Relação entre Coréia e Japão – Os dois se odeiam?

, ,
Post by //

Pesquisando sobre a história da Terra do Sol Nascente, aprende-se sobre as invasões que o Japão fez a outros países. Além disso, também aprende-se sobre as invasões que os próprios japoneses sofreram ao longo da história.

Durante 1500 anos, as relações entre a Coréia e o Japão foram marcadas por comércios. Ao mesmo tempo, foram caracterizadas por guerras e conflitos políticos entre as duas nações. Conflitos cujo interferem no relacionamento até hoje.

Nas últimas décadas, controvérsias sobre fatos históricos amargaram as relações entre a Coréia do Sul e o Japão.

Disputas sobre a veracidade dos fatos históricos, fortaleceram os movimentos nacionalistas de cada país incentivando o afastamento comercial e político das respectivas nações.

Ambos países já tentaram chegar em um armistício político, infelizmente, sem sucesso.

Atualmente, 94% dos coreanos acreditam que os japoneses “não sentem remorso pelos crimes do passado”.

63% dos japoneses acreditam que as demandas da Coréia por reconhecimento e perdão pelos atos passados são “incompreensíveis”.

Relação entre Coréia e Japão - Os dois se odeiam?

Invasões do Japão à Coréia (e vice-versa)

No período Kamakura, os japoneses sofreram invasões do Império Mongol, junto com o Reino de Goryeo (Coréia).

No entanto, os mongóis e coreanos falharam nas ofensivas contra o arquipélago, resultando na vitória do Japão.

Durante o século 16, durante o período Muromachi, samurais e piratas atacaram navios nas costas da China e Coréia.

Em 1592 e 1598, Toyotomi Hideyoshi, que unificou a nação, ordenou aos daimyos, a conquista da China por meio da Coréia. Enquanto isso, Rei Seonjo alertou a China sobre a invasão.

Posteriormente, o Japão completou a ocupação da península coreana em três meses.

As tentativas dos chineses de tomar a península dos japoneses de volta fracassaram e a Coréia perdeu nas batalhas em terra. Porém, o Reino Coreano conseguiu dar a volta por cima ganhando todas as batalhas navais ocasionando na derrota decisiva das frotas japonesas.

Com a guerra estagnada entre o exército chinês e o exército japonês e a morte de Toyotomi, o Conselho dos Cinco Anciãos ordenou a retirada das tropas japonesas, resultando na vitória da Coréia.

Relação entre Coréia e Japão - Os dois se odeiam?

Ocupação da Coréia 

Entre 1910 e 1945, o Japão ocupou a Coréia e implantou um governo para administrá-la como se fosse parte do Japão.

Todavia, com a ocupação, a industrialização da península acelerou, a custo de mudanças da cultura coreana de forma negativa.

Testemunhos de coreanos relataram as brutalidades feitas pelos japoneses nessa época que iam de pilhagem e trabalho forçado até estupros e execuções.

Caso você ainda não tenha lido sobre a Unidade 731, os coreanos também foram vítimas de experimentos feitos pelos japoneses junto com chineses e outros prisioneiros de guerra, na época da ocupação.

Após a retirada das tropas japonesas em 1945, a península acabou sendo disputada pelos soviéticos e pelos americanos.

Em 1948, isso deu origem às duas Coreias. No entanto, os dois países ainda estão em guerra pois nunca foi assinado um tratado de paz.

Relação entre Coréia e Japão - Os dois se odeiam?

Conflitos políticos e contorvérsias

Desde então, a Coréia do Sul tem se recusado a estabelecer alguma relação diplomática com o Japão e só foi resolvido em um Tratado de Relações Básicas em 1965.

O único possível progresso entre a relação foi em 2015, quando ambos trataram da questão das tais atrocidades perpetradas pelos japoneses. Isso ocasionou em um pedido de desculpas em público pelo primeiro ministro, Shinzo Abe.

Relação entre Coréia e Japão - Os dois se odeiam?


Japoneses e coreanos se odeiam?

Na Coréia do Sul, 77% dos sul-coreanos veem os japoneses de uma forma negativa e 22% tinham uma opinião positiva do Japão. Só 1% se manteve neutro.

No Japão, 37% dos japoneses veem os sul-coreanos de forma negativa, sendo só 13% os vendo de forma positiva. O resto se manteve neutro.

Houveram tentativas do Japão, em melhorar as situações políticas entre as duas nações. Porém, o resultado foi pouco e não tem surtido muito efeito.

Gostou do artigo? Não se esqueça de comentar e compartilhar com os amigos.

[Total: 4 Nota: 4]
Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


2 comentários sobre “Relação entre Coréia e Japão – Os dois se odeiam?

  1. O autor não me parece muito familiar com História. Vem nos dizer que a Coreia invadiu a Japão juntos com os mongóis. É tão grotesco como dizer que, por exemplo, um travesti eleito presidente foi a primeira mulher a ser presidente do país. A Coréia foi invadida e se tornou parte do império mongolês. O próximo passo seria o Japão. Os mongóis, surpresa surpresa, vieram pela Coréia. O fato dos mongóis terem vindo pela Coréia não significa que os coreanos invadiram o Japão. Os mongóis usaram a marinha e soldados coreanos que vieram como vassalos dos mongóis.

    A Coréia, que eu saiba, nunca tentou invadir o Japão de moto própria. Sempre foram um povo pacífico. Nunca teve uma cultura guerreira como os japoneses e chineses. Nunca houve algo similar a samurais lá.

    • Acho que foi erro de interpretação, aqui não fala o propósito dos 2 invadiram juntos. Se os mongóis utilizaram o exercito coreano, querendo ou não eles estavam juntos. Mas foi bom deixar claro no comentário para os curiosos não tirarem conclusões erradas.

Comentários do site