Traduções do japonês – Não dependa só delas


Post by //

Depois de dois meses inativo, estou voltando a escrever. E já estou de volta com um artigo sobre japonês. Nesse artigo, eu quero abordar um assunto que quase ninguém se dá ao trabalho de falar sobre: Tradução. Não a tradução de forma ampla, mas as traduções feitas da nossa língua pro japonês.

Tradução é algo que dá muito trabalho. Pra você ser um tradutor profissional, há de ter um conhecimento avançado na língua em que está se traduzindo. Pra se ter uma ideia, traduções do espanhol para o português já é algo que, ás vezes, é complexo pois há expressões figuradas e a linguagem coloquial é diferente do português, apesar da língua ser parecida.

Do inglês para o português é mais difícil pelo mesmo motivo. No entanto, o inglês é uma língua bem diferente do português. Ainda mais porque algumas figuras de linguagem do inglês não tem uma tradução exata.

E no japonês? Bem, no japonês é pior ainda. No japonês, a gramática é bem mais complexa e a figura de linguagem não há tradução certa. Alguns verbos funcionam como adjetivos no japonês, as partículas tem várias ou uma função específica e a tradução para o português ou inglês fica bastante vaga e só consegue se entender nas traduções literais.

Usa-se uma tradução aproximada ou uma interpretação para se entender o que está sendo falado/escrito em japonês. Para entender a sintaxe das frases, há de usar a tradução ao pé da letra. Inclusive, é uma boa dica pra quem está começando no japonês: Traduza tudo literalmente.

De primeira, vai ficar estranho. Mas, isso é uma questão de adaptação. O japonês funciona de uma forma totalmente diferente do português. Não é só a ordem das palavras que muda. É tudo. 

Traduções do japonês são, às vezes, uma dor de cabeça

traduções

Para começar, os adjetivos no japonês funcionam como verbos. Sabe o nome do site 好きです (Suki Desu)? Geralmente 好き é traduzido como “gostar” sendo que na verdade, 好き é um adjetivo no japonês. Quando um japonês diz: “あなたが好き” (anata ga suki), a tradução aproximada seria “Eu gosto de você” sendo que o 好き está sendo usado para classificar algo ou alguém. 好き vem de 好きな (sukina) que seria “desejável” ou “favorito” (também não há tradução exata) pois a palavra 好き é um adjetivo な. 

Uma outra situação seria o uso da palavra 起きる (okiru) que seria “levantar” (depois de acordar). Essa mesma palavra também significa “acontecer” (geralmente utilizado no contexto de situações desfavoráveis)立つ (tatsu) seria usado para “levantar” (ficar de pé).

Por isso que pra entender a sintaxe por trás das frases, não se deve confiar muito na tradução para o português. Óbvio que deve-se usar a tradução para saber o significado da palavra. No entanto, não se prenda muito àquele significado pois aquele pode não ser o único significado. É bom também estudar o verdadeiro uso da palavra no japonês.

 

 

 

[Total: 7 Nota: 3.9]
Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:


Comentários do site