Tokyo – Curiosidades e Guia Completo

,
Post by //

Tokyo ou Tóquio, é uma das 47 prefeituras e também capital do Japão desde 1869. Neste artigo vamos fazer uma análise e guia completo sobre a famosa capital do Japão e também uma das melhores cidades do mundo segundo diversos rankings. Um guia completo e cheio de curiosidades dos principais distritos que compõe Tokyo.

Além de ser a sede do imperador do Japão, do governo e da receita federal do Japão. E é digno de nota que é a área metropolitana mais populosa do mundo, com mais de 39 milhões de habitantes em sua região. Com sua gigante economia com 2,5 trilhões de dólares americanos, se Tóquio fosse uma país independente seria a 8ª maior economia do mundo.

Tóquio é muitas vezes referida como uma cidade, mas é oficialmente conhecida e governada como uma “prefeitura metropolitana”, que distingue e mescla aspectos de uma cidade e uma prefeitura (estado). Como o artigo é muito grande, vamos deixar um índice abaixo para ajudar na sua navegação:

A origem de Tokyo

Chamada originalmente pelo nome de Edo, seu nome foi trocado na época que a capital se tornou a capital imperial, isso com a chegada o imperador Meiji, por volta de 1863. E de acordo com a tradição asiática de incluir a palavra capital (京) em nome das capitais, seu nome foi mudado para Tóquio.

Em sua origem como uma pequena vila de pescadores chamada Edo, que pertencia antiga província Musashi. Edo foi primeiro fortificada pelo clã Edo, no final do século XII. Em 1457, Dta Dōkan construiu o Castelo de Edo. Em 1590, Tokugawa Ieyasu foi transferido da província de Mikawa para a região de Kantō.

Quando ele se tornou shogun em 1603, Edo se tornou o centro de sua decisão. Durante o período Edo subsequente , Edo se transformou em uma das maiores cidades do mundo, com uma população de um milhão no século XVIII.

Aos 17 anos de idade o imperador Meiji se mudou para Edo, em 1869. Nesta época Tóquio já era o centro político e cultural do país,  e virou ima capital imperial de fato com a chegada do imper, assim o antigo Castelo Edo se tornou o Palácio Imperial . A cidade de Tóquio foi oficialmente estabelecida em 1 de maio de 1889.

Educação e Cultura de Tokyo

Há muitas universidades, faculdades juniores e escolas profissionais em Tóquio. Muitas das mais prestigiadas universidades do Japão incluindo de Tóquio , Universidade de Hitotsubashi , Instituto de Tecnologia de Tóquio , Universidade de Waseda , Tokyo University of Science , e Universidade de Keio se encontram neste lugar.

Creches públicas, creches (anos 1 a 6) e escolas primárias (7 a 9) são administradas por alas locais ou escritórios municipais. As escolas públicas secundárias em Tóquio são operadas pela Junta de Educação do Governo Metropolitano de Tóquio e são denominadas “Escolas secundárias metropolitanas”.

Tóquio também tem muitas escolas particulares do jardim de infância até o ensino médio. A educação tem papel especial neste lugar, e nesta área a cidade se destaca do resto do país, sendo um ponto que reúne estudantes de todo o país para frequentar todas as suas instituições educacionais.

A grande capital do Japão também têm muitos museus. Apenas no Parque Ueno, temos o Museu Nacional de Tóquio, o maior museu do país que e especializado em arte tradicional japonesa, o Museu Nacional de Arte Ocidental e também o Zoológico de Ueno.

Outros museus incluem o Museu Nacional de Ciência e Inovação Emergentes em Odaiba, Edo-Tokyo em Sumida, Museu Nezu em Aoyama e os museus National Diet Library, National Archives e o National Museum of Modern Art, que estão perto do Palácio Imperial.



Cozinha e culinária de Tokyo

A cozinha desta cidade é um tema que é internacionalmente reconhecido. Em novembro de 2007, a Michelin lançou seu primeiro guia para jantares finos em Tóquio, premiando 191 estrelas no total, isto significa que é o dobro de estrelas do seu concorrente mais próximo, Paris.

