Favela no Japão – Os Bairros mais perigosos

, ESCRITO POR

Inscreva-se para baixar nossos livros e receber contéudo exclusivo

[ATENÇÃO] Curso Online Gratuito de Japonês! Clique e Faça sua Inscrição!

Compartilhe com seus Amigos!

O Japão é um país seguro, seus índices de criminalidade são geralmente baixos. No entanto, o Japão tem alguns bairros perigosos e algumas favelas. Neste artigo vamos falar sobre os 7 Bairros mais perigosos do Japão. 

Muitos dos bairros abaixo são perigosos pelo fato de haver muitas atrações turísticas, moradores de ruas, viciados em bebidas e pachinko, estrangeiros, yakuza e casas de prostituição.

No Japão não existe favelas como as do Brasil, mas existem muitos locais onde as pessoas vivem em baixa renda. Existem também bairros onde a Yakuza comanda, mas nada parecido com as favelas no Brasil. Na verdade os membros da yakuza são respeitosos e vivem nas sombras.

Só quero deixar claro que não existem motivos para evitar os locais abaixo, o nível de criminalidade no Japão é baixíssimo. A taxa de roubo é de 1 pessoa para cada 100.000 habitantes enquanto no Brasil é de aproximadamente 700 para cada 100.000 habitantes. Não é necessário ter medo desses bairros, o artigo apenas apresenta os bairros onde mais acontecem ocorrências policiais.

Sumário do Artigo
- Kabukicho - Maior distrito da luz vermelha
- Kamagasaki - Maior Favela do Japão
- Roppongi, Tóquio
- Shinsekai, Osaka
- Susukino, Sapporo.
- Nakasu, Fukuoka
- Ueno, Tóquio
- Outros Bairros Perigosos

Também fizemos um vídeo baseado no artigo falando sobre os 7 bairros mais perigosos do Japão:

1. Kabukicho – Maior distrito da luz vermelha

Kabukicho é o maior distrito da luz vermelha do mundo (locais onde tem sexshop, motéis, boates e prostituição). O bairro é muito popular entre turistas e também é o lar de milhares de restaurantes, karaoke, clubes e bares.

Infelizmente existem alguns estabelecimentos do submundo que atraem esquisitos e bandidos em massa. É o tipo de bairro onde é comum ver a polícia de choque caminhando casualmente na rua.

A maioria dos visitantes não veem nenhum problema em ir aos restaurantes e bares deste bairro, mas evitam morar nele. Sem mencionar que fica em frente a estação de Shinjuku, uma das maiores estações de trem do mundo.

favela

2. Kamagasaki – Maior Favela do Japão

Kamagasaki (ou Airinchiku) é a maior favela do Japão, se localiza no sul de Osaka. É o lar de um grande número de desabrigados e desempregados, que na maioria das vezes são viciados em bebidas ou pachinko.

Nos últimos anos, Kamagasaki ficou popular entre os jovens turistas estrangeiros que são atraídos por acomodações baratas na região. Já os moradores de Osaka evitam o lugar dizendo que é perigoso.

Kamagasaki tem uma história de grandes tumultos (protestos contra maus-tratos por parte da polícia). Vários grupos do crime organizado (Yakuza) mantêm seus escritórios nesta área. Kamagasaki é o tipo de bairro onde a polícia não passa seu tempo dando multas de transito.

favela

3. Roppongi, Tóquio

Roppongi é um bairro residencial cheio de escritórios de alto padrão localizado em Tóquio> O bairro também é um local de diversão noturna como Kabukicho e muitos outros bairros de Tokyo.

Os EUA já emitiram alerta aos turistas para evitar esse local, porém o perigo é só a noite em bares, clubes e boates, onde muitos estão embriagados. É possível acontecer aqueles ataques de tarados e até sequestros.

favela

4. Shinsekai, Osaka

Em 1912, Shinsekai foi o bairro mais moderno e cosmopolita do Japão. Ele foi modelado como as ruas de Paris e inclui um grande ultramoderno parque de diversões (Luna Park).

