¿Qué significa Shotacon y Shota?

[ANUNCIOS] Anuncio

Conhece o termo Shota? Neste artigo vamos entender o significado da palavra japonesa shotacon que também é um sub-gênero de anime e mangá. Conheça o oposto de lolicon, entenda as diferenças do Shotaro Complex.

O que significa Shotacon?

Shotacon é um subgênero de anime e mangá caracterizado por fortes relações românticas ou sexuais entre personagens masculinos mais velhos e personagens masculinos mais jovens.

A palavra “shotacon” é uma junção das palavras japonesas “shota” [ショタ], que se refere a um rapaz jovem, e “con” [コン], abreviação da palavra inglesa “connection” e “complex”.

O subgênero shotacon tem suas raízes em shōnen-ai, um gênero de manga e anime que se concentra nas relações românticas ou sexuais entre meninos jovens. O termo também pode referir-se a mangás e animes envolvendo romance entre um garoto jovem e uma mulher mais velha.

¿Qué significan shotacon y shota?
¿Qué significan shotacon y shota?

Shota – Oposto de Loli

Lolicon é um termo bastante popular para referir-se a paixão de algumas pessoas por garotas com aparência de criança, as famosas loli ou lolita. Já o termo Shotacon é o inverso, refere-se a paixão por homens com aparência de criança.

Apesar de como sub-gênero, referir-se a maioria das vezes a mangás e animes shounen-ai ou yaoi com garotos jovens se relacionando com mais velhos, o termo também é usado principalmente para referir-se ao interesse sexual por garotos jovens independente da opção sexual.

Ou seja, uma mulher pode ser shotacon, ou seja, pode sentir atração por garotos mais novos como os lolicon. Já shota, é como loli, refere-se aos garotos jovens ou rapazes que agem ou tentam parecer como crianças.

Infelizmente pesquisar por animes shotacon pode resultar em muitos sites apresentando animes do gênero homossexual, o que pode ser frustrante para algumas pessoas que estão apenas querendo ver um romance entre um jovem e uma mulher madura.

¿Qué significan shotacon y shota?

História e origem de Shotacon

O uso mais antigo conhecido do termo “shotacon” foi em uma manga doujinshi criada por Keitarō Arima e Shun’ichi Hirai, intitulada Shōtarō no Shotacon Kōsatsu, publicada em 1992.

O termo “shotacon” foi posteriormente usado em vários outros doujinshi manga, bem como em vários artigos e ensaios.

O gênero shotacon tem sido criticado por sua sexualização de menores, e tem sido acusado de promover a pedofilia. No entanto, o criador Hideo Azuma declarou que o shotacon não tem a ver com sexo, mas com a relação entre os personagens.

Comparte este artículo: