日本证明没有必要使用枪支吗?

随着巴西暴力事件的增加,枪支的使用引发了关于社交网络的讨论。许多人希望巴西像美国那样做,并促进民众使用枪支。在本文中,我们将分析日本,并证明通过其历史和文化,拥有枪支可能是必要的,也可能不是必需的。

每个国家都有其自身的情况和情况,这些情况决定着应该和不应该使用和分配武器的方式。在日本本身,枪支在其历史和文化中起着非常重要的作用。在本文中,我们要解决几个问题,例如:

我完全反对使用枪支,但是如果要在因裁军而死的人数超过土匪的无辜人民之间做出选择,我宁愿武装人员杀死土匪。我们必须首先考虑这是否必然是结束巴西不安全局势的最佳步骤。

在日本乃至全世界,有多少人死于枪支?

在巴西,每年枪支死亡人数超过50,000,而在美国,这一数字通常在30,000。日本呢?实际上,在日本,每年每年死于枪支的人数通常不超过10人。

美国人口中约有90%武装,而巴西人口中有8.8%武装,而在日本,甚至不是所有警察都武装。即便如此,枪支仍占巴西凶杀案的70%以上,而在美国,这一数字高出5倍,其中很大一部分来自 自杀.

日本的枪支

在过去的30年中,巴西枪支造成的死亡人数上升了346.5%,而一些国家的死亡率每年都在下降。即使邻国和著名的墨西哥的统计数字也低于巴西,尽管它们拥有的枪支和毒品贩运几乎是巴西的两倍。

像韩国和新加坡这样的国家禁止枪支死亡,枪击死亡率低。即使拥有30%的武装人口,冰岛的枪杀人数也是最低的国家之一。显然,枪支在不同国家的指数中并没有太大差别。这完全取决于国家的运作方式,文化和法律。

在日本买枪很难吗?

当我们谈论枪支所有权时,人们认为在巴西和日本绝对禁止拥有枪支,一个大的事实是,任何人都可以根据法律携带枪支,但两国都有成千上万的严格规定,所有这些的昂贵成本。

日本的枪支

最近发生的一些变化使日本对枪支拥有的限制更加严格,因为有时候日本人可能拥有甚至美国人都无法拥有的武器。如今,即使在日本使用气枪,也需要获得许可证。

在日本,一个人需要参加几次射击训练,通过笔试,在医院进行心理和药物测试,并对他的生活和犯罪记录进行大检查。在家里,武器应存放在与弹药分开的安全地方。毕竟,您将被允许使用a弹枪或气枪进行狩猎。

即使在日本拥有枪支许可证,您每次打猎时也需要向警察报告,以及将使用多少枚子弹。搜寻之后,您需要报告每个子弹的目标,被发射了多少发射击,有多少击中了目标以及缺陷所在。每年您都会受到警察的检查。

日本的枪支

像在任何国家的犯罪分子中一样,非法武器也在日本流通。幸运的是,由于严格的日本法律,它们很少用于盗窃或抢劫。非法进口武器也很罕见,一些罪犯的武器是简单的战利品。

日本武器的历史以及如何被禁止

日本将其大部分历史花费在内战中。1500年,荷兰人带来了一种名为火柴锁的武器,该武器在战国时期曾参与战争。同时,日本已成为世界上最大,最优质的武器制造商。

武器允许在战斗中使用农民,因为不需要太多的训练和经验,例如剑和弓。枪支帮助 织田信长,丰臣秀吉和德川家康统一了日本。 德川幕府 这被认为是日本历史上最长的和平时期之一。

日本的枪支

丰臣秀吉禁止农民拥有武器以防止叛乱。统一后不久,日本的枪支及其制造被完全禁止使用剑。总体而言,武器的所有权受到严格限制,甚至武士阶级也变成了官僚。

第二次世界大战后,随着庞大的日本军队的结束,枪支的普及程度进一步降低。的 屋久座 而且日本罪犯每年都以惊人的速度减少,尤其是流氓使用武器的情况,这给日本及其人民带来了更多的和平。

日本人如何看待枪支?

