5 Parques Nacionais Japoneses imperdíveis

, , ESCRITO POR


O Japão é um país com grandes atrações turísticas, muito conhecido por seu turismo cultural e histórico, atraindo milhares de pessoas para conhecer seus templos, construções históricas e também pela cultura, tanto clássica como atual. É também muito conhecido pelo turismo tecnológico, atraindo pessoas do mundo todo para conhecer e comprar as últimas novidades de tecnologia e gadgets.

Além disso, o Japão possui um incrível turismo natural, devido a exuberância e preservação de sua natureza. Desde 1931 o Japão tem legislação para proteção de meio ambiente e demarcação de áreas preservadas, tendo sido 1934 criados os primeiros parques nacionais naturais.

Hoje são mais de 80 parques nacionais, espalhados por todo o arquipélago, que certamente valem a visita de quem for ao país. Aqui listamos os cinco parques nacionais que você não pode deixar de conhecer no Japão:

Sumário do Artigo
- Kerema Shoto 
- Shiretoko
- Kirishima Kinkowan
- Yoshino Kumano
- Hakone Izu

5 – Parque Nacional de Kerama Shotō



O parque Nacional de Kerama fica no entorno das Ilhas Kerama, de onde vem o nome do parque. Esta região se caracteriza pela água azul turquesa e areia branca, tendo como as principais atrações os esportes aquáticos e radicais, como natação, mergulho e escalada.

São 22 ilhas que compõem as Ilhas Kerama, sendo 4 totalmente desabitadas. São localizadas na prefeitura de Okinawa, a prefeitura mais ao sul do Japão. As ilhas mais populares para visitação são Tokashiki ( a maior ilha), Zamami e Aka.

5 - PARQUE NACIONAL DE KERAMA SHOTŌ

Para acessar as ilhas, você deve pegar uma balsa de Naha, em Okinawa, tendo opção de balsa expressa. Há hotéis e resorts no entorno da área do parque.

Há muitos animais marinhos que podem ser vistos no parque, como baleias, tartarugas e grandes peixes. O parque é certamente uma boa dica para quem viaja para o Japão no verão.

4 – Parque Nacional de Shiretoko



O Parque Nacional Shiretoko é um espetáculo para quem gosta de natureza preservada e contato com a vida selvagem. Fica no norte da região de Hokkaido, região mais intocada do Japão, na península de Shiretoko. O parque ocupa praticamente toda a área da península e o acesso a área mais remota é somente por barco ou a pé, não há estradas em grande parte do parque.

Shireroko é famoso por sua vida selvagem e sua grande população de animais como ursos marrons, cervos e raposas. Aliás, é o local com a maior população de ursos marrons do Japão. No verão, turistas podem avistá-los dos passeios de barco na encosta do parque.

4 - PARQUE NACIONAL DE SHIRETOKO

No inverno, a costa da península Shiretoko é o lugar mais ao sul do hemisfério norte onde se acha gelo à deriva (pedaços de gelo no oceano “soltos”, que não estão presos na costa, em pedras ou icebergs), o que é um espetáculo à parte. O parque possui uma queda d’água termal, chamada Kamuiwakka Falls (Kamuiwakka-no-taki). Seu nome significa “águas dos deuses”.

Do parque de Shiretoko é possível ver a ilha Kunashiri, território em disputa pela Russia e Japão até os dias de hoje.

A beleza natural extremamente preservada e o cuidado do parque como uma área de conservação lhe renderam o título de Patrimônio Natural Mundial da UNESCO.

3 – Parque Nacional de Kirishima-Kinkowan

Um local de belas paisagens, com uma beleza natural única, o parque nacional de Kirishima-Kinkowan possui vulcões em atividade, lagos termais e ainda uma costa lindíssima, no sul do Japão.

Localizada ilha de Kyushu, a ilha mais ao sul das 4 principais que formam país, o parque fica na região vulcânica de Kagoshima e Miyazaki, que possui 3 cinturões vulcânicos.

Os 3 vulcões vivos podem ser encontrados em Kirishima-Kinkowan, além de muitos outros sem atividade. Assim como lagos e cachoeiras de águas quentes vulcânicas, famosas por suas propriedades medicinais. A região ainda conta com uma bela diversidade de vegetação, surpreendente para uma região vulcânica.

O pico mais alto entre os vulcões é de 1.700m, onde os visitantes podem ter uma vista panorâmica do parque e de sua geografia única, formada por ondulações e crateras com lagos. Esta parte do parque é uma atração para quem gosta de escalar e fazer trilhas.

3 - PARQUE NACIONAL DE KIRISHIMA-KINKOWAN

Outra parte imperdível do parque é a baí de Kinko. A baía foi formada por uma erupção vulcânica há mais de 29 mil anos e ainda hoje está de frente para o vulcão de Sakurajima, em atividade.

O parque é bem próximo do aeroporto  de Kagoshima, sendo fácil seu acesso. Visita imperdível para ver uma paisagem tão peculiar e própria do Japão.

2 – Parque Nacional Yoshino-Kumano



O Parque Nacional Yoshino-Kumano fica localizado numa área não contigua das prefeituras de Mie, Nara e Wakayama, na península de Kii.

2 - PARQUE NACIONAL YOSHINO-KUMANO

É um dos parques nacionais mais antigos do Japão, sua criação foi em 1936. O parque possui montanhas, vales e praias, sendo uma boa opção para quem quer ver natureza, história e cultura. Isso porque o parque abarca o Kumano Sanzan, um grupo de santuários antigos na região de Kumano e o Monte Yoshino, famoso por sua beleza.

A grande atração do parque, no entanto, são suas cerejeiras, localizadas no monte Yoshino, consideradas patrimônio natural e sagrado mundial pela UNESCO. O monte é considerado um dos melhores lugares para o festival de hanami, onde as pessoas vão contemplar a floração da Sakurá (flor de cerejeira), normalmente na primavera, entre fim de março e meados de abril, às vezes se estendendo até maio.

1 – Parque Nacional Fuji Hakone Izu

O Parque Nacional Fuji Hakone Izu é o parque mais popular do Japão, devido a ser bem próximo de Toquio e pelo famoso Monte Fuji.

1 - PARQUE NACIONAL FUJI HAKONE IZU

Reunindo o monte Fuji e seus 5 lagos, Hakone, com sua história antiga, santuários e fontes termais e ainda a península e as Ilhas de Izu (incorporadas ao parque posteriormente), o parque traz muita beleza e variedade de paisagens naturais.

O parque Nacional Fuji Hakone Izu representa bem o Japão, com sua paisagem vulcânica, águas termais, vegetação diversa e a geografia insular, trazendo em seu coração o monte Fuji, que não é só a montanha mais alta do Japão, mas também o símbolo e motivo de orgulho para seu povo, sua visitação é quase que obrigatória para quem vai ao país.

Compartilhe Nosso artigo:

Comentários do site