How is xenophobia, racism and prejudice in Japan?

[ADS] Advertisement

Prejudice, xenophobia and racism is something that exists anywhere in the world. No matter nationality, religion, color, culture, traditions and lifestyle, people will always experience frustrating situations. How do they happen in Japan?

Talking about it is delicate, since the Japanese are known for their education, hospitality, as well as being traditional. In this article, I will try to address several points with respect to prejudice or racism in Japan.

What is xenophobia, racism and prejudice?

Before we start talking about the subject, we need to explain the meaning and see the differences in xenophobia, racism and prejudice. Below is a brief description of the subject:

  • Preconception it is a hostile feeling, assumed as a result of the hasty generalization of a personal experience or imposed by the environment; intolerance. It is a critical opinion, a discriminatory attitude towards people, cultures, places or traditions;
  • Racism it is a belief and idea based on the hierarchy of races and ethnicities, where people consider themselves superior or pure;
  • Xenophobia it is mistrust, fear or dislike for what is unusual or comes from outside the country;

Unfortunately, people end up confusing Japanese cultural behavior with prejudice. They also end up generalizing isolated cases and saying that Japanese people are prejudiced.

Japanese ended up gaining this fame, being that they are victims of prejudice and jokes here in Brazil. Prejudice exists anywhere, saying that a people is prejudiced in reality is like saying: I am prejudiced.

How is xenophobia, racism and prejudice in japan?

Are the Japanese prejudiced?

There are prejudiced Japanese just as there are prejudiced Brazilians. Even if you end up with a prejudiced or racist person, you will end up becoming an attraction, exactly because you are different.

Anyone who really knows Japan knows that he is famous for his hospitality, education and respect for others. Being a foreigner in Japan can end up being a more than positive experience.

The big problem is that the Japanese are shy, many will end up facing you just have the initiative to talk to them, especially if you know Japanese, you will end up discovering how good Japanese people are.

Despite Japan being a country crazy about new and different things. Unfortunately many Japanese are traditional and like the pattern. for some, when something is different they end up avoiding and even excluding.

This does not mean that they do not like foreigners, this form of prejudice happens among themselves, some Japanese people who are too traditional and closed-minded end up treating different people who did not have a higher education, unemployed, otaku, people with tattoos, etc.

We can see this through events of ijime (bully) in schools. Sometimes a person can be without a decent job for the rest of his life just because of a mistake he made. Some companies or people take the things and lifestyle of some seriously.

On the other hand, most Japanese people don't care at all, that's why Japan is a country full of crazy and weird things, because most of them don't care about their way of life. Most Japanese people don't usually get involved in the lives of others and don't let others get involved.

How is xenophobia, racism and prejudice in japan?

Confusion over prejudice in Japan

Most of these cases can end up being envy. Even big-chested girls end up suffering prejudice from other girls who are board… In this way we come to the conclusion that there is no standard to be accepted by certain types of people in society.

The best thing to do is ignore this type of person. If the Japanese themselves end up suffering this kind of prejudice, it is normal to expect it to happen to us. It is worth remembering that sometimes some insults may even be unintentional.

In the same way that we make funny games with other Brazilians and they don't take it seriously, some Japanese can take it seriously and be hurt. The opposite also happens, sometimes you can hear something or be treated in a way that you feel hurt.

How is xenophobia, racism and prejudice in japan?

Another thing that makes people think Japanese people are racist is the simple fact that Japan is very strict when foreigners come in to live. Japan even rejected refugee entries. Japan feels insecure with foreigners, thanks to the countless incidents that happen.

Some people on the trains end up not sitting near a foreigner, some are for fear of not being able to communicate. Others often talk to each other and you may end up hearing the word gaijin (short for foreigner).

Personally I find it normal, when I see a foreigner here I speak, he is a foreigner, without fear or shame of anything. In Japan it is rare that you can find people who hate Westerners, for different reasons besides cultural, what happened in the war, nuclear bomb, etc.

On the other hand you find several trends that have emerged from the West. Japan is still in a long process of westernization. It is noteworthy to highlight that foreigners without descendants suffer less prejudice than decent ones.

Crossing boundaries of prejudice

Another thing that raises a lot of questions regarding xenophobia is the fact that some places separate or prohibit the entry of foreigners. and some foreigners can't get certain types of services and activities.

