Gramática japonesa – Ordem e estrutura das sentenças

ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

[ATENÇÃO] Quer Aprender Japonês? Clique aqui e acesse um curso gratuito!

Compartilhe com seus Amigos!

A gramática japonesa na prática é simples. Mas ela é totalmente diferente e oposta do português, e isso confundi bastante nosso aprendizado. A ordem das frases, a conjugação dos verbos, tudo, apesar de simples é diferente.

Você provavelmente já conhece as partículas, os verbos, adjetivos, você pode ter um vocabulário imenso, mas na hora de falar e escrever frases você se sente perdido? Neste artigo vamos tentar entender um pouco a ordem das sentenças e sua estrutura.

Se formos pesquisar na internet sobre a estrutura e gramatica japonesa, todas vão falar das partículas e verbos, mas nenhuma vai explicar detalhadamente a ordem de cada uma nas sentenças, principalmente sentenças grandes. Vamos poupar todos esses detalhes que examinamos em vários artigos e ir direto ao ponto. Vamos começar pegando a seguinte frase:

As crianças comeram a maça 子供は リンゴを 食べた
Sujeito Verbo Objeto Sujeito Objeto Verbo
As crianças Maça Comer
kodomo wa ringo wo tabeta

Diferente do português o verbo quase sempre vai acabar no final da sentença. As partículas は e を presente na frase,

O japonês é muito mais flexível. Qualquer coisa à esquerda do verbo pode ser reorganizado sem alterar o significado básico da sentença, embora, como você vai aprender, ainda há uma ordem preferencial. Como isso é possível? Graças as partículas que serve para identificar cada parte da frase. Ou seja リンゴを子供が食べた。não é comum mas não está errado.

Frases com substantivo e です

Agora vamos falar um pouco sobre a estrutura de algumas frases sem verbo, que possui apenas o です(desu). Alguns gostam de chamar o desu de verbo mas outros não, por isso vou ficar neutro.

Kana お名前は ケビン です これは です
Romaji onamae wa kebin desu kore wa  hon desu
Literal Nome Kevin é isto livro é
Estrutura Substantivo Descrição verbo pronominal substantivo/objeto verbo
Português Meu nome é Kevin Isto é um  livro 

Esta estrutura pode ser usada com outros verbos.

Como eu identifico o sujeito, verbo, objeto e etc?

Às vezes você pode se sentir perdido, perguntando o que eu defino como sujeito, objeto e verbo?  A tabela abaixo vai ajudar você a memorizar:

Categoria Definição Exemplos
Substantivo pessoa, lugar, coisa ou ideia Kirigaya, montanha, bastão, linguística
Adjetivo Descreve um substantivo vermelho, feliz, quente
Verbo Uma ação ou estado de ser comer, contemplar, viver, ter medo
Determinador artigos e termos similares a / a, o, isto, aquilo, alguns, todos os

Há muitas outras categorias de palavras como: pronomes, advérbios, preposições, conjunções, etc. Mas vamos aprofundar nesses detalhes em outra ocasião.

Sentenças com 2 objetos

Muitos verbos podem levar mais de um objeto, e alguns nenhum. Quando há apenas um objeto, ele é geralmente é um objeto direto. E quando há dois, o outro é um objeto indireto (destino do objeto direto).

先生は 授業の後で 生徒に 成績を 出した。
O Professor depois da aula para os alunos notas entregar
sujeito adjunto objeto indireto objeto direto verbo

Ordem das palavras com partícula の

Agora que já sabemos um pouco a ordem das sentenças, e como fica a ordem das palavras? Como posso usar um adjetivo e dizer que algo pertence a mim na ordem correta?

Você provavelmente conhece a partícula の (no). Já se perguntou a ordem das palavras ao dizer que algo pertence a outro?

A partícula の não é complicada. Você pode ter em mente que a possessão é invertida: ケビンの車 (carro do Kevin). Mas e quando a frase é grande? Veja o exemplo abaixo:

Kana 私の 赤い 日本の
Romaji Watashi no akai nihon no kuruma
Literalmente O Meu Vermelho Japão Carro
Português O meu carro japonês vermelho

Avançando um pouco

Já aprendemos o básico da estrutura das frases ou sentenças japonesas, mas o que acha de avançarmos um pouco? Veja a frase abaixo:

Kana ケビンさんは 金曜日に お店で 本を 買いました
Romaji kebinsan wa Kin’yōbi ni o mise de hon wo kaimashita
Literalmente Kevin sexta-feira loja livro comprou
Estrutura sujeito tempo lugar objeto verbo
Português O Kevin comprou um livro na loja sexta-feira

Preste bastante atenção na ordem de cada objeto da frase, o assunto sempre vem primeiro nas frases japonesas, e isso pode confundir bastante na hora do aprendizado. Principalmente se não soubermos a ordem preferencial do tempo, lugar, objeto e etc.

Como na maioria dàs vezes, a frase começou com o sujeito seguido da partícula は que indica o tópico. Quando a frase tem um “tempo”  ele vem depois do tema e é seguido pela partícula に. Quando o tempo é algo mais aberto como tarde e noite, não é necessário a partícula.

O lugar vem após o tempo. O marcador de lugar é で (de), mas に (ni) também é usado com bastante frequência. A partícula で é usado mais quando o objeto está parado, e o に quando está em movimento. O objeto é colocado antes do verbo. Usando a partícula を para indicar a ação do verbo.

Lembrando que não existe uma ordem, já que o japonês é muito flexível. Mas existe a preferência e recomendação de como falar e escrever para seu japonês ser mais fácil de entender e mais bonito.

Resumindo – Estruturas gramaticais

Claro que existem muitas coisas que não estudamos na estrutura gramatical japonesa, como a omissão de palavras na sentença e diversas outras estruturas. Para finalizar eu vou deixar algumas estruturas abaixo para que você possa se aprofundar e entender mais a ordem e estrutura das sentenças japonesas:

1 sujeito objeto verbo
2 objeto sujeito verbo
3 tópico sujeito objeto verbo
4 tópico tempo companheiro lugar objeto verbo
5 tópico direção local verbo
6 sujeito tempo lugar/implemento objeto indireto objeto direto verbo
7 sujeito tempo local verbo existencial
8 sujeito tempo origem rota destino verbo de movimento
9 tempo transporte / companheiro lugar verbo
10 tempo pessoa / lugar substantivo verbo

Não se esqueça das partículas que acompanham os objetos nas  frases:

tópico
tempo
companheiro / pessoa
lugar
objeto, rota
substantivo
possessão
sujeito は/が
origem から
destino に ou へ
objeto indireto

Espero que esse artigo tenha ajudado você a entender mais sobre a estrutura das sentenças japonesas.

Compartilhe com seus Amigos!

7 comentários em “Gramática japonesa – Ordem e estrutura das sentenças”

Comentários do site