Cultura

Religiões no Japão

Religiões no Japão
Compartilhe nas redes sociais:


As religiões no Japão chegam a ser um pouco confusa, no mesmo momento em que metade a população afirma não ter religiões, quase 100 milhões de pessoas afirmam ser Budistas e Xintoístas.

A religião tradicional do Japão é o xintoísmo (Shintō – 神道) que significa literalmente “Caminho dos deuses”. O xintoísmo incorpora práticas espirituais derivadas de diversas tradições pré-históricas japonesas, locais e regionais, caracterizada pela adoração a divindades que representam as forças da natureza. Existem mais de 88.591 santuários xintoístas espalhado pelo Japão.

A história do budismo no Japão foi difundido em vários períodos diferentes, até que se tornou dominante no Japão. O budismo abrange diversas tradições, crenças e práticas geralmente baseadas nos ensinamentos de Buda. Existem mais de 85.439 templos budista espalhados pelo Japão.

templo

Coexistência

O Xintoísmo e o Budismo coexistem pacificamente, a maioria dos japoneses afirmam pertencer as 2 crenças, inclusive templos budistas e santuários xintoístas costumam ser encontrados junto nos mesmos locais. É comum os japoneses casarem com uma cerimônia xintoísta, e terem um funeral budista.

Os japoneses não costumam frequentar regulamente esses locais para adoração. Um bom número visita os templos e santuários na maioria das vezes em eventos, turismo, rituais e necessidades. Cerca de 100 milhões de japoneses afirmam ser xintoístas e 80 milhões budistas.



Ambas as religiões influenciaram bastante no estilo de vida e nas tradições, e superstições japonesas.

Cristianismo

A história do cristianismo no Japão teve início em 1549 quando um missionário jesuíta, Francisco Xavier chegou a Kagoshima acompanhado de um samurai, Ansei Yajiro. Apesar de grande oposição dos lideres e budistas do Japão, o cristianismo levado pelos jesuítas recebeu total apoio dos governantes, Oda Nobunaga e Hieyoshi Toyotomi.

Mas em  Julho de 1587, o generalíssimo Hideyoshi acossado de uma ira doentia determinou que os missionários não poderiam permanecer no país.  Houve perseguições, expulsões e destruição de igrejas. E em 1612 o cristianismo é colocado fora de lei. Uma inquisição foi instituída em 1640 pelo Xogun Iemitsu Tokugawa iniciando uma perseguição aos cristãos. Apenas em 1792 essa inquisição acabou e em 1873 o cristianismo foi reconhecido no Japão.

Atualmente existe aproximadamente 3 milhões de cristãos no Japão, e quase 10 mil igrejas e templos. O Cristianismo no Japão é ainda considerado por muitos japoneses como religião de estrangeiros. Uma das dificuldades do crescimento do cristianismo no Japão, é o compromisso de renunciar ao politeísmo do Xintoísmo e do Budismo japonês. Existem 32,036 sacerdotes cristãos e pastores no Japão.

Dados e Curiosidades

É interessante analisar que o fato do Japão não ter um compromisso com a espiritualidade, não significa que as pessoas não são boas. Uma pesquisa realizada no mundo inteiro indicou que 57% dos japoneses afirmam não ter uma religião, enquanto no Brasil 92% afirma pertencer a uma religião. E notamos uma controversa na atitude e estilo de vida das pessoas.

cha1

Abaixo vamos ver algumas curiosidades interessantes sobre diversas religiões presentes no Japão:

Shinshukyô (新宗教) 

Novas religiões como shinshukyô e shinkô-shukyô, surgiram e têm se expandido rapidamente no Japão, usando com habilidade os meios de comunicação de massa, técnicas de marketing e propaganda, estabelecendo suas próprias instituições educacionais, prometendo milagres e benefícios materiais e espirituais ainda nesta vida, e apresentando um proselitismo mais ativo.

Testemunhas de Jeová (Ehoba no shonin エホバの証人)

As Testemunhas de Jeová são cristãs e atualmente existem 215.703 delas no Japão, e 18 grupos são de língua portuguesa. A Tradução do novo mundo em japonês, bíblia usada por elas é uma das únicas que possui leitura com furigana.

