Alfabeto Coreano – Introdução ao Hangul

[ADS] Anúncio

Quais são as letras do alfabeto coreano? Sabe como funciona o alfabeto do idioma coreano? Conhece a origem do Hangul? Agora veremos tudo sobre o alfabeto usado na língua da coreia!

Existem mais de 70 milhões de falantes do idioma coreano em todo mundo, tanto da Coreia do Sul como na Coreia do Norte. Isso sem mencionar milhares de pessoas que aprendem o idioma pela paixão na cultura coreana.

O idioma coreano é chamado de hangul, ele é composto por 14 consoantes e 10 vogais, e a escrita arredondada constitui-se de caracteres silábicos parecido com idioma japonês, mas bem original.

A origem do Idioma Coreano

O hangul é um alfabeto inventado na dinastia do Rei Sejong por volta do século XV (15), que encomendou o alfabeto a universitários, pois até então na Coreia só se usava o hanja (caracteres chineses) assim como o Japão usa os Kanji.

Tudo isso aconteceu, porque o rei pensava nas frustrações de seus súditos que não sabiam ler e escrever. A maioria não tinha como levar suas queixas às autoridades por meio de cartas ou declarações escritas. Esse problema perturbava o rei, famoso por ser atencioso e pensar sempre na população.

Introdução ao idioma coreano - alfabeto hangeul

Assim, o Rei Sejong organizou a criação de um alfabeto chamado de “Hangul” [한글] com objetivo de ser fácil“ de aprender e usar. Em 1446, deu-se um anúncio de que o projeto havia sido concluído e estava pronto a ser aplicado na sociedade.

No prefácio de seu edito, o Rei Sejong declarou as seguintes palavras:

“Por serem de origem estrangeira, os caracteres chineses não reproduzem fielmente os significados distintos do coreano. Assim, muitas pessoas comuns não têm como expressar seus pensamentos e sentimentos. Solidário nas suas dificuldades, criei um conjunto de 28 letras. As letras são muito fáceis de aprender, e desejo sinceramente que melhorem a qualidade de vida de todas as pessoas.”

Características do alfabeto Coreano Hangul

O alfabeto coreano consiste em um silabário igual ao japonês. Apesar de ser um silabário, sua estrutura é totalmente diferente do hiragana e katakana japonês. No coreano temos 24 letras puras sendo 10 vogais e 14 consoantes que juntas formam uma sílaba.

Ao observarmos os caracteres coreanos, acabamos pensando que tudo aquilo é uma letra, mas, na verdade, é uma sílaba através da junção de letras. Isso é chamado de “jamo”, blocos onde se junta as letras para formar sílabas.

Introdução ao idioma coreano - alfabeto hangeul

Uma única sílaba, ou “jamo”, pode ser composta de até 4 letras. Os caracteres também podem sofrer alterações elevando um total de 40 caracteres no alfabeto coreano. As sílabas formam palavras separadas por espaços, diferente do japonês que não tem espaço nas frases.

Resumindo, o idioma coreano é uma mistura do japonês com chinês, onde se utiliza sílabas para falar, mas os ideogramas são feitos apenas com 24 formas e tendo apenas 4 em cada, enquanto no chinês e japonês temos milhares de radicais para formar ideogramas.

Pensou como seria legal se os ideogramas japoneses fossem simplificados igual o Hangul? A pronúncia do japonês é muito fácil, mas a mistura dos ideogramas chineses arcaicos ainda atrasa bastante o aprendizado do idioma.

Introdução ao idioma coreano - alfabeto hangeul

Certo erudito que ajudou a criar o alfabeto coreano disse o seguinte sobre o hangul: “O sábio pode aprendê-lo em uma manhã, e até o tolo pode aprendê-lo em 10 dias.”

O alfabeto hangul, permitiu que o analfabetismo fosse praticamente erradicado da Coreia.

