Por que o basquete é tão popular no Japão?

[ADS] Anúncio

Certamente, o Japão não é o país do basquete, mas está muito longe também de ser um lugar que mantém distância do esporte. Na verdade, existem alguns movimentos que comprovam exatamente o oposto.

Com o passar dos anos, o esporte passou a conquistar seu lugar no coração dos japoneses e isso não aconteceu por acaso. Foram pequenas sementinhas brotando pouco a pouco no dia a dia do povo daquele país.

Mas você sabe realmente o que aconteceu para chegarem até o cenário atual e qual é de fato este cenário? Acompanhe para descobrir um pouco mais sobre a relação do Japão com o basquete. 

Recomendamos ler também:

O Japão e o Basquete: como tudo começou

Se você acredita que a relação do país sempre foi assim fã da bola laranja, está muito enganado. Um trabalho de formiguinha é feito desde o século passado. O caminho trilhado passou pelo desenhista de mangá, na década de 90, até chegar às NBA apostas de hoje em dia. Mas teve muito mais que estes dois fatores com relevância no meio do caminho:

  • O Japão ser sede do Campeonato Mundial de Basquete em 2006;
  • Aparecimento de jogadores japoneses na NBA;
  • Criação de campeonatos nacionais como o B. League.

Vamos conhecer um pouco de cada tópico para remontar a história do esporte na nação.

Basketball game in japan

Takehiko Inoue, o desenhista

Podemos dizer que Takehiko foi o grande precursor do esporte no Japão, mesmo não sendo um atleta. Tudo aconteceu no início dos anos 90, quando o desenhista fez um mangá que tinha como temática o jogo.

Chamada de Slam Dunk, esta foi uma série de mangá que girava sobre um time de basquete de uma escola secundária japonesa. A história virou febre e a estimativa foi de que, logo após seu surgimento, o número de praticantes de basquete no Japão pulou para 5 a cada 6 jovens. Esta foi, literalmente, a maior e mais forte influência que o país teve para se voltar para o esporte e colhe frutos até hoje, mais de 30 anos depois.

Recomendamos ler: Lista dos Países que Mais assistem Anime

Animes de basquete para quem curtiu kuroko no basket

Campeonato Mundial de Basquete – 2006

No ano de 2006, o Japão foi sede do Campeonato Mundial de Basquete organizado pela FIBA juntamente da Associação de Basquetebol do Japão. Anteriormente, a competição acontecia com 16 competidores, porém, neste ano, passou a ser com 24 seleções. 

O Japão se classificou como país-sede e outros 7 países tiveram a oportunidade de fazer parte do torneio. Na edição em questão, o campeão foi o time da Espanha, ficando o Japão em 20º lugar (logo após o Brasil, que ficou em 19º).

Japan. Aug 03

Jogadores japoneses na NBA

Talvez você não tenha ouvido falar deles, mas existem alguns jogadores japoneses que alcançaram o nível máximo da carreira de um atleta da modalidade: chegaram à NBA. Do jeito discreto conhecido dos japoneses, os jogadores foram escalados e cumpriram seus papéis em alguns jogos. Foram eles:

1. Rui Hachimura: este é o nome da maior estrela nipônica na NBA. Já possui mais de 100 jogos na Liga e segue pelo Washington Wizards desde então. O jogador ainda tem um grande futuro pela frente e promete aos conterrâneos ser a cara do esporte na nação.

2. Cam Thomas: mais recente no campeonato, Cam foi escolhido pelo Brooklyn Nets em 2021. Novato na NBA, ele teve apenas cerca de 50 partidas pelo time e ainda possui um grande futuro pela frente. Este é um nome que, certamente, ainda irá brilhar muito nas quadras.

3. Yuta Watanabe: atualmente jogando pelo Toronto Raptors, Watanabe chegou na NBA em 2018, pelo Memphis Grizzlies.

4. Yuki Togashi: o baixinho que fez barulho. Contratado em 2014 pelo Dallas Mavericks, o jogador ocupou o posto de menor jogador da Liga. Infelizmente todo o frenesi durou apenas um ano, fazendo com que o atleta saísse da NBA em 2015.

B. League

Em 2016, o Japão resolveu criar uma Liga profissional de basquete masculino. Ela é filiada a FIBA e surgiu em decorrência de uma fusão, exigida pela própria FIBA, da National Basketball League com a Japan Professional Basketball. Desde então, o torneio possui três divisões, nas quais as duas primeiras possuem 18 equipes cada e que se movimentam com sistema de promoção e rebaixamento. 

Claro que existem inúmeros outros fatores para aumentar a popularidade do esporte no país. As escolas japonesas incentivam fortmente a prática de diversos esportes com seus clubes escolares.

Recomendamos ler: Bukatsu – Clubes escolares no Japão – Atividades extracurriculares

Apostas Esportivas

Quanto às apostas esportivas, o cenário japonês se mostra muito parecido com o brasileiro. Atualmente no Japão, apenas as corridas de cavalo, bicicleta, motocicleta e lanchas são permitidas no país.

Porém, no ano atual, a possibilidade de ampliação do número de esporte está sendo estudada, tudo para fazer com que a economia no ramo gire. Enquanto não é regularizado, os japoneses podem fazer suas apostas online, assim como nós, brasileiros. E, como em todo o mundo, esta modalidade é uma grande tendência apreciada pelo povo nipônico.

Compartilhe Este Artigo: