Como era o sexo no Japão feudal?

, ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

[ATENÇÃO] Quer Aprender Japonês? Clique aqui e acesse um curso gratuito!

Compartilhe com seus Amigos!

O Japão é bastante representado por obras históricas e artísticas do período Feudal conhecido também como Xogunato. Muitas dessas obras e representações exibiam descaradamente o sexo. Nesse artigo vamos falar um pouco sobre como era o sexo antigo no Japão.

Esse período histórico do Xogunato está associado a samurais ferozes, cortesãs elegantes e um sempre presente senso de formalidade no vestuário e na cultura. Como os japoneses encaravam suas relações sexuais na época?

O Japão tinha regras sobre sexo?

Durante os Períodos de Xogunato samurais costumavam ficar com garotos de 12 anos durante aprendizados oficiais. Os homens aristocráticos podiam ter várias esposas e concubinas, enquanto as mulheres estavam presas a um marido.

Apesar disso, será que o Japão permitia que os japoneses tivessem liberdade em seus relacionamentos? No Japão feudal, a vida íntima era influenciada pela posição social. Geralmente o parceiro de uma pessoa sempre teve uma formação social semelhante.

Os adolescentes de classe baixa no Japão feudal eram livres para se encontrar com quem quisessem, mas os jovens de classe alta tinham que seguir regras rígidas sobre quem podiam ver e se casar, ou até mesmo sobre suas relações íntimas.

Como era o sexo no Japão feudal? - samurais 1

Homossexualidade no Japão feudal

Algo que acontecia no Japão antigo era quando monges budistas dormiam com seus jovens estudantes do sexo masculino, que são adolescentes. Os monges budistas geralmente se entregam abertamente a nanshoku sem se importar com idade.

Monges também mantinham relacionamentos abertos com as mulheres. Esta impressão do século XIX documenta a prática da pederastia em mosteiros medievais. Para quem não sabe pederastia é o relacionamento de um velho com um rapaz.

O Japão feudal tinha poucos tabus sobre homossexualidade ou bissexualidade. De fato, às vezes as relações entre homens eram idealizadas e celebradas, e as relações com as mulheres eram consideradas espiritualmente desgastantes para os homens.

Nos templos budistas, as relações homossexuais eram desenfreadas, e geralmente continuavam entre monges e acólitos experientes que eles orientavam. A homossexualidade também ocorreu abertamente nas forças armadas.

Como era o sexo no Japão feudal? - kabuki imagens  e1506335209450 2

Como as religiões do Japão encaravam o sexo?

Os próprios xintoístas do Japão antigo acreditam que a terra nasceu do sexo. Existe um certo escrito que diz:

Meu corpo, formado por ser formado, tem um lugar que é formado em excesso. Portanto, eu gostaria de tomar aquele lugar em meu corpo que é formado em excesso e inseri-lo naquele lugar em seu corpo que é formado insuficientemente e, assim, dar à luz a terra. 

Já no budismo existia um ramo chamado Tachikawa-ryu conhecido como o principal culto sexual do Japão. De acordo com as crenças da seita, fazer amor era uma porta de entrada para a iluminação espiritual, porque a relação sexual permitia a perda do eu.

Para os budistas de Tachikawa-ryu, fazer o ato era uma parte importante da vida espiritual e religiosa. Para eles, era mais do que apenas um ideal ou símbolo, era “visto como bom por si só, além de seu papel na procriação”. O credo Tachikawa-ryu também declarou “a perda do eu no ato poderia levar ao despertar do espírito”.

Como era o sexo no Japão feudal? - kaguya hime bamboo 3

A Hierarquia social das mulheres

O Japão feudal valorizava as hierarquias e a classificação sociais. Isso incluía mulheres que se vendiam por dinheiro. Alguns bordéis eram especificadamente da classe alta, mas mesmo em estabelecimentos sofisticados, havia uma distinção social.

Existiam trabalhadoras de classe média chamadas yūjo, e outras certezas de alto nível conhecidas como oiran, que é a abreviação de “oira no tokoro no nee-san” (“as irmãs mais velhas de nosso lugar”).

Os oiran eram artistas bem treinados e tinham um status social surpreendentemente alto. Clientes em potencial usavam linguagem formal com essas cortesãs e, por sua vez, essas mulheres usavam roupas elaboradas.

Como era o sexo no Japão feudal? -  4

A vida era difícil para as cortezas

As cortesãs de alto nível chamadas oiran, que mais tarde se chamariam gueixas, aprenderam a dançar, cantar, pintar, escrever haiku, escrever em caligrafia e como realizar uma cerimônia de chá adequada, um estilo de vida muito cobiçado pelas mulheres.

Infelizmente muitas dessas garotas foram forçadas a dormir com as pessoas por dinheiro. Elas tinha grandes dívidas com suas madames por causa das roupas e maquiagens caras. Elas trabalhavam várias horas e tinham um treinamento cansativo.

A noção e o destino de uma prostituta que vive em servidão por dívidas com madame e yakuza permeou a sociedade japonesa e se tornou narrativa de filmes até hoje. Isso trouxe uma visão ocidental deturpada de que gueixas são prostitutas e não artistas.

O intuito original das gueixas era apenas entreter os visitantes, mesmo apelando para o lado sensual. Hoje em dia, bares chamados snacks oferecem exatamente um serviço semelhante, mulheres fazendo homens beber e se apaixonar, sem apelar pra prostituição.

Esse foi um pouco de como era o sexo no Japão Feudal. Espero que tenham gostado deste pequeno artigo, se gostou compartilhe e deixe seus comentários. Fonte de pesquisa: Ranker

Compartilhe com seus Amigos!

Comentários do site