sobre um pano vermelho e sedoso custa pelo menos 2.100 ienes.

Os produtos viralizaram em 200 quando as meninas do ensino médio em viagens escolares começaram a comprá-las como lembranças. As crianças iniciaram um boom de produtos de sucesso, com cobertura de notícias de todo o país.

No jogo The Legend of Zelda: Breath of the Wild podemos encontrar um item conhecido como Hestu’s Gift, que se assemelha a um Kin no unko. Não se sabe se é uma zoeira, já que para ganhar esse presente tem que pegar todas as sementes de korok.

Alguns argumentam, com um raciocínio bastante crível, que é daí que o emoji cocô sorridente [💩] onipresente e enigmático veio em 2014, usado constantemente e chamado carinhosamente pelos japoneses de unchi.

Unko - Cultura da bosta no Japão - kin no unkos 2
Vai ai um Kin no Uko?

Asahi Beer Hall – O prédio do cocô

Em Sumida, Tokyo tem um prédio que se destaca chamado de Asahi Beer Hall, mas também apelidado de Kin no Unko por sua semelhança a um cocô. As vezes a construção também é chamada de unko-biru que significa construção de cocô.

Claro que esse não era o propósito original do prédio, já que Asahi é uma das empresas de cerveja mais populares do Japão. O projeto foi feito por um designer francês chamado Philipphe Starck e foi concluído em 1989.

A forma do edifício é de um copo de cerveja, projetado para complementar o edifício vizinho em forma de caneca de cerveja dourada que abriga os escritórios da Asahi Breweries. É considerada uma das estruturas modernas mais reconhecidas de Tóquio.

A estrutura dourada no topo do prédio da Asahi representa o coração ardente da cerveja Asahi, e uma cabeça espumosa. A chama dourada pesa 360 toneladas e foi construindo usando navios e técnicas de construção submarina.

Unko - Cultura da bosta no Japão - kin no unko 3

O deus das privadas

Há mais deuses na religião xintoísta do que é possível contar, e eles residem em quase todos os lugares. As fezes também não ficaram de fora. Existem alguns deuses japoneses que tem forte ligações com o banheiro.

Até recentemente, era comum adorar divindades conhecidas coletivamente como benjo-gami (deuses particulares), colocando figuras religiosas dentro ou sob a privada. Outros enterravam figuras divinas sob o banheiro.

Nos tempos mais tradicionais, as fazendas japonesas costumavam coletar lixo humano para usar como fertilizante. A partir dessa ocorrência diária, surgiu a crença local no deus do banheiro, também conhecido como kawaya kami.

Por causa de suas propriedades agricolas, o kawaya kami também teve um grande papel na promoção da fertilização. Todo ano novo, rituais eram realizados, pedindo ajuda ao kawaya kami na produção de uma boa colheita no próximo ano.

No ritual se comia arroz que simbolizava algo grande que o deus havia deixado para trás (será fezes?). Muitas vezes, um banheiro era decorado e mantido o mais limpo possível. Talvez esse deus seja o motivo dos banheiros japoneses serem tão limpos.

Existem também fantasmas do banheiro como Hanako-san e Aka-Manto. Histórias semelhantes a loira do banheiro onde precisamos fazer um ritual repetindo palavras 3 vezes. Quando as bizarrices vão parar?

Unko - Cultura da bosta no Japão - akamanto 4
Akamanto e Hanako-san

Unko para as crianças

Aprender kanji é difícil para qualquer pessoa, principalmente para crianças pequenas. Para tentar aliviar a monotonia de estudar mais de 1.000 caracteres kanji, o Japão criou o melhor professor amigo das crianças, o professor Unko.

Este bigode manchado, usando cocô no estilo emoji, foi um sucesso tão grande que seus livros venderam mais de 1,83 milhão de cópias até agora. Quem diria que um livro de bosta está levando crianças a aprender japonês?

Para piorar ainda mais a situação, existe um anime chamado Unko San lançado em 2009. O anime conta a história de uma fada que pode trazer sorte. Só que essa fada é um cocô, todos os personagens são cocô, até a ilha tem formato de bosta.

Unko - Cultura da bosta no Japão - unko san 5
Unko san

Museus de bosta no Japão

Não estamos falando de coisas ruins, mas literalmente de bosta. Existe um Museu Japonês sobre fezes dentro do Museu de Literatura Himeji. Entre outras exposições, encontramos “Literatura Excretória”, livros sobre cocô e assuntos relacionados.

Ou melhor, existe permanentemente e literalmente o museu da Bosta em Tokyo e Yokohama. O museu era uma ideia temporária, mas acabou se tornando uma atração permanente de Odaiba. Um local colorido cheio de fezes que recebe 100 mil visitantes por mês.

Nesse Museu, tudo tem formato de bosta ou vaso sanitário. Balões, comidas, privadas com cocô dentro e muitas coisas coloridas e divertidas para você visitar. Não perca a chance de visitar o museu da bosta no Japão!

Unko - Cultura da bosta no Japão - unko museu 6

Esses foram alguns destaques fecais do Japão. Espero que tenham gostado do artigo… Agradecemos os comentários e compartilhamentos! Para finalizar veja um vídeo do museu da bosta:

Compartilhe com seus Amigos!

Comentários do site