Keimusho – Como são as prisões no Japão? 1#

, ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

[ATENÇÃO] Curso Online Gratuito de Japonês! Clique e Faça sua Inscrição!

Compartilhe com seus Amigos!

As prisões no Japão são chamadas de Keimusho [刑務所] e surpreendem com sua competência e seus hábitos diferenciados de tratamento aos prisioneiros e administração. Neste artigo vamos saber mais sobre as prisões e o que acontece ao ser preso.

Diferente da ideia que temos de uma prisão, o Japão não sofre com prisões superlotadas ou mal cuidadas. No Japão os presos são tratados de forma igual, recebem a mesma quantidade de comida, usam o mesmo uniforme, e realizam trabalho braçal.

Felizmente as prisões japonesas quase não têm violência entre prisioneiros; Sem assassinatos por vingança e sem estupros. As coisas são tão pacíficas que geralmente se tem apenas um Guarda para cuidar de 40 detentos.

Os prisioneiros são classificados de acordo com gênero, nacionalidade, tipo de pena, duração da sentença, grau de criminalidade e saúde física e mental. O sistema penitenciário é dividido para adultos, juvenil e em casas de orientação para mulheres (para reabilitar prostitutas).

Os prisioneiros usam uniformes e há uma maneira prescrita de andar, conversar, comer, sentar e dormir. Cometeu um erro é punido! O mais comum é a perda de privilégios, como tempo de recreação, acesso à TV e perda de trabalhos mais procurados.

Sumário do Artigo
- O Que acontece ao Ser Preso no Japão? 
- Fui preso no Japão, mas sou Inocente! Me Lasquei? 
- Tipos de prisões no Japão 
- Como São as Prisões no Japão? 
- Problemas nas prisões do Japão
- Curiosidades sobre as prisões no Japão

O Que acontece ao Ser Preso no Japão?

Antes de falarmos das prisões, é bom entender o que acontece ao ser preso. No Japão as pessoas presas não possuem quase nenhum direito. Assim que alguém é preso, ele é culpado até que se prove o contrário.

A maioria dos que são presos são condenados, então díficilmente a polícia comete erros ao prender algúem. Caso você insista ser inocente, o tratamento será ainda mais rigoroso e será interpretado como remorso. Se for culpado, o melhor é confessar!

O processo de investigação é duro, você não pode dormir e vai comer apenas arroz gelado com ovo cru. Um processo que pode durar cerca de 12 horas de pressão psicológica para assinar uma confissão.

Toda a legislação japonesa beneficia o estado e não o réu. Uma pessoa pode ser detida para interrogatório por 48 horas e eles podem solicitar prisão preventiva por 10 dias. Uma pessoa pode ficar até 23 dias presa sem ser acusada de nenhum crime.

Em alguns casos a embaixada não poderá te ajudar, você será tratado de acordo com as leis do Japão. Advogados do Estado custam caros, agregam taxas adicionais e não fazem muita coisa. Caso seja condenado, você pode levar livros no seu idioma para cadeia.

Keimusho - Como são as prisões no Japão? 1#

Fui preso no Japão, mas sou Inocente! Me Lasquei?

Eu li comentários de pessoas que leram determinado artigo na internet, e ficaram até com medo de viajar no Japão e ser preso inocente, mas as coisas não são bem assim. Vamos entender alguns fatos sobre a prisão de inocentes no Japão.

Primeiro, as pessoas precisam parar de acreditar em tudo que leem na internet. Apesar de serem fatos, muita coisa daquele artigo estava sendo escrito de uma forma generalizada e assustadora, afim de gerar compartilhamentos.

No Japão, a Polícia e os órgãos competentes investigam a vida do criminoso ou suspeito antes de o conduzirem a prisão. Então o indivíduo só é preso quando foi pego, identificado em flagrante delito ou quando se tem certeza do indivíduo cometeu um crime…

Já houveram sim casos em que a investigação levou inocentes para a prisão e os suspeitos só após décadas foram soltos. A polícia se retratou com desculpas em rede nacional de TV e de alguma forma indenizou o suspeito e familiares pelo tempo detido.

