9 한국 결혼식 상식

발표

Você já teve a curiosidade de saber como é o casamento sul-coreano? Cada país tem suas tradições com relação às cerimônias para a união do casal. E na Coreia do Sul não é diferente, tem tradições com relação à festa, comida, roupas, dança entre outras.

E com o passar do tempo nem todas as tradições permanecem. Por isso vamos ver como eram as cerimônias de casamentos tradicionais e o que mudou para as dos dias atuais.

1 – Casamento no Período Koryo  

O Período Koryo foi de 918 a 1392. Nesse período o casamento não passava de interesses políticos e econômicos, portanto não era comum. O fundador da Dinastia Koryo, o rei T’arejo, teve 29 esposas e construiu alianças com famílias aristocráticas por casar suas filhas com seus meio-irmãos. Os sucessores acabaram usando a mesma estratégia.

A prática de casamento entre meios-irmãos para formar alianças teve fim no Império Mongol quando as famílias reais Mongol e Coreana trocaram princesas. Então os casamentos entre primos também eram permitidos. Mas casamentos consanguíneos foram proibidos ao impedir que os filhos ocupassem cargos na burocracia. No período Choson era comum o casal viver junto ou perto dos pais do noivo, já no período Koryo o casal morava na mesma casa ou perto dos pais da noiva.

발표

Isso servia para formar grandes famílias e clãs. O casamento geralmente acontecia ainda na fase da adolescência da mulher, o noivo geralmente era mais velho. E era comum os aristocratas casarem mais jovens que os plebeus. No casamento sul-coreano tinha troca de presentes e um banquete com o objetivo de mostrar a riqueza da família da noiva.

2 – Casamento no Período de Joseon

O Período de Joseon foi de 1392 a 1910. Nessa época o homem poderia ter mais de uma esposa, então se distinguia a esposa primária para as outras, isso facilitaria o entendimento da linha de sucessão.

A primeira esposa deveria preencher o requisito de ser virgem, não ser descendente de classes baixas (em caso de se casar com alguém de boa condição financeira). Mas essa primeira esposa não era literalmente a primeira, mas a principal em relação às outras. A classificação também acontecia da esposa de classe mais alta até a de classe mais baixa.

Nesse período foi proibido o casamento entre primos de primeiro grau e pessoas de mesmo sobrenome. No ano de 1427 foi fixada a idade de para o primeiro casamento de 15 anos para homens e 14 para mulheres. Se os pais fossem doentes ou acima de 50 anos a idade podia ser reduzida para 12 anos de idade.

3 – Tradições antigas

Era tradição os presentes de noivados serem recebidos com bastante antecedência. Esses presentes eram entregues na maioria das vezes na casa da noiva. O lado bom do casamento sul-coreano é essa parte de ganhar muitos presentes!

발표

Para receber os presentes a família toda deveria entrar na brincadeira em que os amigos do noivo iam até a casa da noiva com os presentes em uma caixa chamada ”hahm”. Eles pintavam os rostos e gritavam: “Hahm à venda! Hahm à venda!”. A família da noiva, aceitando a brincadeira corria à rua e oferecia certa quantia ao grupo simulando uma forma de negociação para “comprar os presentes” dos amigos do noivo.

9 curiosidades do casamento sul-coreano - cerimonia korrea

4 – Leis do casamento sul-coreano

O casamento sul-coreano passou por algumas mudanças na lei. Antes as pessoas da burguesia se casavam muito cedo, mas agora isso não é mais permitido. O homem deve ter pelo menos 18 anos e a mulher mais de 16 com o consentimento dos pais,

Com 19 anos (idade coreana, aqui no caso 20 anos) é permitido casar tanto homem como mulher sem autorização e também é a idade autorizada para consentimento sexual.

Existe também o ”casamento de direito consuetudinário” que trata-se dos casamentos que não foram registrados devidamente, mas o casal já vive junto e é assumido para outros. Na Coreia do Sul casamento entre pessoas do mesmo sexo não é reconhecido.

9 curiosidades do casamento sul-coreano - lei korea

5 – Pré-cerimônia no casamento sul-coreano

O casamento dos sul-coreano tem como base os ensinamentos confucionistas, que preza a família acima de tudo. Então o casamento é um momento muito importante na vida do casal e também para manter o status social.

A primeira parte da tradição é chamada de Eui Hon 또는 matchmaking quando as famílias dos noivos discutem sobre a possibilidade de casamento. Então após a discussão o noivo envia uma carta com a proposta pra noiva e ela devolve com a resposta. Se a noiva aceitar já é marcada a data de casamento.

