Nihongo

Rosetta Stone realmente serve para aprender japonês?

rosetta stone


Rosetta Stone é um Software de aprendizado de idiomas bem antigo. Ele conta com o ensino de mais de 20 línguas. É um programa bem conhecido, principalmente por ter um método inovador.

Mas será que o Rosetta Stone realmente vai te ajudar a aprender a língua japonesa? Vamos descobrir aqui. Eu usei o programa durante 5 meses, até terminar a última lição do curso de japonês do Rosetta Stone.Para começar, vamos ver como funciona o Rosetta Stone:

O Rosetta Stone apresenta três níveis no curso de japonês (e cinco em outros idiomas). Eles funcionam assim:

Nível 1: ajuda a construir uma base de vocabulário fundamental e uma estrutura essencial do idioma. Habilidades e vocabulário, incluem:

  • Cumprimentos e apresentações;
  • Perguntas e respostas simples;
  • Compras;
  • Habilidade de audição;
  • Habilidades básicas de escrita e leitura;

Nível 2: permite que as pessoas explorem o ambiente à medida que aumentam o vocabulário e a estrutura essencial do idioma do Nível 1. Habilidades e vocabulário, incluem:

  • Como fornecer e obter orientações;
  • Usar meios de transporte;
  • informar a hora;
  • Sair para comer;
  • Apreciar interações sociais básicas;
  • Vida profissional;
  • Matérias acadêmicas;
  • Arte e cultura;
  • Passado, presente e futuro;

Nível 3: permite que as pessoas se conectem ao mundo ao seu redor, aumentando os fundamentos do idioma e as habilidades de conversação desenvolvidos nos Níveis 1 e 2. Habilidades e vocabulário, incluem:



  • Ideias e opiniões;
  • Expressar sentimentos e falar sobre assuntos diários;
  • Interesses;
  • Trabalho;
  • Eventos atuais;
  • Nascimento, casamento, morte, e preocupações relacionadas a saúde e corpo;
  • Termos complementares indicando frequência, duração e grau;

Método do rosetta stone

O método desse software é diferente do que estamos acostumados, pois ele nos ensina basicamente com imagens e áudios. Ele nunca usa tradução. De um lado, este método é ótimo, pois nos ajuda a pensar no idioma, e entender o que dizem sem precisar traduzir mentalmente para o português. Estaríamos aprendendo o japonês como se fosse nossa língua materna, imerso ao idioma.

Do outro, esse método nos deixa em grande dúvida, porque às vezes é necessário raciocinar bastante para entender o que está acontecendo para poder entender o que uma frase/palavra significa. As imagens que associamos com o áudio e texto são bem selecionadas, o que faz com que tenhamos um pouco de entendimento da frase, mas nem sempre ajuda. Isso dificulta bastante, mas pode ser facilmente resolvido se apenas procurarmos a palavra no dicionário ou no Google Tradutor.

A gramática também complica um pouco, só que depois ela é absorvida naturalmente com a repetição espaçada do software, pois ele acaba criando uma repetição (às vezes exagerada) do conteúdo das lições. Também podemos definir nosso foco para leitura e escrita ou fala e audição, ou então TUDO.

E também tem o reconhecimento voz. O reconhecimento de voz não é ruim, mas precisa de um ambiente silencioso e de um bom microfone. Felizmente essa opção pode ser ativada ou desativada, além de podermos definir a dificuldade da fala e algumas outras poucas opções.

E também temos uma sessão onde apenas ouvimos algo em japonês e associamos o áudio com a imagem, sem texto para ajudar, somente o áudio. Além disso também temos reconhecimento de fala e exercícios de pronúncia, e também de escrita e leitura, onde aprendemos primeiro o hiragana e katakana, depois alguns kanji.

Vale a pena comprar o rosetta stone?

Rosetta Stone é um software super caro. Ele está disponível na Play Store e pode ser baixado no PC, com um CD que deve ser comprado e ativado. Eu usei o programa do início até o fim e posso dizer que ele não te deixa nem um pouco perto da fluência, mesmo ajudando muito.

Se você fizer o curso todo, poderia comprar algo no Japão, conversar sobre gostos, dizer o que pensamos, mas não entenderíamos um anime ou mangá, por exemplo. E o pior que o o curso de japonês tem apenas 3 níveis, enquanto alguns outros possuem 5.

Acredito também que o preço do software é um roubo, pelo menos na nossa época atual, porque ele poderia ser bem mais barato. Mas, para quem é iniciante, tenho certeza que vai se impressionar com a velocidade que vai aprender as coisas, como vai conseguir fazer os exercícios gramaticais sem muita complicação e como começará a entender coisas simples (e algumas um pouco mais avançadas).

Então, se você estiver decidido a gastar dinheiro nesse software com a esperança de aprender o básico, é recomendado. Caso queira fluência ou chegar um um nível avançado eu não recomento. Provavelmente você não vai passar do nível N4, porque é um curso considerado básico. Então essa foi o resumo da minha experiência no Rosetta Stone, espero que tenham gostado.

Por Favor! Compartilhe o artigo nas redes sociais:


Recomendamos também: 

Comentários do site