大多数日本人从来没有见过枪,更不用说开枪了。在大多数时候,只有高级警察,罪犯,猎人和军事人员才能使用枪支。这使得日本人不太可能拥有枪支。

日本人的现实让他们认为,如果像美国这样的国家放下武器,暴力就会消失。日本甚至不考虑持械抢劫或汽车抢劫的想法。

日本的枪支

在美国和巴西这样的国家,枪支似乎更有道理,而日本则不像日本,日本在许多人看来都是幻想世界,但实际上并不需要担心暴力和武器。

不仅日本人,其他一些发展中国家也对美国的枪支文化持非常消极的态度。在大多数发布枪支的国家/地区,它们的常见用途是狩猎而不是自卫(尤其是因为没有必要)。

除了电子游戏外,日本唯一流行的枪支爱好是气枪。在日本,您会发现种类繁多的气枪,甚至近年来有关气枪的动漫和漫画也已推出。

日本的枪支

在日本,甚至没有狩猎动物如此流行,在日本,大多数拥有枪支来狩猎的人都是将其作为工作而非运动来进行。通常只有具有国际关系的高级人士才将狩猎作为嗜好。

日本没有枪支怎么能安全?

日本文化的各个方面使日本成为一个没有武器和暴力的地方。严格的法律,教育和社会条件使日本人能够和谐相处,而无需思考或尝试做恶。这种僵化的文化和社会压力有其后果,但这是该国安全的关键因素。

我可能需要花几年的时间来解释日本人和巴西人之间的文化差异以及它如何严重影响每个国家的安全。有人以巴西为大国和边界国为借口,而日本只是一个小岛,但是如果我们分析邻国的数据,这种想法是不正确的。

日本的枪支

国家之间的差异是文化的,而不是地理的。巴西只需要执行严格的法律并投资于教育,就可以彻底结束这些令人恐惧的枪支犯罪和死亡统计数字。如果人们对他人和知识有更多的兴趣,那么可以避免许多这样的事情。

实际上,在国内目前的情况下,我看到的只是武器的释放,没有严格的控制,没有刑法和刑罚的变化。更不用说在文化上巴西人不准备拥有武器。并非所有警察都表现出使用它们的能力。

我不反对释放武器,我只是认为在不改变我们巴西有缺陷的法律的情况下释放武器不是一个好主意。在本文中,我只想介绍使国家安全的不是武器,而是法律和教育。

我认为,对巴西而言,唯一,最好的解决方案就是像在新加坡那样做,以根除一切邪恶。改变是可能的,因为日本和新加坡都是暴力国家,成为和平国家。那是你吗?你有什么感想?希望您喜欢这篇文章,感谢您的分享,并希望听听您的评论。

分享这篇文章:


《Japão prova que armas de fogo não são necessárias?》有20条评论

  1. Há outro ponto relevante que não foi abordado – e nem culpo o autor, já que mesmo fontes tidas como idôneas, como o Mapa da Violência, costumam passar batido: qual a origem e situação das armas que ocasionam estas mortes. Para isso, geralmente é preciso ler as tabelas com dados de diferentes classificações e cruzá-los.

    我解释。

    São situações completamente diferentes: a) uma morte por meio de uma arma obtida e mantida dentro da lei e comete homicídio (e.g. um caso em que um cidadão, passando pelos mecanismos de controle, obtém uma arma e a usa indevidamente em uma briga após um acidente de trânsito, ou um homicídio em massa seguido de suicídio, ou, no limite, uma pessoa íntima subtrai a arma para utilizá-la), b) uma morte por meio de arma legal, em situação lícita (como exemplo mais óbvio: legítima defesa real própria mediante tentativa de assalto – roubo ou latrocínio), ou c) morte por meio de armas ilegais, geralmente por criminosos “de carreira”, sejam de uso proibido para civis (obtidas por contrabando do exterior ou de integrantes corruptos das próprias Forças Armadas, que costumam ter como destinatários integrantes de alguma das dezenas de facções criminosas do país) ou de uso permitido para civis dentro de certos parâmetros (mas que são ou roubadas ou traficadas, frequentemente com numeração raspada).

    Tratar especificamente da legislação em torno das restrições à posse ou ao porte de armas costuma influir primariamente nas mortes da categoria “a”. Mortes naquela parcela se dão porque há algo muito errado com o sistema – e aqui me refiro desde a legislação até fatores culturais graves -, com o sujeito que comete o ato ou com ambos. Aqui se pode falar em lei falha, ou em algum fator cultural crítico, pois é nesta parcela que poderíamos encaixar casos como o massacre de Columbine, qualquer caso em que o sistema permita que alguém sem condições não tenha condições de possuir armas de fogo – inclusive por negligência em mantê-la longe de quem não deva acessá-la -, etc. Aqui, também, cabem os casos de abusos de profissionais de segurança.