Esses casos são raros, acredito ser mais raros que inocentes sendo presos no Brasil, mesmo brasileiros com suas frágeis leis que soltam criminosos. Acredito que foram menos de 3 casos que inocentes foram condenados por um longo tempo.

Um motorista de ônibus foi preso por um teste de DNA recolhido da vítima jovem. Depois de 30 anos, foi inocentado, recebendo uma indenização e aposentadoria altíssima, já comprou diversas casas para familiares e passa sua aposentadoria viajando pelo país.

Não tem porque ter medo de ser preso no Japão sendo turistas, as leis são diferentes para pessoas que estão viajando ou possuem visto permanente. Mesmo que você atropele alguém sem querer, não vai receber o mesmo tratamento de criminosos mencionado anteriormente.

Keimusho - Como são as prisões no Japão? 1#
Policias contra um protesto!

Tipos de prisões no Japão

Existem diferentes tipos de prisões e detenções no Japão, vamos falar brevemente sobre cada uma delas:

Kouchishou [拘置所]- É uma instalação do Ministério da Justiça, que abriga principalmente prisioneiros não condenados (réus criminais) e pessoas condenadas à morte. Uma prisão rígida, casa um colocado em sua cela isoladamente.

Shōnen keimusho [少年刑務所] –  Ele acomoda pessoas que foram sujeitas a sanções penais como resultado de ações judiciais ou similares, violando leis e regulamentos. Apesar de ser indicada para jovens com menos de 20 anos, podem abrigar até 26 anos.

Joshi keimusho [女子刑務所] – São como as prisões masculinas, mas para mulheres. Não existe uma prisão juvenil para mulheres, elas são agregadas em alas numa prisão feminina. Grande parte das prisioneiras estão lá se recuperando de prostituição.

Keiji Shisetsu [刑事施設] – Refere-se a uma instalação que acomoda pessoas condenadas à prisão gratuita no Japão, condenadas à morte e suspeitos e réus detidos. Segundo a antiga lei penitenciária, era chamada de prisão.

A lei já sofreu diversas alterações no sistema de prisão. É importante esclarecer que existem diferentes tipos de detenção, condenação, reabilitação e outros. Veja abaixo algumas das punições de condenados no Japão:

Choueki [懲役] – Trata-se de uma punição criminal que permite uma sentença livre, mas sob servidão penal; prisão com trabalho duro, trabalhar para pagar por seus crimes.

Kinko [禁錮] – Punição de longo prazo que não impõe obrigações de trabalho em um sistema legal que define categorias como obrigações de trabalho por sentenças gratuitas. Ou seja, uma prisão (sem trabalho forçado); encarceramento e confinamento.

Kouryuu [拘留] – Penalidade criminal de curto prazo que não impõe obrigações de trabalho no sistema legal que define a divisão do trabalho como isenta de impostos. Traduzido como custódia; detenção e confinamento curto.

Keimusho - Como são as prisões no Japão? 1#
Prisão Antiga no Japão

Como São as Prisões no Japão?

As cadeias ou prisões no Japão são bem regradas e rígidas. Ao chegar lá, você recebe um gigantesco manual de como se comportar lá dentro. Isso explica porque não existe violência, guardas armados e muros altos nas prisões do Japão.

Os detentos usam uniformes e existe regra pra tudo, no jeito de andar, comer, sentar, levantar, dormir e até falar. Se as normas não forem descumpridas, uma punição pode ser aplicada. Se deve comer olhando para baixo, dormir mostrando o rosto.

Banhos só são permitidos algumas vezes na semana com a supervisão dos guardas. A enfermaria é usada apenas para emergências, muitos precisam lidar com dores ou problemas leves, principalmente pela inexistência de médicos a prontidão.

Contato Externo

Conversar é permitido apenas por um tempo determinado e durante o dia. Sem visitas conjugais, visitas de parentes devem durar entre 5 a 30 minutos. Os visitantes precisam ter parentesco próximo ou serem advogados, nada de noiva ou namorada.

