Mulheres Japonesas – Respeitadas ou Menosprezadas?

Mulheres Japonesas – Respeitadas ou Menosprezadas?

Por Favor! Compartilhe nas redes sociais:

É inegável que o Japão é um país rígido, coletivo e perfeccionista que apresenta ao mundo bons e maus exemplos. No meio disso tudo, as mulheres recebem um salário menor que os homens, o que gera polêmica no mundo inteiro e nas redes sociais. Então será que as mulheres são menosprezadas no Japão?

Outro assunto que pode menosprezar as mulheres no Japão é a alta exposição de conteúdo sexual na mídia. Será que as mulheres japonesas estão realmente seguras no Japão? Será que são vitimas? São tratadas como merecem? vamos discutir diversos assuntos neste artigo.

Infelizmente o Japão está acima da casa dos 100 no ranking dos 144 países sobre igualdade de gênero (Brasil está próximo dos 100). Nenhum país desenvolvido do mundo chega nesse nível tão baixo quanto o Japão, apesar da Coreia do Sul está na pior posição.

Muitos países da Ásia estão nas piores posições se tratando de igualdade de gênero. É claro que esse ranking não examina apenas salários ou oportunidades, mas diversos fatores que fazem pensarmos. Só que não vamos considerar esse ranking como algo absoluto!

Mulheres Japonesas - Respeitadas ou Menosprezadas?

O Salário das mulheres japonesas é realmente menor?

A resposta mais simples e curta é sim! As mulheres costumam ganhar até 27% menos que os homens. No entanto, algumas pesquisas afirmam que a diferença de pagamento não está no gênero em si, mas em diversos outros fatores que vamos examinar.

Um certo pesquisador disse que o sexismo é o menor dos problemas japoneses, os japoneses consideram muito mais importante a hierarquia. Essa Hierarquia coloca um grande muro entre as mulheres, o que dificulta o crescimento no mercado de trabalho.

O mesmo pesquisador afirma que apesar das diferenças gritantes de salário entre homens e mulheres, o Japão, paradoxalmente é um país com mais igualdade salarial que os EUA. Isso acontece porque todos os que estão na mesma hierarquia recebem o mesmo salário.

Mulheres Japonesas - Respeitadas ou Menosprezadas?

Desde a infância os japoneses são ensinados sobre igualdade entre cargos, fazem as mesmas tarefas e recebem as mesmas recompensas, mas sempre vai ter aqueles de nível mais alto com maior destaque e maior recompensa.

Nos EUA ouvimos boatos de mulheres nos mesmos cargos recebendo menos que homens. No Japão, isso seria considerado um grande insulto, um escândalo ou algo ilegal. Infelizmente isso deve acontecer as escondidas, principalmente entre estrangeiros e fábricas. Não duvido que autoridades fazem vista grossa para certos casos.

A desculpa para esses ocorridos, é que o trabalho das mulheres é mais leve, tem carga horária menor, ou exige menos esforço. Talvez uma empresa invente essa desculpa no contrato para pagar um salário menor, mas na prática as mulheres acabam fazendo serviços no mesmo nível dos homens.

Simplificando, no Japão existe uma desigualdade de gênero que é abafada com desculpas esfarrapadas de que o trabalho das mulheres é diferente dos homens.

Mulheres Japonesas - Respeitadas ou Menosprezadas?

A mentalidade de que as mulheres são donas de casa

Apesar de grande parte das mulheres no Japão trabalharem, o que dificulta a promoção e um alto cargo é a possibilidade de uma mulher ter um filho e desistir do trabalho. O que faz com que homens dominem em grande quantidade o sistema hierárquico.

Pode parecer uma besteira, mas culturalmente os japoneses não costumam contratar empregadas para cuidar de seu lar, a mulher exerce a total função de dona de casa, com a ajuda de seu marido (caso o tenha). Talvez esse seja um motivo de mulheres exercerem funções com salários mais baixos.

As empresas também ofertam empregos já especificando qual sexo deseja contratar. Pode parecer algo absurdo, mas eles não possuem nenhum pingo de vergonha de especificar funções para determinado sexo junto com o salário nos anúncios de emprego. Principalmente nas empreiteiras!

Mulheres Japonesas - Respeitadas ou Menosprezadas?

É claro que existem aquelas mulheres que destacam no escritório, conseguem desenvolver uma boa carreira e alta posição. Na maioria das vezes é uma mulher solteira que possui uma enorme autoridade no local de trabalho.

Diferente do que muitos imaginam, as mulheres japonesas não são dóceis e frágeis. Em muitos sentidos elas são fortes, persistentes e mais influentes. A maioria das mulheres são formadas, e cerca de 77% dos trabalhos de meio-período são realizados por mulheres.

Assédio e Abuso sexual com as mulheres no Japão

Estatisticamente falando, o Japão está entre um dos países mais seguros para as mulheres. As chances de uma mulher ser abusada sexualmente é 27x maior nos EUA ou 100x maior no Brasil.