O Japão é conhecido por um estilo de vida atarefado e corrido, além da população não acreditar na Bíblia. Ainda sim o Japão é o país mais dedicado na obra de pregação, onde 1 a cada 3 fazem um trabalho voluntário de dedicar no mínimo 50 horas todo mês no serviço de casa em casa (no Brasil é 1 a cada 10).

SGI  – Soka Gakkai Internacional

Como outra religião influenciada pelos países de fora aos costumes japoneses temos o Soka Gakkai Internacional. A SGI é uma organização não-governamental (ONG) filiada às Nações Unidas desde 1983 e presente em 190 países e territórios. Tem como objetivo fundamental promover a paz e o respeito pela dignidade humana. Seus membros desenvolvem amplas atividades nos campos da Paz, Cultura e Educação que incluem exposições, intercâmbios culturais e educativos, bem como ajuda humanitária em nível mundial.

Ryukyuan (琉球神道)

O Ryukyuan é um sistema de crenças indígenas do povo de Okinawa e as outras ilhas Ryukyu. Enquanto lendas e tradições específicas podem variar ligeiramente de um lugar para outro, a religião Ryukyuan é geralmente caracterizado pelo culto dos antepassados. Diferente do xintoísmo onde onde os homens são vistos como a personificação da pureza, existe um grupo de mulheres superiores provenientes da deusa Amamikyo.

Ainu é outro sistema de crenças indígenas do povo Ainu de Hokkaido e de partes do Extremo Oriente da Rússia. Eles acreditam que espíritos ou deuses vivem em tudo.

eisa

Judaísmo (Yudayakyō ユダヤ教)

No Japão existe aproximadamente 2.000 judeus. Com a abertura do Japão ao mundo exterior em 1853, alguns judeus migraram ao Japão. Por incrível que pareça, alguns judeus encontraram refugio durante a segunda guerra mundial no Japão.

Islam (Isuramukyō イスラム教)

Existe um bom número de muçulmanos no Japão. No Japão a maioria dos muçulmanos foram imigrantes, estima-se que 70 a 100 mil muçulmanos imigraram ao Japão.

Confucionismo (Jukyo 儒教)

O confucionismo é uma doutrina (ou sistema filosófico) criada pelo pensador chinês Confúcio. O confucionismo é considerado uma filosofia, ética social, ideologia política, tradição literária e um modo de vida.

Existem muitas outras religiões e grupos no Japão, mas por hoje vamos ficar apenas com isso. Se você tem algum dado a acrescentar, pode comentar abaixo. Agradeço aos comentários e compartilhamentos.

Recomendamos também: 

Compartilhe nas redes sociais:

4 Comentários

  1. KKKKKKKKKKKKK Kevin, ri alto quando descobri que era Testemunha. Minha mãe também é eu fui criado lá. Uma duvida, os testemunhas de Jeová daí curvam-se como os japoneses?

    Resposta
  2. As testemunhas de Jeová não são cristãos, talvez alguns se apresentem como tal, mas para fins de conversão. No Japão eles vivem incomodando as pessoas, principalmente acordando cedo as pessoas que irão trabalhar no turno da noite.

    Resposta
    • Como assim não são cristãos? Elas só vão nas ruas porque Jesus mandou, você acha que eu gosto de ficar andando na rua levando porta na cara? As pessoas entendem completamente errado, só porque acreditamos que o pai é maior que o filho não somos cristão? Jesus quando teve na terra nunca pediu pra ser adorado mas para adorar o pai dele… Mas nunca deixamos de seguir jesus…. Sem Jesus a vida não teria nenhum sentido ou lógica… Ele foi o resgate! Ele é o Rei do reino de Deus…

      As testemunhas de Jeová se esforçam em ESTUDAR e seguir a bíblia, pode ser um incomodo, mas lembre-se dos tempos de Noé! Não tem como adivinharmos quem trabalha a noite, mas também não podemos deixar de fazer esse trabalho que JESUS fazia, é uma obrigação que todo cristão devia seguir…

  3. oi boa noite.
    já fui criado por japoneses.
    família.
    conheço bem suas crenças eo respeito por eles .
    como eu era aluno e como um filho deles .
    sabia me comportar respeitar .
    e mostrar lealdade .
    e seus filhos e filhas me mostram que eles também eram minha família.
    e hoje devo muito a eles .

    Resposta

Comentários do site