Cultura / Curiosidades / Japão / Jogos

Shogi – Xadrez japonês

Shogi – Xadrez japonês

O Xadrez teve origem de um jogo chamado Chaturanga na china. Enquanto a maioria do mundo joga o xadrez tradicional, o Japão e alguns países asiáticos tem sua própria versão de xadrez. A versão japonesa se chama Shogi (将棋). Neste artigo vamos aprender como jogar esse divertido e estratégico xadrez.

Dizem que o shogi foi introduzido no Japão no período Nara (704 a 790 d.C.). Se for o caso, então é possível que o shogi não tenha origens do chaturanga ou do xadrez chines. Existe uma notável as diferenças entre eles.  O objetivo do jogo é o mesmo do xadrez ocidental, “capturar o rei adversário”. Mas mudam-se as peças e o tabuleiro.

Como Jogar Shogi

A seguir vamos ver como se joga shogi, suas regras e o movimento das peças.

Peças

Se joga sobre um tabuleiro de 9 filas por 9 colunas.

Cada jogador dispõe de 20 peças iguais às do outro jogador. Se diferenciam as peças de um jogador das do outro pela direção que apontam sobre o tabuleiro. É assim definido pois uma vez capturada uma peça do adversário pode-se utilizar junto às outras peças de quem capturou. Além disso algumas peças têm desenhos em ambas as partes para identificar quando uma peça foi promovida. As 20 peças são as seguintes:

  • 1 rei
  • 2 generais de ouro
  • 2 generais de prata
  • 2 cavalos
  • 2 lanceiros
  • 1 bispo
  • 1 torre
  • 9 peões

Movimentos

De acordo com a imagem abaixo você pode ver todos os movimentos das peças no shogi, e ver como são parecidos com Xadrez ocidental.

shogipeças

Promoção

Quem chegar na zona de promoção pode escolher promover sua peça o que vai lhe dar novos movimentos.

  • O general de prata, o cavalo, a lança, ou o peão assumem o movimento de um general de ouro
  • A torre ou o bispo além do seu movimento normal ganha mais um movimento. Uma casa na diagonal no caso da torre e uma casa na horizontal ou vertical no caso do bispo.

A imagem abaixo mostra a zona e movimento de promoção, e a posição inicial mais o kanji de cada peça:

shogipeças

Quando uma peça chega às últimas três linhas ela pode ou não ser promovida. A decisão fica a critério do jogador. Ele tem a oportunidade de escolher se promove ou não suas peças, toda vez que movimentá-las por estas casas. Se o lanceiro, o cavalo ou o peão chegarem à última linha, a promoção torna-se obrigatória.

Todas as peças quando são promovidas tornam-se general de ouro, com exceção do bispo, torre e do próprio general de ouro. O bispo, além de seu movimento normal, ganha o direito de andar uma casa na vertical ou horizontal. A torre, além de seu movimento normal ganha o direito de andar uma casa na diagonal. O General de ouro não pode ser promovido.

Captura

Diferente do Xadrez, no Shogi não comemos peças, mas capturamos. Uma peça capturada é mantida na mão e pode ser trazida de volta ao jogo sob o controle do jogador que a capturou (recolocação), ou seja, passa a fazer parte do exército desse jogador como uma espécie de reserva (mas sem a promoção). No título a seguir, as regras para recolocação das peças.

Se um rei entrar sem querer na linha de ataque de uma peça, ele pode ser capturado e o jogo acaba.

Recolocação de peças

Em vez de fazer uma jogada normal, um jogador pode escolher uma das peças que capturou e recolocá-la (sem a promoção) no tabuleiro como uma peça sua. Regras:

  • A peça deve ser colocada em uma casa vazia (ou seja, não pode ser colocada e já capturar outra peça) de qualquer lugar do tabuleiro (desde que não caia nas restrições seguintes), até mesmo na zona de promoção, mas a promoção não é imediata (a promoção pode ocorrer normalmente nas jogadas seguintes).
  • Uma peça não pode ser colocada numa casa de onde não poderia fazer uma jogada legal (peões, lanças e cavaleiros na última linha, nem cavaleiros na penúltima).
  • Um peão não pode ser colocado em uma coluna que já contenha outro peão não promovido do mesmo jogador (“nifu”). Se um jogador já tiver um peão não promovido em cada coluna, não pode recolocar um peão em qualquer lugar; por esta razão, é comum a sacrificar um peão, a fim de ganhar flexibilidade para recolocação.
  • Ao recolocar um peão, não é permitido dar xeque-mate (“uchifuzume”), mas pode dar um xeque. Outras peças podem dar xeque-mate imediato ao serem recolocadas.
  • Um jogo é vencido por se fazer chequemate ao rei adversário. Por causa da regra de reintrodução de peças, um stalemate (que significaria um empate) é altamente improvável.
  • O Cheque perpétuo é proibido. O jogador que provoque semelhante situação é obrigado a abandoná-la.
  • A capacidade de recolocação do Shogi dá ao jogo riqueza tática e complexidade.

Download do Shogi

Caso você ficou interessado em jogar shogi, pode baixar um aplicativo para seu Smartphone ou Tablet, ou jogar online ou baixar em seu computador.

Espero que tenham gostado do artigo! Contamos com seu possível compartilhamento!

Foto de perfil de Kevin
Sou criador de conteúdo na internet, e web designer. Gosto muito do Japão e seu idioma, por causa de sua cultura rica e unica. Curto animes, doramas e jogos clássicos e desconhecidos.

Senha perdida

Register

Bem vindo ao Suki Desu!

Olá aqui é o Kevin administrador do site e gostaria de convida-lo apenas uma vez a curtir nossa página do Facebook e convidar a conhecer o Japonês Expresso. Estamos sempre preparando conteúdo do Japão para você!

Conheça o novo curso de japonês expresso clicando aqui.