Tax Free: veja como funciona e as suas principais informações

Você sabia que não apenas o Japão, mas diversos países permitem que seus visitantes turistas comprem produtos sem pagar impostos? Neste artigo vamos ver tudo sobre Tax Free!

Toda vez que você compra um produto no exterior, você também paga um imposto local (IVA – Value Added Tax) que está incluído no valor, sendo algo extremamente comum, devido aos impostos aplicados. Por isso é importante ter atenção ao tax free.

Alguns países entendem que não é justo que os turistas paguem por coisas que não gostam, então eles desenvolveram algo chamado taxa livre de impostos. Algo que ajuda as pessoas que estão fazendo viagens e conhecendo locais diferentes. O Japão é um desses países.

Inclusive, sendo o sonho turístico de muitos que querem conhecer os principais cartões postais que fazem parte de países da Europa, e que querem conhecer ainda mais sobre a cultura de diversos países e locais que carregam muitas histórias e momentos.

Com isso, fica clara a importância do tax free que, basicamente, significa livre de impostos, ou seja, é um esquema de reembolso de impostos para compras feitas através do turismo. O valor recebido depende do país, podendo ser de até 25%.

Ademais, a isenção fiscal se aplica apenas a produtos adquiridos, não a serviços ou restaurantes contratados. Por isso é importante que se tenha o conhecimento, principalmente para conseguir a devolução dos produtos e serviços certos.

Como exemplo, podemos pensar em uma compra de alarme para comercio na Europa. Pois bem, aplicando o tax free a esta compra, e conseguindo com que o valor pago pelo imposto do produto seja restabelecido, isso torna a compra ainda mais viável e prática.

Toda a UE e países como Argentina, Uruguai, México e Austrália, bem como alguns países do Leste, estabelecem o tax free. Inclusive, antes de embarcar no avião, vale a pena conferir as regulamentações de cada local para saber se o destino está isento de impostos.

Para que se tenha um aproveitamento maior durante a viagem, fazendo com que uma possível viagem de compras ou para conhecimento do local e divertimento, torne-se ainda melhor.

Como funciona o Tax Free no Japão?

Na maioria dos países o reembolso acontece depois da compra no Aeroporto. Já no Japão as coisas acontecem um pouco diferente, você já compra as coisas sem o imposto.

No Japão os produtos exibem os preços com e sem imposto em todas as lojas, até em pequenos mercados e lojas de conveniências. O imposto sobre produto no Japão é de 10%.

Os turistas que estiverem passeando no Japão com visto de turismo podem realizar compras acima de 5000 ienes sem pagar esse imposto de 10% nas lojas que oferecem Tax Free.

Se estiver em uma loja com Tax Free, talvez precise ir num caixa específico sinalizado com Tax Free, depois eles vão colar algum recibo em seu passaporte.

Existem regras como não utilizar certos produtos comprado no Japão, mas dificilmente a fiscalização do aeroporto vai querer ver os produtos que você comprou. Geralmente eles apenas pedem para arrancar os papeis do passaporte e colocar numa caixa.

Tax - tax free: veja como funciona e as suas principais informações
Tax Free no Japão

Entenda mais sobre o funcionamento do Tax Free

Você deve estar se perguntando como realmente ver seu dinheiro de volta no bolso, certo? Pois bem, abaixo serão mostrados procedimentos para que se tenha o reembolso do valor, e para que tenha uma maior facilidade durante o processo para este recebimento.

Os reembolsos devem ser solicitados no aeroporto ao sair do país. Se você estiver visitando a Europa, deve solicitá-lo ao sair do seu destino. Ou seja, conseguindo se organizar para pedir este reembolso da melhor forma possível.

Digamos que seu itinerário inclua França, Espanha e termine na Itália. Guarde seus recibos ao longo do caminho, no aeroporto italiano, ao retornar ao Brasil, apresente todos os documentos obtidos nos três países.

Como exemplo a compra de um gancho para rede de proteção, é importante que se tenha bastante organização com notas fiscais e recibos, sendo estes os principais meios para o reembolso, não sendo possível obter esse retorno em caso da perda dos itens.

Quando chegar ao aeroporto, dirija-se ao balcão da alfândega e apresente o seu passaporte, recibo de compra e formulário. Documentos simples quando se trata de uma viagem internacional.

Neste ponto, pode ser necessário exibir o produto adquirido. Por isso, a dica é guardar suas compras na mesma mala. Evite despachar sua bagagem antes de passar por este processo.

Esta dica é importante para que não tenha um transtorno maior durante este processo de Tax Free. Isso porque uma situação desagradavel pode ocorrer caso não se tenha cuidado com esta dica.

Então, seja a compra de um filtro soft everest ou de qualquer outro item, é muito importante estar atento a todos os detalhes, bem como manter tudo organizado, principalmente casa seja necessário mostrar o item no aeroporto. 

Pois bem, após a entrega e confirmação do formulário, será feito um pagamento intermediário. Ademais, os reembolsos serão feitos conforme você instruiu ao preencher o guia. 