Caracteres e letras do Alfabeto Coreano

Como ler o alfabeto coreano? Como escrever as letras em coreano? Quantas letras tem? O alfabeto coreano tem um total de 24 letras, sendo 14 consoantes e 10 vogais.

Primeiro, não precisa se assustar com as 10 vogais. Isso é nada além de uma variação de nosso AEIOU igual às acentuações que usamos no idioma português.

O quadro abaixo não é com o Coreano detalhado, mas você já pode conhecer as vogais e as consoantes principais:

As 14 Consoantes do alfabeto coreano

Tabela Responsiva: Role a tabela para o lado com o dedo >>
ㄱ (g, k)
ㄴ (n)
ㄷ (d, t)
ㄹ (r, l)
ㅁ (m)
ㅂ (b, p)
ㅅ (s)
ㅇng Consoante surda
ㅈ (ch, j)
ㅊ (ch’)
ㅋ (k’)
ㅌ (t’)
ㅍ (p’)
ㅎ (h)

As 10 vogais do alfabeto coreano

Tabela Responsiva: Role a tabela para o lado com o dedo >>
ㅏ (a)
ㅑ (iá)
ㅓ (ó)
ㅕ (ió)
ㅗ (ô)
ㅛ (iô)
ㅜ (u)
ㅠ (iu)
ㅡ (eu)
ㅣ (i)

Pronúncia do alfabeto coreano

Talvez você esteja na dúvida de como pronunciar o alfabeto coreano hangul. No vídeo abaixo você vai ver como se pronuncia cada uma das sílabas do coreano:

Curiosidades sobre o idioma coreano

Você sabia que algumas consoantes do idioma coreano tem seu formato baseado na forma que o som é gerado? Por exemplo: ㄱ(k) se refere ao lado de trás da língua tampando a epiglote. ㄴ(n) refere-se a ponta da língua tocando o céu da boca. Sem falar queㅅ(s) tem o formato de um dente, ㅁ(m) tem o formato de uma boca e ㅇ(ng) tem o formato de uma garganta.

Os formatos básicos das vogais são baseados nos elementos da natureza segundo o Neo-Confucionismo onde a linha vertical representa o Homem, a linha horizontal representa a terra e o ponto representa o céu.

Introdução ao idioma coreano - alfabeto hangeul

O hangul pode ser escrito tanto em colunas verticais, de cima para baixo, quanto no sentido da direita para a esquerda ou ao contrário, da esquerda para direita. Basta a pessoa ler bloco por bloco para entender a palavra.

Hanja (漢字) refere-se ao uso dos caracteres chineses para se escrever em coreano. Não é usado hoje, mas alguns ainda aprendem para conseguir ler documentos e textos antigos. O Hanja foi usado até por volta dos anos 90.

Assim como japonês, quando o coreano é escrito com caracteres latinos, ele também é chamado de Rōmaji (로마자) que literalmente significa “caracteres romanos”.

Introdução ao idioma coreano - alfabeto hangeul

Espero que esse pequeno artigo sirva de introdução para o idioma coreano. Se gostou do artigo não se esqueça de compartilhar com os amigos e deixar seus comentários.

Curso de Hangul – Aprender o Alfabeto Coreano

Talvez você esteja procurando uma forma de aprender o Alfabeto da Coreia de forma simples e rápida. Você pode encontrar alguns vídeos na internet, mas recomendamos também alguns cursos de coreano.

O Instituto Kyoto tem um ótimo curso de coreano completo que vai te ensinar todo básico da língua de forma acessível e profissional, com uma área de membros completa e sistema de gamificação.

