Como funciona o seguro de carro no Japão?

Procurando um curso de Japonês? Veja um comparativo dos melhores cursos gratuitos e pagos clicando aqui!

No Japão, o seguro de carro é levado bem a sério! São oferecidos vários serviços pela seguradora, mas existe o seguro obrigatório. E caso a pessoa se recuse a fazer esse seguro, é taxado como crime. Todos que possuem veículos tem de pagar seguro de responsabilidade contra danos e indenização de automóveis (Jidousha Songai Baishou Sekinin Hoken ou Jibaiseki).

As seguradoras oferecem várias opções desde o obrigatório até os mais completos. Tem seguros que cobrem só danos físicos, outros só materiais e ainda outros físicos e materiais. Vejamos mais detalhes do motivo dos japoneses valorizarem tanto os seguro de carro.

O seguro de carro serve justamente para amenizar os prejuízos em caso de imprevistos. O pagamento do seguro é feito quando deve renovar a licença (shaken). Mas ele é utilizado apenas em casos de ferimentos (ou morte) causados a terceiros e não cobre danos materiais. O seguro de carros é dividido em 4 tipos: seguro contra danos físicos e terceiros, seguro contra danos materiais e terceiros, seguro para danos físicos e seguro para cobrir o próprio carro.

Seguro de carro - como funciona o seguro de carro no japão?
Anúncio

Seguro de carro obrigatório (Jibaiseki hoken)

No Japão tem um seguro de carro obrigatório. O seguro obrigatório (Jibaiseki hokenserve) serve para amparar o proprietário do veículo a em caso de acidentes. Toda pessoa que tenha carro deve fazer esse seguro por ser obrigatório por lei. Esse seguro presta ajuda a danos pessoais (e às vezes nem cobre todos os gastos), não cobre danos materiais. Esse se aplica a danos físicos de terceiros.

O valor do seguro obrigatório é de 30,8 mil ienes para veículos de passeio e deve ser pago a cada 2 anos. O registro de pagamento do seguro deve ficar junto com os documentos do carro, caso contrário o motorista é multado em 300 mil ienes. E se a pessoa nem ao menos tiver feito o seguro, será punida por um ano de prisão, com trabalhos comunitários e uma multa no valor de 500 mil ienes.

A indenização paga pelo seguro obrigatório é de em média 1,2 milhão de ienes, esse valor se aplica em caso de ferimentos, se a pessoa ficar dias sem trabalhar por causa do acidente. Em caso de morte são 30 milhões e para sequelas graves são 40 milhões.

Anúncio
Seguro de carro - como funciona o seguro de carro no japão?

Seguro de veículo opcional (Nin’i hoken)

Caso o proprietário do veículo queira fazer um seguro a fim de cobrir os danos materiais também, ele deve pagar um outro seguro para complementar ao obrigatório. Lembrando que o seguro obrigatório ainda não é suficiente, mas, fazer isso é opcional. Tem o Nin’i Hoken, que cobre apenas danos materiais e físicos de terceiros, ou seja, ele não inclui os próprios prejuízos. As seguradoras oferecem vários planos de cobertura, até valores ilimitados.

Para um seguro contra danos materiais de terceiros a média de valor são de 10 milhões de ienes, o valor só muda para carros de luxo. Uma boa opção é acrescentar um opcional, o Taibutsu Tyoka Tokuyaku, usado quando o carro da outra já está bem velho e não vale o valor do conserto, mas mesmo assim a pessoa quer consertar.

Anúncio

Seguro de carro mais completo (Sharyou Hoken)

O Sharyou Hoken cobre tanto danos de terceiros como o próprio prejuízo. Alguns planos oferecem cobertura de roubos e desastres naturais. Compensa muito pagar a mais por um seguro extra já que o Jibaiseki é bem limitado.

Outros tipos são Taijin Baishou Hoken (seguro sobre terceiros), Taibutsu Baishou Hoken (seguro sobre danos materiais), Jison Jiko Hoken (seguro sobre danos em si próprio), Mu-Hokensha Shougai Hoken (seguro sobre carros de terceiros que não têm seguro) e Tojo-sha Hoken (seguro sobre passageiros).

Indenização

Para receber a indenização, vários fatores são levados em consideração. Em caso de morte, o cálculo é feito a partir dos salários que a vítima receberia se trabalhasse até a velhice, no Japão a idade é em média 70 anos. Esse cálculo também inclui a aposentadoria. Como o valor é muito alto, se a pessoa não tiver o seguro opcional terá de trabalhar por um longo tempo apenas para pagar a indenização.

Licenciamento e vistorias (Shaken)

Segundo o portal Toyokawa City, no Japão, tanto licenciamento como vistoria são obrigatórios. Para carros novos após o período de 3 anos, ele deve passar pelo procedimento. Depois, deve ser feito a cada 2 anos. Também antes de vencer o prazo de licenciamento e depois do novo licenciamento.

Anúncio

A renovação da validade do licenciamento e vistoria de automóveis podem ser realizados a partir de 1 mês antes do vencimento. Se o condutor não realizar o processo de Shaken ele pode ficar preso pro 6 meses. Ou então, desembolsar uma multa por volta de 300 mil ienes. E ainda, a carteira vai levar 6 pontos por causa da infração. E a carteira de trabalho também será suspensa.

Se o veículo for transferido ou vendido, os procedimentos para legalização devem ser passados para o proprietário do automóvel. Em caso de roubo de um automóvel comum, deverá ser realizada uma notificação na Polícia. Depois o dono do carro deve ir ao Higashi Mikawa Kenzei Jimusho, e levar o documento “Tonan Higai Todoke Juri Shomeisho” (atestado de notificação de ocorrência de roubo) emitido pela Polícia e o carimbo pessoal (Inkan).

Seguro de carro - como funciona o seguro de carro no japão?