O desenvolvimento das crianças japonesas

, ,
Post by //

As crianças são o futuro de qualquer nação! Para um bom resultado, o governo e os pais precisam fazer suas partes na criação dos filhos. Como essas crianças são educadas? O que elas costumam fazer no dia a dia? Qual o seu comportamento? Neste artigo vamos ver diversas curiosidades sobre a criação e desenvolvimento das crianças japonesas.

O número de crianças japonesas está caindo a cada ano no Japão. Pesquisas indicam um valor abaixo dos 20 milhões de crianças com menos de 16 anos. Um dos grandes responsáveis é a falta de interesse dos casais em terem filhos. Criar e educar os filhos é algo caro no Japão, que ultrapassa 600 mil dólares, 72% dos casais pensam nisso.

Além disso, muitas crianças japonesas acabam sendo educadas para ser o sucessor da família. Muitas acabam não tendo individualidade ou sofrendo muita pressão dos país e da sociedade. O governo japonês tenta contornar o problema através de subsídios e ajuda, mas sem sucesso.

O desenvolvimento das crianças japonesas

O desenvolvimento das crianças japonesas

Não devemos falar apenas dos problemas em criar filhos. Esse artigo é dedicado especialmente as crianças japonesas que merecem um destaque pelo seu grande esforço na sociedade. O Japão sempre espera que suas crianças tenham experiencias e desenvolvam certas habilidades.

Os pais japoneses que realmente importam com seus filhos, se esforçam em comprar tempo e desenvolver a mente da criança com brincadeiras, jogos e esportes. Até mesmo o entretenimento da TV japonesa costuma desenvolver a mente da criança com animações complexas como Detective Conan.

As crianças são incentivadas desde pequenas a formar pares entre meninos e meninas, idosos e jovens e crianças de diferente idade. O objetivo dessas atividades é criar uma relação social entre essas pessoas para contornarem os problemas que os adolescentes enfrentam. Infelizmente, isso nem sempre tem obtido bons resultados.

O desenvolvimento das crianças japonesas

Pesquisas indicam que as mães japonesas possuem uma relação harmoniosa com seus filhos. Enquanto as mães americanas costumam dar ordens, as mães japonesas tentam negociar o assunto com a criança. Isso parece ótimo, mas essa relação acaba moldando pessoas dependentes e sem preparo para enfrentar o mundo.

Alguns pais são realmente ausentes, deixando seus filhos em creches ou até mesmo pagando pessoas para cuidar de seus filhos (famílias ricas costumam fazer isso). Outros simplesmente deixam seus filhos de 6 anos sozinhos em casa ou com os irmãos mais velhos. A relação entre irmãos acaba sendo algo bastante forte, muitos crescem com os cuidados de um irmão.

O comportamento das crianças no Japão

As crianças pequenas costumam receber um reinado livre e são permitidas a fazer o que querem. Costumam ser barulhentos em lugares públicos. A maioria das crianças japonesas só aprendem disciplina nas escolas e não com os pais.

O desenvolvimento das crianças japonesas

As crianças japonesas tendem a ser bem educadas. Se uma criança se comporta mal, muitas vezes, os pais são culpados mais do que a criança. As mães japonesas geralmente não repreendem seus filhos e tentam treinar seus filhos tanto quanto possível através de encorajamento e louvor. Como punição, eles mostram seu desagrado com uma leve repreensão ou uma ameaça de exclusão.

Algumas mães costumam deixar os filhos trancados do lado de fora da casa quando eles fazem algo errado. Da pra ver o apego dos filhos em querer voltar para dentro de casa, alguns estão dispostos a fazer qualquer coisa. Atitudes como essa são diferentes dos tradicionais castigos e surras que estávamos acostumados a levar.

Desde a infância as crianças são ensinadas de que dentro é seguro e fora é perigoso. Deve ser por isso que alguns japoneses possuem medo de coisas diferentes ou de ir contra o sistema.

O desenvolvimento das crianças japonesas

As crianças no Japão também são independentes. Existem crianças com apenas 6 anos que fazem viagens de ônibus sozinhas por todo país para casas de avós. Garotas de 9 anos costumam pegar trens para irem sozinhas visitar parques temáticos. Claro que antes dessa independência, elas aprendem tudo com os pais e nas escolas.



Os problemas das crianças japonesas

Coisas como jogos, celulares e internet tem atrapalhado o desenvolvimento social e a comunicação das crianças japonesas. Pesquisas indicam que crianças japonesas costumam ver mais televisão que as americanas.

Os estudantes costumam ficar ocupados com atividades depois da escola. Alguns acabam se dedicando demais a algumas atividades ou deveres e esquecem da diversão e do tempo livre para aproveitar com os amigos. Apesar das atividades esportivas, o desenvolvimento físico das crianças tem caído cada vez mais.

Pais e alunos também limpam arredores da escola no Japão

É bastante complicado escrever um artigo sem um assunto especifico. Espero que não tenha ficado tão confuso assim, durante a minha pesquisa era muita informação para pegar, tentei resumir ao máximo possível e escolher apenas os fatos interessantes. Outros artigos mais detalhados e específicos você pode encontrar no site.

Agradecemos os comentários e compartilhamentos. Para mais detalhes, leia também:

[Total: 3 Nota: 3]
Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


3 comentários sobre “O desenvolvimento das crianças japonesas

  1. “Criar e educar os filhos é algo caro no Japão, que ultrapassa 600 milhões de dólares”. Isso por cada criança?

    • Sim, q acredito q deva ser até os 18 ou 20 anos… acho que tem algo errado ai kkkkkk será q n seria 600 mil? ehuhehe

Comentários do site