O Luna Park sofreu uma série de incêndios logo depois que foi construído e fechou por volta de 1923. A área ainda tem uma atmosfera carnavalesca, e é uma das atrações mais populares de Osaka.

O bairro é preenchido com restaurantes baratos, lojas de souvenir e salas de pachinko. Apesar de sua popularidade com os turistas, alguns moradores de Osaka dizem que é uma área perigosa.

favela

5. Susukino, Sapporo

Susukino é um dos bairros mais famosos de Sapporo por seus restaurantes e bares noturnos. Por ser um bairro cheio de bares e casas noturna no meio de Sapporo, isso atrai bandidos e pessoas estranhas.

É incrível como Sapporo consegue ser menos conservadora que Tokyo e outras cidades turísticas. Andando pelas ruas você encontra cartazes em locais visíveis convidando para casas noturnas, ou mulheres com roupas provocantes como atendentes dos bares.

Susukino também é o que acontece muitos dos festivais de Sapporo, incluindo o Sapporo Snow Festival. Não há nenhuma razão para evitar a área (na verdade ele é considerado uma das principais atrações turísticas de Sapporo). Só esteja ciente de que não é o lugar mais seguro no Japão.

favela

6. Nakasu, Fukuoka

Nakasu é uma das maiores áreas de entretenimento no Japão. Como Susukino, é uma grande atração turística, mas não é totalmente seguro pela concentração de turistas e bares na região.

favela

7. Ueno, Tóquio

Ueno é o lar de muitas das melhores atrações de Tóquio, incluindo dezenas de museus, um grande parque e um jardim zoológico. O parque é popular entre os moradores de rua de Tokyo, isso pode ser um pouco perigoso. Há grupos da Yakuza nesse bairro, os japoneses não costumam visitá-lo a noite.

favela

Outros Bairros Perigosos do Japão

Geralmente é ficar alerta em qualquer bairro que tenha grande concentração de turistas ou que seja um distrito de casas noturnas, sunako, bares e clubes hostess. Esse cuidado é necessário em todos os países.

Não que você precise deixar de visitar pontos turísticos para isso, apenas tenha mais cuidado para não ser ludibriado por um japonês golpista. Eu mesmo já torrei dinheiro em bairros simples como Akihabara e Namba por causa da conversa de japonesas.

  • Santúario Yasukuni;
  • Kasumigaseki;
Compartilhe com seus Amigos!

7 comentários em “Favela no Japão – Os Bairros mais perigosos”

  1. Basicamente os bairros perigosos do Japão, são iguais aos seguros do Brasil. Kabukicho por exemplo é muito, mas muito mais tranquilo de andar do que na Augusta em São Paulo.

    Mas é como duz o ditado, não existe lugar 100% seguro (nem dentro de casa) rs

    Responder
  2. cara quando a pessoa pensa que não tem mais matéria boa, você vai lá e surpreende todo mundo, kkk
    GOSTEI!!!!

    Responder
  3. Acho interessante como o texto mostra que muitas vezes os turistas não vêem problema nos bairros, mas os japoneses vêem, isso mostra que estamos tão acostumados com a violência em nossos países que o que para nós é normal para eles é violento.

    Responder
  4. Morei por 2 anos em Shinjuku 6 cho-me, ao lado de kabuki-cho. Mas nunca vi nada demais lá, as vezes ouvia umas sirenes de ambulância e alguns bêbados perdidos!
    Roppongi via muita briga, ueno muito homeless e shinsekai era apenas uma rua muito movimentada com muitas lojas!

    Responder
  5. Um boa matéria. As pessoas precisam entender que não existem países 100% seguros. Mas ainda assim o Japão ganha de longe de muitos outros países no quesito segurança.

    Responder
    • pode apostar que se vc deixar seu carro com a chave na ignição em qualquer um desses bairros, vc tem a chanche minima dele ser roubado, mas nunca, jamais deixe seu passaporte a mostra… vai perder rapidinho

    • não sabia que existiam lugares assim no japão.obrigado kevin pelo artigo, pois num futuro próximo desejo conhecer este país in loco!

Comentários do site