Por que existe censura no conteúdo adulto do Japão?

, ,
Post by //

Por algum motivo estranho, qualquer material erótico e pornográfico lançado oficialmente no Japão possui censura nas partes íntimas. Eles simplesmente deixam pixels, tarjas, mosaicos e quadrados embaçados para censurar as partes íntimas. O seio é uma das poucas coisas que escapam da censura japonesa. Neste artigo vamos ver porque existe essa lei e o que a industria faz para contornar isso.

Como a censura começou?

Para entender melhor o porque a pornografia é censurada no Japão, devemos voltar a Restauração Meiji que começou em 1868. Antes dessa época o Japão não tinha um senso de moralidade, a visão dos japoneses eram muito liberal em relação a sexualidade e a prostituição era um negócio comum no Japão.  Existiam até mesmo histórias e registros religiosos eróticos que envolviam samurais, gueixas e até atos homossexuais.

Na tentativa de modernizar o Japão, o Imperador Meiji sentiu a necessidade de adotar um senso de moralidade da Inglaterra Vitoriana que condenava pensamentos sexuais e a arte. No ano de 1907 o Artigo 175 do código penal proibia a venda e distribuição de materiais obscenos que estavam sujeito a multas e prisão. Foi interpretado que as genitálias humanas e os pêlos pubianos eram considerados obscenos, o que levou artistas a reduzirem a criação de pornografia por medo de prisão.

Antes da guerra mundial, a censura era muito maior e proibia até mesmo a nudez. Após a segunda guerra mundial os Estados Unidos aboliu todas as formas de censura e controle de liberdade de expressão. Porém o artigo 175 foi mantido intacto, continuando a proibir qualquer exibição explícita de partes intimas. No final do século 20 diversas obras eróticas, incluindo animações começaram a aparecer e se popularizar.

censura

Burlando a censura

Os japoneses não são proibidos de desenhar suas histórias eróticas sem censura. Eles são proibidos de vende-las sem censura dentro do Japão. Por isso nos anos 2000 era comum a venda de obras japonesas, principalmente os hentais para o ocidente. Atualmente é cada vez mais incomum essas obras irem para o ocidente e ficar sem censura.

Para burlar a censura, nos anos 80 começaram a utilizar tentáculos. O governo não era capaz de proibir ou obrigar a censura em tentáculos ou criaturas não humanas. Até o final dos anos 90 era proibidos desenhar pelos pubianos, para contornar a lei os autores começaram a desenhar garotas jovens que não tinham pelos em suas partes intimas. Foi assim que começou a surgir o termo lolicon e shotacon.

Os japoneses se acostumaram com a censura e não costumam reclamar disso. Alguns especialistas consideram as tarjas e mosaicos uma maneira do leitor japonês justificar o seu hábito e amenizar o ato de se ler pornografia ou dos atos representados ali. Similar ao que vemos no Ocidente de ser aceitável o erotismo nos filmes, contanto que não sejam visto genitálias.

Apesar da lei de censura, o Japão é o país com maior indústria pornográfica do mundo que movimenta 20 bilhões de dólares por ano (contra 12 bilhões dos EUA). Apesar de tudo isso é confuso compreender o objetivo dessa lei. Qual a sua opinião sobre esse assunto? Espero ver seu comentário.

[Total: 15 Nota: 3.1]
Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:

23 comentários sobre “Por que existe censura no conteúdo adulto do Japão?

    • Mas nos outros países o conteúdo adulto japonês pode ser lançado sem a censura. lol

  1. To assistindo pra ver tudo se for pra ver pixel eu abro o paint porra

  2. E o Brasil é cheio de quê? A árvore se faz conhecer pelos frutos, e em matéria de estupros, mortes e sequestros estamos bem na frente. Cuidado ao jogar pedras no telhado do outro.

Comentários do site