Cultura / Curiosidades / Japão

Bosozoku – Jovens rebeldes japoneses

Bosozoku – Jovens rebeldes japoneses


Bosozoku! Já ouviu falar desse termo? Nunca lhe passaria pela cabeça que um país disciplinado e com uma cultura milenar forte como o Japão, teria uma subcultura de delinquentes rondando o país fazendo baderna, perturbando a paz e dando trabalho para os policiais.

Pois bem, o Japão também tem seu próprio grupo de jovens revoltados que saem por aí fazendo molecagem. Esses são os Bosozoku, gangue de motociclistas que customizam motos, saem por aí cometendo infrações de trânsito e tem ligação com a Yakuza. Nesse artigo, iremos detalhar o que são os bosozoku e suas atividades:

Bosozoku - Jovens rebeldes japoneses

Origem e Atividades dos Bosozoku

O termo bosozoku (暴走族) foi criado na década de 70, e significa literalmente “tribo fora de controle”. Eles surgiram na década de 50, quando o Japão se recuperava da guerra e a indústria automobilística crescia. Jovens de classe baixa se uniam para expressar insatisfação à sociedade japonesa na época, formando gangues de motociclista pra isso.

Naquela época, eles se batizaram de kaminari zoku. A motivação por trás disso tudo era basicamente aquela típica rebeldia contra as normas da sociedade e tal. Só que, como os bosozokus são jovens abaixo da maioridade (que é 20 anos no Japão), eles na verdade se tornavam bosozoku só pra fazer parte de algum grupo.

Bosozoku - Jovens rebeldes japoneses



Sabe aquela necessidade juvenil de fazer parte de um coletivo? Pois é. Não passam de um Clube do Bolinha. No entanto, foram nas décadas de 80 e 90, que eles ganharam notoriedade praticando sérios atos de vandalismo e confrontando a polícia.

No ano de 1982, haviam 42,510 bosozokus e eles costumavam perambular pelas ruas em grandes quantidades. Suas atividades consistem em arrumar treta, fazer barulho com as motos, violar leis de trânsito, tirar um racha, entre outras palhaçadas que essa arruma de desocupados faz.

Como os Bosozoku se vestem?

Eles costumam usar um uniforme consistindo de um macacão como aqueles usados por trabalhadores manuais ou um Tokkou-fuku (特攻服), um tipo de sobretudo militar emitido com slogans escritos em kanji. Usam calças largas e um par de coturnos para acompanhar. Eles enfeitam suas motos ao ponto de parecerem que saíram de alguma escola de samba ou do Bom Dia & Cia.

Bosozoku - Jovens rebeldes japoneses

Atualmente, os bosozoku estão quase extintos para a felicidade de geral. Tudo começou em 2004, quando o governo japonês vigorou leis de trânsito para dar mais poder aos policiais para efetuar prisões. No ano de 1982 existiam mais de 40.000 bosozoku, já em 2004 o número era menor que 10.000.

As medidas governamentais fizeram com que a quantidade de participação de gangues de motociclistas diminuísse drasticamente. Graças a isso, em 2011, a quantidade de 9,064 bosozoku foi registrada. Atualmente, os bosozoku andam em grupos pequenos, e ao invés de pilotar aquelas motos ridículas, eles agora pilotam scooters.

Hoje em dia, alguns vizinhos ainda se incomodam com barulho dos bosozoku durante a noite. Eles são bem retratados em animes, doramas e filmes japoneses. Acredita-se que as distrações diárias do mundo moderno contribuiu para desencorajar a juventude a se envolver com gangues de motoqueiros. A maioria gasta dinheiro com jogos e vivem em seus quartos assistindo animes.

De uma gangue perigosa, os bosozoku se transformaram em um grupinho da turma do bairro bem mais amistoso, mas não deixam de ser barulhentos. Você já conheceu algum bosozoku? Qual a sua experiência com esses motoqueiros selvagens? Agradecemos os comentários e compartilhamentos.

Por Favor! Compartilhe o artigo nas redes sociais:


Recomendamos também: 

2 Comentários

  1. kevin tenho uma pergunta:SE VC ESTIVER ANDANDO PELO JAPAO DE NOITE E ENCONTRAR UMA BOSOZOKU,ELES IRIAM FOLGAR COM VC IR PRA AGRESSAO OU NAO IAO FAZER NADA?por favor aguardo a resposta.

    Resposta
  2. Caraca, eu sempre achei que isso fosse lenda urbana, tipo andar por Tokyo e cruzar com Kamen Rider ou o Godzilla.
    A gente vê tanto estereótipos em mangás que as vezes custa a acreditar que certas coisas são reais ‘-‘

    Resposta

Comentários do site