Coreanos ganham de presente cirurgia plástica?

Procurando um curso de Japonês? Veja um comparativo dos melhores cursos gratuitos e pagos clicando aqui!

A cirurgia plástica é um mercado que tem crescido mundialmente, mas especialmente na Coreia do Sul o incentivo para isso começa desde cedo. O país foi o campeão de cirurgias plásticas por um bom tempo. Em 2014, por exemplo, eram realizadas em média 980 mil operações plásticas. Isso corresponde a 2 a cada 100 pessoas que moram no país sul-coreano.

E sim, é verdade que os pais tem como costume presentar os filhos com uma cirurgia plástica geralmente antes de ingressarem na faculdade. Essa cirurgia é na região dos olhos para deixar os olhos menos característicos, mas de uma forma bem sutil.

Vamos entender melhor como teve início a popularidade das plásticas, como é a tradição e como as cirurgias plásticas são encaradas lá. Será que as cirurgias são mais baratas? Como funciona o acesso a cirurgia estética no país?

Coreanos ganham de presente cirurgia plástica? - cirurgia plastica
Anúncio

Padrão de beleza sul-coreano

O padrão de beleza muda muito de uma cultura para a outra, mas algo que não muda é a busca por essa perfeição. Para isso as pessoas aderem a cirurgia plástica, cosméticos, dietas e outras formas para buscar a aparência ideal.

Na Coreia a cobrança por perfeição física é alta, principalmente entre idols k-pop, isso infelizmente até contribui pelos altos índices de suicídio na Coreia do Sul. O padrão de beleza sul-coreana tem influência do ocidental ariano, que são olhos grandes, pele clara, nariz fino arrebitado,

O padrão exige também o aumento dos olhos para isso é comum o uso de lentes. E também o formato do rosto em V. Os procedimentos estéticos são realizados com frequência por cidadãos comuns como a de pálpebra dupla e a raspagem do maxilar.

Anúncio

Para os sul-coreanos a cabeça deve ter um formato pequeno e o rosto delicado, sobrancelhas retas, e pele clara (pele branca significa nobreza, já pele mais bronzeada é associada ao trabalho braçal ) tudo para ficar com uma aparência mais jovem. Por serem considerados ter uma pele bonita, os cosméticos são cobiçados pelo mundo todo.

Coreanos ganham de presente cirurgia plástica? - antes e depois plastica

Eles também têm preocupação com a estética corporal. O padrão nesse caso são magros, esbeltos. O padrão para homem é acima de 1,75 m e abdômen definido. E as mulheres mais baixas e com as coxas finas sem encostar uma na outra. Lá não é comum pessoas acima do peso, mas ainda existem. Porém, essas pessoas sofrem preconceito porque quando está acima do peso é taxado de pessoa preguiçosa.

Essas pequenas coisas podem parecer que não são de grande importância mas até mesmo para conseguir emprego fica difícil se não tiver dentro dos padrões exigidos. Na capital da Coreia do Sul, Seul, é muito comum anúncios enormes incentivando a cirurgia plástica.

Anúncio

Cirurgia de pálpebra dupla

É comum os sul-coreanos terem as pálpebras caídas, os deixando com um semblante entristecido. O objetivo principal da plástica é para os olhos ficarem ”menos asiáticos”. Então para reverter isso é comum, ainda jovens, eles fazerem uma cirurgia plástica. O procedimento custa em média US$ 1.500 ou R$ 4.000.

A cirurgia em si é simples, não existe necessidade de internação e pode durar de 40 minutos a 1 hora. Em 15 dias o resultado já é visível, mas só em 3 meses que aparece o resultado final. A cirurgia deve ser feito pelo profissional de cirurgia plástica ou por algum oftalmologista que seja cirurgião ocular, pois senão tomar cuidado com a saúde da visão a pessoa pode até deixar de enxergar.

A anestesia pode ser tanto local como geral. Até completar os 15 dias de pós operatório a pessoa deve tomar todos os cuidados para não prejudicar a visão e nem manchar a pele ao redor dos olhos.

Coreanos ganham de presente cirurgia plástica? - antes depois plastica coreia 04
Anúncio

Do sonho ao pesadelo

Na Coreia do Sul, tanto homens como mulheres, são bombardeados diariamente com propagandas em muros, ônibus e painéis para que melhorem a aparência de maneira simples e fácil. Muitos são convencidos a isso desde cedo.

Então, por sua vez, esse mercado se torna muito mais lucrativo do que se pode imaginar. Vão pessoas de todos os lugares para a Coreia para ter acesso à procedimentos estéticos com mais possibilidades de médicos e preços.

O problema está na má fé de muitos profissionais na hora de exercer a medicina. Por dar muito dinheir0, infelizmente existem muitos casos de pessoas que nem sequer são profissionais habilitados e fazem procedimentos que deformam a pessoa. Ou então, que são médicos de outra especialidade que estão se aventurando na plástica.

Esses ”médicos” usam recursos de edição de fotos para fazer antes e depois de rostos afim de atrair possíveis pacientes. Isso trouxe sérias consequências para muitas pessoas que sonhavam em fazer parte do padrão e acabaram tendo o rosto desfigurado. Outro problema enfrentado é o de ”médicos fantasmas”, alguém que realiza uma cirurgia no lugar de outro cirurgião foi contratado. O paciente nem sabe quando acontece pois o ”médico”’ entra em ação quando este está sedado.

O lucro com cirurgia plástica na Coreia do Sul é maior em comparação com EUA e Europa, talvez pelo fato de serem cirurgias um pouco mais barata que outros lugares e por fazer a maioria dos procedimentos. Por causa desses problemas, a Associação Coreana de Cirurgiões Plásticos está pedindo regras mais rígidas para médicos da área e também com relação à publicidade de cirurgia estética.

A Associação Médica Coreana ainda tentou implementar o projeto de instalar câmeras em todas as salas cirúrgicas, mas a maioria dos médicos discordaram afirmando que isso poderia tirar a a concentração dos profissionais e inibir pacientes.

Coreanos ganham de presente cirurgia plástica? - cirurgia

Caso Kwon Dae-hee

A CNN Brasil fez uma matéria especial para falar do caso de Kwon Dae-hee, um jovem de apenas 24 anos de idade que se rendeu ao procedimento de cirurgia plástica. O procedimento era para deixar a mandíbula mais fina, mas ele sangrou muito durante o procedimento. Ele morreu sete semanas após as complicações. Ele foi vítima de médicos fantasmas.

Anúncio

Kwon era inseguro com relação à sua aparência. A mudança que ele queria fazer era o padrão imposto comum em idols do k-pop. A família não o apoiou para fazer a cirurgia mesmo assim ele quis mudar para se sentir melhor. O caso aconteceu em 8 de setembro de 2016 em uma clínica de cirurgia plástica em Seul.

Kwon gastou 6,5 milhões de won na operação mal sucedida. O caso foi descoberto ao olhar a câmera de segurança da sala. Embora muitos não concordem alguns lugares já possuem esse recurso. As câmeras mostram médicos diferentes trocando de lugar e ainda um tempo de mais ou menos meia hora sem médico algum na sala apenas auxiliares e enfermeiros. A família de Kwon queria processar os responsáveis. Mas as leis em torno dos médicos fantasmas não eram concretas.

Coreanos ganham de presente cirurgia plástica? - kwon dae hee
Crédito: Cortesia de Lee Na Geum para a CNN Brasil

Mudança de rosto

Muitos viajam distâncias longas para fazerem cirurgia plástica na Coreia do Sul, e alguns procedimentos são tão drásticos. que ao tentar retornar para o país de origem as pessoas são impedidas de embarcarem pelo fato do rosto não parecer com as fotos de documentos pessoais.

Anúncio

Por causa disso foi criado o o ”certificado de cirurgia plástica”, emitido pelos hospitais coreanos a pedido dos estrangeiros que realizam o procedimento.

Coreanos ganham de presente cirurgia plástica? - antes e depois cirurgia plastica

O que você acha dessa cultura envolta da estética? Faria algum desses procedimentos?