Animes que ajudaram a popularizar os esportes no Japão

Alguns esportes considerados tradicionais no ocidente, como o futebol, o basquete e o vôlei, não eram tão populares no Japão até meados dos anos 90 e 2000, antes de animes como Slam Dunk, Captain Tsubasa, Kuroko no Basket e Haikyuu tornaram-se febre entre as crianças e os jovens.

Com a popularização desses animes e mangás, as mais variadas modalidades ganharam muitos fãs e, consequentemente, mais atletas para elas. Não se sabe ao certo a exata influência da cultura pop na vida cotidiana dos japoneses em geral, mas a juventude costuma ler e assistir com bastante frequência esses animes/mangás de esportes.

Não só no Japão, como também em vários países do mundo, se observa um aumento do interesse das crianças em praticar um certo esporte por conta de algum anime. Eu mesmo comecei a jogar basquete durante o ensino médio por causa de Slam Dunk, e a lutar Muay Thai (Boxe Tailandês) por causa do anime Hajime no Ippo.

Neste artigo, veremos quais animes e mangás ajudaram a aumentar a popularidade de alguns esportes no Japão.

Slam Dunk

O primeiro da lista não poderia ser outro. Slam Dunk foi um dos grandes responsáveis por popularizar o basquete no Japão. O mangá, publicado de 1990 à 1996 pela Shonen Jump, escrito e ilustrado por Takehiko Inoue (o mesmo autor do mangá “Vagabond”), conta a história de Sakuragi, um estudante ruivo, de alta estatura, desajeitado com as mulheres e que entra para o time de basquete do colégio com o objetivo de conquistar uma garota.

O mangá de 31 volumes possui traços extremamente bem desenhados, uma história engraçada, divertida e motivante, além de ensinar diversos conceitos relacionados ao basquete. Uma versão animada foi produzida pela Toei Animation e exibida entre os anos de 1993 e 1996, na TV Asahi. O anime ganhou bastante popularidade em uma época em que os uniformes vermelhos dos personagens faziam uma clara referência ao Dream Team do Chicago Bulls na NBA, e que, à época, era liderado pelo astro mundial Michael Jordan.

Https://skdesu. Com/wp-content/uploads/2022/03/slambasquete. Jpg

No Brasil, Slam Dunk teve seu mangá publicado pela primeira vez pela Conrad em meados de 2005. Já mais recentemente, a Panini lançou uma nova versão física do mangá, de melhor qualidade. Por outro lado, o anime não chegou a ser dublado para o português brasileiro e também nunca foi transmitido por nenhuma TV brasileira.

No Japão, Slam Dunk fez um sucesso estrondoso, sendo considerado até hoje um dos mais populares mangás/animes de esporte de todos os tempos. Devido à altíssima popularidade, muitas crianças e jovens passaram a se interessar pelo basquete, e isso rendeu até mesmo elogios e premiações por parte da Associação Japonesa de Basquete ao criador da série, Takehiko Inoue.

Abaixo, você pode assistir a abertura do anime de Slam Dunk:

Captain Tsubasa

Outro mangá bem famoso tanto no Brasil quanto no Japão é Captain Tsubasa (ou “Super Campeões” como ficou conhecida a versão brasileira do anime). O mangá de Tsubasa foi publicado pela primeira vez em 1981, época em que o futebol japonês ainda era extremamente amador. Com o passar dos anos e das publicações, a série foi sendo adaptada para anime e distribuída em diversos países do mundo, dentre eles o Brasil, onde fez um enorme sucesso tanto no período em que fora exibido pela Rede Manchete (anos 90), quanto no período em que deu as caras na Cartoon Network e, posteriormente, na RedeTV.

Super Campeões conta a história do garoto Oliver Tsubasa e sua ascensão no futebol. No decorrer da trama, vamos acompanhando diversas partidas e jogadas que oscilam entre o realismo e a fantasia, fato que também ocorre com o anime Super Onze (esse voltado predominantemente para o público infantil), possuindo uma trama razoavelmente bem construída e, de certa forma, madura para o público jovem, tendo em vista que, ao contrário de Super Onze, Super Campeões não exagera na fantasia e no infantilismo.

