O que é proibido e permitido levar para o Japão na bagagem?

, ,
Post by //

Pretende levar um presente como de costume, para os amigos ao fazer sua viagem ao Japão? Precisa levar remédios, eletrônicos e outros produtos em sua bagagem? Neste artigo vamos ver o que é proibido e permitido levar para o Japão na bagagem.

Vale lembrar que cada país adota suas próprias regras do que é permitido ou não levar na bagagem. Caso você faça escala em algum outro país, certifique-se de estar dentro de todas as regras.

Pode ser que você tenha que preencher um formulário sobre seus pertences antes de sair do Brasil ou ao entrar no Japão. No próprio aeroporto do Brasil você vai ser alertado sobre o que é ou não permitido nas bagagens.

O que é proibido e permitido levar para Japão na bagagem?

Você também precisa ter cuidado para não levar muitos pertences de alto valor na sua viagem, pela simples possibilidade de eles serem taxados ao voltar ao Brasil. Roupas e equipamentos eletrônicos como câmeras, tablets, celulares são isentos de impostos, mas não tente voltar pro Brasil com 3 celulares na mala que pode ser perigoso.

O que é proibido levar na bagagem ao viajar para o Japão?

Vamos começar citando o óbvio, todos já devem saber que não se pode levar em hipótese alguma armas de fogo, armas brancas, drogas e produtos químicos perigosos, dinheiro, cartões e documentos falsos. Nem pense em coisas como isqueiros, tesouras e canivetes…

Apesar do Japão ser famoso pelo consumo de jogos e mangas eróticos, entrar com livros, desenhos e fotos pornográficas de maneira exposta ao público é totalmente proibido. Plantas e animais sem autorização também são proibidos para evitar a transmissão de doenças.

O que é proibido e permitido levar para Japão na bagagem?

Alimentos e embutidos como salames, linguiça calabresa, queijo, frutas frescas, sementes cruas e qualquer alimento perecível é proibido. Chocolates, enlatados, frutas secas como ameixas são permitidos. Leve sempre na embalagem original! 

Aerosol (creme de barba e desodorante) pode ser levado, mas deve observar o tamanho máximo permitido pela companhia aérea. Remédios é recomendado levar com a receita em inglês para evitar problemas.

Apesar do Japão ser aberto a airsoft, você não tem permissões de levá-las ao Japão, muito menos espadas ou armas de caça. Evitem ao máximo produtos que podem ser confundidas com drogas, venenos, explosivos ou coisas prejudiciais, para assim evitar confusões e problemas na sua entrada ao Japão.

Como não ser barrado na alfandega ou taxado no Japão

Todo país possui um valor limite para entrar com produtos sem ser taxado com impostos. Infelizmente só podemos entrar com 500$ USD em produtos sem ser taxado, já o Japão permite a entrada de até 200.000 ienes (2000$ USD) sem ser taxado.

A maioria deve saber que produtos de uso pessoal, roupas e alguns acessórios não entram nesse valor de produtos a serem taxados. No Japão, qualquer produto com valor menor a 10.000 ienes não entra nessa contagem, mas existe um limite onde podem considerar a enorme quantidade como intenção de comércio.

Você pode levar sem ser taxado:

  • 3 garrafas de bebidas alcoólicas de 750ml cada;
  • 100 charutos e 400 cigarros com o máximo de 500g (metade para os japoneses);
  • 2 vidros de perfume;

Cada garrafa de bebida adicional pode ser taxado num valor de aproximadamente 200 a 500 ienes. Recomendamos não levar nada em grande quantidade para não ter problemas. A taxa de imposto sobre produtos declarada é de 15%.

O que é proibido e permitido levar para Japão na bagagem?

Dinheiro vivo sem ser declarado pode acarretar em problemas, você deve levar em mãos no máximo 10.000 dólares (1.000.000 ienes) sem necessidade de declarar.

Você deve ter mais medo na hora de voltar ao Brasil do que levar ao Japão, porque os limites de isenção de taxas no Brasil é uma grande porcaria.



Outras informações importantes para sua viagem ao Japão

O Japão não exige o cartão de vacina internacional como alguns países, mas fique atento aos países nos quais fizer escala. Algumas outras restrições podem ser estabelecidas pelas companhias aéreas ou países envolvidos.

Se pretende levar algum animal ou remédio, precisa certificar-se de todas as autorizações e documentos para não ter nenhum problema. Espero que façam uma boa viagem, e cuidado para não aproveitar demais o Tax Free e ser barrado na alfandega do Brasil excedendo limite de 500$.

[Total: 1 Nota: 5]
Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


Comentários do site