A partir de 2017, 227 restaurantes em Tóquio foram premiados (92 em Paris). Doze estabelecimentos receberam o máximo de três estrelas (Paris tem 10), 54 receberam duas estrelas e 161 ganharam uma estrela.

Depois destes dados, eu não acho que irei olhar mais da mesma forma para estes lugares. Descobri que Paris é humilhada quando o assunto é lugar para se comer o melhor. E como vimos acima, ela não chega nem aos pés do primeiro colocado. Mas assim mesmo não perde seu próprio brilho.



Cultura Pop e Mídia em Tokyo

Sendo o maior centro populacional do Japão e o local das maiores emissoras e estúdios do país, Tóquio é rotineiramente cenário de muitos filmes japoneses, programas de televisão, séries animadas e várias outras mídias.

Diretores de Hollywood olharam para Tóquio como cenário para filmes ambientados no Japão. Exemplos recentes incluem Kill Bill , O Veloz e o Furioso: Desafio em Tóquio, Perdido na Tradução, Babel e Inception.

Estes são apenas alguns exemplos de como a prefeitura se inclui na cultura pop, mas por causa de sua grande tecnologia ela consegue de várias outras maneiras fazer parte da cultura. E não só por meio de obsoletos e localizados, mas também pela internet que é a maior rede de informação disponível no mundo.

Mas para atrair atenção é necessário ter atributos para isso. E nesta cidade não falta alternativas, mas colocar exemplos agora só iria estragar a surpresa de ter informações mais detalhadas depois.

Turismo em Tokyo

O fluxo de turistas também é um aspecto que ajuda a economia. Em 2006, foram contabilizados 4,81 milhões de estrangeiros e 420 milhões de visitas japonesas à cidade que gerou 9,4 trilhões de ienes, de acordo com o Governo Metropolitano.

Os turistas visitam os vários distritos, lojas e distritos de entretenimento nos bairros das alas especiais da cidade, estas alas funcionam como bairros gigantes. As ofertas culturais incluem a cultura pop japonesa presente em todos os lugares.

Assim como bairros associados, como Shibuya e Harajuku, atrações subculturas como o Studio Ghibli que é um centro de animes, bem como museus como o Museu Nacional de Tóquio, que abriga 37% dos tesouros nacionais de obras de arte do país.



Pontos turísticos de Tokyo

E como o foco principal deste artigo é os pontos turísticos, iremos agora adquirir mais informações sobre os pontos turísticos desta grande cidade chamada Tokyo. Para isso precisaria de uma lista gigante, por isso irei destacar apenas alguns pontos turísticos.

Como Tóquio tem inúmeros pontos turísticos, é difícil não agradar os mais variados públicos desde crianças até os anciões. Passando por bairros inteiros voltados para o turismo até templos, parques e várias outras atrações que pertencem a esta cidade. Então vamos ao que interessa!

Shinkuju – Uma das principais alas de Tóquio

Shinjuku (新宿) é uma das 23 alas de Tóquio, mas o nome frequentemente é associado apenas à grande área de entretenimento, negócios e compras que fica ao redor da Estação de Shinjuku.  A Estação Shinjuku é a estação ferroviária mais movimentada do mundo, com mais de dois milhões de passageiros diariamente.

A oeste da estação está o distrito de arranha-céus de Shinjuku, que abriga muitos dos prédios mais altos de Tóquio, incluindo as torres gêmeas do Governo, cujas plataformas de observação estão livres para acesso do público. Ao redor dos quatro lados da estação de Shinjuku encontramos lojas, prédios e comércios.

Omoide Yokocho, também chamado de Piss Alley, é uma pequena rede de becos ao noroeste da estação de Shinjuku. As ruas estreitas estão cheias de vários pequenos restaurantes que servem ramen, soba, yakitori, sushi e kushiyaki. Muitos restaurantes contém apenas um balcão com algumas cadeiras, enquanto outros têm um par de mesas.

O Shin-Okubo Koreatown é uma coleção de lojas e restaurantes coreanos encontrados ao longo da estrada principal e das ruas laterais ao redor da Estação Shin-Okubo, estação vizinha de Shinjuku. Muitas das lojas e restaurantes são dirigidos por imigrantes coreanos que vendem uma variedade de produtos coreanos.