As opções incluem: cartão de crédito (prazo de indenização de até 30 dias); dinheiro (neste caso pode haver desconto na taxa de serviço).

Desse modo, facilitando a devolução e pagamento durante este processo, sendo facilmente aplicado nos mais diversos produtos que possam ser imaginados, como exemplo uma porta automática de enrolar, entre outros itens.

Lembre-se, você não será o único a reivindicar sua restituição de impostos. As pessoas que têm o conhecimento sobre este recurso sempre optam pelo reembolso, devido a vantagem que é aplicada dentro dessa ação como um todo.

Então é bem possível que, além da burocracia, haja longas filas no balcão e depois no momento em que você será atendido. Portanto, é aconselhável chegar com duas horas de antecedência, além do horário solicitado pela sua companhia aérea. 

Conheça as regras para a aplicação

É importante ressaltar que existem algumas regras quando se fala sobre o Tax Free, pensando nisso, listamos os principais tópicos a seguir, sendo eles:

Para facilitar o entendimento, abordamos um pouco sobre cada um dos itens. Continue a leitura e fique bem informado!

1 – Direito ao Tax Free

A isenção fiscal está disponível para qualquer pessoa que não resida na UE. Por exemplo, se você passar um tempo na Europa para fins de estudo, não será mais considerado um turista.

Levando em conta principalmente a questão do turismo, sendo totalmente beneficiário para essas questões e meios, não se aplicando para outros fins.

Como exemplo uma pessoa que decide residir em alguns países em que se aplica o Tax Free. Então, esta pessoa trabalha em uma empresa de automação, todos os produtos consumidos e comprados durante este tempo, não farão parte desta devolução.

2 – Tempo

O Tax Free é válido apenas por 90 dias, e os reembolsos de impostos só estão disponíveis dentro desse período. Além disso, esse é o período máximo em que um turista brasileiro pode permanecer na Europa sem visto.

Indo de encontro ao tempo máximo dentro dos países da Europa e os diversos países que fazem parte deste processo tax free, sendo difícil que se perca o tempo, caso opte pela opção.

3 – Dupla Nacionalidade

Não é incomum encontrar brasileiros com dupla nacionalidade, ou seja, passaportes da Itália, Portugal, etc. Esses indivíduos só podem solicitar isenção de impostos se entrarem com passaporte brasileiro, negando-lhes o direito de não passar pelos serviços de imigração.

Vale ressaltar que para usufruir do tratamento isento de impostos, os estrangeiros podem pagar em dinheiro ou com cartão de crédito ou cartão pré-pago. Sendo um dos meios mais usados em viagem internacional, não ocorrendo problemas com a forma de pagamento.

4 – Valor mínimo

O valor mínimo dependerá de cada país da UE, portanto, você deve fazer uma pesquisa detalhada sobre o país em questão e até perguntar em qualquer loja/shopping. Lembrando que os itens também tem valores diferentes, por exemplo, uma chave storz preço e um vestido.

No entanto, com experiências na Itália. O valor mínimo de compra deve ser de 154,94 euros. Um valor consideravelmente alto pensando em alguns pontos que serão levados em conta.

Mas para se ter uma ideia das “regras” de cada país a este respeito, é possível reclamar uma isenção fiscal de 61,65€ em Portugal. A diferença de valor é enorme, portanto a atenção para cada local da viagem é fundamental.

Lembre-se também de que o valor gasto só pode ser na mesma loja e na mesma compra. Ou seja, você não pode “agrupar” todas as suas compras do dia para atingir o valor mínimo, e não pode nem fazer compras na mesma loja em dias consecutivos para atingir o valor mínimo.

- tax free: veja como funciona e as suas principais informações

Veja quais são as vantagens do Tax Free

O valor do reembolso do imposto varia entre 16% e 25%, dependendo do país de compra. A inscrição no duty free vale a pena, pois é um dinheiro extra que sobra para sua próxima viagem ou compras na loja duty free do aeroporto.

Se você comprou um item caro, recuperar esse imposto pode fazer uma grande diferença. Ou seja, podendo aplicar o dinheiro da devolução em diversos meios possíveis em seu país, como em uma automação de escritório e começo do seu negócio.

Quanto maior o valor de suas compras, maiores são suas chances de mostrar o produto e o recibo na alfândega, por isso conheça os limites de compra para cada país e separe os produtos na sua mala para facilitar a busca (caso precise abrir a mala na alfândega).

Portanto a importância para que se conheça esta ferramenta é fundamental, fazendo com que a viagem se torne ainda melhor, com os meios conhecidos e com uma facilitação durante diversas etapas desta viagem.

Sendo ainda maior para viagens que envolvem compras ou que são feitas para adquirir produtos que serão necessários para o seu dia a dia, ou vão compor parte da casa, ou do escritório de diversos negócios como revestimento monolítico, entre outros.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe Este Artigo: