O nascimento do Mangá e sua conquista mundial

Aprenda Japonês com Animes, clique para saber mais!

Anúncio

Mangá (漫画) significa basicamente história em quadrinhos. Essas histórias conquistaram não apenas os japoneses, mas fãs do mundo todo.

O bom otaku que se preze, com certeza tem o seu mangá predileto e sempre fica de olho pra quando vai sair o anime com inspiração nesse mangá! Não existe idade ou sexo para essa paixão. 

E existe mangá pra todos os tipos de gosto como ação, aventura, negócios e comércio, comédia, detetive, drama, horror, mistério, romance, fantasia, sexualidade suspense e muitos outros.

Anúncio

Mas já se perguntou alguma vez como tudo começou e por que chamou tanto a atenção de pessoas de outros países? Descubra tudo isso agora!

O nascimento do mangá e sua conquista mundial - colorir manga

Como surgiu o mangá?

Acredita-se que as primeiras evidências do mangá com as características que conhecemos hoje tenha sido por meio do Oricom Shohatsu (Teatro das Sombras).

Esses teatros eram conhecidos por contar lendas com fantoches no período feudal. Com o tempo essas lendas foram passaram a ser escritas em rolos de papel e continham ilustrações. 

O termo Mangá surgiu no século dezenove no ano de 1814, mas ainda não era como nosso mangá moderno. O autor a usar esse termo foi o Katsushika Hokusai, mas até então esse tipo de expressão artística era conhecido como ukiyo-e.

Anúncio

O termo mangá foi usado quando Hokusai criou sua coleção de histórias humorísticas de assuntos diversos e denominou como Hokusai Mangá que perdurou até 1878.

Após a sua morte por volta de 1850 os mangás começaram a se popularizar entre os europeus.

Isso aconteceu porque após o fim do Xogunato o Japão se viu na necessidade de formas alianças para favorecer a economia e então fizeram parceria com os Estados Unidos.

Anúncio

Então depois disso o artista e cartunista Charles Wirgman exerceu forte influência quando em 1862 criou o Japan Punch. Essa revista falava de maneiras sátiras dos conflitos japoneses. 

Mas investir em mangás não foi algo simples, ninguém sequer imaginaria que seria um sucesso no mundo todo. Mas o primeiro a investir e acreditar nos mangás foi Rakuten Kitagawa, ele fez histórias em quadrinhos. 

O mangá de Rakuten Kitagawa foi publicado em 1902 e contava a história de dois camponeses que tinham que lidar com a vida na cidade grande. Essa história deu início ao mangá moderno.

Anúncio

Kitagawa também fundou uma escola especializada em mangás e lá muitos cartunistas e animadores se formaram.

Darling in the franxx – nova temporada, final, curiosidades

Curiosidades sobre os mangás

  • Os mangás constituem pelo menos 40% de tudo o que é impresso no Japão.
  • Só no ano de 2006 os mangás renderam mais de 4 bilhões de dólares se tornando um dos maiores mercados do mundo com 750 milhões de exemplares vendidos.
  • Os maiores consumidores de mangás são: EUA (mais de 200 milhões de dólares em vendas), França e Alemanha
  • Os dez países em que mais se populariza os mangás são: 10. Espanha, 9. Japão, 8. México, 7. Filipinas, 6. Estados Unidos, 5. Rússia, 4. Brasil, 3. Indonésia, 2. Índia, 1. China
  • O enredo é publicado de capítulo em capítulo em almanaques de até quinhentas páginas.
  • A maioria dos almanaques são em papéis recicláveis
  • Os escritores escrevem em média vinte páginas por semana e conta com a ajuda da equipe para ilustração
  • No Japão, os mangás com as propagandas das histórias mais famosas do momento em outdoors, estações de trem e até dentro dos vagões. 
  • No Japão, os mangás são mais exibidos em bancas do que jornais considerados de grande circulação
  • Nem sempre um mangá gera um anime, pode acontecer o oposto como no caso de Gundam, o robô gigante mais famoso do Japão. 
  • O lugar mais visitado por fãs de mangás está no bairro de Akihabara.
  • Cidadãos japoneses costumam gastar em média 117 reais em mangás anualmente (lá é mais barato)
  • Um dos mais populares é o One Piece que desde 1997 já vendeu mais de 480 milhões de cópias em todo mundo
  • 60% dos fãs de mangás são mulheres
  • O gênero que mais chama a atenção é a ficção científica;
100 palavrões e xingamentos em japonês

O que diferencia os mangás de histórias em quadrinhos comuns?

As características dos mangás são fortes que nem precisa de muito esforço de identificar quando comparados com outras histórias.

Isso acontece porque no geral os personagens tem características marcantes como olhos grandes, expressões exageradas como bochechas rosadas, gotinhas nariz sagrando dentre inúmeras outras.

Tudo isso acontece provavelmente porque antes do termo propriamente dito fazia-se caricaturas e uma característica dela são as expressões marcantes.

O protagonista geralmente tem ‘’alma infantil’’. Tem pureza e ingenuidade, mas ao mesmo tempo é guerreiro por batalhar na vida. É possível ver isso com o Naruto e o Goku.

Sempre reforça os laços de amizade e ao mesmo tempo tem confrontos com rivais marcantes.

Dicas para se tornar um mangaká – prática ou dom? Editores e inspiração

A indústria dos mangás hoje

Por mais incrível que pareça mesmo com esse processo de globalização em que as pessoas tem tudo ao alcance da mão tem muitos que ainda preferem a versão física de mangás.

Mas para os que acompanham essa modernidade também é possível ter acesso a esses mangás pela internet. 

Anúncio

A indústria de animes subiu 15% nos últimos tempos principalmente por causa da pandemia ocasionada pela COVID-19. Então consequente os mangás também tiveram procura.

Essa foi uma forma que muitos encontraram como forma de entretenimento já que a maioria teve que ficar em casa de quarentena.

Como os mangás acabam gerando animes de sucesso então a popularidade vai aumentando. Pra vocês terem uma ideia um episódio de meia hora custa, em média, 100 mil dólares. 

Mas como é possível ver sempre tem lançamentos de animes, pois consegue recuperar e ultrapassar o valor do investimento.

Me conta qual os mangás que você mais gosta! Você prefere a versão eletrônica ou a boa e velha versão impressa?

Anúncio