    第二批案件是不可避免的类型的问题,或者是最坏的情况。窃贼为了与警察交换枪声而被杀,或者为了自卫而被平民杀害,这并不是我的睡眠。例如,辩解性的自卫或必要状态是令人遗憾的死亡,但也无能为力。我认为出于讨论的目的,该类别无需进一步说明。

    A posse de armas pelos cidadãos, com os cuidados necessários, serve para inibir as mortes da categoria “c”, o tipo mais impérvio às soluções derivadas de mudanças legislativas e culturais, e que são a maior parcela do total de mortes por armas de fogo. Nos Estados Unidos, são exatamente os estados com maior liberação de armas que contabilizam as menores quantidades de mortes por armas de fogo. O que tende a se suceder, com a liberação das armas, é um aumento relativamente pequeno da quantidade de mortes que se encaixam na primeira categoria e uma diminuição significativa nas mortes da última categoria.

    考虑到历史上几乎每一个成功的专制都导致了他所统治的人民的先前裁军,而这并没有进入将武器作为人民反对暴政的最后手段的政治辩论。

    就是说,我本人认为,总体而言,巴西存在严重的文化问题,包括性格上的问题,这些问题促进了我们所处的状态。但是,为了不赘述,我仍然坚持认为,关于与公共安全有关的武器,没有武器比使用武器更糟。

    • É um bom ponta a abordar, principalmente se tratando dos USA. E realmente, até mesmo no Brasil o número de mortes por arma, grande parte são de criminosos e bandidinhos que devem para traficantes, então não da pra alarmar esse número gigante… Mas o ponto de destaque do Japão é realmente a falta de necessidade dessas armas, sua capacidade de evitar sua proliferação no país, tanto entre cidadões como polícia ou até os bandidos do país não precisam delas. Claro que como vc disse, fatores culturais, geográficos e leis colaboram muito nesse sentido. Não da para comparar de forma justa… mas se o Japão e Singapura conseguiu sair da desgraça de guerras e violência eliminando armas, qualquer um pode. Claro que isso nunca vai acontecer aqui ou nos EUA, por isso a alternativa sua é melhor, mas ainda é assustadora, principalmente se tratando de brasileiros rsrsrs.

  2. Há outro ponto relevante que não foi abordado – e nem culpo o autor, já que mesmo fontes tidas como idôneas, como o Mapa da Violência, costumam passar batido: qual a origem e situação das armas que ocasionam estas mortes. Para isso, geralmente é preciso ler as tabelas com dados de diferentes classificações e cruzá-los.

    我解释。

    São situações completamente diferentes: a) uma morte por meio de uma arma obtida e mantida dentro da lei e comete homicídio (e.g. um caso em que um cidadão, passando pelos mecanismos de controle, obtém uma arma e a usa indevidamente em uma briga após um acidente de trânsito, ou um homicídio em massa seguido de suicídio, ou, no limite, uma pessoa íntima subtrai a arma para utilizá-la), b) uma morte por meio de arma legal, em situação lícita (como exemplo mais óbvio: legítima defesa real própria mediante tentativa de assalto – roubo ou latrocínio), ou c) morte por meio de armas ilegais, geralmente por criminosos “de carreira”, sejam de uso proibido para civis (obtidas por contrabando do exterior ou de integrantes corruptos das próprias Forças Armadas, que costumam ter como destinatários integrantes de alguma das dezenas de facções criminosas do país) ou de uso permitido para civis dentro de certos parâmetros (mas que são ou roubadas ou traficadas, frequentemente com numeração raspada).

    Tratar especificamente da legislação em torno das restrições à posse ou ao porte de armas costuma influir primariamente nas mortes da categoria “a”. Mortes naquela parcela se dão porque há algo muito errado com o sistema – e aqui me refiro desde a legislação até fatores culturais graves -, com o sujeito que comete o ato ou com ambos. Aqui se pode falar em lei falha, ou em algum fator cultural crítico, pois é nesta parcela que poderíamos encaixar casos como o massacre de Columbine, qualquer caso em que o sistema permita que alguém sem condições não tenha condições de possuir armas de fogo – inclusive por negligência em mantê-la longe de quem não deva acessá-la -, etc. Aqui, também, cabem os casos de abusos de profissionais de segurança.

    Os casos da segunda parcela são problemas do tipo inevitável, ou o menos pior dos males. Assaltante morto em troca de tiros com a polícia, ou morto por civil em caso de legítima defesa, não é algo que tira meu sono. Legítima defesa putativa escusável ou estado de necessidade, por exemplo, são uma fatalidade lamentável, mas também não haveria o que pudesse ser feito. Acho que essa categoria dispensa maiores explanações para o fito da presente discussão.

    A posse de armas pelos cidadãos, com os cuidados necessários, serve para inibir as mortes da categoria “c”, o tipo mais impérvio às soluções derivadas de mudanças legislativas e culturais, e que são a maior parcela do total de mortes por armas de fogo. Nos Estados Unidos, são exatamente os estados com maior liberação de armas que contabilizam as menores quantidades de mortes por armas de fogo. O que tende a se suceder, com a liberação das armas, é um aumento relativamente pequeno da quantidade de mortes que se encaixam na primeira categoria e uma diminuição significativa nas mortes da última categoria.

    E isso sem entrar no argumento político das armas como um último recurso da população contra a tirania, considerando que praticamente todo déspota bem sucedido da História procedeu ao prévio desarmamento do povo que dominou.

    Dito isto, eu mesmo acho que, em geral, o Brasil tem sérios problemas culturais, inclusive no sentido de caráter, que facilitam o estado em que nos encontramos. Porém, para não me alongar, ainda sustento que, no tocante às armas com relação à segurança pública, é pior sem elas do que com.

    • É um bom ponta a abordar, principalmente se tratando dos USA. E realmente, até mesmo no Brasil o número de mortes por arma, grande parte são de criminosos e bandidinhos que devem para traficantes, então não da pra alarmar esse número gigante… Mas o ponto de destaque do Japão é realmente a falta de necessidade dessas armas, sua capacidade de evitar sua proliferação no país, tanto entre cidadões como polícia ou até os bandidos do país não precisam delas. Claro que como vc disse, fatores culturais, geográficos e leis colaboram muito nesse sentido. Não da para comparar de forma justa… mas se o Japão e Singapura conseguiu sair da desgraça de guerras e violência eliminando armas, qualquer um pode. Claro que isso nunca vai acontecer aqui ou nos EUA, por isso a alternativa sua é melhor, mas ainda é assustadora, principalmente se tratando de brasileiros rsrsrs.

  3. O problema do brasil é que as leis não são duras como no Japão, pois a glamurização da bandidagem é muito presente e o povo Brasileiro está farto disso, oque não dá mais pra aturar é essa palhaçada de bandido fazer e acontecer e ser tratado como celebridade, exemplo dessa nojeira toda e o maniaco do parque, que depois de ter matado varias mulheres, recebe cartas de amor de outras mulheres na prisão é como dizem por aí “No Brasil o poste urina no cachorro,a banana come o macaco e o rato bate no gato”.

  4. O problema do brasil é que as leis não são duras como no Japão, pois a glamurização da bandidagem é muito presente e o povo Brasileiro está farto disso, oque não dá mais pra aturar é essa palhaçada de bandido fazer e acontecer e ser tratado como celebridade, exemplo dessa nojeira toda e o maniaco do parque, que depois de ter matado varias mulheres, recebe cartas de amor de outras mulheres na prisão é como dizem por aí “No Brasil o poste urina no cachorro,a banana come o macaco e o rato bate no gato”.

  5. 我以为我会读懂的文字,但我读了很多肥料!

    1 – Começou com besteiras, atribuindo posse/porte com suicídio, sendo que o PRÓPRIO JAPÃO É UM DOS PAÍSES COM MAIOR ÍNDICE DE SUICIDO E NÃO É PERMITIDO TER ARMAS!