Exclusivity in some things can exist in any country, the best thing to do is to turn it around. Some Brazilians have done this and have had success in Japan. Many Brazilians have abandoned factory services and set up their own business.

Many others learn the culture and language and get a job and lifestyle that even the Japanese couldn't afford. Ricardo Cruz is another example, he became a singer in a Japanese band showing that there are no limits to success in Japan. 

So, run after your dreams and succeed! Don't worry about stupid things like prejudice from some envious people. Usually the people I hear complain about the Japanese are not a flower that you smell.

How is xenophobia, racism and prejudice in japan?

Brazilians and prejudice against Asians

Brazilians end up complaining about prejudice, but in an exaggerated way. Some Brazilians complain that they suffer more prejudice from the Brazilians who live in Japan than from the Japanese.

Unfortunately this is understandable, since when committing a crime or crime, the Brazilian ends up appearing on TV tarnishing the name of all Brazilians.

This ended up generating a bad reputation for Brazilians. Even in some stores, Japanese are alert when they come across foreigners, mainly Brazilians due to the thefts that some commit.

It is even acceptable for some Japanese people to feel distrust, fear or dislike for foreigners who do not follow the same culture or have the same concepts of education and morals.

Before Brazilians talk about prejudice or xenophobia, they should think about whether they are treating the Asians who live in Brazil differently. The video below portrays this well, of course it is often unintentional.

Brazil has more than 500 years of history, multicultural and with people of all types, it still has not managed to solve this problem of prejudice, whether religious, racial or social. Now, why complain about a country that is not even 200 years old that opened up to the world, and that went through several difficulties?

Do blacks in Japan suffer racism?

Color will make no difference in the treatment that hospitable and polite Japanese have with their fellowmen. Many stated that Japan loves black people, some said they have never been treated so well and never had a problem with discrimination.

Paulo, a Brazilian said that as he walked the streets of Japan, people watched him, not with a look of contempt but with admiration, they smiled, greeted him. Paulo even said that Brazil has a lot to learn and grow.

Another example that Blacks can do well in Japan was the Brazilian Roberto Casa Nova. In 2010 he was voted the best karaoke singer in all of Japan out of 85,000 candidates.

Some blacks living in Japan, said they are afraid of returning to their country of origin due to racism, and said that they feel more comfortable and safe in Japan.

I'm going to cite a case that happened with respect to Japan being racist against black people. A few years ago there was an image of a chocolate pudding called Nigga which is an English slang meaning black.

But it was just a montage and the real name of the product was giga. If something like this happened, can you imagine the number of widespread or made-up cases that emerged and spread?

How is xenophobia, racism and prejudice in japan?

Is Japan more prejudiced than other countries?

Japan is far from being a bigoted and racist country compared to many other countries. Some places like the USA, UK, Russia and even Australia are pointed out as the most racist and prejudiced countries in the world, dominating the ranking.

Bad people exist in any country, I think it's stupid that people define entire countries as racist and prejudiced. Is this just a generalization of people, because the few pay the frog?

For example, Japan has gained a reputation for having a high suicide rate, which is why some Brazilians tend to say that in Japan people are unhappy. All this because 16 people commit suicide for every 100,000 inhabitants? and the rest of the 99 thousand?

I spent my entire life in Brazil suffering prejudice and being treated differently due to my lifestyle, appearance, religion and tastes. Worse, I am treated differently because I don't like or do things that I think are wrong.

Honestly, whenever I see a Brazilian saying that Japanese is xenophobic, prejudiced or racist, that person is talking about himself. Especially because you should not label a nation full of unique people, this is called racism, prejudice and xenophobia!

Prejudice, Racism and Xenophobia in Japanese Media - Anime and Dramas

Prejudice, racism and xenophobia are quite directly and indirectly addressed in the Japanese media. Most of the time it is approached in films, dramas and mainly in anime and manga where the reality is not valid, so this theme is used in a discreet way using robots or alien races.

Many anime also show this theme directly through bullying in schools. See the list of some anime that address themes about prejudice, xenophobia and racism:

  • Aldnoah.Zero - Shows hatred and difference between humans and aliens (appearance of humans);
  • Ghost in the Shell - Shows refugee crisis in Japan;
  • Code Geass - Shows the prejudice and racism that the Japanese suffer;
  • Nagi no Asukara - Addresses the issue of racism well;
  • Yamada Taro Monogatari - Drama that addresses the difference of social class;

The list is very long and goes much further. It is worth remembering that anime and dramas also show that there is no prejudice, thus presenting several characters with peculiar personality, effeminate men, powerful women, etc.

Many foreigners also appear in these works, even though sometimes they end up exaggerating in the foreign accent. Anime also shows impartiality by the countless colors, sizes and styles of hair, skin, clothes, etc. In addition, many anime and films end up portraying stories that take place outside of Japan, and tend to present diverse cultural elements from other countries.

Share This Article:

36 thoughts on “Como é a xenofobia, racismo e preconceito no Japão?”

    • Ainda assim acho que você está enganado… Deve ser tão extensa igual os suicídios que as pessoas falam ne? 18 pessoas se matando a cada 100.000? E o restante das 99 mil pessoas são taxadas como infelizes por causa disso?

    • Still I think you're isá deceived… It must be as extensive as the suicides people talk about, right? 18 people killing themselves for every 100,000? and the rest of the 99,000 people are labeled as unhappy because of this?

  1. Kevin vc tem que levar em consideração que vc eh caucasiano, eh muito complicado isso, outro exemplo, eu morei 8 meses na irlanda e eu sou parecido com Indiano, coisa que eu nem sabia, infelizmente cabei sendo ligado a eles e a oq me parece galera tem um preconceito com eles. Nao consegui me adaptar a vida la e tive que ir embora! So dizendo tanto que a “cor” influencia muito sim em países que não são tao misturado igual Brasil. Aqui no Brasil nunca me senti preconceito igual la

  2. Kevin, you have to take into account that you are Caucasian, this is very complicated, another example, I lived in Ireland for 8 months and I look like an Indian, which I didn't even know, unfortunately I was connected to them and what seems to me people have a prejudice with them. I couldn't adapt to life there and had to leave! I'm saying so much that the “color” it does influence a lot in countries that are not as mixed as Brazil. Here in Brazil I have never felt prejudice like there

  3. Infelizmente nao so Japao, mas China e Coreia tambem estao entre os paises mais racistas, preconceituosos e xenofobicos do mundo. Eles nao somente sao preconceituosos com estrangeiros, incluindo outros asiaticos de paises mais pobres, mas tambem contra outros japoneses que possuem “uma cor de pele mais escura”. Existe uma baixa “aceitacao ao diferente”, o que e refletido nos elevados indices de bulling e suicidio. O Brasil assim como outros paises do ocidente sao mais receptivos (embora ainda haja muito preconceito) ate pelo fato de sermos multiculturais e multiraciais… o que paises “monoculturais” e “monoraciais” nao sao. Os outros asiaticos (fora dos 3 paises acima citados) sao mais “mente aberta”… pelo menos foi a impressao/experiencia que eu tive :/

    • Eu sei relevar as diferenças culturais e chego a uma conclusão que brasileiros bem mais preconceituosos que japoneses… Mas o país em primeiro lugar disso tudo é os EUA, pode pesquisar em rankings, mas infelizmente ninguém fala isso, ao contrario os brasileiros veneram os EUA e possuem preconceito contra asiáticos falando que eles são preconceituosos, quando na maioria das vezes é o contrario. Acho que você não leu o artigo inteiro…

      Bem eu nunca fui tão bem tratado na vida como pelos japoneses, agora eu fui em outros estabelecimentos chineses, coreanos e até mesmo árabes e não senti a mesma hospitalidade e educação… Mesmo que seja de fachada… Acho que isso é muito relativo, em Tokyo as pessoas são mais capitalistas e egoistas, em Sapporo e Osaka o povo é mais caloroso, em cidade com grande concentração de estrangeiros os tiozão de fabricas são meio ranzinzas, mas também estão estressados não apenas pelo fato de trabalharem em fabricas mas pelos desentendimentos…

    • Bem como eu escrevi, infelizmente essa foi a experiencia que eu e meus amigos (principalmente da africa, oriente medio e sul da asia) tivemos. Mas fico feliz que a sua experiencia tenha sido diferente, fora isso discordo em alguns pontos do seu artigo a maioria ja citada anteriormente em outros comentarios.

