Outros

Entrevista com Sarah do Faleemjapones

Entrevista com Sarah do Faleemjapones

Sarah é uma Youtuber Brasileira que fundou o Canal Faleemjapones em 2011, e ele está alcançando sua marca de 100K neste ano de 2016.

É muito difícil vermos canais para o aprendizado de Japonês aqui no Brasil. O canal da Sarah já possui diversos méritos dentre os alunos de Japonês do Brasil.

O maior diferencial do canal é a forma de ensino, um ensino divertido e eficiente, que visa todas as dificuldades que os estudantes possam vir a ter. Outro ponto forte é a carisma e o jeito da Sarah, ela consegue passar o que sente para os alunos, coisa que falta nos professores “robotizados atuais”.

Sarah irá abrir uma escola futuramente, e essa e outras coisas vocês irão ver abaixo!

Links: Canal e Site

Como foi sua infância?

Eu era uma criança muito ativa. Brincava na terra, adorava jogar bola, brincar de carrinho e de ensinar minhas bonecas a ler e escrever. Fazia desde os 9 anos trabalhos voluntários em asilos, creches, escolas para ensinar os alunos a dançar, fazer algum artesanato ou até mesmo apenas conversar. Viajámos bastante em família e adorava conhecer coisas novas.

Como é a sua relação familiar?

Muito boa, melhor impossível. Meus pais sempre me deram suporte em absolutamente tudo e, como várias famílias de origem italiana, somos muito unidos.

Por que você quis se tornar uma professora?

Desde pequena este é meu grande sonho, pois via meus pais, ambos educadores, corrigindo provas e preparando aulas com muito amor e dedicação. Daí cresceu a vontade. Com o tempo, fui vendo que a profissão era ainda mais bonita do que eu imaginava.

Qual foi o motivo de você querer conhecer o Japão, aprender japonês e se tornar uma professora de Japonês?

Na verdade não foi bem uma escolha. Minha mãe foi convidada para trabalhar como diretora em uma escola brasileira lá e eu fui junto. O motivo de ter aprendido japonês foi para acompanhar a matéria (estudava em um colégio internacional, mas as aulas eram em japonês).

O motivo de ser professora de japonês é que várias pessoas me diziam que eu ensinava inglês de uma forma divertida e fácil de entender, então resolvi passar isso para o japonês também, já que é uma língua super difícil e qualquer ajudinha já é uma grande mão na roda. Tento em minhas aulas fazer com que o difícil se torne misterioso, e com isso, prazeroso.

Foi difícil o seu aprendizado de Japonês?

MUITO! Me dedicava muitas horas diariamente para isso, inclusive todos os fins de semana.

Existe algum motivo para você ter criado o canal Faleemjapones que não seja o ensino em si?

Sim. Em 2011, não tinha nenhum canal ou quase nenhum blog relacionado à cultura/língua japonesa. Já que eu queria ensinar, resolvi criar o blog e posteriormente o canal no youtube. Queria ensinar gratuitamente e gostaria que as aulas fossem de fácil acesso.

Quais são os seus hobbies?

Ler, viajar, ensinar qualquer coisa, comer!

Qual foi sua reação ao visitar o Japão pela primeira vez?

Achei tudo muito diferente e achei os lugares extremamente apertados.

Quando você vai para o Japão, o que você mais sente falta do Brasil? E vice-versa?

No Japão, sinto muita falta de minha família e amigos. No Brasil, sinto falta da segurança, pontualidade e comidas.

Cada país tem coisas únicas, mas em algum momento você já pensou odiar um deles? Como por exemplo o Japão e Brasil, se sim, porque?

Odiar é uma palavra bem forte, mas eu não era muito fã da frieza e excesso de polidez dos japoneses. No Brasil me irrita a falta de seriedade e o famoso ´jeitinho brasileiro´, acho que antes de tudo devemos seu honestos.

Existe algo que você pretende fazer em um futuro próximo, que tire um pouco o seu foco no ensino de Japonês?