Temos outros cursos de coreano, mas que abrem as turmas em datas específicas. Quando acontecer as matrículas desses outros cursos, iremos notificá-lo. Recomendamos também, ver alguns livros e dicionários sobre o idioma coreano abaixo:

Compartilhe Este Artigo:

8 comentários em “Alfabeto Coreano – Introdução ao Hangul”

  1. Oi, Kevin!

    Sempre gosto muito de suas postagens. No caso dessa introdução ao coreano, acho importante, antes de inserir mais palavras, dar uma ideia da pronúncia.
    Quanto ao seu comentário, “Pensou como seria legal se os ideogramas japoneses fossem simplificados igual o Hangul?”, não acho que seria propriamente legal; nem tudo que facilita ajuda… Teríamos, sim, muito a perder: cada caractere (kanji) traz consigo toda uma riqueza de significados culturais, sociais, históricos, entre outros, que não é possível transmitir por meio de um caractere simples e totalmente artificial, por mais inteligente que seja o meio de criação. Além disso, a complexidade e consequente dificuldade da escrita japonesa / chinesa estimula imensamente a utilização e desenvolvimento de diversas áreas do cérebro: aprender e efetivamente usar kanjis favorece a memória, a orientação espacial, a sensibilidade estética, a coordenação motora, a paciência, a determinação… isso para mencionar apenas algumas habilidades!

    É isso aí, Kevin; parabéns pelo trabalho. Ah, e não vou deixar de dizer mais uma vez: seria legal, isto sim, se você caprichasse tanto no português quanto capricha no japonês, coreano e outros idiomas…

    Beijo!

    • Sim, Kanji é importante, eu escrevi exatamente sobre isso no artigo porque os japoneses usam Kanji… Mas me refiro no sentido do japonês ao invés de ter inventado o hiragana, tivesse inventado apenas alguns dos radicais e remotando os kanji de uma forma semelhante ao Jamo? Ou ao menos faça como a China e use os Kanji simplificados.

  2. Oi, Kevin!

    Sempre gosto muito de suas postagens. No caso dessa introdução ao coreano, acho importante, antes de inserir mais palavras, dar uma ideia da pronúncia.
    Quanto ao seu comentário, “Pensou como seria legal se os ideogramas japoneses fossem simplificados igual o Hangul?”, não acho que seria propriamente legal; nem tudo que facilita ajuda… Teríamos, sim, muito a perder: cada caractere (kanji) traz consigo toda uma riqueza de significados culturais, sociais, históricos, entre outros, que não é possível transmitir por meio de um caractere simples e totalmente artificial, por mais inteligente que seja o meio de criação. Além disso, a complexidade e consequente dificuldade da escrita japonesa / chinesa estimula imensamente a utilização e desenvolvimento de diversas áreas do cérebro: aprender e efetivamente usar kanjis favorece a memória, a orientação espacial, a sensibilidade estética, a coordenação motora, a paciência, a determinação… isso para mencionar apenas algumas habilidades!

    É isso aí, Kevin; parabéns pelo trabalho. Ah, e não vou deixar de dizer mais uma vez: seria legal, isto sim, se você caprichasse tanto no português quanto capricha no japonês, coreano e outros idiomas…

    Beijo!

    • Sim, Kanji é importante, eu escrevi exatamente sobre isso no artigo porque os japoneses usam Kanji… Mas me refiro no sentido do japonês ao invés de ter inventado o hiragana, tivesse inventado apenas alguns dos radicais e remotando os kanji de uma forma semelhante ao Jamo? Ou ao menos faça como a China e use os Kanji simplificados.

  3. Realmente, é bem interessante! É comum o pessoal falar que a gramática do ‘hangul’ se assemelha muito com a do ‘nihongo’, será que levaram isso em conta na hora de ‘criarem’ o idioma, também, o alfabeto coreano e o ‘jamo’ têm clara influência dos ideogramas chineses …

  4. Realmente, é bem interessante! É comum o pessoal falar que a gramática do ‘hangul’ se assemelha muito com a do ‘nihongo’, será que levaram isso em conta na hora de ‘criarem’ o idioma, também, o alfabeto coreano e o ‘jamo’ têm clara influência dos ideogramas chineses …