    • Realmente depende da pespectiva que a gente ve as coisas… Meu amigo morou anos no Japao e depois de sofrer muito bullying começou a odiar os japoneses e voltou pro Brasil. Até que ele viu que sofria mais ainda no Brasil e resolveu voltar pro Japao, ele começou a entender como funciona a cabeça dos japoneses e passou a ter mais respeito por eles, e hoje ele nao pensa em voltar pro Brasil. Até hoje ele trem trauma com a frase baka gaijin, mas reconhece que dentre 10 japoneses endemoniados tem 10.000 japoneses educados e respeitosos… É sempre a mesma confusao que fazem igual aos numeros de suicidio… De fato preconceito tem em qualquer canto, ainda mais num pais com traços que diferenciam, mas acho que o simples fato de falarmos: japoneses sao preconceituosos, significa tornarmos preconceituosos como eles. Por isso prefiro focar nos japoneses bons e ignorar os idiotas.

    • Sou um brasileiro mulato, a minha experiência no Japão não foi muito boa. Saber o significado literal da palavra “racismo” é bem diferente de sentir o “racismo”, foi o que aconteceu comigo no Japão. Entendo que o “racismo” está em todo lugar no mundo, mas, no Japão, senti de forma diferente e com maior intensidade.

    • Conte mais sua experiência. Existem diferentes pontos de vista, já que eu nunca fui tão bem tratado no mundo como fui no Japão. Senti até agonia depois de ter voltado ao Brasil e todo dia enfrento essa quebra de realidades e sofro de falta de compreensão das pessoas ao meu redor.

  4. Infelizmente nao so Japao, mas China e Coreia tambem estao entre os paises mais racistas, preconceituosos e xenofobicos do mundo. Eles nao somente sao preconceituosos com estrangeiros, incluindo outros asiaticos de paises mais pobres, mas tambem contra outros japoneses que possuem “uma cor de pele mais escura”. Existe uma baixa “aceitacao ao diferente”, o que e refletido nos elevados indices de bulling e suicidio. O Brasil assim como outros paises do ocidente sao mais receptivos (embora ainda haja muito preconceito) ate pelo fato de sermos multiculturais e multiraciais… o que paises “monoculturais” e “monoraciais” nao sao. Os outros asiaticos (fora dos 3 paises acima citados) sao mais “mente aberta”… pelo menos foi a impressao/experiencia que eu tive :/

    • know how to overlook cultural differences and I come to a conclusion that Brazilians are much more prejudiced than Japanese… But the country in the first place of all this é the USA, you can search in rankings, but unfortunately no one says that, on the contrary, Brazilians venerate the USA and have prejudice against Asians saying that they are prejudiced, when most of the time & #233; the opposite. I think you're didn't read the entire article…

      Well I've never been treated as well in my life as by the Japanese, now I've been to other Chinese, Korean and even establishments. same Arabs and didn't feel the same hospitality and education. Even if it's a facade… I think this é very relative, in Tokyo people are more capitalist and selfish, in Sapporo and Osaka people are more warmer, in a city with a large concentration of foreigners, the factory guys are a little grumpy, but they're also not stressed. or just because they work in factories but because of disagreements…

    • Bem como eu escrevi, infelizmente essa foi a experiencia que eu e meus amigos (principalmente da africa, oriente medio e sul da asia) tivemos. Mas fico feliz que a sua experiencia tenha sido diferente, fora isso discordo em alguns pontos do seu artigo a maioria ja citada anteriormente em outros comentarios.

    • It really depends on the perspective from which we see things… My friend lived in Japan for years and after suffering a lot of bullying he started to hate the Japanese and returned to Brazil. Untilé that he saw that he suffered even more in Brazil and decided to go back to Japan, he began to understand how the minds of the Japanese work and started to have more respect for them, and today he doesn't think about going back to Japan. Brazil. Untilé today he trains trauma with the phrase baka gaijin, but recognizes that out of 10 demonized Japanese there are 10,000 polite and respectful Japanese… É always the same confusion they make just like the suicide numbers… In fact, prejudice is everywhere, even more so in a country with traits that differentiate, but I think that the simple fact of saying: Japanese people are prejudiced, means that we become prejudiced like them. That's why I prefer to focus on the good Japanese and ignore the idiots.