    2 – No Brasil e Japão NÃO É PERMITIDO TER ARMAS! Você afirmar que pode ter armas, pq TEORICAMENTE PERMITE, NÃO QUER DIZER QUE REALMENTE PODE TER ARMAS! Vou explicar, no Brasil para ter POSSE de uma arma, precisa ganhar no MINIMO 4 mil reais, para poder arcar com custos das licenças, treino, armas + a POSSIBILIDADE DO DELEGADO NEGAR SEU PEDIDO! Já que precisa JUSTIFICAR UMA REAL NECESSIDADE! POREM, ISSO É SUBJETIVO! Já vi delegados literalmente cagando pelos dedos ao escrever a justificativa da negação. A observação, precisa estar empregado.

    3 – Fala do mito que se reduz a criminalidade de um país com educação, pois no Brasil a região que mais se desenvolveu foi o Nordeste e a criminalidade explodiu também. Países como Paraguai, Uruguai, que tem índice de escolaridade inferior ao Brasil também são mais seguros!

    4 – Transformar armas Airsofts em Armas reais, tive que dar risada, um verdadeiro energúmeno para falar isso, TU NUNCA PROCUROU A RESPEITO DO ASSUNTO! NENHUM CALIBRE de arma real cabe dentro da culatra ou cano de uma Airsoft, existe 3 tipos de mecanismos de airsofts, (Mola, Elétrica e Gás) NENHUM desses mecanismo dispara um projetil.

    Mas a maior BESTEIRA MESMO, que foi tanta defecação que eu fiquei confuso, o ser humano não tem direito de se defender? Ou a arma não serve para defender? Em todas as regiões aonde se libera posse/porte de armas a criminalidade cai, exemplo: Chicago, e aonde se proíbe a criminalidade aumenta, exemplo: Austrália, Brasil.

    • 错误的是,日本已不再是自杀率最高的10个国家之一。与人口规模成正比,人数仍然很高,但韩国,俄罗斯等数十个其他国家的比率更高。这个问题更多是文化上的,西方化解决了。

      2 – Esse artigo foi escrito antes da nova lei do Bolsonaro, mas sim acredito que sempre teve a oportunidade de pessoas terem a posse de arma assim como no Japão, para pessoas específicas e depois de inúmeros testes e requisitos.

      3 – Educação e Brasil nunca foram sinônimos. O problema educacional do Brasil está bem longe de apenas ensinar as coisas na escola, está na cultura brasileira uma atitude egoista e imoral.

      4 – Essa do airsoft concordo que vacilei, mas tinha pesquisado o assunto e encontrado um vídeo ensinando isso, depois fui rever o vídeo e notei nos comentários que afirmaram ser fake.

      Eu não sou contra as armas, mas vc quer comparar países onde a Lei funciona com países como Brasil? Antes de liberar as armas no Brasil tem que mudar o povo e as leis…

      O objetivo do artigo foi explicar como o Japão é seguro mesmo sem armas de fogo. E que sim, é possível um país ser seguro sem armas de fogo, mas em momento algum eu acredito que armas de fogo não são boas para diminuir o crime, acho que são bem efetivas sim, mas não é a única solução e nem uma solução funcional em países malucos como Brasil. Mas apoio totalmente com a nova Lei do Bosolnaro e se quiser podem diminuir ainda mais os requisitos…

  6. 我以为我会读懂的文字,但我读了很多肥料!

    1 – Começou com besteiras, atribuindo posse/porte com suicídio, sendo que o PRÓPRIO JAPÃO É UM DOS PAÍSES COM MAIOR ÍNDICE DE SUICIDO E NÃO É PERMITIDO TER ARMAS!

    2 – No Brasil e Japão NÃO É PERMITIDO TER ARMAS! Você afirmar que pode ter armas, pq TEORICAMENTE PERMITE, NÃO QUER DIZER QUE REALMENTE PODE TER ARMAS! Vou explicar, no Brasil para ter POSSE de uma arma, precisa ganhar no MINIMO 4 mil reais, para poder arcar com custos das licenças, treino, armas + a POSSIBILIDADE DO DELEGADO NEGAR SEU PEDIDO! Já que precisa JUSTIFICAR UMA REAL NECESSIDADE! POREM, ISSO É SUBJETIVO! Já vi delegados literalmente cagando pelos dedos ao escrever a justificativa da negação. A observação, precisa estar empregado.

