Juku: reforço escolar no Japão

Procurando um curso de Japonês? Veja um comparativo dos melhores cursos gratuitos e pagos clicando aqui!

O reforço escolar tem como objetivo auxiliar os alunos a compreender as matérias que foram passadas dentro de sala de aula. No Japão existem algumas formas desse tipo de reforço que é conhecido de Juku (学習 塾) ou Gakken. Essas aulas de reforços são aulas particulares à parte e geralmente acontece durante os 7 dias da semana, fora do horário escolar convencional.

Os Juku são escolas particulares que pagam taxas e oferecem aulas suplementares, como se fosse um cursinho preparatório para exames de admissão à escola e à universidade. Juku normalmente é realizado após o horário escolar, nos fins de semana e durante as férias escolares.

Juku: reforço escolar no japão - escola japao
Índice de Conteúdo Exibir Sumário

Como começou o Juku?

Nas décadas de 70 e 80 já existiam essas aulas de reforço escolar, e foi nesse período que elas passaram a ter mais notoriedade no Japão. Houve um grande aumento no número de alunos, mas principalmente entre os do ensino fundamental (obrigatório).

Isso não teve efeito positivo segundo o Ministério da Educação, pois se muitos alunos estavam em busca de aula para reforço escolar, então em tese seria porque o ensino normal não estava suficiente. Com isso, foram feitas algumas diretrizes em escolas comuns para que diminuísse a busca por reforço escolar. Tal medida não teve tanto efeito.

O Juku passo por muitas mudanças recentemente. O ensino não mais apenas um reforço escolar, mas um complemento para ajudar o aluno a sair da escola ainda mais capacitado. Existe dois tipos do Juku: o acadêmico e o não acadêmico, a escolha vai depender de qual nível de escolaridade o aluno está e qual deseja alcançar.

Reforço escolar - juku: reforço escolar no japão
Anúncio

Como funciona o reforço escolar?

No Japão as aulas de reforço escolar não são obrigatórias, mas quando o aluno quer melhorar seu entendimento na matéria ou para se preparar para provas de grande importância. ele recorre a esse recurso. Pelo menos 20% dos alunos já começam a frequentar o Juku na pré escola. O objetivo é para passar nos exames de admissão do ensino fundamental.

Quando as crianças entram no ensino fundamental (Chuugaku do 7º, 8º e 9º ano), eles começam a se preparar para o ensino médio (Koukou). Então alguns pais já acham apropriado colocá-las em outro Juku. E quando está no ensino médio a preocupação está em se preparar para o vestibular. Mas só caso a pessoa queira ter mais estudo porque o ensino médio não é obrigatório no Japão.

O reforço escolar ajuda para que esses alunos consigam estudar em ótimas escolas no ensino médio. Muitas dessas escolas de ensino médio tem especialização técnica. Existem escolas para estudantes que querem ser funcionários públicos, para aqueles que querem entrar em faculdades de prestígio ou para aqueles que querem estudar idiomas ou ser enfermeiros, agricultores ou mecânicos.

Anúncio

Em alguns países, como o Brasil e Estados Unidos, possuem a estrutura de Juku voltada para estudantes japoneses que acabaram em outro país por causa de trabalhos doa país, mas que futuramente pretendem retornar ao país de origem. A vantagem é que a criança não vai ficar atrasada em relação aos outros alunos japoneses. Esses aluno que fazem Juku fora do território japonês fazem provas e simulados afim de saber o conhecimento deles com relação à média escolar japonesa.

Crianças vão e voltam sozinhas as escolas no japão! Por quê?

Juku acadêmico e o não acadêmico

Segundo o site String Fixer (stringfixer.com) o Juku não acadêmico é aquele voltado para aulas extracurriculares. Não é um reforço escolar, mas aulas extras de novos aprendizados e habilidades. Geralmente as crianças mais novas que frequentam o Juku não acadêmico. As aulas ministradas geralmente são: piano , idiomas, arte , caligrafia japonesa (shodō), natação e aulas de ábaco ( soroban ).

Já o Juku acadêmico pode ser dividido em categorias:

Anúncio
  • Escolas cursivas locais de médio ou pequeno porte;
  • Escolas para resgatar crianças que abandonaram ou que evitam a escola regular; 
  • Cram schools de franquia ;
  • Outros tipos diversos de cursinhos. 

Só no ano de 2011, 1 e cada 5 crianças frequentavam aulas de reforço escolar. Esse número era maior do que de alunos com o objetivo de ir para a faculdade. Os valores pagos em Juku anualmente eram em torno de 260 mil ienes.

Os Juku acadêmicos oferecem matemática, língua japonesa, ciências, inglês e estudos sociais , como disciplinas obrigatórias. Essas são mais voltadas para alunos que optam por fazer ”cursinho” a fim de passar no exame de admissão do ensino médio. Embora, para nós possa parecer bem cansativo uma criança estudar tanto, no geral as que vão à Juku gostam muito!

Crianças vão e voltam sozinhas as escolas no japão! Por quê?

Esse tipo de educação já foi muito questionado. Ainda mais com relação a essas aulas de reforço escolar. Quem escolhe fazer, vive para estudar e a maioria são crianças pequenas. O Japão é conhecido por ter um bom ensino, mas não são todos os alunos que conseguem ter acesso ao Juku.

O Juku consegue auxiliar quem tem um ensino em uma escola pública, mas nem sempre quem estuda nessa escola consegue ter condições de pagar Juku para os filhos.E os pais com certeza desejam que eles tenham uma boa educação no mesmo nível que os outros.

O que você achou das aulas de reforço escolar japonês?