    • I am a mulatto Brazilian, my experience in Japan was not very good. Know the literal meaning of the word “racism” é quite different from feeling “racism”, that's what happened to me in Japan. I understand that “racism” isá everywhere in the world, but in Japan I felt it differently and with greater intensity.

    • Tell us more about your experience. There are different points of view, já that I have never been treated as well in the world as I was in Japan. I felt untilé agony after having returned to Brazil and every day I face this breakdown of realities and I suffer from a lack of understanding of the people around me.

  5. O Japão é sim um país preconceituoso, de um jeito bem estranho, mas é. Pelo menos com brasileiros. Falar que brasileiro reclama de sofrer preconceito com certo exagero é a maior bulshit que eu já li de todas as outras várias que tem no texto. Você se contradiz em vários pontos
    Primeiro que parece ter uma parcialidade ridícula em puxar o saco dos nipônicos, segundo você fala que o próprio japonês sofre de preconceito mas antes disso diz que eles não são preconceituosos, apenas minoria (???). Terceiro ponto você apela pelo pretexto do japão ser um país tradicional por isso eles tem dificuldades de lidar com estrangeiros mas vem cá essa palavra dificuldade basicamente se resume em preconceito não? Novamente contradição. Você usa outras palavras como “medo” pra tentar mudar o lugar onde “preconceito” e até “discriminação” se encaixam muito melhor.

    • Pessoas dizem: Japão é o país com mais suicídios, ninguém é feliz… Morre 16 a cada 100.000 habitantes. Japão o povo trabalha demais, fazem 12 horas por dia… Apenas 10% da população faz essa quantidade de horas extras. Da mesma forma eu afirmo que nem 1% da população japonesa é preconceituosa, então como não é a minoria? Mesmo que fosse 10%, ainda seria minoria…

      O preconceito começa quando as pessoas olham os defeitos em vez de qualidade. Com certeza estrangeiros que trabalham em fabricas rodeados de japoneses estressados por fazerem um trabalho repetitivo uma hora ou outra vai passar por situações embaraçosas… Mas depois de sofrer tanto preconceito no Brasil (sou 100% brasileiro), eu posso afirma que nunca fui tão bem tratado no Japão e que muitas dessas coisas que as pessoas reclamam são generalizações ou balelas…

      Estrangeiros se acham especiais, mas não importa se é japonês ou estrangeiro, aqueles que não integram na sociedade japonesa, acabam sendo isolados da maioria e sofrendo preconceito. Principalmente porque japoneses são fáceis de serem influenciados e não se esforçam em ir contra a maioria. Totalmente o oposto dos brasileiros que dificilmente deixa algo de lado. Afirmo que não tem nenhuma diferença um brasileiro ir pro Japão ou pra qualquer outro país, sabendo conviver, da na mesma, vai ter os mesmos problemas…

      Você não faz ideia de tanta merda sobre o Japão que eu escuto das pessoas ao meu redor por causa dos estereótipos preconceituosos que os brasileiros criaram sobre o Japão. Nem minha família me deixa em paz falando tanta babozeiras, as vezes prefiro que ninguém saiba que eu trabalho com cultura japonesa pra não ouvir tanta desinformação e perguntas idiotas. Provavelmente os japoneses devem imaginar a mesma coisa dos estrangeiros achanado que a capital do Brasil é Buenos Aires. As pessoas tiram conclusões erradas do que não conhecem.

      Eu uso a palavra medo no lugar de preconceito e discriminação? Então por que brasileiros podem usar a palavra brincadeira no lugar de preconceito e discriminação? Eu detesto generalizações e a falta de compreensão sobre diferentes realidades… Por isso escrevo esses textões…

    • cara, eu também gosto do japão e também ajudo neste site. infelizmente as pessoas tendem a temer aquilo que não conhecem. Não só os japoneses, brasileiros, norte-americanos, ingleses e até os africanos, e neste último diria que eles deveriam ser os povos mais preconceituosos que existe pois eles foram os que mais sofreram por causa dos povos estrangeiros e sabem das maldades que a humanidade é capaz de fazer. continuando, só colocando um exemplo, o que você pensarias quando visse um homem negro com roupas “casuais” na rua?
      mesmo que você diga que não iria achar que era um mal elemento, creio e tenho certeza que outras pessoas iriam dizer isso. muitas são hipócritas e cospem palavras dizendo “eu não tenho preconceitos” ou “preconceito é crime” e até mesmo “como eu tenho preconceito se eu mesmo tenho amigos negros”. sim, isso tudo muitas vezes são ditas por pessoas hipócritas. claro que não estou generalizando, mas isto serve também para os estrangeiros.
      para finalizar, você acha que é só os japoneses que fazem isso?
      por que você acha que os brasileiros não são piores que os japoneses?
      por quê não descrimina o ódio que os norte-americanos tem pelos mexicanos?
      ou achou que os japoneses são os piores? você tem como provar isto?
      E por quê acha que os brasileiros são os que mais sofrem no japão? Acha que eles tem prioridade de preconceito?
      Só para ter informar, mas brasileiros por causa de sua história é um povo discriminado por grande parte do mundo. então se quiser culpar alguém por isso, culpe aos próprios brasileiros ou aos portugueses que chegaram aqui apenas para roubar.

  6. Japan é yes a prejudiced country, in a very strange way, but é. At least with Brazilians. Saying that Brazilians complain of suffering prejudice with a certain exaggeration é the biggest bullshit i've ever seen I read of all the other several that are in the text. Youê contradicts itself on several points
    Primeiro que parece ter uma parcialidade ridícula em puxar o saco dos nipônicos, segundo você fala que o próprio japonês sofre de preconceito mas antes disso diz que eles não são preconceituosos, apenas minoria (???). Terceiro ponto você apela pelo pretexto do japão ser um país tradicional por isso eles tem dificuldades de lidar com estrangeiros mas vem cá essa palavra dificuldade basicamente se resume em preconceito não? Novamente contradição. Você usa outras palavras como “medo” pra tentar mudar o lugar onde “preconceito” e até “discriminação” se encaixam muito melhor.

    • People say: Japan é the country with the most suicides, no one é happy… 16 per 100,000 people die. Japan, people work too much, they work 12 hours a day… Only 10% of the population works this amount of overtime. In the same way I claim that not even 1% of the Japanese population é prejudiced, so how not is the minority? Even if it were 10%, it would still be a minority…

      Prejudice starts when people look at defects instead of quality. For sure foreigners who work in factories surrounded by Japanese stressed by doing repetitive work will at one time or another go through embarrassing situations. But after suffering so much prejudice in Brazil (I am 100% Brazilian), I can say that I have never been treated so well in Japan and that many of these things people complain about are generalizations. ;ões or bullshit…

      Estrangeiros se acham especiais, mas não importa se é japonês ou estrangeiro, aqueles que não integram na sociedade japonesa, acabam sendo isolados da maioria e sofrendo preconceito. Principalmente porque japoneses são fáceis de serem influenciados e não se esforçam em ir contra a maioria. Totalmente o oposto dos brasileiros que dificilmente deixa algo de lado. Afirmo que não tem nenhuma diferença um brasileiro ir pro Japão ou pra qualquer outro país, sabendo conviver, da na mesma, vai ter os mesmos problemas…

      Você não faz ideia de tanta merda sobre o Japão que eu escuto das pessoas ao meu redor por causa dos estereótipos preconceituosos que os brasileiros criaram sobre o Japão. Nem minha família me deixa em paz falando tanta babozeiras, as vezes prefiro que ninguém saiba que eu trabalho com cultura japonesa pra não ouvir tanta desinformação e perguntas idiotas. Provavelmente os japoneses devem imaginar a mesma coisa dos estrangeiros achanado que a capital do Brasil é Buenos Aires. As pessoas tiram conclusões erradas do que não conhecem.

      Do I use the word fear in place of prejudice and discrimination? So why can Brazilians use the word joke instead of prejudice and discrimination? I hate generalizations and lack of understanding about different realities. That's why I write these textsões…

    • dude, i like japan too and i also help on this site. unfortunately people tend to fear what they don't know. Not only are they the Japanese, Brazilians, North Americans, English and evené Africans, and in the latter I would say that they should be the most prejudiced people there is because they were the ones who suffered the most because of foreign peoples and they know the evils that humanity é able to do. continuing, só putting an example, what youê you would think when you saw a black man in “casual” in the street?
      even if youê say you wouldn't think it was a bad element, I believe and I'm sure other people would say that. many are hypocritical and spit out words saying “I don't have prejudices” or “prejudice é crime” and up to é even “as I have prejudice if I myself have black friends”. yes, these are all often said by hypocritical people. Of course I'm not generalizing, but this also applies to foreigners.
      to finish, you'll do you think é só the japanese who do that?
      why do youê Do you think Brazilians aren't worse than the Japanese?
      whyê doesn't it discriminate against the hatred that North Americans have for Mexicans?
      or did you think the Japanese are the worst? youê can you prove this?
      and whyê Do you think Brazilians are the ones who suffer the most in Japan? Do you think they have prejudice priority?
      Só to have information, but Brazilians because of their history é a people discriminated against by much of the world. so if you want to blame someone for that, blame the Brazilians themselves or the Portuguese who came here just to steal.

  7. Li em um site de uma empresa de viagens o seguinte ditado: JAPÃO, O MELHOR PAÍS DO MUNDO PARA FICAR ATÉ 90 DIAS, E, O PIOR PARA FICAR MAIS DE 90 DIAS…
    Em tempo, os 90 dias são o período máximo como turista…

    • Acho que depende do tipo de pessoa, se ela é sensível demais, se ela trabalha em fabrica, se ela sabe japonês ou não. Eu mesmo não moraria se fosse pra trabalhar em fabricas, e mesmo assim milhares fazem isso e ainda se sentem satisfeitos e não tem do que reclamar, na verdade estava conversando com um amigo que mudou pra lá, ele fez 2 faculdades no Brasil (direito e historia) e escreveu 2 livros e disse que a melhor coisa pra ele foi ir lá trabalhar de operário em fabrica. Essas pessoas que reclamam demais de preconceito são aquele tipo de pessoas que olham pra uma pequena mancha preta em um papel enorme todo branco.

  8. Adorei o texto. Finalmente uma visão equilibrada sobre o tema. Só mesmo quem é negro e morou no Japão é capaz de estabelecer um padrão comparativo entre esta sociedade brasileira, que a meu ver, tem muito, mas muito mesmo a aprender com o nosso amado Nihon.

    Aliás…após morar por anos no Japão tive pânico só de pensar em voltar ao Brasil. Pois a experiência em terras nipônicas foi simplesmente surreal.

    Nunca, nunca mesmo, em minha vida inteira fui tão bem tratado, recebido, como fui no Japão.
    Ao contrário do que muita gente pensa, isso não tem só a ver com o fato de eu ser uma “atração” por ser um estrangeiro. O fato é que acabei descobrindo que para muitas pessoas bacanas que conheci no Japão, o que realmente importa é o caráter de uma pessoa.

    No Japão me deram de tudo…mas talvez a coisa mais marcante foi esperança na raça humana…sim…acreditem…foi no Japão pela primeira vez (após 35 anos anos de vida) que pude me libertar do constrangimento de uma pessoa simplesmente mudar de calçada ao me ver. No Japão eles não mudam de calçada:) Preciso dizer mais?

    Racismo, claro existe em toda parte, inclusive no Japão. Mas francamente…Para quem era “casca grossa” como eu e já tinha visto de tudo aqui no Brasil, o Japão converteu-se em um verdadeiro passeio.

  9. Valeu suki desu, amei sua matéria(assim como amo qualquer outra rsrs) sobre um assunto que não só está relacionado ao Japão, mais à uma escala global de preconceito, seja xenofóbico, racista ou homofóbico, esse é um tema muito delicado a tratar, coisa que dificilmente nós vemos com um ponto crítico mais humanista( como o do suki desu), já que geralmente a mídia global fala de um jeitinho mais belo se é que me entende.

  10. Muito bom texto e concordo com algumas opiniões e discordo de outros. De fato tratar desse assunto delicado é complicado, principalmente quando sentimos na própria pele constrangimentos nunca antes passados na vida. Morei muitos anos no Jp (onda dekassegui) convivi a maior parte desse tempo tendo vizinhos japoneses, sendo muitos educados e muitos mal-educados. Por eu ser descendente de japoneses nato inicialmente era tratado como igual a “eles”, porém quando abria a boca as coisas mudavam….muitos não me cumprimentavam mais e para poucos eu era indiferente. Já para os não descendentes (brancos e negros) o tratamento era diferente, pois estava na cara que eram estrangeiros, percebia-se que a aproximação ou abordagem “deles” à essas pessoas era de forma mais polida……talvez achassem que fossem estados unidenses (que adoram) ou europeus……sei lá. Culpo isso os historiadores japoneses que se negam a contar a verdadeira história da migração japonesa aos países ocidentais e a verdadeira face do seu papel na 2a. guerra mundial. Nos anos 80 estagiei por +- 8 meses nos Estados Unidos, na época nas gigantes de computadores de grande porte IBM e Unysis, inicialmente fui hostilizado por acharem que eu fosse japonês em razão do ato, segundo eles, covarde em Pearl Habor. Explicado que eu era brasileiro o nível da conversa melhorou de péssimo para razoável, pois eles também odeiam latinos americanos(rs). Portanto é de se esperar que estados unidenses, australianos, russos, chineses e coreanos não recebam bem os descendentes e japoneses natos nos países que entraram em confronto bélico contra o Jp. Em suma, a meu ver abaixar a cabeça em seus cumprimentos não significa humildade……humildade terá abaixando (e muito) a sua arrogância e sua prepotência perante os outros povos.

    • amei a sua crítica quanto ao ponto racismo. Se o problema antes já era grande, imagina só hoje em dia com a globalização da informação, e o desconhecimento de muitos sobre o assunto,
      certeza que isso gera coisas nada legais; por exemplo, esse ano já começamos com a generalização lá de Trump, coisa que pra min o que ele está fazendo, e pior o que os internautas estão compartilhando e comentando não passa de infantilidade, coisas que começam a falar sobre petróleo ou seja lá o que for vão acabar por se transformar em uma guerra de informação e xenofobia( coisa que temos e muito já).

    • Vlw pelo comentário, tb percebo q a comunidade americana e europeia é tratada melhor do que a brasileira ou até descendentes… Mas não é atoa, e eu não culpo os nihonjin pela falta de informação ou opinião, já que da mesma maneira que os brasileiros não conhecem os japoneses ou generalizam eles fazem isso com brasileiros, apenas nois que aprofundamos em conhecimento de outra cultura conseguimos ver de outra forma. Tanto que se estudarmos outras culturas vamos ver podres e boas.

    • Verdade mesmo… fui decasegui de 1991 a 1995, hoje sou Procurador da Fazenda, fui a turismo em 2005 e fiquei 1 mês lá… Lembro dos meus tempos de decasegui que os japas tratam muito bem qlqr caucasiano, negro, pq pensam que é ianque ou europeu… mostrou o passaporte brazuca, os sorrisos e a simpatia desaparecem… já, nós, que somos nikkeis, somos mal tratados desde o início… em 2005 fui a passeio e ao entrar nas lojas e ao perceberem que era brasileiro, a desconfiança era geral… só ficavam simpáticos quando falava em japonês fluente que estava a turismo e mostrando o passaporte e o visto de turismo, queria comprar para presente… Foi interessante a experiência, ir como mão de obra barata e depois como turista…

    • ..Posso ser sincera? foi extremamente certo em sua observação,muitos não estudaram sobre o japão imperial na segunda guerra mundial,sobre o massacre de nanquim e similares,das casas de conforto durante a segunda guerra mundial na china ( usadas para prostituição tanto de chinesas e coreanas também ),e adoravam cortar as cabeças de soldados prisioneiros com katanas,fora os livros raros e outros tipos de mercadorias que roubaram dos coreanos e estima se que roubaram mais ainda que os próprios nazistas na segunda guerra mundial e nas escolas certamente mentem,falando que eles morreram como heróis de guerra e tem um vídeo no youtube denominado ( japanese racist in action ) a legenda é em inglês porém, percebe se as palavras de ódio gritadas pela japonesa no microfone falando para matar os coreanos e os japoneses gritando :estuprem estas coreanas e similares e a policia? nada fez para variar….Isso é para vermos que não existem povos perfeitos igual muitos julgam.Falam isso devido a expressão de arte japonesa os clássicos anime e mangá é arte excelente não nego, ainda se denominam como otakus no qual não sabem nem a origem da palavra….