O Flúor é proibido no Japão?

,
Post by //

Você sabia que não existe flúor nos cremes dentais do Japão e nem fluoretação na água distribuída no País? Será que isso é bom ou ruim? Realmente não existe nenhum tipo de fluor nos produtos e na água japonesa? Neste artigo vamos falar algumas curiosidades relacionadas com flúor no Japão.

Parece um assunto aleatório, mas foi umas das primeiras observações que tive ao experimentar os cremes dentais do Japão e perceber que eles tem um sabor totalmente diferente dos cremes dentais do Brasil. Praticamente a maioria dos cremes dentais do Japão são compostos apenas de bicarbonato de sódio e não contém flúor como os cremes dentais do Brasil.

Não significa que o flúor seja proibido no país, ainda é possível achar com certa dificuldade alguns cremes dentais infantis ou medicados com uma boa composição de flúor, mas não é algo extremamente popular e aplicado no mercado de cremes dentais do Japão. Já na água é permitido uma quantidade baixa de até 0,8 ppm de flúor.

Por que o Japão parece não gostar de Flúor?

Existe uma grande polémica envolvendo o flúor em todo mundo, ele é colocado na água e nos cremes dentais para evitar cáries, mas alguns estudos comprovam que na verdade o flúor é desnecessário e pode ser na verdade prejudicial a saúde humana. Até o ano de 1972 a fluoretação (colocar flúor na água) era praticado por diversas províncias mas foi completamente desativado.

Mais de 90% dos países reduziram drasticamente o flúor ou as vezes proíbe totalmente sua composição na água, eles afirmam que isso é um veneno que pode até matar. Apesar dos efeitos não serem sempre visíveis, alguns estudos afirmam que o flúor colabora no envelhecimento. Talvez o fato de não ter flúor na água nem nos cremes dentais seja um dos motivos dos japoneses não apresentarem tanto envelhecimento.

O flúor também pode causar redução de resistência óssea causando osteoporose. Outros relatam impactos nos glóbulos brancos, danos genéticos e até Câncer. O Flúor também pode causar até redução de QI e outros danos. Claro que pra esses resultados é necessário consumir muito fluor. Acredita-se que um tubo de pasta de dente de 70g pode matar uma criança de 10kg.

Pra quem desconhece, o flúor puro é um gás amarelo altamente corrosivo utilizado para matar micróbios, mas que também pode afetar nossas células. Ele é tão corrosivo que pode ser usado para corroer aço, vidro, ferro e alumínios.

Japoneses não usam flúor? Creme dental com flúor é bom ou não?

Essa questão do flúor parece um debate político na internet. Talvez a falta do flúor seja um responsável pela quantidade de dentes podres em muitos japoneses, apesar de eu acreditar que seja apenas negligencia da pessoa de ir ao dentista. Infelizmente o plano de saúde japonês não incluí planos dentários, e as consultas nos dentistas são caríssimas.

Apesar de não existir flúor na água do Japão, quase todas as províncias incentivam os alunos a participar de um programa de enxugamento bucal com flúor. O consumo da água com flúor pode ser prejudicial, mas não existem grandes riscos em usar enxaguantes bucais ou outros métodos para previnir cáries.

Apesar do programa S-FMR ter sido implementado em todo Japão, nem todas as escolas ou alunos participam do processo de enxaguar a boca com flúor. O número de escolas participantes é próxima dos 10% e poucos são os alunos que participam desse incentivo.

Acredita-se que apenas 10% dos cremes dentais no Japão possui flúor. Outras pesquisas afirmam que a prevalência de carie dentária era alta mesmo em comunidades com um valor alto de ppm na água. Ou seja, realmente o uso de flúor não parece realmente tão vantajoso para os japoneses ou qualquer ser humano.

Eu realmente não sei como opinar ou escrever seriamente sobre esse assunto. Apenas quis compartilhar a conclusão que tive ao perceber essa diferença gritante no sabor dos cremes dentais e da água no Japão. O que você pensa sobre esse assunto? Você sabia sobre esse assunto?

Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


Comentários do site