Yukata – a roupa japonesa para o verão

Procurando um curso de Japonês? Veja um comparativo dos melhores cursos gratuitos e pagos clicando aqui!

Você com certeza já deve ter visto o yukata (浴衣) em anime ou em alguma coisa relacionado à cultura japonesa. Essa vestimenta é geralmente usada no verão por ser mais confortável e com tecido mais leve. O yukata pode ser usado tanto por homens como por mulheres, mudando poucas coisas no estilo.

O yukata é um estilo casual para o quimono, que é usado tanto por homens, como mulheres e crianças. O tecido do yukata é algodão ou tecido sintético. Ele é como se fosse um roupão elegante, preso ao corpo com uma faixa chamada de obi (cinto de tecido). Mas como surgiu esse estilo? Qual a diferença entre quimono e yukata? Vamos ver mais detalhes dessa roupa.

Yukata - yukata –  a roupa japonesa para o verão

Como e quando surgiu o yukata?

O yukata é um traje mais tradicional, no entanto em determinadas ocasiões, festividades é comum o uso dessa roupa. A roupa se originou do yukatabira (湯帷子), uma roupa feita de cânhamo (planta da espécie Cannabis sativa) e comumente usada por pessoas pertencentes à nobreza para tomarem banho nas águas termais (onsen).

Isso já acontecia no período Heian (794 – 1185), mas popularizou-se na Era Edo (1603 – 1868) com o crescimento do uso do algodão no Japão. Acredita-se que o algodão no tecido tenha sido por volta de 799 quando foi levado ao Japão por chineses naufragados. O cultivo do algodão só aumentou. se tornando o maior produtor de quimonos feitos tradicionalmente.

Yukata significa literalmente, ” roupa de banho” e de início era para ser esse o objetivo. O yukata foi usada por um tempo apenas como roupa de quarto para usar após o banho ou dormir. Mas, a vestimenta acabou tomando conta de festivais também. O yukata tradicional tinha seu tecido tingido por folhas de índigo (planta que dá origem à cor azul anil) parecido com o jeans, varia entre azul e um pouco de branco.

5 truques de beleza que uma japonesa daria a você
Anúncio

Mas atualmente existem uma grande variedade de modelos para usar e é possível fazer diferentes combinações com uso de acessórios e muito mais. Não tem muito um padrão a ser seguido hoje em dia com essa vestimenta. As yukatas masculinas tem cores mais escuras, enquanto as femininas são mais coloridas e normalmente tem desenhos floridos.

É ainda comum as pessoas usarem yukata em festivais japoneses e em festivais de fogos de artifícios (Hanabi Taikai). Também em outros eventos tradicionais que acontecem durante o verão. Em locais que possuem águas termais eles andam livremente com o yukata. Também, em hotéis tradicionais de ryokans e em onsens.

Qual a diferença entre yukata e kimono?

Kimono significa literalmente ”vestimenta” e é usado geralmente em ocasiões mais formais como casamentos, enterros e entre outros. Antigamente era comum ser usados por homens no dia a dia. No entanto agora está mais voltado para determinados eventos formais.

Anúncio

Os kimonos, tanto masculinos como femininos, são geralmente em estampas mais discretas, Para usar o kimono é necessário seguir algumas regras de etiqueta como ocasião, estação do ano, do sexo, do grau de parentesco ou do estado civil da pessoa que o veste.

Kimono – tudo sobre a roupa tradicional japonesa

A modelagem do kimono masculino e feminino tem uma leve alteração com relação às mangas, Os kimonos masculinos são costurados de baixo do braço e no feminino o antebraço é aberto. Os tecidos podem ser de algodão, seda e várias opções de fibras sintéticas.

Já a diferença com o yukata já começa pela nomenclatura, yukata originou-se das palavras yu (banho) e katabira (roupa de baixo). Além de tudo que já foi mencionado a respeito da vestimenta, o yukata tradicional, geralmente confeccionado pelo tecido padrão de algodão e é usado para festivais de verão e até como pijamas. As formas de serem vestidos também são diferentes e o yukata é bem mais leve.