Até o envio de cartas são controlados, revisados e censurados. Cartas podem ser escritas apenas em inglês e japonês. Os prisioneiros devem arcar com todos os custos e despesas de envio e postagem da carta. 

Dependendo da prisão, todos os prisioneiros trabalham, tanto internamente ou externamente para empresas que possuem contratos com governo. A remuneração é muito baixa não passa de centavos por hora. Felizmente é uma chance de ver o exterior.

Refeições na Prisão Japonesa

As refeições da prisão japonesa são limitadas de acordo com um limite de calorias imposto. São apenas três refeições por dia, com arroz, vegetais e um pouco de carne ou peixe. Muitos acabam emagrecendo na Prisão.

Aqueles que possuem alguma restrição religiosa, pode solicitar burocraticamente tais regimes. Os estrangeiros pode optar por comer pão ao invés de arroz no café da manhã.

Keimusho - Como são as prisões no Japão? 1#

Coisas Boas na Prisão Japonesa

A educação profissional e formal é enfatizada, assim como a instrução em valores sociais. A maioria dos condenados se envolve em trabalho de parto, pelo qual uma pequena bolsa é reservada para uso na libertação.

As prisões no Japão possuem um sistema que enfatiza os incentivos, os presos são designados inicialmente para as células da comunidade e, em seguida, ganham melhores aposentos e privilégios adicionais com base em seu bom comportamento.

Embora alguns jovens infratores sejam tratados sob o sistema penal geral, a maioria é tratada em escolas separadas de treinamento de jovens. Mais indulgentes do que as instituições penais, essas instituições oferecem educação correcional e escolaridade regular.

 Os voluntários também são usados ​​na supervisão de liberdade condicional, embora os oficiais de condicional profissionais geralmente supervisionem os infratores considerados com alto risco de reincidência.

Keimusho - Como são as prisões no Japão? 1#
Prisão em Nara!

Problemas nas prisões do Japão

Um dos maiores problemas nas prisões do Japão são as doenças, que são causadas com a chegada do inverno. Muitas cadeias não possuem aquecimento e isso causa vários problemas a saúde de um preso. Há também alguns problemas de saúde causados pelas condições sanitárias.

Além das prisões japonesas serem uma das mais rígidas do mundo, são bem mais rígidas com os estrangeiros que sofrem discriminação e ainda não podem falar seu idioma nativo, somente o japonês.

Essa regra tem o objetivo de evitar desordem, como planejamento de matar alguém, fuga ou rebelião. Se não tivesse essa restrição os guardas não teriam a capacidade de compreensão do que estaria sendo dialogado entre os prisioneiros.

Muitos afirmam que as regras e prisões no Japão são rígidas demais, cruéis, desumanas e draconianas. Parece que os guardas estão prontos para tornar sua vida um inferno. Será que esse tratamento realmente ajuda a reajustar o condenado?

O Sistema Prisional Japonês permite ao presidiário a reestruturação pessoal, mas isto depende de cada individuo. Se existem leis nas prisões é porque alguns prisioneiros desobedecem. Alguns brigam por programas de TV, outros até se suicidam.

Keimusho - Como são as prisões no Japão? 1#
Presos Idosos no Japão

PrisÕes do Japão x Prisões do brasil

Alguns questionam a rigidez das prisões japoneses, mas já foi bem pior. Na Era dos Imperadores Absolutos, uma Prisão Japonesa era como um Campo de Extermínio operando lentamente, como os Campos da Coréia do Norte ou as Prisões da China.

Os presos eram torturados pelos carcereiros, ás vezes até a morte para servir de exemplo. Quando tinha superlotação, um preso recebia autoridade do Chefe de Sela a matar outros presos para abrir espaço. Hoje em dia as prisões no Japão são Hotéis de luxo.

Apesar do Brasil aparentar ter prisões menos rígidas e boas para disciplina e recuperação do detento, a realidade é diferente do que se acha. Muitas prisões no Brasil são sem regras, cheia de violência, imundas e precárias.