    3 – Fala do mito que se reduz a criminalidade de um país com educação, pois no Brasil a região que mais se desenvolveu foi o Nordeste e a criminalidade explodiu também. Países como Paraguai, Uruguai, que tem índice de escolaridade inferior ao Brasil também são mais seguros!

    4 – Transformar armas Airsofts em Armas reais, tive que dar risada, um verdadeiro energúmeno para falar isso, TU NUNCA PROCUROU A RESPEITO DO ASSUNTO! NENHUM CALIBRE de arma real cabe dentro da culatra ou cano de uma Airsoft, existe 3 tipos de mecanismos de airsofts, (Mola, Elétrica e Gás) NENHUM desses mecanismo dispara um projetil.

    Mas a maior BESTEIRA MESMO, que foi tanta defecação que eu fiquei confuso, o ser humano não tem direito de se defender? Ou a arma não serve para defender? Em todas as regiões aonde se libera posse/porte de armas a criminalidade cai, exemplo: Chicago, e aonde se proíbe a criminalidade aumenta, exemplo: Austrália, Brasil.

    • Errado, Japão não está nem mais entre os 10 países com maior índice de suicídio. Proporcionalmente ao tamanho de sua população o número ainda é alto, mas dezenas de outros países como Coreia do Sul, Russia possuem um índice muito maior. Esse problema era mais cultural, e foi resolvido com a ocidentalização.

      2 – Esse artigo foi escrito antes da nova lei do Bolsonaro, mas sim acredito que sempre teve a oportunidade de pessoas terem a posse de arma assim como no Japão, para pessoas específicas e depois de inúmeros testes e requisitos.

      3 – Educação e Brasil nunca foram sinônimos. O problema educacional do Brasil está bem longe de apenas ensinar as coisas na escola, está na cultura brasileira uma atitude egoista e imoral.

      4 – Essa do airsoft concordo que vacilei, mas tinha pesquisado o assunto e encontrado um vídeo ensinando isso, depois fui rever o vídeo e notei nos comentários que afirmaram ser fake.

      Eu não sou contra as armas, mas vc quer comparar países onde a Lei funciona com países como Brasil? Antes de liberar as armas no Brasil tem que mudar o povo e as leis…

      O objetivo do artigo foi explicar como o Japão é seguro mesmo sem armas de fogo. E que sim, é possível um país ser seguro sem armas de fogo, mas em momento algum eu acredito que armas de fogo não são boas para diminuir o crime, acho que são bem efetivas sim, mas não é a única solução e nem uma solução funcional em países malucos como Brasil. Mas apoio totalmente com a nova Lei do Bosolnaro e se quiser podem diminuir ainda mais os requisitos…

  7. 日本军国主义与武装人口无关。最近,日本在限制人们拥有武器的同时,正在对来自外部威胁的国家安全进行大量投资。与美国的军事同盟归功于《宪法》,该宪法禁止包括攻击另一个国家在内的许多事情,因此也就是自卫队的名称。美军可以通过攻击侵略者来进行反击。

  8. Militarismo japonês não tem nada a ver com a população armada. Ultimamente, o Japão está investindo pesado na segurança do país relativo às ameaças externas ao mesmo tempo que restringe a posse de armas pela população. A aliança militar com os EUA se dá em razão da Constituição que proíbe muitas coisas inclusive de atacar outro país, por isso o nome de forças de auto defesa. As forças americanas é que podem revidar atacando o país agressor.

  9. Realidades completamente diferentes, armas são a maior proteção de um povo e um país, o Japão possui laços com o Estados Unidos fortíssimos, laços de cooperação militar, exemplos, a Suíça é um dos países mais armados do mundo e ao mesmo tempo tão seguro com o Japão. A mentalidade e simples, defesa nacional, cidadão armados podem proteger o país em caso de invasão, na própria constituição americana, cidadão armados podem fazer milícias para deter um governo autoritário, e possíveis invasões, eu digo uma coisa, se os americanos se desarmarem, em menos de um menos acontecem uma revolução comunista no país, como o amigo comentou aqui, o Japão é ”um ponto fora da reta”, esses países que você citou no artigo, são países bem menores em relação ao Brasil, estão situados em outro cenário, e possui uma cultura e leis bem diferentes, o Brasil tem dimensões continentais, o nosso subsolo e riquíssimo, quem pode impedir se um país invade o Brasil? E se o nosso governo ou militares se voltarem contra o povo? Seremos massacrados sem nenhuma possibilidade de reagir, o mesmo vale para o Japão, você disse no artigo que o Brasileiro não está preparado, mas está errado, pois o porte de armas ‘já foi liberado’, e o nosso país era bem mais seguro. Enfim, isso foi um resumo, mas como disse são realidade diferentes, histórias diferentes, cultura e leis diferentes,defendo o porte de armas, principalmente cano longo, com restrições e muito treinamento, com leis mais sérias, mudança na forma de ensino, desenvolvimento econômico a situação muda, por fim, já imaginou se o Japão não fosse aliado dos Estados Unidos e China/Coreia do Norte resolvessem invadir o país, será que os militares japoneses iriam dar conta sozinhos?

