Kimodameshi – Veja como é feito um Teste de Coragem no Japão

Clique aqui e Aprenda Japonês com Curso do Instituto Kyoto

Você sabe o que é Kimodameshi (肝試し)? Kimo (肝), significa fígado e dameshi (試し) significa “teste”. Porém, é comumente conhecido como “Teste de coragem”. No Japão, o fígado neste caso, pode se referir a frase “Kimo ga Suwaru”, que seria algo como, demonstrar sua coragem ou mostrar-se corajoso.

Kimodameshi pode ser considerado uma brincadeira de criança, mas de fato, os adultos também brincam, e até sentem medo como seus filhos ou crianças próximas a eles, normalmente é feito durante o verão, no festival de Obon, em agosto. A data pode ser considerada especial para o teste, pois, dizem que durante o festival, os mortos ou espíritos, retornam para este mundo, a fim de visitar seus parentes e entes queridos.

É muito simples brincar no Kimodameshi. Os participantes lançam um desafio, normalmente visitarem locais abandonados e que tenha rumores de haver aparições, fantasmas, entre outros eventos paranormais, e ganha quem permanecer mais tempo no local.

Normalmente em animes, os personagens brincam de kimodameshi para unir casais, ou seja, os personagens vão de dois em dois, pra quem sabe surgir um romance.

Anúncio
Kimodameshi – veja como é feito um teste de coragem no japão - kimodameshi teste de coragem

Onde surgiu o Kimodameshi

O Kimodameshi, como quase todas as lendas e práticas japonesas, não possuem uma origem certa, mas existem duas histórias que podem dar uma ideia de onde surgiu.

Anúncio

A primeira é que teria surgido no final do período Heian, durante o reinado do Imperador Shirakawa (1073-1087) por causa de um livro chamado “O-kagami” (大 鏡; “Grande espelho”), escrito por um autor desconhecido.

O livro conta a história dos três filhos de Fujiwara Kaneie. Na história, os 3 filhos se desafiam para ver quem tem mais coragem de ir a uma casa próxima, conhecida por ser a casa de um Oni (demônio).  A história relata que as 3 horas da manhã é o horário de portais espirituais se abrirem e aparecer diversos demônios e fantasmas.

Não se sabe se é uma lenda ou uma história real, mas dizem que pode ter sido criada pelos samurais como uma maneira de treinar seus filhos contra o medo. Os samurais do período Edo também brincavam de contar histórias de terror reais, a brincadeira era conhecida como “As 100 histórias de fantasmas” (百物語怪談会 – Hyaku monogatari kaidankai).

Kimodameshi – veja como é feito um teste de coragem no japão - kimodameshi teste
Anúncio

Como se brinca de Kimodameshi?

Não existe regras no Kimodameshi, mas claro que elas podem ser impostas antes de começar, a forma de brincar varia de região em região, claro que o objetivo sempre será o de dar um bom susto, a brincadeira pode ser armadora, onde um grupo de amigos se juntam para desafiar uns aos outros ou pode ser um evento escolar ou familiar, com regras e com bastante participantes.

Normalmente, o primeiro contato que os japoneses têm com o Kimodameshi, é em acampamentos ou eventos escolares. Nos eventos escolares, é normal os professores e voluntariados se vestirem com trajes de monstros, fantasmas e se esconderem em lugares estratégicos, objetos também podem ser usados, como caveiras, e afins.

No original, a criançada se junta em locais, como cemitérios, santuários, túneis, casas abandonadas e assombradas, parques ou edifícios, sendo o desafio feito em duplas ou individualmente. Eles vão à noite no local marcado, para que todos sintam medo, o dono da brincadeira costuma deixar objetos espalhados nestes locais, e você terá o objetivo de pegar os objetos, como prova de que passou no lugar.

Casa mal assombrada Japonesa

O Kimodameshi se assemelha bastante com as casas mal assombradas dos parques de diversões. Algo comum tanto no ocidente como no oriente, essas casas presentes nos parques também são locais de encontro para casais e de possíveis cenas románticas.

Anúncio

Na verdade esses testes de coragem podem ser feitos em locais como casas e prédios abandonados. Antes da realização desses eventos, sempre se tem uma história assustadora sobre o local.

Você pode ser preso se não brincar direito

Os professores e alunos responsaveis pelo evento geralmente faz as coisas de maneira correta. Mas caso o evento esteja invadindo um terreno alheio, isso pode causar problemas na justiça.

Caso você se perca e invada algum área restrita, você não precisa se responsabilizar, mas caso seja dado um aviso e você não sair do local, pode acabar sendo multado em até 100.000 ienes ou ser preso por 3 anos.

Deve se ter muito cuidado para não grafitar ou pintar propriedades alheias, nem brincar demais e causar danos físicos a outros. O código penal japonês é bastante sério e não aceita bardeneiras como alguns países.