O sistema Prisional do Brasil não melhor ninguém, tanto que é chamada de Escola do Crime. Então se você tem pena daqueles que são presos no Japão, tenha pena dos presos no Brasil, que aqui é pior. A única diferença é que no Brasil nem todos vão presos.

Keimusho - Como são as prisões no Japão? 1#
Prisão de Abashiri Hokkaido Museu

Curiosidades sobre as prisões no Japão

No Japão existem cerca de 60 prisioneiros por cada 100.000 habitantes ou cerca de 75.000 prisioneiros no total. Um valor bem baixo comparado com 1990 que era de 47.000. Uma das razões é o aumento do número de idosos que cometem crimes para irem presos devido a solidão ou falta de condições financeiras.

Os menores de 20 anos são levados para uma correção educacional. O numero de jovens presos é muito menor que adultos, principalmente por causa da baixa taxa de criminalidade. No Japão podemos dizer: Os jovens são o futuro da nossa Nação!

Voluntários são utilizados para supervisão de pessoas em liberdade condicional. A maioria desses voluntários costumam ser pessoas acima de 50 anos ou mais.

No Japão, existem 62 prisões, 7 prisões juvenis, 52 casas de classificação juvenil, 52 escolas de treinamento para jovens, 8 casas de detenção, 8 conselhos regionais de liberdade condicional e 50 escritórios de liberdade condicional.

Entre 1990 e 2002 cerca de 1500 prisioneiros morreram em circunstâncias suspeitas. Apenas 2 mortes tiveram relação com abuso, outras 10 mortes foram devido a cuidados médicos precários. O restante das mortes foram declaradas não suspeitas.

Existe uma punição mais severa que envolve sentar-se de joelhos no chão para frente de uma parede por horas ou até dias. O confinamento solitário também é usado. No Japão ainda existe a execução por enforcamento desde 1873 para os crimes mais graves.

Quase todos os prisioneiros trabalham, quer na manutenção da prisão, quer como trabalho contratado para empresas privadas, seis dias por semana.

O que você achou das prisões japonesas? Conhece mais algum detalhes que ficou de fora? Deixe seus comentários e compartilhe com os amigos.

Compartilhe com seus Amigos!

10 comentários em “Keimusho – Como são as prisões no Japão? 1#”

  1. Excelente! ou se recupera ou morre a escolha e individual que o sistema proporciona; melhor é não cometer crime.

    Responder
  2. Não sei aonde foi tirado esse artigo?.
    Mas metade do que foi escrito não tem sentido.
    Sendo mas claro metade ou mas é mentira.

    Responder
    • Com que afirmação diz isso? Eu praticamente reeditei 70% do artigo e sempre realizo pesquisas de diversas fontes diferentes, livros, wikipedia e pergunto pra nativos… O que exatamente é mentira pra você? Tenha em mente que possivelmente nem todas as prisões do país funciona da mesma forma, talvez seja isso. Por acaso já foi preso ou trabalhou em uma? Ou tb só ouviu o que as pessoas falam, nunca confie em apenas uma fonte…

    • Pq eu fiquei 9 anos lá dentro .
      Passei por 3 presídio .

      Em 17 de abr de 2017 21:58, “Disqus” escreveu:

    • Poderia me dizer pelo menos uma coisa que está errada?

    • Pq eu fiquei 9 anos lá dentro .

      Em 18 de abr de 2017 14:16, “Disqus” escreveu:

    • Além de seu péssimo português, faz acusações sem apontamentos. De duas uma: ou está de má fé ou é um analfabeto funcional que nem sequer sabe contestar

  3. A cadeia parece ótima para pensar nas ações *u*

    Responder
  4. Belo artigo, difícil de acreditar mas no japão as coisas funcionam.
    Regras são cumpridas à risca.

    Responder
    • Sim, isso é uma das coisas que me deixa admirado pelo Japão. Obrigado por comentar!!

Comentários do site