    • Se você tiver percebido, eu também não sou contra, mas como você disse, com restrições, treinamentos e leis mas sérias… O triste é saber que até hoje não colocaram uma lei decente no país, se for como era no século passado, sem leis mais severas, nessa geração atual, com essa juventude perdida e com a mente deturpada cheia de ódio e raiva por qualquer coisa, acho que não daria certo. Colocando prisão perpetua e pena de morte e não soltando ladrões com meses na cadeia eu digo que é sucesso!

  10. Realidades completamente diferentes, armas são a maior proteção de um povo e um país, o Japão possui laços com o Estados Unidos fortíssimos, laços de cooperação militar, exemplos, a Suíça é um dos países mais armados do mundo e ao mesmo tempo tão seguro com o Japão. A mentalidade e simples, defesa nacional, cidadão armados podem proteger o país em caso de invasão, na própria constituição americana, cidadão armados podem fazer milícias para deter um governo autoritário, e possíveis invasões, eu digo uma coisa, se os americanos se desarmarem, em menos de um menos acontecem uma revolução comunista no país, como o amigo comentou aqui, o Japão é ”um ponto fora da reta”, esses países que você citou no artigo, são países bem menores em relação ao Brasil, estão situados em outro cenário, e possui uma cultura e leis bem diferentes, o Brasil tem dimensões continentais, o nosso subsolo e riquíssimo, quem pode impedir se um país invade o Brasil? E se o nosso governo ou militares se voltarem contra o povo? Seremos massacrados sem nenhuma possibilidade de reagir, o mesmo vale para o Japão, você disse no artigo que o Brasileiro não está preparado, mas está errado, pois o porte de armas ‘já foi liberado’, e o nosso país era bem mais seguro. Enfim, isso foi um resumo, mas como disse são realidade diferentes, histórias diferentes, cultura e leis diferentes,defendo o porte de armas, principalmente cano longo, com restrições e muito treinamento, com leis mais sérias, mudança na forma de ensino, desenvolvimento econômico a situação muda, por fim, já imaginou se o Japão não fosse aliado dos Estados Unidos e China/Coreia do Norte resolvessem invadir o país, será que os militares japoneses iriam dar conta sozinhos?

    • Se você tiver percebido, eu também não sou contra, mas como você disse, com restrições, treinamentos e leis mas sérias… O triste é saber que até hoje não colocaram uma lei decente no país, se for como era no século passado, sem leis mais severas, nessa geração atual, com essa juventude perdida e com a mente deturpada cheia de ódio e raiva por qualquer coisa, acho que não daria certo. Colocando prisão perpetua e pena de morte e não soltando ladrões com meses na cadeia eu digo que é sucesso!

  11. Japão é “um ponto fora da reta”, graças às características culturais do povo japonês que desde pequeno é doutrinado (ou educado se preferir) para seguir regras de comportamento, e a eficiência, diga-se de passagem, da polícia japonesa.

    No Brasil estimula-se a Anarquia Socialista, por isso, embora eu defenda o porte de armas, acho que em terras tupiniquins é necessário ter extrema cautela na liberação do porte!

  12. Japão é “um ponto fora da reta”, graças às características culturais do povo japonês que desde pequeno é doutrinado (ou educado se preferir) para seguir regras de comportamento, e a eficiência, diga-se de passagem, da polícia japonesa.

    No Brasil estimula-se a Anarquia Socialista, por isso, embora eu defenda o porte de armas, acho que em terras tupiniquins é necessário ter extrema cautela na liberação do porte!

发表评论