Odakyu Department, Keio Department Store e Store Mylord – São prédios cheio de lojas, mercados e restaurantes. Tokyo é lotado de prédios com restaurantes em seu ultimo andar, térreo e subterrâneo, da pra fazer uma lista gigantesca apenas deles.

Shinjuku Gyoen é um dos maiores parques de Tóquio e um dos melhores pontos para se observar as flores de cerejeira da cidade. Foi aberto ao público em 1949, depois de ter servido como jardim para a Família Imperial desde 1903.

Ao lado de Shinkuju acessamos Kabukicho, o maior distrito da luz vermelha do Japão, onde encontramos inúmeros restaurantes, bares, boates, motéis e locais de entretenimento. É recomendável ter cuidado com os inúmeros exploradores nesse bairro. Principalmente em estabelecimentos geridos por clientes não japoneses.



Shibuya – Maior Cruzamento do Mundo e Hachiko

Shibuya (渋 谷) ​​é uma das 23 alas da cidade de Tóquio , mas muitas vezes se refere a apenas a popular área comercial e de entretenimento encontrada em torno da estação de Shibuya. Este é um dos bairros mais coloridos e movimentados de Tóquio.

Shibuya é um centro de moda e cultura jovem, e suas ruas são o berço de muitas das tendências de moda e entretenimento do Japão. Mais de uma dúzia de grandes sucursais de lojas de departamentos podem ser encontradas ao redor da área. Elas, por sua vez, atendem a todos os tipos de compradores.

Um marco proeminente de Shibuya é o grande cruzamento em frente à saída Hachiko da estação. A interseção é fortemente decorada por anúncios de néon e telas de vídeo gigantes.  E costuma ficar inundada por pedestres cada vez que a luz do cruzamento fica verde. Tornando-se assim um local popular de filmagem de fotos e filmes.

Centre Gai é o berço de muitas tendências da moda japonesa. Ele é uma movimentada zona de pedestres no centro de Shibuya, repleta de lojas, butiques e centros de jogos. À noite, a rua está lotada de jovens que se dirigem para casas noturnas, restaurantes e bares, ou apenas ficam vagando por ali.

Koen Dori é uma rua comercial popular que vai da loja de departamentos Marui até o Parque Yoyogi. O Slope de Espanha é uma rua estreita com aproximadamente 100 metros de comprimento, com escadas que levam até a loja de departamentos. É repleto de butiques, cafés e restaurantes, e foi apelidado por sua semelhança com uma cena de rua espanhola.

Shibuya Hikarie é um complexo de arranha-céus com espaço cultural a leste da estação de Shibuya. Além de um teatro e pavimentos de exposição, oferece espaço de escritório nos andares superiores, e lojas ou restaurantes nos andares inferiores.

O Shibuya 109 é um complexo de tendências para jovens mulheres. Por isso, é um ícone do distrito de Shibuya, com mais de cem butiques em dez andares. Shibuya Mark City é uma pequena cidade dentro da cidade, localizada ao lado e conectada com a estação JR Shibuya. É composto por uma grande variedade de lojas e restaurantes.

Akihabara – O bairro Otaku e da Tecnologia

Akihabara (秋葉原), também chamado de Akiba, é um distrito no centro de Tóquio que é famoso por suas muitas lojas de eletrônicos e ítens relacionados a jogos, animes e mangas. Akihabara é considerado o lar dos Otakus em Tokyo.

Centenas de lojas de produtos eletrônicos, cercam a rua Chuo Dori principal. Assim como as ruas laterais lotadas ao redor de Akihabara. Eles oferecem tudo, desde os mais novos computadores, câmeras e eletrodomésticos até produtos de segunda mão e lixo eletrônico.

Além das lojas, vários outros estabelecimentos relacionados à animação se tornaram populares na região, especialmente os cafés de empregada onde as garçonetes se vestem e agem como empregadas ou personagens de anime, e manga.

A Akky é especializada em produtos isentos de impostos e opera duas lojas ao redor da estação de Akihabara. A Akky vende uma variedade de equipamentos eletrônicos para uso no exterior. Isto incluindo câmeras, computadores, televisores, aparelhos de DVD e software. Algumas agências transportam itens usados ​​ou recondicionados.

