Como as japonesas encaram as tatuagens e piercings?

[ADS] Anúncio

Diferente dos países ocidentais, que estão tornando a prática da tattoo e dos piercings cada vez mais comum, no Japão, esses ainda são considerados grandes tabus. No passado, nas terras nipônicas, a tatuagem era uma forma de se marcar prisioneiros, e com o passar do tempo, se tornou um dos maiores símbolos da Yakuza, a grande máfia japonesa. 

Nas terras do sol nascente, pessoas que usam tatuagens, podem até mesmo serem barradas em locais públicos, como em clubes, banhos públicos e outros. Os piercings também não ficam de fora, apesar de não serem tão associados à máfia japonesa. No entanto, por ser um país aonde a disciplina fala mais alto, as pessoas costumam não utilizar esse tipo de acessório, por medo da marginalização ou coisas piores. 

Até mesmo os furos na orelha, que são tão comuns em nosso país, até mesmo nos homens, são totalmente desmotivados, principalmente nas escolas. Os estudantes japoneses, devem seguir regras restritas, quanto a sua aparência e comportamento, sendo impedidos até mesmo, de pintarem os cabelos, de uma cor que não seja o bom e velho preto. 

Isso é bastante retratado nos mangás (quadrinhos japoneses), aonde alguns estudantes são vistos como marginais, por modificarem a cor natural dos cabelos, por fazerem tatuagens ou o uso de piercings. O mangá conhecido como Horimyia, mostra exatamente esse tabu, quando um dos personagens principais, conhecido como Izumi Myiamura, tem que constantemente esconder o seu próprio corpo com um uniforme de inverno, por medo de ser julgado por seus colegas, ou até mesmo expulso do colégio.

Todo esse medo, se deve ao fato de que ele tem algumas tatuagens pelo corpo, e alguns piercings, dos quais ele esconde com o cabelo grande. Apesar de não parecer grande coisa para nós, essa história nos mostra, como a grande maioria dos japoneses e japonesas encaram as tatuagens e os piercings. 

Para os adultos, também não é tão diferente, pois o uso de piercings e tatuagens no trabalho, é visto como algo como algo antiético e antiprofissional. Felizmente essas pessoas mais…rebeldes, podem encontrar um pouco de refúgio, nos grandes centros urbanos, aonde existe um pouco mais de pluralidade cultural, e diversas tribos se misturam, e muitas das vezes se respeitam. 

Já se perguntou porque as mulheres japonesas não raspam os pelos pubianos? Clique a seguir para ler também nosso artigo: Porque as mulheres japonesas não costumam se depilar.

Tatto em japonês – o que o japão pensa sobre tatuagens?

Até mesmo os estrangeiros sofrem com esse tabu?

Bom, alguns dizem que esse olhar marginalizado para as pessoas que usam piercings ou tatuagens, acontecem apenas com os nipônicos. No entanto, já houveram casos, de estrangeiros famosos, que tiveram que esconder suas tatuagens, devido ao preconceito dos japoneses. 

Se engana quem pensa que isso acontece apenas com tatuagens de grande extensão, pois até mesmo as pequenas, podem garantir um olhar ofensivo de algum japonês mais conservador. Para se ter um exemplo, no ano de 2015, uma jornalista renomada, disse ter sido constrangida em uma piscina pública, ao mostrar uma tatuagem de apenas 8 cm.

Apesar de ser um grande tabu, podemos perceber que pouco a pouco ele está sendo quebrado, até mesmo em uma sociedade que valoriza tanto os seus próprios preceitos como o Japão. Enfim, esperamos que tenham gostado desse artigo. Até a próxima!

Caso queira saber mais sobre o assunto, recomendamos ler nosso artigo completo sobre tatuagem no Japão.

Compartilhe Este Artigo: