Itachi – Doninha na Cultura Japonesa e no Mundo


Post by //

Para quem não sabe, o nome “Itachi” significa “Weasel”, ou em tradução livre “doninha”. Mas o foco do artigo não é apresentar a espécie em si. Iremos apresentar o significado que esse animal tem na cultura japonesa.

E assim, poderemos ter uma pequena luz de conhecimento sobre como esse animal é visto no Japão. E do mesmo modo poderemos comparar a história do tão famoso personagem de Naruto, com a cultura.

Creio que muitas pessoas já sabem que é Itachi Uchiha. Para as que não conhece eu aconselho muito assistir o anime Naruto. Mas enfim, vamos explorar um pouco dessa cultura tão vasta. Dando foco especial nesses pequenos mamíferos que tem um significado um pouco ruim.

Itachi - Doninha na Cultura Japonesa e no Mundo

Itachi – Doninha nas culturas pelo mundo

Uma doninha é um mamífero do gênero Mustela da família Mustelidae. O gênero Mustela inclui menos doninhas, furões e martas. Os membros deste gênero são pequenos predadores ativos, com corpos longos e esguios e pernas curtas.

Na cultura grega, uma doninha perto da casa é um sinal de má sorte. E em especial caso houvesse na casa uma menina prestes a se casar. Isso por que se pensava que o animal era noiva infeliz que foi transformada no animal. Assim, essa “noiva infeliz” se agradaria em destruir vestidos de noiva.

Já na Macedônia, as doninhas são geralmente vistas como um presságio de boa sorte. Pois é, o mundo é grande demais para só ter um pensamento.

No início da era moderna Mecklenburg, na Alemanha, os amuletos das doninhas eram considerados com uma forte magia. Entre 15 de agosto e 8 de setembro foi um período especificamente designado para o assassinato de doninhas.

Em outra parte do mundo, na América do Norte, os nativos consideravam a doninha um mau sinal. Para eles, cruzar seu caminho significava uma “morte rápida”.

Itachi – Doninha na cultura japonesa

No Japão, as doninhas eram vistas como um tipo de yōkai. Segundo a enciclopédia Wakan Sansai Zue do período Edo, um nato de doninhas causaria conflagrações. Ainda segundo este, o grito de uma doninha era considerado um precursor do infortúnio.

Eles também são consideradas ShapShift, ou seja, elas podem trocar de formas, na maioria das vezes, para um humano. Assim como a raposa ( kitsune ) ou tanuki. Na coleção de representações, o Gazu Hyakki Yagyō de Sekien Toriyama , eles foram descritos sob o título 鼬. No entanto, eles foram lidos não como ” itachi “, mas sim como “dez”.

E assim, ficou considerada que foram “dez” as doninhas que atingiram cem anos de idade. Assim, se essas doninhas se tornaram yōkai que possuíam poderes sobrenaturais. Outra teoria bem conhecida sobre as doninhas, é sobre os cem anos de uma doninha. Pois, quando as doninhas atingem centenas de anos de idade, elas se tornam mujina (texugo).

Já na região de Tohoku e Shinshu, temos algo bem mais curioso sobre esses animais. Pois nessa região, acreditava-se que havia famílias que eram capazes de usar uma certa prática. Que permitiria usar livremente kudagitsune como iizuna-tsukai ou kitsune-mochi. Alguns tipos de Kitsune.

Itachi e as doninhas

Itachi - Doninha na Cultura Japonesa e no Mundo

Como podemos perceber, o destino de Itachi já não era bom desde a sua criação. Agora me diga, se você sabia desse significado? Falando nisso, como seria se já soubesse disso antes mesmo de ver o final da história de naruto?

Mas enfim, agora já sabemos que o folclore japonês não tem bons olhos para esse mamífero. Mas se bem que podemos ver doninhas em alguns animes, assim como as Kitsunes. Caso saiba de algum anime, além de Ushio to Tora e pokemom, comente aí embaixo.

É tudo que temos por este post. Espero que tenha te esclarecido algumas coisas sobre a cultura e sobre Itachi. E não se esqueça de compartilhar o site lá nas redes sociais, isso nos ajuda bastante. No mais, obrigado por ler o artigo até aqui, tchau.

Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


1 comentário sobre “Itachi – Doninha na Cultura Japonesa e no Mundo”

Comentários do site