A Radio Kaikan é um dos marcos emblemáticos de Akihabara. Ela conta com mais de 30 lojas que vendem produtos eletrônicos e outros produtos relacionados com animes. Algumas das lojas famosas incluem K-Books, Kaiyodo e Volks. Estas vendem todos os tipos de mangá, modelos, brinquedos, Action Figures, cards e figurinhas.

Asakusa – O tradicional distrito de entretenimento

Asakusa (浅草) é um dos distritos mais tradicionais de Tóquio, apelidado como”Cidade Baixa”. A principal atração de Asakusa é o Templo Sensoji, construído no século VII. O acesso ao templo é através da rua comercial chamada de Nakamise, lá você encontra uma variedade de lembranças e alimentos tradicionais.

Por muitos séculos, Asakusa costumava ser o principal distrito de entretenimento de Tóquio. Durante o período Edo (1603-1867), quando o distrito ainda estava localizado fora dos limites da cidade, Asakusa era o local de teatros de kabuki e um grande distrito da luz vermelha.

No entanto, grandes partes de Asakusa foram destruídas nos ataques aéreos da Segunda Guerra Mundial. E enquanto a área em torno do Sensoji reconstruída recuperou sua antiga popularidade após a guerra, o mesmo não pode ser dito para o distrito de entretenimento de Asakusa.

Kaminarimon é o primeiro de dois grandes portões de entrada que levam ao Templo de Sensoji. Construído pela primeira vez há mais de 1000 anos, é o símbolo de Asakusa. A rua comercial Nakamise leva de Kaminarimon ao recinto do templo.

A rua comercial Nakamise se estende por cerca de 250 metros do Kaminarimon até o recinto principal do Templo de Sensoji. A Rua Subterrânea de Asakusa é uma das mais antigas ruas comerciais subterrâneas do Japão. A passagem curta liga a estação Tobu Asakusa à rua comercial Shin Nakamise e contém cerca de 20 lojas e restaurantes.

Casas no Japão

O Parque Sumida se estende ao longo de ambos os lados do rio Sumida. Na primavera, torna-se um ponto de observação para flores, enquanto no último sábado de julho torna-se o local do festival de Fogos de Artifícios do Rio Sumida. Em Asakusa também você encontra um museu de tambores chamado Taikokan.

Outras atrações em Tokyo

Existem diversas outras atrações em Tokyo que já abordamos com detalhes em outros artigos, vamos lista-las abaixo:

O que achamos de Tokyo?

Amantes de tecnologia, otakus, jovens modernos que curtem cultura pop, NERDs, adultos interessados em parques lindos, velhos procurando algumas coisas tradicionais, estudantes procurando uma boa escola para estudar, amantes de gastronomia de ponta e vários outros tipos de pessoas com certeza tem que visitar esta cidade.

Não só porque é um dos maiores destinos turísticos do Japão  Mas pelo fato de que este é um dos mais completos lugares para se estar. O custo de vida é um pouco alto, porém, vale a pena. Isto pelo fato de que pode se encontrar de um tudo a poucos quilômetros de distância.

Como vimos, a cidade de Tóquio é mais do que qualquer cidade, é quase um país dentro de outro. E por este e vários outros aspectos ele atrai milhares de visitantes todos os anos. E a população japonesa também ajuda nesse quesito. Isto é, com sua fama de receptivo ajuda, mas nessa cidade é bom não abusar.

Todos temos uma taxa de estresse e como está cidade é extremamente movimentada, é normal que as pessoas andem estressada, principalmente japoneses pelo fato de trabalharem várias horas por dia. Sem mencionar que Tokyo é um lugar conhecido por atraís turistas, cuidado para ninguém fazer você torrar dinheiro em coisas sem valor.

OK pessoal. É tudo que podemos oferecer neste artigo, e caso tenha sugestões, dúvidas, críticas ou outros do gênero basta deixar seu comentário aí embaixo. No mais, obrigado a você, meu caro leitor, por ler este artigo. Até a próxima!

[Total: 2 Nota: 5]
Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


Comentários do site