발표

Em seguida é realizado o Napchae (configuração de data), as informações do casamento são escritas em um papel, depois é embrulhado em galhos de bambu e amarrados com fios vermelhos e azuis e encapado com um pano vermelho para ser enviado à família da noiva.

O último passo é denominado de Napp’ae (troca de objetos de valor). Isso deve ser feito assim que definir a data do casamento. O noivo deve enviar uma caixa para a noiva, conhecida como Ham. Esse ritual serve para a noiva se casar com apenas um marido. Esses papeis ficam com ela até sua morte e deve ser enterrado junto. E tem o Honsu, que são presentes enviados para a família da noiva.

9 curiosidades do casamento sul-coreano - korean wedding

6 – Cerimônia

O casamento sul-coreano é muito colorido sem deixar de lado a parte tradicional. Não existe bem uma regra quanto à vestimenta, mas é comum as noivas usarem hanbok uma roupa tradicional feita de seda e o noivo um hanbok ou terno.

As cores mais usadas durante o casamento e para a própria roupa são vermelho e azul (yin e yang, significam equilíbrio das forças cósmicas). E é comum o casamento acontecer no fim da tarde. O presente mais comum para o casal é dinheiro dentro de envelopes brancos e existe uma troca de presentes entre as famílias que podem ser coisas variadas.

Nessa festa são consumidas tâmaras, tteok (doces de arroz), amêndoa e nozes. Tem também o Jeonanyrye, que é a ” apresentação do ganso selvagem”. O noivo dá patos de madeira para a família da noiva, mas antes era comum ser o próprio animal em significado de lealdade.

발표

Hapgeunrye é o nome dado para quando os noivos bebem no mesmo copo de cobre para representar o relacionamento do casal um com o outro. E tem o Paebaek, que se trata-se da parte da cerimônia em que  os recém-casados ​​fazem uma reverência. A noiva geralemente dá de presente aos pais do noivo tâmaras coreanas e castanhas para simbolizar filhos. A noiva oferece a taça ao pai e o noivo a oferece à mãe.

O casal mais velho dá conselhos com relação ao casamento. Em seguidas as tâmaras e castanhas são jogadas de volta na noiva, que deve tentar pegá-los com sua saia de casamento – quanto mais pegar mais prosperidade o casal terá. Os casais costumam seguir a risca as tradições para que possam ter um bom casamento.

7 – Casamento sul-coreano atual

Atualmente nem todos os casais se preocupam em fazer as tradições ou pelo menos parte delas. Mas a ideia de ter ”boa sorte” ao seguir os padrões ainda existe. Mas a idade média para o primeiro casamento dobrou com relação a dados de 2020 do Escritório Nacional de Estatística da Coreia de por volta de 15 anos para 33, isso no caso de mulheres.

Para homens foi de 18 anos de idade para 30 anos de idade agora. E para se ter um casamento sul-coreano com tudo que um casal tradicional deseja custa em média 50 milhões de wons. Mas muitos estão optando por casamento com menos tradições e mais comuns como o bom vestido branco, com véu e grinalda e o terno.

9 curiosidades do casamento sul-coreano - coreia casorio
Casal com máscaras em Gapyeong, Coreia do Sul, em 7 de fevereiro de 2020 (Crédito: AFP)

8 – Casamento em dorama

Se você é dorameiro ou dorameira já deve ter notado que festas de casamentos não são tão comuns de aparecer, nem mesmo no ”final feliz”. 도라마 não dá muita ênfase a cerimônia de casamento, eles são mais focados na vida em família. No casamento sul-coreano algumas superstições que são comum para nós como o noivo não ver a noiva com o vestido, eles escolhem juntos.

9 – 2 sugestões de doramas com casamento sul-coreano

Porque essa é a minha primeira vida (2017) Esse dorama trata-se de uma mulher que se encontra infeliz com a sua profissão e um homem metódico com seus hábitos. Ela tem 30 anos e desistiu da vida amorosa porque a financeira está ruim. Então ela se torna inquilina do homem metódico e ao mesmo tempo companheiros de casa. No desenrolar de tudo eles acabam fazendo um casamento falso apenas por interesse dos dois, mas acabam despertando um certo interesse um pelo outro.

9 curiosidades do casamento sul-coreano - pq essa e a minha primeira vida casamento

O Que Houve com a Secretária Kim? (2018) O presidente narcisista de uma grande corporação tem uma secretária chamada Kim que é muito eficiente. Mas em certo momento ela, após 9 anos de trabalhos prestados a seu chefe ela resolve renunciar sua posição. Tem uma cena de casamento na metade da temporada que mostra um pouco do que foi lido aqui no texto.

9 curiosidades do casamento sul-coreano - o que houve com a secretaria kim

O que mais te chamou a atenção no casamento sul-coreano?