Mulheres Japonesas - Respeitadas ou Menosprezadas?

Não devemos confiar em estatísticas, porque a maioria dos casos não são relatados a policia. Principalmente no Japão, onde a reputação é algo importante, por isso muitas mulheres acabam escondendo esse fato.

Muitos casos de apalpamento acontecem no Japão, nas escolas, trabalho, trens e na rua. Não é incomum aparecer homens estranhos convidando mulheres aleatórias para irem a um hotel oferecendo muito dinheiro. Muitos casos bizarros envolvendo pervertidos acontecem no Japão, mas na maioria das vezes nada pior acontece.

Geralmente os japoneses são extremamente pacifistas e não gostam de nenhum tipo de conflito, o que facilita para os predadores. Não é preciso ter medo, já que para cada homem ruim, existem milhares de homens decentes. As mulheres japonesas estão ciente disso e desenvolveram suas próprias técnicas para afastar os pervertidos.

Os japoneses estão cientes desses problemas, principalmente os que acontecem nos trens. Você pode acabar encontrando até mesmo cartazes alertando as mulheres sobre esses pervertidos que passam a mão, incentivando fortemente a gritar chikan caso isso aconteça. Felizmente existem os vagões exclusivos para mulheres.

Mulheres Japonesas - Respeitadas ou Menosprezadas?

As mulheres do Japão conquistaram seu lugar

Ao longo da história as mulheres japonesas foram tratadas de diferentes maneiras. Como em qualquer país em guerra, as mulheres eram abusadas e tratadas como objetos. Infelizmente o Japão passou grande parte de sua historia em constantes guerras, o que fez com que as mulheres sofressem ao longo da história, tornando-as mais fortes.

A participação das mulheres na sociedade japonesa variou bastante ao longo do tempo, e dependia fortemente da hierarquia e classe social. A prostituição era um negócio bastante comum, com tempo as mulheres ganharam bastante destaque fazendo arte ao invés de se venderem, se tornando gueixas.

No período Heian mulheres se tornaram imperadores, podiam ter propriedades e ser educadas. Ainda assim era comum casamentos arranjados e sem amor mútuo. As coisas só ficaram melhores para as mulheres depois da segunda guerra mundial.

Mulheres Japonesas - Respeitadas ou Menosprezadas?

Algumas mulheres se destacaram, como a famosa autora Ichiyo Higuchi que teve seu rosto na nota de 5000 ienes. Asako Hirooka foi uma empresária, banqueira e até fundou uma faculdade.

As mulheres japonesas com o tempo ganharam fama no mundo por seguirem padrões de modéstia, arrumação, cortesia, conformidade e autoconfiança.

Existem muitos outros pontos a destacarmos sobre as mulheres no Japão. Elas tem um papel importante na história e na sociedade japonesa. Apesar do Japão ter menosprezado as mulheres no passado, hoje em dias elas possuem o poder na mão.

Infelizmente a desigualdade de gênero acontece em todo mundo, assim como os problemas raciais e os de diferentes classes sociais. As mulheres japonesas dão a volta por cima e lutar por seus objetivos ao invés de lamentar as situações.

Reclamação não faz parte da cultura japonesa, um dos principais motivos do sucesso, agir ao invés de reclamar. O que você pensa deste assunto? Complemente o artigo com seus comentários e compartilhe com os amigos.

Por Favor! Compartilhe nas redes sociais:

3 comentários sobre “Mulheres Japonesas – Respeitadas ou Menosprezadas?

  1. Muito bom,
    É esta muito chique as postagens com 3 idiomas.

  2. a desigualdade faz parte do jogo de poder os que reclamam muito da desigualdade o fazem por não ter poder, por serem fracos, o ser humano tem esse defeito terrível de , e principalmente em sertos tipos de pessoas, só sentirem -se bem rebaixando os outros, existe um vitimismo das mulheres que acreditam nisso, usam as palavras machista, patriarcal, sexismo, por exemplo, da cartilha socialista, mas estes e já derramaram rios de sangue no passado por poder e usam da ignorancia para chegar no poder ainda e continuam matando , esse fenômeno do domínio masculino extrapola a questão de gênero, isso é questão de ego e convicções espirituais, movimentos socialistas que bestificam a humanidade dizem que isso é uma questão de gênero, mais isso vai além, isso é sobre ser dominante, predador, macho alfa, isso é sobre política e guerra, dizer que isso é questão de gênero, o problema das mulheres ganharem menos que os homens e apequenar as mulheres , o ser humano e a história humana.Muitos até propõe destruir o cristianismo, para criar uma sociedade mais iqualitária, mas teriam que se matar também ao invés de buscarem poder político como Marx, Lenin e Fidel pois como eu disse antes , é uma questão também do ego.

    • Preocupa não que a própria bíblia fala que o governo vai acabar com cristianismo e com as religiões, e isso ta perto…

Comentários do site