Ensino também português para estrangeiros e inglês. Porém, acho que tudo daqui pra frente será focado no ensino de alguma língua, já que é o que amo fazer. Pretendo futuramente levar grupos para conhecer o Japão, podendo explicar na nossa língua materna coisas sobre a cultura e história do país.

Quais são seus objetivos atuais?

Estamos abrindo nossa escola, então meu maior objetivo no momento é conseguir tempo ($$$) para abrir uma escola física em São Paulo, para conseguir fornecer um ótimo lugar e material para meus alunos.

Sarah, por favor nos diga sobre o curso e aulas que você pretende administrar.

Os cursos tem como diferencial esse ensino mais dinâmico, misturando informações sobre a cultura e vida atual no Japão. É um curso bem personalizado, ensinamos realmente o que o aluno necessita ou quer estudar. Já que as aulas são online, tenho vários alunos do Japão e de outros países como Canadá e Estados Unidos, inclusive um dos moradores de lá pode cair na sua turma!

Você pretende ter uma escola presencial ou online?

Ambas! Se tudo der certo, esse ano já abriremos nosso espaço físico!

Se for presencial, você irá se apresentar como dona e somente administrar ou irá dar aulas normalmente?

Me apresentar? Hm… darei aulas normalmente, mas cuidarei bastante também da parte pedagógica da escola no geral. Me apresentaria como diretora e professora, acho, apesar de não achar que o modo que me apresento mudaria alguma coisa.

Como serão as turmas?

As turmas no momento tem no máximo 4 alunos. Com um espaço físico, pode ser que aumente um pouco, mas não tanto.

E quanto ao preço? Será acessível?

Fizemos várias pesquisas sobre preço e tentamos deixar na média e em grupo, abaixo dela.

Qual a idade mínima para participar do curso?

Não temos idade mínima nem limite de idade.

Você acha que o seu curso irá se diferenciar dos outros existentes? Se sim, porque e em que quesitos?

Como disse anteriormente, gostamos de ensinar de um modo dinâmico e divertido, buscando sempre coisas fora das apostilas para sair um pouco da rotina, como trabalhar com músicas e seriados, etc. Outro diferencial, são os professores formados no Japão. Sabemos muito sobre como é a vida lá e o que seria melhor fazer em certas ocasiões. Acredito que poderíamos ajudar não só no aprendizado da língua, mas também seríamos um guia de sobrevivência no Japão.

O que você tem a dizer para as pessoas que estão pensando em aprender japonês ou que já estão iniciando o aprendizado?

Não desistam, de verdade. O começo é duro, nada é fácil. Porém, com muita dedicação, é possível chegar em qualquer lugar!
Cheguei no Japão não sabendo nem como se falava obrigada e consegui chegar no nível de fluência mesmo não sendo descendente. É possível! Basta força, garra e vontade! Boa sorte!!! <3

Como vimos, Sarah é uma pessoa muito extrovertida e comunicativa. Ela sempre faz o máximo para responder as dúvidas de todos.

É a primeira vez que entrevisto alguém, e admito que foi muito bom e proveitoso, espero cada dia melhorar mais como escritor e também aprender muito mais sobre o Japão e outras coisas de interesse próprio e mútuo.

OBS: Algumas perguntas possuem um tempo duradouro, e pode sofrer alterações por conta da Sarah, mas não mudaremos nada em relação a esse artigo futuramente!

Foto de perfil de Leonardo de Paula
Sou um estudante, mas dedico boa parte do meu tempo no aprendizado de Japonês e ao Suki-Desu. O Japão é o meu lugar ideal, pela sua cultura e idioma. Eu também curto animes, mangás, jogos, entre outros.

Senha perdida

Register

Bem vindo ao Suki Desu!

Olá aqui é o Kevin administrador do site e gostaria de convida-lo apenas uma vez a curtir nossa página do Facebook e convidar a conhecer o Japonês Expresso. Estamos sempre preparando conteúdo do Japão para você!

Conheça o novo curso de japonês expresso clicando aqui.