47 Ronins: Um exemplo de honra

Aprenda Japonês com Animes, clique para saber mais!

Anúncio

Você já ouviu falar dos 47 Ronins? Essa história é retratada como um dos maiores exemplos de honra e lealdade da cultura japonesa. Trata-se de um grupo de samurais responsáveis pela proteção de seus lordes e províncias.

Não era uma missão fácil para esses guerreiros, eles levavam bem a sério o Bushido (武士道), uma espécie de código para samurais. Esse manual não era escrito, mas tinha um significado forte de honra acima de tudo. Mas, como esses samurais se tornaram Ronins e acabaram se tornaram símbolos de lealdade?

A história real por trás da lenda dos 47 ronins

A história se passa no antigo Japão feudal entre 1701 e 1703. Os samurais eram muito importantes para os impérios naquele período para garantir a segurança de todos.

Anúncio

Mas afinal o que significa Ronin (浪人)? Esse termo se refere aos samurais sem um senhor. Ou seja, por não possuir o princípio básico do Bushido eles eram como se fossem ‘’ samurais rebaixados’’. Por não terem um mestre não poderiam exercer suas funções anteriores.

A história ganhou força no período Meiji, mas até hoje é muito comentada no Japão. Oihi Yoshio era o braço direito e servo do Asano Takumi No KamiNaganori Asano Takumi No Kami Naganori (浅野長矩).

Naquele período os lordes eram governados por shõgun (general).  O xogum da época era Tokugawa Tsunayoshi, ele escolheu o daimyõ Asano para receber e acolher os representantes da família Imperial. Entre eles estava Kira Kozukenosuke Yoshinaka que ficou responsável de ditar ordens de conduta. 

Ao que tudo indica Asano e Kira não se davam bem pelo fato de Kira ter um gênio difícil, então vivia se provocando. Em certo dia Asano não suportou a ofensa e acabou ferindo o representante superficialmente com sua espada.

Anúncio

O que o daimyõ fez talvez não pareça tão grave, mas tentar machucar um convidado era contra a lei e pra piorar a atitude foi realizada dentro do palácio o que tornava mais desonroso ainda.  A pena para esse tipo de crime era enforcamento, mas ele teve a chance de cometer o seppuku. Essa forma de ritual suicida é dada como possibilidade em alguns casos para morrer com honra e recuperar a honra de sua família.

47 ronins: um exemplo de honra - 47ronins

O que os 47 ronin fizeram?

Quando a notícia se espalhou pelo palácio os samurais ficaram indignados com o que havia acontecido e resolveram procurar uma forma de se vingarem de Kira. Os samurais que se tornaram ronins após a morte de seu daimyõ foram liderados pelo Oihi Yoshio. Ele que liderou tudo com relação ao plano de vingança e ainda conseguiu convencer outros 46 para que o ajudassem nessa missão.

Os ronins foram bem cuidadosos para que ficassem livres de suspeita, não resolveram atacar no mesmo momento. Eles aguardaram quase dois anos para atacarem Kira. Todos estavam cientes de que não escapariam da morte, mas iriam honrar o mestre deles. 

Anúncio

O plano era de eles levarem vidas como cidadãos comuns para despistar os espiões de Kira. Os ronins escondiam instrumentos de batalha já pensando no dia que vingaria a morte de seu senhor.

Quando eles estavam convencidos de que o lorde havia baixado a guarda com relação aos cuidados eles resolveram atacar, isso quase dois anos depois. Em 14 de dezembro de 1702 eles invadiram a mansão de Kira situada em Edo. Os ronins entraram armados e se dividiram em dois grupos, um que entraria por trás e o outro pela parte da frente. 

Como os vizinhos ao arredor do palácio não gostavam muito do lorde não foi difícil para eles entrarem. Quando Kira percebeu a presença dos ronins fez de tudo para fugir e se esconder, mas acabou sendo encontrado na parte externa do local. O ronin que o encontrou o levou para frente dos outros para que pudessem ver a ‘ a justiça ser feita’. Ele teve a opção dele mesmo tirar a própria vida como o mestre Asano, mas como ele não reagiu teve a execução por um ronin do mesmo modo que daimyõ e em seguida a cabeça foi decapitada.

Anúncio

A cabeça foi guarda e levada até o túmulo de Asano para simbolizar a honra feita por ele por meio dos ronins. A consequência foi que em quatro de fevereiro de 1703 eles deviam ser mortos, não como criminosos, mas sim com honra. Os 47 ronin morreram por seppuku e enterrados juntos em Sengakuji.

47 ronins: um exemplo de honra - 47ronin 1

A repercussão dos 47 Ronin hoje

A atitude dos ronins são exemplos para a cultura japonesa até a atualidade. Todos os anos no dia quatorze de dezembro os túmulos deles são visitados e homenageados.

Além de ser lembrada no Japão essa história passou a ser conhecida mundialmente, pois foram escritos livros, peças teatrais e filmes.

O filme 47 Ronins

Existem algumas versões de filmes que representam a bravura desses ronins, mas atualmente o mais recente é o filme 47 Ronin. O filme é norte americano produzido em 2013, sob a direção de Carl Rinsch.  É claro que como a maioria dos longa metragens que retratam algum fato houve umas adaptações para chamar mais a atenção do público.

47 ronins: um exemplo de honra - 47roninfilme

No filme 47 ronin tem torneios com direito a luta e armadura, a presença de criaturas místicas e até uma feiticeira que se transforma em raposa que representa uma espiã de Kira. Outra coisa também que não pode faltar para chamar ainda mais a atenção do público é a parte do romantismo que se dá quando a filha de Asano se apaixona por um bastardo que mais tarde entra para o grupo de ronin.

Apesar de terem essas cenas a mais, o filme é bom e conseguiu atingir o objetivo de retratar com o máximo de proximidade a história dos ronins. Foram bem criteriosos com relação as roupas, armas, penteados, locais e cerimônias.