Anúncio
Yukata - yukata –  a roupa japonesa para o verão

Como vestir yukata?

O site Japan House São Paulo (www.japanhousesp.com.br) deu o passo a passo de como usar o yukata.

Você vai precisar de:

• Yukata : quimono de verão informal.
• Obi (帯): faixa ornamental usada para amarrar o quimono.
• 2 himos (紐): faixas medindo, em geral, 240 x 4,5 cm (podem ser adaptadas utilizando faixas de outras larguras ou elástico grosso, desde que sejam confortáveis e não deslizem)
• Shitagi (下着): roupa de baixo usada para proteger o quimono do suor do corpo. Este item é opcional e pode ser adaptado com uma camiseta de algodão com decote baixo nas costas para aparecer a pele pela abertura do eri (衿), a gola.
• Geta (下駄): tamancos japoneses. Este item também é opcional e pode ser adaptado com chinelos de dedo.

1. Alinhe o senui (背縫い), costura vertical no centro das costas, com o centro do corpo.

2. Junte as pontas do eri para garantir que a costura fique no centro do corpo e ajuste a altura da barra.

3. Verifique a altura da barra do lado esquerdo do yukata, pois, ao final, essa parte ficará por cima.

4. Posicione o lado direito de modo que não fique aparente após a sobreposição do lado esquerdo.Sobreponha o lado esquerdo. O comprimento ideal deve esconder os tornozelos ou deixar que ele apareça sutilmente ao se movimentar.

Anúncio

5. Amarre o koshihimo (腰紐), amarração do quadril. Dê duas voltas no corpo e aperte o suficiente para fixar a posição do tecido, de forma confortável.

6. Coloque a mão pelo miyatsukuchi (身八つ口), abertura abaixo da manga existente apenas nos quimonos femininos, e ajeite o ohashori (おはしょり), dobra do excesso de tecido também presente apenas nos quimonos femininos. Organize o tecido na parte das costas e na frente.

7. Ajeite o eri na parte da frente próximo aos ossos abaixo do pescoço em forma de “Y” e deixe uma abertura na parte de trás de, aproximadamente, um punho.

8. Faça o munahimo (胸紐), a amarração do tórax. Dê duas voltas, inspire fundo e aperte para fixar a posição do tecido. Dessa forma, você garante que pode respirar confortavelmente usando o quimono.

Anúncio

9. Alise o tecido na parte das costas e da frente do munahimo e do ohashori, também na frente e nas costas, pois ficarão aparentes após a amarração do obi.

10. Se possível, alinhe as costuras na parte da frente, laterais e costas do quimono. Essa parte requer treino, mas não desanime se não conseguir. Use da forma que conseguir vestir e aperfeiçoe com o tempo!

Como amarrar o obi

1. Dobre a faixa ao meio e deixe uma sobra para fixar a amarração, passando um pouco da altura do ombro na diagonal.

2. Abra a faixa formando uma seta, alinhando a parte superior da faixa a uma altura próxima à metade do busto ou logo abaixo dele, dependendo do corpo. Dê duas voltas apertando a faixa e inspirando da mesma forma que foi feita com o munahimo.

Anúncio

3. Dobre diagonalmente o obi para facilitar a execução do nó.

4. Faça o laço na parte da frente do corpo. Use a medida dos ombros para iniciar a dobra do tare (たれ), parte mais comprida que sobra após o nó, e dobre quantas vezes forem possíveis, alinhando as bordas.

5. Posicione aproximadamente o centro do tare acima do nó. Dobre ao meio no sentido transversal e rebata dobrando novamente ao meio as duas metades, a de cima e a de baixo, formando uma sanfona.

6. Passe a sobra da faixa dobrada ao meio deixada no início do processo, e passe por baixo do nó feito anteriormente. Dê mais uma volta para fixar, enrole o que sobrou, escondendo por dentro do obi, e centralize os lados do laço.

Anúncio

7. Gire cuidadosamente o obi, da esquerda para direita, para não desajeitar o eri e posicione o laço no centro das costas.

8. Coloque o geta – os tamancos japoneses – e demais acessórios.