O mangá recebeu várias adaptações para anime, sendo a primeira exibida ainda nos anos 80 (entre 1983 e 1986), a segunda nos anos 90 (1994-1995), outra no início dos anos 2000 (2001-2002) e a última recentemente, em 2018/2019.

Abaixo, você pode assistir a abertura da versão de 2001, intitulada de “Captain Tsubasa Road To 2002”:

The Prince Of Tennis

Muitos de vocês devem conhecer ou pelo menos já ter ouvido falar na famosa tenista Naomi Osaka. A japonesa de 24 anos foi a primeira mulher do país a vencer o Grand Slam, ao derrotar nada mais nada menos que Serena Willians, em 2018. Para desenvolver uma atleta como essa, foi preciso uma motivação, isto é, uma vontade de praticar o esporte. Exatamente por ter esse perfil, o mangá/anime de Takeshi Konomi também teve sua parcela de importância na divulgação do tênis nas terras nipônicas e no incentivo à prática da modalidade.

The Prince of Tennis é mais conhecido no Japão como “Tenipuri” (テニプリ), sendo uma abreviação das palavras テニス (Tenisu = Tênis) e プリンス (Purinsu = Príncipe). O nome original, em japonês, é テニスの王子様 (Tenisu no Oujisama), que significa “O príncipe do tênis”.

- animes que ajudaram a popularizar os esportes no japão

O mangá de “tenipuri” começou a ser serializado em 2000, ganhando uma versão para anime já em 2001. O sucesso extraordinário da série rendeu inúmeros filmes, musicais e produtos temáticos relacionados, além de ajudar, e muito, na popularização do tênis de quadra no Japão.

No Brasil, o anime é mais conhecido do que o mangá.

Hikaru no Go

Talvez muitos não considerem o “Go” (碁) como um esporte, mas se até mesmo o poker ou os jogos de video game já o são, então por qual motivo excluir o Go desse hall, não é mesmo? Considerando que é um esporte, o Go também teve sua fama alavancada por um mangá. Para saber o que é o jogo de Go, leia nosso artigo clicando aqui!

Como já dito num artigo anterior, o mangá e a versão animada de Hikaru no Go (ヒカルの碁) ajudaram a democratizar o conhecimento sobre um jogo que, até então, era mais praticado por idosos ou por um grupo restrito de indivíduos, propiciando aos jovens uma oportunidade para que pudessem começar a se interessar pela jogatina.

Muitos profissionais da Nippon Kiin (nome da Associação Japonesa de Go) começaram a jogar Go exatamente por terem assistido o anime ou visto algo sobre em alguma outra série. Ou seja, a oportunidade dada aos jovens de conhecer esse complexo jogo pode, provavelmente, ter sido benéfica para um aumento na quantidade de jogadores e simpatizantes.

Uma curiosidade interessante, mas não menos importante, é o fato de Hikaru no Go ter sido desenhado por Takeshi Obata, o mesmo artista de Death Note.

Haikyuu!

Por conta da baixa estatura da maioria dos japoneses e o desinteresse de boa parte dos jovens do sexo masculino na modalidade, o vôlei nunca foi muito forte na terra do sol nascente. Contudo, após o sucesso avassalador de Haikyuu! isso pôde mudar.

Em 2016, a conhecida emissora NHK mostrou um documentário com gráficos que exemplificavam como o número de estudantes entrando em clubes de voleibol aumentou, consideravelmente, após a publicação do mangá. No gráfico, é possível enxergarmos que, a partir de 2012, justamente após a data de início da serialização do mangá, a curva de estudantes em clubes de vôlei subiu exponencialmente.

- animes que ajudaram a popularizar os esportes no japão
Animes que ajudaram a popularizar os esportes no Japão

Tal sucesso, sobretudo entre os jovens, pode ter tido influência do enredo da série, tendo em vista que o protagonista do mangá, o estudante do ensino médio Shōyō Hinata, não possui uma estatura elevada, o que deve ter gerado uma certa identificação por parte dos alunos japoneses da vida real com o personagem, haja vista que eles realmente, e em geral, não são muito altos em comparação com os ocidentais.

E aí? Você conhece algum outro anime ou mangá de esporte que impactou a cultura japonesa? Diga nos comentários!

Gostou do artigo? Curta, comente e compartilhe com seus amigos!

- animes que ajudaram a popularizar os esportes no japão

Compartilhe Este Artigo: